Estudo Bíblico: Lição 2 parte final


the_agony_in_the_garden

Leia as lições anteriores publicadas AQUI.

Como visto na semana passada, a lição 2 concentra-se na criação do homem, a jóia da coroa da criação de Deus. Nesta semana finalizamos a lição 2 mas nos ateremos, na lição 3, justamente no estudo de alguns do personagens chaves da História da Salvação. Juntos, caminhamos ao entendimento cada vez mais profundo das ações de Deus, através do séculos, para salvar a humanidade, a jóia da criação.

Ameaças de morte

Mas antes de irmos de Adão a Jesus, vamos estudar o significado da história. Deus disse a Adão e Eva que não comessem do fruto da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal, ou morreriam (Gn 2,17). Em hebraico há uma ameaça dupla de morte, com uma repetição. “Você vai morrer morrendo “ou” morrer a morte”. Por que a repetição da palavra “morrer”?  É possível morrer mais de uma vez?

A serpente contradiz diretamente a Deus. Ela diz a Adão e Eva: “Certamente não morrereis” (Cfr. Gn 3,4). Ela também diz: “Porque Deus sabe que no dia em que comerdes desse fruto, abrir-se-vos-á os olhos; então sereis como Deus e sabereis o que é bom e o que não é” (cf. Gn 3: 5). E é a verdade, eles não morreriam. Na verdade teriam os olhos abertos, assim como a serpente disse (Gen.3, 7). Até mesmo Deus diz: “Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente “(cfr. Gn 3,22).

Teria razão a Serpente? Teria Deus mentido? Certamente assim o parece. Parece, mas não é. Adão e Eva morrem espiritualmente quando comem o fruto proibido. A verdade da mentira de Satanás foi que Adão e Eva não morreriam corporalmente ao comerem o fruto da árvore. Adão e Eva perderam algo maior do que a vida de seu corpo físico. Eles perderam a vida sobrenatural, a vida da graça em suas almas.

Seduzidos a serem como deuses, “morreram a morte”. Sim, eles escolheram livremente, como Deus, eles exerceram o livre arbítrio. Mas a sua liberdade só os levou à escravidão. Seus olhos se arregalaram, e descobriram a sua nudez e sentiram vergonha. Sabemos que Satanás tem o “poder da morte” (cf. Heb. 2,14-15). Adão e Eva tivessem ouviu a Deus, cujo aviso soa como as palavras de Jesus: “E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo “(Mt 10,28).

A segunda vinda de Adão e Eva

Mas, mesmo quando seus filhos foram exilados do paraíso por causa do pecado, Deus promete a redenção, uma volta à casa.

Ele promete que sempre na história da humanidade haverá “inimizade” entre a serpente-Satanás e mulher, “a mãe de todos os viventes”, e entre seus descendentes (Gn 3, 15,20). Os primeiros Padres da Igreja chamaram isso de o “primeiro evangelho” (proto-evangelho). Deus estava prometendo, aqui nas primeiras páginas da Bíblia, um novo Adão e Nova Eva para desfazer o dano que tinham feito os primeiros.

Paulo chama Jesus de o “último Adão” ou o Novo Adão (cf. 1 Cor. 15, 21-22, 45-49). E a tradição da Igreja sempre viu Maria como a “Nova Eva” (cfr. CIC 410-411). Assim como Adão chamou à Eva “mulher”, Jesus chama à Maria “mulher” (cf. Gn 2,23 Jo. 2: 4). Em contraste, com Eva desobedeceram-se as ordens de Deus, Maria se entrega livremente à vontade de Deus e diz: “Fazei o que Ele vos diz ” (cf. Lc 1,38; Jo. 2: 5). Finalmente, como Eva era “a mãe de todos os viventes,” Jesus entrega sua mãe ao povo de Deus (cfr. Gn 3,20 e Jo 19,26). Jesus entra no mundo como o novo Adão, Ele que faz o que Adão não tinha feito. Ele vem, não para fazer a sua própria vontade, mas a do Pai que o enviou. Ele vem para servir e oferecer sua vida por muitos (cf. Mc 10,45 ;. Jo 15,13).

Jesus entra em um jardim e experimenta as ‘maldições’ de Adão, como o medo da morte, caindo ao chão e suando sangue no seu rosto, em agonia (cf. Gen 3,17-19; Mateus 26,36-46; Lucas 22,44). Ele foi coroado com espinhos e despojado de suas vestes, desnudado (cf. Mt 27, 29.31). E tomaram-no à uma árvore, a cruz, que a Igreja primitiva entendia como um símbolo da Árvore da Vida no Jardim (cf. Atos 5,30 ;. Gal 3,13; 1 Pe 2,24). No entanto, na Cruz, foi obediente a Deus, dizendo: “Não a minha vontade, mas a Vossa”(cfr. Mt 26,39). “Não se apegou à sua igualdade com Deus” (Fp 2: 5-11), algo que Adão queria, ser como deus, mas deu sua própria vida em sacrifício por um jardim, o mundo, e sua esposa a Igreja.

A esposa de Adão foi criada de sua costela, enquanto ele dormia. A Igreja, a noiva de Cristo, nasceu de sua costela também, o lado atravessado pela lança do soldado enquanto ele dormia a morte. De seu lado jorrou sangue e água, símbolos do Batismo e da Eucaristia (cf. Gn. 2, 21-22; Jo 19,34; CIC 766, 1067). Finalmente, Jesus ressuscitado aparece no jardim (perto de onde ele fora crucificado), uma mulher o confunde com um jardineiro, talvez numa referência a Adão e seu ofício (cf. Jo 19,41; 20, 14-18.). Tudo isso Deus havia prometido no “primeiro evangelho”. Mas ainda temos um longo caminho antes da vinda de Jesus. Na próxima lição, vamos reiniciar a história de onde havíamos parado, no Jardim.

Perguntas para estudo:

1. O que significa dizer que homem e mulher são feitos por Deus “à sua imagem e semelhança?
2 Por que podemos dizer que Adão é  ambos primogênito e sacerdote?
3 O que significa dizer que Gênesis 3 nos fala em “linguagem figurada?
4. O que quer dizer nahash em hebraico?
5. Qual foi o pecado de Adão?
6. Dê três exemplos de como Jesus, no Novo Testamento, é apresentado como o novo Adão.
Como três exemplos da Virgem Maria como a nova Eva.

Para sugerida rezar e refletir:
As leituras da Missa do primeiro domingo da Quaresma (Ciclo A): Gn 2, 7-9; 3, 1-7; Salmo 51, 3- 6, 12-14, 17; Rm 5,12-19; Mt 4, 1-11

Anúncios

Sobre Hellen

Católica militante, expatriada, mãe e arquiteta e estudante de Direito. Quando há tempo, engajada na "missão" de defender a fé católica e evangelizar aos irmãos católicos, especialmente aqueles afastados da Santa Fé . I am an expat architect, law student and Catholic mommy who's taken on blogging. I've doing this for a few years now and I'm totally hooked up. All for the Glory of God!
Esse post foi publicado em Apologética Católica, Curso Estudo Bíblico e marcado . Guardar link permanente.

4 respostas para Estudo Bíblico: Lição 2 parte final

  1. Alexandre de Castro Negreiros disse:

    Cara HELLEN,

    Pax Domini!

    Muito grato por mais este envio do estudo bíblico, uma pérola de muito proveito. Fraternalmente,

    Alexandre Negreiros.

    ________________________________

    Curtido por 1 pessoa

  2. Eduardo RP disse:

    Nossa Hellen, muito bom esta série de estudos bíblicos, obrigado! Nossa família agradece mesmo.

    Curtir

Seja respeitoso. Não ataque o autor, debata sua idéia. Não use linguagem obscena, profana ou vulgar. Fique no tema do post. Comentários fora do tema original poderão ser excluídos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s