Estudo Bíblico – Início da Lição 5: Entrando na Terra Prometida


Em primeiro lugar, peço desculpas àqueles que por meses andaram a se perguntar: “E o curso bíblico, não vai continuar?” Com toda razão o fizeram e eu, com minhas desculpas, agora lhes informo que foi por conta de minha falta de disciplina e demasiado descontrole das minhas atividades, acabei por negligenciar meu compromisso de concluir essa tradução. Pois bem, são 2 da manhã agora. Com a ajuda de Deus, hei de chegar lá!

I. Resumo e Visão Geral

Esta lição é longa. Iremos do livro de Josué ao livro de Malaquias.

Não há necessidade de ler tudo em um só fôlego. Mas uma vez que a lição estiver concluída, teremos completado o Antigo Testamento. Teremos lido todos os livros do Antigo Testamento em seu contexto histórico e de acordo com a interpretação religiosa da Igreja Católica.

No final desta lição, vamos ter uma visão ampla de toda a história da salvação disse no Antigo Testamento. A partir daqui vamos estar prontos para uma compreensão mais profunda no Novo Testamento, o tema da próxima e última lição.

Antes de continuar a história da peregrinação de Israel à Terra Prometida, nós recapitularemos os objetivos deste curso para iniciantes:

Queremos dar um esboço, um guia básico para sua caminhada pela Bíblia. Não vamos verso por verso em cada livro. Mas se você estudar e analisar essas lições vai ter um bom conhecimento das questões-chave e das principais questões de cada livro, e um bom entendimento da história que narra a Bíblia desde da primeira à última página.

Para aproveitar estas lições, estude com sua bíblia aberta e procure todas as citações que mencionamos. Nós selecionamos e organizamos estas citações para mostrar como a Bíblia está ligada por certos temas e propósitos bem definidos, e elas nos ajudarão a saber como relacionar um livro com os outros. Apenas ao lerem as citações de cada estudo, terão lido uma parcela significativa das Escrituras.

Voltemos à história da nossa salvação.

O Cerco de Jericó

 II. Entrando na Terra Prometida

Josué em Jericó

Iniciaremos com a história de Josué, o sucessor que Moisés escolheu pessoalmente (cf. Dt 31, pessoalmente, 14-15. 23; 34, 9).

O livro de Josué é uma ponte entre o Pentateuco (o nome de todos os cinco livros de Moisés: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio) e outros livros do Antigo Testamento.

Sob a liderança de Josué, o Povo cruza o rio Jordão e conquista grande parte da Terra Prometida a Abraão, Moisés e os israelitas (cf. Gen. 17, 8; Ex 3. 8) em uma série de campanhas militares contra reis cananeus (cfr. Jos 1-12).

A batalha mais famosa no cerco de Jericó, não foi sequer uma batalha (Josué 6). Conheçamos sua história: durante seis dias os israelitas marcharam em torno da cidade, precedidos pela Arca da Aliança, que Deus ordenou a Moisés que fizesse em Sinai para acompanhar o povo em sua peregrinação (cf. Ex 25, 10, 21-22;. Num 10, 22; 14,44), carregada por sete sacerdotes. No sétimo dia, eles deram voltas ao redor da cidade sete vezes, depois soaram as trombetas, deram um grande grito e viram as muralhas se desintegraram.

A vitória foi um precedente para a conquista da Terra Prometida pelos israelitas: em cada fase, ganharam-se as batalhas não por poder militar, mas por meio de sacerdotes e pela religião.

Como os israelitas atravessaram o Mar Vermelho em terra seca, seguindo a coluna de fumaça, simbolizando a presença de Deus, Josué afastou as águas do Jordão e o Povo seguiu à Terra Prometida, precedidos pela arca da presença de Deus (cf. Ex 12-14; Jos. 3, 13-14).

Atravessaram o Jordão no mesmo mês em que tinham atravessado o Mar Vermelho (cf. Jos 3,15 ; 5:10) e, tabém como Moisés e no Êxdo, as circuncisões são realizadas a Páscoa é celebrada antes de atravessarem o rio (Jos 5).

A Arca da Aliança do Senhor é crucial para entender o caráter religioso da missão de Josué. E veremos que nos livros de Josué, Juízes, Reis e Crônicas, a Arca da Aliança é o símbolo da eleição final de Israel por Deus como Seu povo escolhido.

Dentro da Arca haviam sinais de aliança de Deus com Moisés, as Tábuas da Lei; a vara de Arão, e o Maná do deserto (He 9, 4). A Arca era o sinal da presença real de Deus com Israel, Sua morada.

É importante notar que, no livro de Josué, a Arca não é apenas o símbolo de uma divindade tribal ou nacional, como aqueles dos pagãos, mas um sinal de que o Senhor do Universo, o único Deus, quer viver com todo Seu povo. Josué diz: “Vós quereis um sinal de que o Senhor, o Deus vivo, é no meio de vós … A Arca? Aliança do Senhor de toda a terra vai atravessar o Jordão antes de vós “(cf. Jos. 3, 10-11).

Espinhos e Farpas remanescentes

Apesar das vitórias de Josué, Israel havia conquistado muito, mas não toda a Terra Prometida quando ele morreu (Jg 1, 27-36; 3, 1-6).

O fato de que toda a terra não fora conquistada terá suas consequências na história do povo de Deus.

Deus ordenou a Israel expulsar todos os habitantes de Canaã e destruir todos os ídolos (cf. Nm. 33, 50-52). Ficaram cananeus entre eles, e Deus os tinha admoestado – “serão para vós como espinhos em vossos olhos e espinhos em vosso lados, e eu vou tratá-lo da maneira pensado para tratá-los “(cf. Nm. 33, 55-56).

Às vezes, temos dificuldade em compreender por que Deus pode ordenar ou permitir que os israelitas fizesse uma guerra genocida contra os povos que habitam a Terra Prometida (cf. Deut. 20, 16- 17). Massacre, é claro, não é o caminho de Deus.

Na verdade, devemos entender essas ordens como concessões relutantes do Pai Divino, sua triste aceitação da fraqueza espiritual de Seu (povo) primogênito. Mais tarde, durante a monarquia de Davi e Salomão, e pela palavra dos profetas, o verdadeiro caráter Israel será revelado.

Sua missão é ser uma nação entre as nações como um sinal de providência e sabedoria de Deus, um povo enviado para ensinar e converter as nações ao caminho do Deus vivo.

Deus sabia que seus filhos escolhidos não estavam espiritualmente e moralmente preparados para viverem entre idólatras pagãos, na terra do outro lado do Jordão.

 

 

Anúncios

Sobre Hellen

Católica militante, expatriada, mãe e arquiteta e estudante de Direito. Quando há tempo, engajada na "missão" de defender a fé católica e evangelizar aos irmãos católicos, especialmente aqueles afastados da Santa Fé . I am an expat architect, law student and Catholic mommy who's taken on blogging. I've doing this for a few years now and I'm totally hooked up. All for the Glory of God!
Esse post foi publicado em Apologética Católica e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Estudo Bíblico – Início da Lição 5: Entrando na Terra Prometida

  1. Carlos José de Sá Arruda disse:

    parabéns obrigado pelos esclarecimentos

    Curtir

  2. Patricia Melquiades de Sá disse:

    parabéns pelas postagens

    Curtir

Seja respeitoso. Não ataque o autor, debata sua idéia. Não use linguagem obscena, profana ou vulgar. Fique no tema do post. Comentários fora do tema original poderão ser excluídos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s