O que é o cárcere ao qual Cristo desceu para pregar o Evangelho em 1 Pedro 3, 19?


Cristo desceu à Mansão dos Mortos

Muitos católicos não entendem o significado das palavras de São Pedro em sua primeira epístola  sobre a descida de Cristo à prisão ou cárcere. Muitos imaginam que trata-se do inferno dos condenados, uma vez que o termo prisão é, em algumas passagens da bíblia, usado para denotar o lugar inferno. Outros supõem ser este cárcere um lugar de expiação, espera ou purgação. Vejamos o que diz a exegese católica sobre esta passagem tão controversa.

 A interpretação verdadeira e comum desta passagem, de acordo com a edição da bíblia católica Haydock de 1859 parece ser que,  a alma de Cristo, após a separação do corpo e antes da ressurreição, desceu a um lugar nas partes interiores da terra, chamado de mansão dos mortos ou inferno (observe aqui que a palavra inferno neste texto não se refere ao infernum danatorium, ou seja, o lugar para onde vão as almas condenadas à morte eterna – Mais detalhes AQUI) , mas  tal e qual chamado no credo dos apóstolos  – às vezes chamado seio de Abraão, às vezes Limbus Patrum [Limbo dos Padres], um lugar onde foram detidas todas as almas dos patriarcas, profetas e justos, como se fosse na prisão) e pregou a estes espíritos nesta prisão, ou seja, trouxe a boa nova que Aquele que era o seu Redentor seria agora  o seu libertador, e que em Sua Ascensão Gloriosa eles entrariam com ele no céu, onde antes do nosso Redentor, Jesus Cristo,  não podiam entrar. Pois de acordo com a promessa de Deus, no livro do Gênesis,  Ele a abriria  as portas do céu.

Entre estes “prisioneiros” na Mansão dos Mortos, haviam muitos que anteriormente,  no tempo de Noé, tinham sido incrédulos, que não levaram o o aviso de sua preparação e construção da arca, entretanto, pode-se razoavelmente presumir que muitos deles tenham se arrependido de seus pecados quando viram o perigo se aproximar, e assim, antes que eles pereceram pelas águas do dilúvio,  morreram pelo menos desculpados da condenação eterna, porque, apesar de serem pecadores, adoraram o verdadeiro Deus, pois nós não se encontraram quaisquer provas da idolatria antes do dilúvio.À estes, então, e à todas as almas dos justos, Cristo desceu para libertar do cativeiro,  de sua prisão, e levá-los em sua ascensão triunfal com Ele ao céu.

Entre os protestantes, a Igreja Anglicana, por exemplo, não pode questionar esta exposição, que parece totalmente em conformidade com o terceiro de seus 39 artigos, que atualmente consta assim: “Como Cristo morreu por nós, e foi sepultado, assim também é para ser acreditado que ele desceu ao inferno. “É, portanto, expresso nos artigos sob a rainha Elizabeth, no ano de 1562, e nos artigos emitidos dez anos antes, no ano de 1552, no quarto ano do rei Eduardo VI, as palavras foram: “que o corpo de Cristo estava no túmulo até a sua ressurreição, mas o espírito que Ele entregou foi com os espíritos que foram detidos na prisão, ou no inferno, e pregou a eles, como o a passagem em São Pedro testifica. “

Dr. Pearson sobre o quinto artigo do credo, escreve assim: “Não há nada em que os Padres concordam mais, do que a uma descida real e local da alma de Cristo para as regiões infernais, para a morada de as almas …. Esta foi a opinião geral da Igreja, como pode aparecer pelos testemunhos desses escritores antigos, que viveram e escreveram sucessivamente em várias épocas, e apresentaram esta exposição, em termos expressos de tal modo que não são passíveis de qualquer outra interpretação. ” Assim, o Dr. Pearson cita os Padres ou Patriarcas. Ver a edição, no ano de 1683, p. 237. (Witham) Prison.

Veja aqui uma prova de um terceiro lugar ou estado intermediário das almas: para estes espíritos em prisão, a quem Cristo foi pregar depois de sua morte, não estavam no céu, e contudo, tampouco no inferno dos condenados, porque o céu não é prisão , e Cristo não foi pregar aos condenados. (Challoner) — Santo Agostinho, em sua epístola 99, confessa que este texto é repleto de dificuldades. Isso que ele declara é claro, além de toda dúvida, que Jesus Cristo desceu na alma depois de sua morte para as regiões abaixo, e conclui com estas palavras: Quis ergo nisi infidelis negaverit fuisse apud inferos Christum? Nesta prisão almas não seriam detidas, a menos que estivessem em débito com a justiça divina, nem a salvação seria pregada a elas a menos que eles estivessem em um estado que fossem capaz de receber a salvação.

Anúncios

Sobre Hellen

Católica militante, expatriada, mãe e arquiteta e estudante de Direito. Quando há tempo, engajada na "missão" de defender a fé católica e evangelizar aos irmãos católicos, especialmente aqueles afastados da Santa Fé . I am an expat architect, law student and Catholic mommy who's taken on blogging. I've doing this for a few years now and I'm totally hooked up. All for the Glory of God!
Esse post foi publicado em Apologética Católica e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para O que é o cárcere ao qual Cristo desceu para pregar o Evangelho em 1 Pedro 3, 19?

  1. Renato disse:

    Essa passagem nada tem a ver com o que vcs estao a afirmar…
    Jesus quando desceu a mansao dos mortos foi pregar o evangelho aqueles que nao o tinham recebido.
    Ora ele foi pregar como pregou no mundo.
    No mundo muitos nao o receberam e concerteza na mansao dos mortos alguns tambem nao o receberam,ou seja nao acreditaram Nele.
    Porque nao seria justo,Jesus Cristo na mansao dos mortos mostrar toda a Sua Gloria.
    Eles viram apenas “mais um espirito”.Como muitos do mundo,aqueles que Nele nao acreditaram,viram um homem normal.
    Mas Jesus Cristo ressuscitou e tambem eles na mansao dos mortos depois Dele ter ressuscitado,concerteza muitos se arrependeram.

    Mas enfim…a igreja catolica gosta de inventar coisas que nao existem

    Curtir

  2. Renato disse:

    Heresias atras de heresias e nada se passa de novo debaixo do sol…
    Nenhuma sabedoria,enfim…opinioes de loucos

    Curtir

  3. Renato disse:

    Heresias atras de heresias…
    Enfim…

    Curtir

  4. EDMILSON disse:
    O Octavius ​​de Minucius Felix Minucius Felix 150 e 215 dC. Octavius CHAP. I. – argumento: Minucius relata como DELIGHTFUL para ele é a lembrança do que tinha acontecido a ele com OCTAVIUS enquanto ele estava a ele associadas, em Roma, e, especialmente, ESTE disputa. Quando eu considero e mentalmente rever minha lembrança de Otávio, meu excelente e mais fiel companheiro, a doçura eo encanto do homem para se apega a mim, que eu aparecer para mim em algum tipo como se eu estivesse voltando ao passado, e não apenas lembrando em minha lembrança as coisas que há muito tempo já aconteceu e passou. Assim, na medida em que a contemplação real dele é retirado dos meus olhos, ela está ligada no meu coração e nos meus sentimentos mais íntimos. E não foi sem razão que esse homem notável e santo, quando ele partiu desta vida, deixou-me uma tristeza sem limites para ele, especialmente porque ele próprio também brilhou com tal amor por mim em todos os momentos, para que, quer em matéria de de diversões ou de negócios, ele concordou comigo em semelhança da vontade, em qualquer gostar ou não gostar das mesmas coisas. Você pensaria que uma mente tinha sido compartilhado entre nós dois. Assim, só ele era meu confidente em meus amores, meu companheiro em meus erros, e quando, após a escuridão tinha sido dispersa, saí do abismo das trevas para a luz da sabedoria e da verdade, ele não abandonou seu associado, mas – o que é mais glorioso ainda – ele superou ele. E assim, quando os meus pensamentos estavam atravessando todo o período de nossa intimidade e amizade, a direção da minha mente se fixou principalmente em que o discurso dele, onde por argumentos muito pesadas ele convertidos Cecílio, que ainda estava aderindo a vaidades supersticiosos, a verdadeira religião. CHAP. II – ARGUMENTO: A chegada do OCTAVIUS em Roma, durante o tempo das férias de público foi muito agradável para Minucius. Ambos estavam desejosos de ir aos banhos MARINE de Ostia, COM Cecílio a eles associados, companheiro de Minucius. Em seu caminho JUNTOS PARA O MAR, CAECILlUS, VENDO UMA IMAGEM DE SERAPIS, levanta a mão para sua boca, e se prostra diante dele. Pois, para o bem da empresa e de me visitar, Octavius ​​tinha apressou-se em Roma, tendo deixado sua casa, sua esposa, seus filhos, e que é mais atraente em crianças, enquanto ainda os seus anos inocentes estão tentando apenas meia proferidas palavras – uma linguagem mais doce para a própria imperfeição da língua vacilante. E nesta sua chegada, eu não posso expressar em palavras com o quão grande e impaciente com a forma como a alegria que eu exultava, pois a presença inesperada de um homem muito querido para mim melhorado muito a minha alegria. Portanto, após um ou dois dias, quando o gozo freqüente da nossa associação contínua tinha satisfeito o desejo de afeto, e quando tínhamos verificado por mútuo narrativa tudo o que eram ignorantes sobre o outro por causa da nossa separação, nós concordamos em ir para que muito agradável cidade de Ostia, que o meu corpo pode ter um remédio calmante e apropriado para a secagem de seus humores do banho marinha, especialmente porque as férias dos tribunais a tempo de vindima tinha me liberado de minhas preocupações. Porque naquele tempo, depois dos dias de verão, a estação do outono estava cuidando de uma temperatura mais branda. E assim, quando no início da manhã estávamos indo em direção ao mar ao longo da costa (do Tibre), que tanto o ar respirável pode atualizar suavemente os nossos membros, e que a areia rendimento pode afundar-se sob os nossos passos fáceis com prazer excessivo; Cecílio, observando-se uma imagem de Serapis, levantou a mão à boca, como é o costume das pessoas comuns supersticiosos, e deu um beijo nele com seus lábios. CHAP. III – argumento:. OCTAVIUS, Descontente no ato deste homem supersticioso, acentuadamente censuras Minucius, alegando que a desgraça desse ato WICKED se reflete não menos com si mesmo, como Cecílio “/ b> HOST, do que Cecílio. Em seguida, Otávio disse: “Não é o papel de um bom homem, meu irmão Marcus, de modo a abandonar um homem que permanece ao seu lado, em casa e no exterior, esta cegueira da ignorância vulgar, como que você deve sofrer lo em tão ampla luz do dia como este a entregar-se às pedras, no entanto, podem ser esculpidos em imagens, ungido e coroado, uma vez que você sabe que a desgraça desta seus redunda erro em não menor grau para o seu descrédito do que a sua própria. ” Com este discurso de sua passamos ao longo da distância entre a cidade eo mar, e agora estávamos andando na ampla e aberta costa Há a onda ondulando gentilmente foi alisando as areias de fora como se fosse nivelar-los para um passeio, e como o mar é sempre agitado, mesmo quando os ventos são embalados, veio acima na costa, embora não com ondas com crista e espumando, mas com ondas Crespo e cuffing. Só então fomos excessivamente encantado com seus caprichos, como no limiar da água que molhavam as solas dos nossos pés, e agora por turnos aproximando quebrou em cima dos nossos pés, e agora a onda se aposentar e refazendo o seu curso, sugou-se voltar para dentro de si. E assim, devagar e silenciosamente indo junto, acompanhamos a costa da costa delicadamente flexão, sedutora a forma de histórias.Estas histórias foram relacionados por Otávio, que estava discursando sobre navegação. Mas quando ocupava um tempo suficientemente razoável de nossa caminhada com o discurso, refazendo o mesmo caminho novamente, trilhou o caminho com passos revertidos. E quando chegamos ao lugar onde os pequenos navios, elaborados com um quadro de carvalho, estava deitado em repouso apoiado sobre o (risco de) terra-rot, vimos alguns meninos ansiosamente gesticulando como eles jogaram em jogar conchas no mar. Este jogo é a seguinte: Para escolher um shell a partir da costa, esfregou e fez bom pelo arremesso das ondas, para tomar posse da shell em uma posição horizontal com os dedos, a brisa que ao longo inclinado e descer tão baixo quanto possível sobre o ondas, que, quando lançada pode ou roçar a parte de trás da onda, ou pode nadar enquanto desliza ao longo de um impulso lisa, ou pode surgir, se cliva o topo das ondas, e sobem como se levantado com molas repetidas. Aquele garoto alegou ser conquistador cuja concha tanto saiu mais distante, e saltou com mais freqüência. CHAP. IV – argumento:. Cecílio, um pouco triste para esse tipo de repreensão que por Minucius CAUSA DELE TINHA teve de suportar DE OCTAVIUS, implora para discutir com OCTAVIUS na verdade de sua religião. OCTAVIUS CONSENTIMENTOS com sua companheira e Minucius fica no meio termo entre Cecílio E OCTAVIUS. E assim, enquanto estávamos todos os envolvidos no gozo deste espetáculo, Cecílio não estava prestando atenção, nem rindo da competição, mas em silêncio, inquieto, de pé à parte, confessado pelo seu rosto que ele estava triste porque não sabia o quê. Para quem eu disse: “Qual é o problema Por isso é que eu não reconheço, Cecílio, sua vivacidade habitual e por isso que eu procuro em vão para que a alegria que é característica de seus olhares, mesmo em assuntos sérios??” Então ele disse: “Há algum tempo fala nosso amigo Octavius” tem amargamente irritado e preocupado comigo, em que ele, atacá-lo, censurou-o com negligência, para que pudesse ao abrigo de que a carga me condenar mais seriamente para a ignorância Por isso farei. prosseguir:. questão é agora totalmente e inteiramente entre mim e Octavius ​​Se ele quer que eu, um homem dessa forma de opinião, deve discutir com ele, ele vai agora ao mesmo tempo perceber que é mais fácil manter uma discussão entre seus camaradas, do que se envolver em conflito próximo à maneira dos filósofos. Vamos ser assentado sobre essas barreiras rochosas que são lançados lá para a proteção dos banhos, e que correr muito para águas mais profundas, para que possamos ser capazes tanto para descansar após a viagem, e para discutir com mais atenção: “E a sua palavra nos sentamos, de modo que, cobrindo-me de cada lado, que me abrigou no meio dos três. E isso não foi uma questão de observância, ou de classificação, ou de honra, porque a amizade sempre ou recebe ou faz igual, mas que, como um árbitro, e estar perto de ambos, eu poderia dar a minha atenção, e estar no meio, Eu poderia separar os dois. Então Cecílio começou assim: CHAP. V. – argumento: Cecílio COMEÇA seu argumento antes de tudo, lembrando-lhes que nos assuntos humanos TODAS AS COISAS são duvidosas e incertas, e que, portanto é para ser lamentado que os cristãos, que durante a maior parte são pessoas sem formação e analfabetos, devem DESAFIO PARA DETERMINAR EM NADA COM CERTEZA SOBRE O CHEFE das coisas e da majestade divina: portanto, ele argumenta que o mundo é governado por NO PROVIDÊNCIA, e conclui que é melhor a respeitar os formulários recebidos da religião. “Apesar de você, Marcus meu irmão, o assunto sobre o qual especialmente estamos investigando não está em dúvida, na medida em que, sendo cuidadosamente informados por ambos os tipos de vida, você rejeitou um e concordou com o outro, mas no arquivo presente caso sua mente deve ser tão antiquado que você pode manter o equilíbrio de um só juiz mais, nem magra com uma disposição para um lado (mais do que o outro), a fim de que sua decisão pode não parecem surgir tanto de nossos argumentos, como a origem a partir de suas próprias percepções. Assim, se você se sentar em julgamento sobre mim, como uma pessoa que é novo, e como um ignorante de ambos os lados, não há nenhuma dificuldade em fazer todas as coisas simples que nos assuntos humanos é duvidoso, incerto e instável e que todas as coisas são bastante provável do que verdade. Portanto, é o menos maravilhoso que alguns, do cansaço da investigando verdade, deve precipitadamente sucumbir a qualquer tipo de opinião, em vez de perseverar em explorá-la com diligência persistente. E, assim, todos os homens devem estar indignados, todos os homens devem sentir dor, que certas pessoas – e estes não qualificados na aprendizagem, estranhos à literatura, mesmo sem o conhecimento das artes sórdidas – se atreve a determinar em qualquer certeza sobre a natureza em geral, eo (divina ) majestade, dos quais muitos da multidão de seitas em todas as idades (ainda dúvida), e da própria filosofia delibera ainda nem sem razão;. desde a mediocridade da inteligência humana é tão longe (a capacidade) investigação divino, que nem é-nos dado a conhecer, nem está autorizado a procurar, nem é religiosa para violentar, as coisas que são suportados em suspense no céu acima de nós, nem as coisas que estão profundamente submersos abaixo da terra, e que pode parecer justamente suficientemente feliz e suficientemente prudente, se, de acordo com esse antigo oráculo do sábio, devemos nos conhecer intimamente. Mas mesmo que entrar em um trabalho sem sentido e inútil, e se afaste para além dos limites adequados para a nossa humildade, e embora, inclinado para a terra, transcendemos com ousada ambição próprio céu, e as próprias estrelas, vamos pelo menos não complicar este erro com opiniões vãs e com medo. Deixe as sementes de todas as coisas têm sido no início condensado por uma natureza combiná-los em si mesmo ? – que Deus é o autor aqui Que os membros de todo o mundo por ser coincidências fortuitas unidos digeridos, formado – o que Deus é o inventor Embora o fogo pode ter acendeu as estrelas;? embora (a leveza de) seu próprio material pode ter suspenso o céu, embora o seu próprio material pode ter estabelecido a terra pelo seu peso, e embora o mar possa ter fluiu da umidade, de onde é essa religião? De onde esse medo? O que é essa superstição? Homem, e cada animal que nasce, inspirado com a vida, e nutrido, é como uma concreção voluntária dos elementos, em que mais uma vez o homem e todos os animais é dividido, resolvido, e se dissipou. Assim, todas as coisas fluir de volta para a sua fonte, e são transformados novamente em si, sem qualquer artífice, ou juiz, ou criador. Assim, as sementes de incêndios, estando reunidos, causar outros sóis, e, novamente, os outros, sempre a brilhar. Assim, os vapores da terra, sendo exalado, porque as névoas sempre a crescer, que está sendo condensado e coletado, fazer com que as nuvens para subir mais alto, e quando eles caem, porque as chuvas de fluxo, os ventos a soprar, o granizo a chacoalhar para baixo, ou quando as nuvens se chocam em conjunto, eles causam o trovão a berrar, os relâmpagos para crescer vermelho, os raios de brilho diante. Por isso, eles caem em todos os lugares, eles correm para as montanhas, eles atacam as árvores, sem qualquer escolha, eles lugares explosão sagrado eo profano; feriram homens travessos, e muitas vezes, também, os homens religiosos. Por que eu deveria falar de tempestades, vários e incertos, onde o ataque sobre todas as coisas é jogado sobre sem qualquer ordem ou discriminação – em naufrágios, que o destino dos bons e maus homens estão misturados, confundidos seus desertos – no incêndios, que a destruição de inocentes e culpados está unido – e, quando com a praga mancha do céu a região é manchado, que perecemos todos sem distinção – e quando o calor da guerra está sendo travada, que é o homens melhores que geralmente caem? Em paz também, não é só maldade colocar no mesmo nível com (o lote) aqueles que estão melhor, mas também é considerado de tal estima que, no caso de muitas pessoas, você não sabe se sua depravação é mais ser detested, ou a sua felicidade a desejar. Mas se o mundo fosse governado pela providência divina e pela autoridade de qualquer divindade, Phalaris e Dionísio nunca teria merecido a reinar, Rutilius e Camilo nunca teria merecido banimento, Sócrates nunca teria merecido o veneno. Olhai para as árvores frutíferas, eis aí a colheita já branco, o vintage, já caindo, é destruída pela chuva, é derrotado pelo granizo. Assim, quer uma verdade incerta está escondido de nós, e reteve, ou, o que é bastante para ser acreditado, nestes vários e rebelde chances, fortuna, desenfreada por leis, está governando sobre nós. CHAP. VI – argumento:. DO OBJETO de todas as nações, e especialmente dos romanos, DE ADORAÇÃO suas divindades, tem sido o de alcançar por seu culto SUPREMO o domínio sobre a terra inteira. “Desde então, tanto a fortuna é certo ou natureza é incerto, quanto mais reverente e que é melhor, como os sumos sacerdotes da verdade, para receber o ensinamento de seus antepassados, para cultivar as religiões proferidas para você, para adorar o deuses que foram treinados pela primeira vez por seus pais a temer ao invés de saber com familiaridade, para não afirmar um parecer sobre as divindades, mas acredita que seus antepassados, que, enquanto a idade ainda era inexperiente no nascimento vezes do próprio mundo , merecia ter deuses ou propícias para eles, ou como seus reis Daí, portanto, vemos por todos os impérios, e as províncias e cidades, que cada povo tem seus ritos nacionais de culto, e adora seus deuses locais:. que o Eleusinians Ceres culto, os frígios, Mater, os Epidaurians, Esculápio, e os caldeus, Belus, os sírios, Astarte, a Taurians, Diana, os gauleses, Mercurius;. os romanos, todos divindades Assim, seu poder e autoridade ocupou o circuito do mundo inteiro: assim ele tem propagado o seu império além das veredas do sol, e os limites do próprio oceano, em que em seus braços praticam um valor religioso, na medida em que fortalecer a sua cidade, com as religiões de ritos sagrados, com casto virgens, com muitas honras, e os nomes dos sacerdotes, em que, quando sitiada e tomada, todos, mas só no Capitólio, eles adoram os deuses que quando está com raiva qualquer outro povo teria desprezado, e através das linhas dos gauleses, maravilhando-se a audácia da sua superstição, eles se movem desarmado com armas, mas armado com o culto de sua religião, enquanto que na cidade de um inimigo, quando tomado ainda no furor da vitória, eles veneram as divindades conquistados, enquanto em todas as direções que procurar os deuses estranhos, e torná-los seus próprios;. enquanto eles constroem altares até divindades desconhecidas, e os Manes Assim, na medida em que reconhecem as instituições sagradas de todas as nações, eles também têm merecido o seu domínio Daí a. curso permanente de sua veneração continuou, o que não é enfraquecida pelo longo lapso de tempo, mas aumentou, porque a antiguidade está acostumado a atribuir a cerimônias e templos tanto de santidade como tem atribuído de idade. CHAP. VII – argumento:. QUE OS AUSPÍCIOS E augúrios romanos têm sido negligenciadas com consequências doente, mas foram observados com boa sorte. “Nem ainda por acaso (para eu arriscaria, entretanto, mesmo a dar como certo o ponto em debate, e assim por errar no lado seguro) que os nossos antepassados ​​conseguiram as suas empresas, quer pela observância dos augúrios, ou consultando o entranhas, ou pela instituição de ritos sagrados, ou a dedicação de templos. Considere o que é o registro de livros. Você vai logo descobrir que eles inauguraram os ritos de todos os tipos de religiões, ou que a condescendência divina pode ser recompensado , ou que a ira ameaçadora pode ser evitado, ou que a ira já inchaço e fúria pode ser apaziguado. Testemunhe a mãe Idaean, que na sua chegada ambos aprovados a castidade da matrona, e entregou a cidade a partir do medo do inimigo. Testemunhe as estátuas dos irmãos equestre, consagrados, mesmo quando eles tinham mostrou-se no lago, que, com os cavalos sem fôlego, espumando e tabagismo, anunciou a vitória sobre os persas, no mesmo dia em que tinha ganhado dele. Testemunhe a renovação dos jogos da Jupiter ofendido, por conta do sonho de um homem do povo. e uma testemunha reconheceu é a devoção do Decii. Testemunha também Curtius, que encheu a abertura do profundo abismo, quer com a massa, ou . com a glória de seu cavaleiro Além disso, com mais freqüência do que queríamos ter os augúrios, quando desprezado, testemunho de presença dos deuses:, assim Allia é um nome infeliz, assim a batalha de Claudius e Junius não é uma batalha contra . os cartagineses, mas um naufrágio fatal Assim, Thrasymenus que pode ser tanto inchado e descolorido com o sangue dos romanos, Flamínio desprezou os augúrios, e que possamos novamente exigir nossos padrões de os partos, Crasso tanto merecia e zombou das imprecações das irmãs terríveis. omito as velhas histórias, que são muitos, e eu passar pelas canções dos poetas sobre os nascimentos e os presentes, e as recompensas dos deuses. Além disso, apresso-me sobre o destino previsto pelos oráculos , para que a antiguidade deve aparecer para você excessivamente fabuloso Olhe para os templos e pistas dos deuses pelos quais a cidade romana é simultaneamente protegido e armado:. eles são mais agosto pelas divindades que são os seus habitantes, que estão presentes e constantemente habitando neles , que opulento pelas insígnias e presentes de adoração. Daí, portanto, os profetas, cheios com o deus, e misturado com ele, coletar futuro de antemão, dar cautela para perigos, medicamentos para as doenças, a esperança para os aflitos, ajudar ao miserável, consolo a calamidades, redução de trabalho. Mesmo no nosso repouso, vemos, ouvimos, nós reconhecemos os deuses, que no tempo do dia em que impiedosamente negar, recusar, e abjurar. CHAP. VIII – argumento:. A temeridade ímpio Teodoro, DIAGORAS E Protágoras não é tudo para ser tolerado, que desejava SEJA COMPLETAMENTE para se livrar da religião dos deuses, ou pelo menos enfraquecê-lo. MAS infinitamente menos a ser suportado É QUE escondendo E LIGHT-omitir PEOPLE dos cristãos, que rejeitam os deuses, e que, com medo de morrer depois de morte, não no temor entretanto, para morrer. “Portanto, uma vez que o consentimento de todas as nações sobre a existência dos deuses imortais permanece estabelecido, apesar de sua natureza ou a sua origem permanece incerta, eu sofro ninguém inchaço com tal ousadia, e com não sei o que a sabedoria sem religião, que iria se esforçar para minar ou enfraquecer esta religião, tão antigo, tão útil, tão saudável, mesmo embora ele pode ele Teodoro de Cirene, ou aquele que está diante dele Diagoras a Melian, a quem antiguidade aplicado o sobrenome do Ateu, – ambos os quais, pelo então afirmar que não havia deuses, tirou todo o medo de que a humanidade é governada, e todos absolutamente veneração; ainda nunca se prevalecer nesta disciplina de impiedade, com o nome ea autoridade de sua filosofia pretensa Quando os homens de Atenas ambos expulsos. Protágoras de Abdera e, em assembléia pública queimou seus escritos, porque disputou deliberadamente ao invés de profana sobre a divindade, por que não é uma coisa a ser lamentada, que os homens (para você arcará com o meu uso making bastante livremente da força de a alegação de que tenho realizado) – que os homens, digo, de um réprobo, facção ilegal, e desesperado, deve enfurecer contra os deuses que, tendo reunido desde as mais baixas borra a mais não qualificados, e as mulheres, crédulo e,? pela facilidade de seu sexo, produzindo, estabelecer um rebanho de uma conspiração profano, que é coligados entre si por reuniões noturnas, e jejuns solenes e carnes desumanas – e não por qualquer rito sagrado, mas por aquilo que exige expiação – um povo se escondendo . e evitando a luz, silêncio em público, mas tagarela em cantos Desprezam os templos como morto-casas, eles rejeitam os deuses, eles riem de coisas sagradas; miserável, que pena, se eles são permitidos, os sacerdotes; seminua-se , eles desprezam as honras e vestes roxas Oh, loucura maravilhosa e audácia incrível desprezam presente tormentos, embora eu temo aqueles que são incertos e futuro;.! e enquanto eles temem morrer após a morte, eles não tem medo de morrer para o presente : assim é que uma esperança enganosa acalmar seu medo com o consolo de um avivamento. CHAP. IX – argumento:. A religião dos cristãos é insensato, na medida em que eles adoram um homem crucificado, e até mesmo o próprio instrumento de sua punição. Disse que estão a adorar a cabeça de burro, e mesmo a natureza de seu pai. Eles são iniciados pela matança eo sangue de uma criança, e no escuro SHAMELESS todos eles são misturados em AN MEDLEY incerto. “E agora, como as coisas Wickeder avançar mais frutífera e costumes abandonados rastejar no dia a dia, esses santuários abomináveis ​​de uma montagem irreverente estão amadurecendo-se por todo o mundo. Seguramente esta confederação deve ser erradicado e execrado. Eles sabem um do outro por marcas secretas e insígnias, e amam um ao outro quase antes que eles se conhecem. Everywhere também não se confunde entre eles uma determinada religião da luxúria, e chamam um ao outro promiscuamente irmãos e irmãs, que até mesmo um deboche não é incomum maio pelo intervenção de que o nome sagrado tornar-se incestuoso: é assim que suas glórias superstições vãs e sem sentido em crimes Nem, a respeito destas coisas, seria relatório inteligente falar de coisas tão grandes e variados, e exigindo a ser antecedido por um pedido de desculpas, a menos que a verdade fosse. . na parte inferior do que ouvi dizer que eles adoram a cabeça de um jumento, que mais vil das criaturas, consagrada por eu não saber o que persuasão bobo, -. uma religião digna e adequada para tais maneiras Alguns dizem que eles adoram a virilia de seu pontífice e sacerdote, e adoro a natureza, por assim dizer, de seu pai comum eu não sei se essas coisas são falsas;. certamente suspeita é aplicável a ritos secretos e noturno, e quem explica suas cerimônias por referência a um homem punido por sofrimento extremo por sua maldade, e à madeira mortal da cruz, se apropria altares montagem de réprobos e os homens maus, para que possam adorar o que eles merecem. Agora, a história sobre a iniciação de jovens noviços é tanto para ser detestado como É sabido Uma criança coberto com refeição, que pode enganar os incautos, é colocado diante daquele que está a ser manchada com seus ritos:. esta criança é morto pelo jovem aluno, que tem sido instado sobre como se a golpes inofensivos sobre a superfície da refeição, com ferimentos escuras e secreta. ! Avidamente – O horror – eles lamber o seu sangue; ansiosamente eles dividem seus membros. Por esta vítima estão empenhados juntos, com esta consciência da maldade que estão convênio de silêncio mútuo. Tais ritos sagrados como estes são mais falta do que todos os sacrilégios. E de seu banquete é sabido que todos os homens falam dele em todos os lugares, até mesmo o discurso do nosso Cirtensian atesta isso. Em um dia solene, eles se reúnem na festa, com todos os seus filhos, irmãs, mães, pessoas de todos os sexo e de qualquer idade. Lá, depois de muita festa, quando o grupo cresceu quente, eo fervor de desejo incestuoso cresceu quente com embriaguez, um cão que foi amarrado ao candelabro é provocado, lançando um pequeno pedaço de miudezas além do comprimento de uma linha pelo qual ele está vinculado, se apressar e primavera, e assim a luz consciente de ser anulada e extinta na escuridão sem vergonha, as conexões de luxúria abominável envolvê-los na incerteza do destino. Embora nem todos na verdade, mas na consciência de todos são iguais incestuosa, já que pelo desejo de todos eles tudo é procurado para o que pode acontecer no ato de cada indivíduo. CHAP. X. – ARGUMENTO: O QUE QUER DA ADORAÇÃO cristãos, eles se esforçam por todos os meios esconder: eles não têm altares, nenhum templo, nenhuma imagem reconhecida. SEU DEUS, como a dos judeus, diz-se ser um, quem, embora eles nem podem ver, nem mostrar, ELES PENSAM, não obstante, ser travesso, inquieto, e excepcionalmente curiosos. “Eu propositadamente passar por cima de muitas coisas, para aqueles que mencionei já são muitos, e que tudo isso, ou a maior parte deles, são verdadeiras, a obscuridade de sua religião vil declara Pois, por que eles se esforçam com essas dores. para ocultar e manto que eles adoram, desde que as coisas honrosas alegrar sempre em publicidade, enquanto os crimes são mantidos em segredo? Por que eles não têm altares, sem templos, sem imagens reconhecidas? Por que eles nunca falam abertamente, nunca se reúnem livremente, a não ser para o razão de que o que eles adoram e esconder ou é digno de castigo, ou algo para se envergonhar? Além disso, de onde ou quem é ele, ou onde está o Deus único, solitário, desolado, a quem nenhum dos homens livres, não reinos, e nem mesmo superstição romana, ter conhecido a nacionalidade solitário e infeliz dos judeus adoravam um só Deus, e um peculiar a si mesmo;? mas eles adoraram abertamente, com templos, com altares, com as vítimas e com cerimônias, e ele tem tão pouca força ou poder, que ele está escravizado, com a sua própria nação especial, às divindades romanas mas os cristãos, além disso, o que se pergunta: o que monstruosidades que eles fingem -.! que aquele que é o seu Deus, a quem não pode nem mostrar nem contemplar, indaga diligentemente para o personagem de todos os atos de todos, e, in fine, em suas palavras e pensamentos secretos, que ele é executado em todos os lugares, e está presente em toda parte: eles fazem-lo para ser problemático, inquieto, mesmo descaradamente curioso, uma vez que ele está presente em tudo o que é feito, vagueia dentro e para fora em todos os lugares, embora, sendo ocupada com o todo, ele não pode dar atenção aos detalhes, nem pode ser suficiente para o todo, enquanto ele está se ocupou com detalhes. What! porque eles ameaçam a conflagração de todo o mundo, e para o próprio universo, com todas as suas estrelas, eles estão meditando sua destruição – como se quer o fim eterno constituído pelas leis divinas da natureza seriam perturbados, ou a liga de tudo os elementos seria quebrado, e a estrutura celeste dissolvido, e que o tecido no qual está contida e ligados entre si seria derrubada. CHAP. . XI – ARGUMENTO: Além de afirmar a CONFLAGRAÇÃO FUTURO DO MUNDO INTEIRO, eles prometem depois a ressurreição de nossos corpos: E para os justos AN eternidade da vida Santíssima, para o perverso, de castigo extremo. “E, não contente com esta opinião selvagem, eles acrescentam a ele e associar-se com fábulas ele velha das mulheres: eles dizem que vai subir novamente após a morte, e as cinzas e poeira, e com não sei que confiança, que eles acreditam por turnos em mentiras um do outro: você pensaria que eles já tinham vivido novamente É um mal casal e uma loucura duplo para denunciar a destruição do céu e as estrelas, que deixamos como vamos encontrá-los e prometer a eternidade para nós mesmos. que estão mortos e extintos – que, como nós nascemos, assim também perecem É por esta causa, sem dúvida, também, que eles execrar nossos piras funerárias, e condenar os nossos enterros pelo fogo, como se todo o corpo, mesmo apesar de ser retirado das chamas, não foram, no entanto, resolvida na terra por lapso de anos e idades, e como se não se importasse feras rasgou o corpo em pedaços, ou mares consumidos, ou o solo coberto, ou as chamas levou-a para longe, uma vez que para as carcaças todos os modos de sepultura é uma pena se eles sentem que,. se eles sentem que não, na própria rapidez de sua destruição não há alívio Enganados por esse erro, eles prometem a si mesmos, como sendo um bom , uma vida abençoada e eterna após a sua morte,. aos outros, como sendo injusto, castigo eterno Muitas coisas ocorrem para me dizer, além disso, se os limites do meu discurso não me apressar já mostrei, e não ter mais. dores de provar, que eles próprios são injustos;. embora, mesmo que eu deveria permitir que eles sejam justos, mas seu contrato também concorda com as opiniões de muitos, que a culpa e inocência são atribuídos pelo destino para tudo o que fazemos, como alguns atribuem para o destino, assim você apresentá-lo a Deus: assim está de acordo com sua seita a acreditar que os homens, e não por vontade própria, mas como eleito à vontade. Assim, você fingir um juiz iníquo, que pune os homens, e não a sua vontade, mas o seu destino. No entanto, eu deveria estar feliz de ser informado ou não, você ressuscitar com corpos, e em caso afirmativo, com que corpos – se com o mesmo ou com os corpos renovados? Sem um corpo? Então, tanto quanto eu sei, não vai ser nem a mente, nem alma, nem vida. Com o mesmo corpo? Mas isto tem já sido previamente destruídos. Com outro corpo? Então é um novo homem que nasce, não o anterior restaurado, e ainda tanto tempo já passou, inúmeras idades fluíram por e único indivíduo que voltou dos mortos, quer pelo destino de Protesilaus, com a permissão para peregrinar até mesmo por algumas horas, ou para que possamos acreditar em um exemplo? Todas essas invenções de uma crença doentia e fontes vãos de conforto, com a qual os poetas enganar ter brincado na doçura de seu verso, foram vergonhosamente remoldados por você, acreditando que sem duvida no seu Deus. CHAP. XII – argumento:. ALÉM DISSO, O que acontecerá com os próprios cristãos após a morte, pode ser antecipada pelo fato de que, mesmo agora que sejam miseráveis ​​de todos os meios e estão aflitos com as calamidades e misérias mais pesadas. “Nem você, pelo menos, ter a experiência de coisas presente, como as expectativas infrutíferas de promessa vã enganá-lo. Considere, criaturas miseráveis, (a partir de seu lote), enquanto você ainda está vivendo, o que está ameaçando você após a morte. Eis uma parte da você – e, como você declarar, a parte maior e melhor – estão em falta, são frios, estão trabalhando em um trabalho árduo e da fome, e Deus sofre, Ele finge, Ele quer não está disposto ou não capaz de ajudar seu pessoas, e assim ele é fraco ou injusto tu, que dreamest sobre a imortalidade póstuma, quando fores sacudido por perigo, quando fores consumido com febre, quando fores rasgado com a dor, que tu não, então sinto a tua verdadeira condição.? Tu não reconhecer, então a tua fragilidade? miserável pobre, tu és a contragosto convencido da tua enfermidade, e fizeres não confessá-lo? Mas eu omitir questões que são comuns a todos iguais. Lo, pois há ameaças, castigos, torturas, e cruzes e que não mais como objetos de adoração, mas como torturas a ser submetido;. incêndios também, que você tanto prever e medo Onde está esse Deus que é capaz de ajudá-lo quando você vem à vida novamente, pois ele não pode ajudá-lo enquanto você está nessa vida? Não romanos, sem qualquer ajuda de seu Deus, governar, reinar, ter o gozo de todo o mundo, e ter domínio sobre você? Mas nesse meio tempo, em suspense e ansiedade, é abster-se de prazeres respeitáveis ​​Você não visitar exposições;. você não tem nenhuma preocupação em demonstrações públicas; você rejeita os banquetes públicos, e abomino as competições sagradas, as carnes previamente provado por, e as bebidas fez uma libação de cima, os altares Assim você está. . no temor dos deuses que negam Você não coroa a cabeça com flores, você não enfeitar seus corpos com os odores, você reservar ungüentos para ritos funerários; você mesmo recusar guirlandas aos seus sepulcros – pálidos, trêmulos, seres dignos de a pena mesmo de nossos deuses! Assim, miserável como você é, você não subir novamente, nem você viver no entretanto. Portanto, se você tem alguma sabedoria ou modéstia, deixem de espreitar as regiões do céu, e os destinos e segredos do mundo: é suficiente para olhar antes de seus pés, especialmente para os ignorantes, incultos, rudes, as pessoas rústico: os que não têm capacidade para compreender as questões civis, são muito mais negada a capacidade de discutir divina. CHAP. . XIII – argumento: Cecílio Por fim conclui que o NOVO religião deve ser repudiado, e que não devemos precipitadamente pronunciar-se sobre questões duvidosas. “No entanto, se você tem o desejo de filosofar, deixar qualquer um de vocês que é suficientemente grande, imitar, se puder, Sócrates, o príncipe da sabedoria. A resposta de que o homem, quando ele foi questionado sobre assuntos celestes, é bem conhecida : “O que está acima de nós não é nada para nós.” Bem, por isso, ele merece do oráculo o testemunho de sabedoria singular, que oráculo ele próprio tinha um pressentimento de que ele tinha sido preferido a todos os homens para a razão, não que ele tinha descoberto todas as coisas, mas porque ele tinha aprendido que ele não sabia de nada. E, assim, a confissão de ignorância é a altura da sabedoria. Desta fonte fluiu a duvidar seguro de Arcesilas, e muito tempo depois de Carnéades, e de muito muitos dos acadêmicos, em questões do momento mais alto, em que espécies de filosofia os ignorantes podem fazer muito com cautela, eo erudito pode fazer gloriosamente. quê! não é a hesitação de Simonides, o poeta lírico para ser admirado e seguido por todos? Que Simonides, quando lhe foi perguntado por Hiero o tirano que, e que, como ele achava que os deuses a ser, perguntou, antes de tudo por um dia para deliberar, então adiou sua resposta por dois dias, e então, quando pressionado, ele acrescentou apenas outro e, finalmente, quando o tirano perguntou sobre as causas do um longo atraso, ele respondeu que, quanto mais suas pesquisas continuaram, o obscuro a verdade tornou-se para ele. Na minha opinião também, as coisas que são incertas devem ser deixadas como estão. Nem, enquanto tantos e tão grandes homens são deliberar, devemos precipitadamente e corajosamente dar uma opinião em outra direção, a fim de que seja uma superstição infantil deve ser introduzido, ou todas as religiões devem ser derrubado “. CHAP. XIV – argumento: com algo da soberba de auto-satisfação, Cecílio EXORTA OCTAVIUS RESPONDER aos seus argumentos, e Minucius com a modéstia lhe responde, que não deve exultar em sua própria de nenhuma maneira ELOQÜÊNCIA ORDINÁRIA, e ao harmonioso. VARIEDADE DE SEU ENDEREÇO. Até agora Cecílio, e sorrindo alegremente (para a veemência de seu discurso prolongada tinha relaxado o ardor da sua ira), deve ser acrescentada “E o que Octavius ​​venture para responder a isso, um homem da raça de Plauto, que, enquanto ele estava chefe entre os moleiros, ainda era o menor dos filósofos? ” “Conter”, disse eu, “a sua auto-aprovação contra ele, pois não é digno de você para exultar na harmonia de seu discurso, antes de o assunto deve ter sido mais plenamente debatida em ambos os lados, especialmente desde que seu raciocínio está se esforçando . após verdade, não louvor E no entanto um grande grau de seu discurso tem me encantado com sua variedade sutil, mas eu estou muito emocionado, não sobre a presente discussão, mas sobre todo o tipo de disputa – que na maior parte do condição da verdade deve ser alterado de acordo com os poderes de discussão, e até mesmo o corpo docente da eloqüência perspicaz. Este é muito conhecido para ocorrer em razão da instalação dos ouvintes, que, se distrair com a sedução das palavras de atenção às coisas , o parecer favorável, sem distinção de tudo o que é dito, e não falsidade separado verdade, sem saber que, mesmo no que é incrível deles é muitas vezes verdade, e em falsidade verossimilhança Portanto, o mais freqüentemente eles acreditam afirmações ousadas, mais freqüentemente eles estão convencidos. por aqueles que são mais inteligentes e, portanto, são continuamente enganado por sua temeridade Eles transferem a culpa do juiz, a denúncia de incerteza;. modo que, tudo sendo condenados, eles preferem que todas as coisas devem ser deixadas em suspense, do que eles devem decidir sobre assuntos de dúvida. Portanto, devemos tomar cuidado para que não o fazemos de tal espécie sofrem com o ódio de uma só vez de todos os discursos, assim como muitos de o tipo mais simples são levados a execração e ódio dos homens em geral. Para aqueles que são descuidadamente crédulos são enganados por aqueles a quem eles achavam digno, e aos poucos, por um erro de parentes, eles começam a suspeitar de cada um como ímpio, e pavor mesmo aqueles a quem eles poderiam ter considerado como excelente, pois, agora somos. ansiosa – porque tudo pode haver argumento em ambos os lados, e por um lado, a verdade é que a maior parte obscura, e no outro lado existe um subtileza admirável, que, por vezes, a sua abundância de palavras imita a confiança da prova reconheceu -. tão cuidadosamente quanto possível pesar cada particular, que pode, ao mesmo tempo pronto para aplaudir agudeza, ainda eleger, aprovar e adotar as coisas que estão bem ” CHAP. XV – argumento:. RETORTAS Cecílio Minucius CIMA, COM POUCO alguma aparência de ser ferido, que ele é exposto, a ESCRITÓRIO DE UM ÁRBITRO RELIGIOSA, quando ele está enfraquecendo a força de seu argumento. Ele diz que deve ser deixada para OCTAVIUS para refutar tudo o que tinha avançado. “Vocês estão se retirando”, diz Cecílio, “a partir do escritório de um juiz religioso, pois é muito injusto para você enfraquecer a força da minha súplica pela interpolação de um argumento muito importante, uma vez que Otávio tem diante de si a cada coisa que eu já disse, som e perfeita, se ele pode refutá-la. ” “O que você está reprovando,” disse eu, “se não me engano, eu apresentei para a vantagem comum, de modo que através de um exame escrupuloso que pode pesar a nossa decisão, e não pelo estilo pomposo da eloqüência, mas pela sólida caráter da própria matéria. Tampouco deve a nossa atenção, como você reclamar, ser mais longo chamado de distância, mas com absoluto silêncio vamos ouvir a resposta do nosso amigo Januário, que agora está acenando para nós. ” CHAP. XVI – argumento:. OCTAVIUS ARRANJA sua resposta, e espera que ELE DEVE ser capaz de diluir a amargura da censura COM O RIO DA palavras verdadeiras. Ele passa a enfraquecer os argumentos individuais DOS Cecílio. Ninguém precisa se queixam de que os cristãos, inculto, embora possam ser, disputa sobre as coisas celestiais, porque não é ENTIDADE de quem defende, mas a verdade do argumento de si mesmo, que deve ser considerado. E, assim, Otávio começou: “Eu realmente falar como vou ser capaz de o melhor de meus poderes, e você deve esforçar-se comigo para diluir a tensão muito ofensivo de recriminações no rio de palavras verídica Nem vou disfarçar no início. , que a opinião do meu amigo Natalis tem influenciado para lá e para cá de uma maneira tão errática, vago e escorregadio, que somos obrigados a duvidar de suas informações foi confusa, ou se ele oscilou para trás e para a frente por mero engano. Pois ele variou em um momento de acreditar que os deuses, em outro momento para estar em um estado de hesitação sobre o assunto;. assim que o propósito direto de minha resposta foi estabelecida com a maior incerteza, devido à incerteza de sua proposição, mas no meu amigo Natalis – Eu não vou permitir, eu não acredito, qualquer chicana – longe de sua simplicidade é truques espertos que, em seguida, como quem não sabe o caminho certo, como acontece quando uma estrada é dividida em muitas, porque.? ele não conhece o caminho, permanece em ansiedade, e nem se atreve a fazer a escolha de estradas particulares, nem julgá-los todos, por isso, se um homem não tem juízo firme da verdade, mesmo que sua suspeita descrente é disperso, por isso a sua opinião dúvida é instável . Portanto, não é de admirar se Cecílio, da mesma forma é lançado por sobre a maré, e jogou lá e para cá entre as coisas contrárias e repugnante para o outro, mas que este pode não ser o caso, vou condenar e refutar tudo o que já foi dito, porém diversificada, confirmando e aprovando a verdade sozinho,. e para o futuro, ele não deve nem duvidar nem vacilar E desde que meu irmão quebrou para fora em expressões como estas, que ele estava triste, que ele estava aborrecido, que ele era indignado, que lamentava que analfabetos, pobres, pessoas não qualificadas devem disputar com as coisas celestiais;. deixá-lo saber que todos os homens são gerados da mesma forma, com a capacidade e habilidade de raciocínio e sentimento, sem preferência de idade, sexo ou dignidade Nem eles obter sabedoria por fortuna, mas tê-lo implantado por natureza, além disso, as próprias filósofos, ou quaisquer outros que saíram até celebridades como descobridores de artes, antes de atingido um nome ilustre por suas habilidades mentais, foram plebeu estimado, untaught , semi-nua. Assim é, que os homens ricos, ligados a seus meios, foram acostumados a olhar mais sobre o seu ouro do que sobre o céu, enquanto o nosso tipo de pessoas, apesar de pobre, tem tanto sabedoria descoberto, e ter entregue o seu ensino para os outros, de onde parece que a inteligência não é dada a riqueza, nem é obtido pelo estudo, mas é gerado com a própria formação da mente Por isso, não é nada de estar com raiva ou a entristecer-se sobre, embora qualquer um deve saber,. deve pensar, se expressar seus pensamentos sobre as coisas divinas, uma vez que o que se pretende não é a autoridade do argumentador, mas a verdade do próprio argumento, e até mesmo o mais inexperiente o discurso, o mais evidente o raciocínio, uma vez que não é colorido pela pompa da eloqüência e graça, mas como ele é, ele é sustentado pelo Estado de direito. CHAP. . XVII – argumento: o homem deveria, na verdade, conhecer a si mesmo, mas esse conhecimento não pode ser alcançado por ele se ele PRIMEIRO LUGAR RECONHECE todo o escopo das coisas, eo próprio Deus. E DE CONSTITUIÇÃO E MOBILIÁRIO DO MUNDO INTEIRO, todos dotados de razão sustenta que foi estabelecido por Deus, e é regido e administrado por ele. “Nem eu me recuso a admitir que Caecilius sinceramente esforçou-se para manter entre os principais assuntos, que o homem deve conhecer a si mesmo, e levou ao redor e ver o que ele é, de onde ele é, porque ele é, se reunidos os elementos, ou harmoniosamente formada por átomos, ou melhor, fez, formou, e animado por Deus e é isso mesmo que nós não podemos procurar e investigar sem inquérito sobre o universo;. desde que as coisas são tão coerente, tão associada juntos, que a menos que você diligentemente examinar a natureza da divindade, você deve ser ignorante do que a humanidade. Também não se pode executar bem o seu dever social, a menos que você sabe que a comunidade do mundo que é comum a todos, especialmente desde que a este respeito que diferem na natureza animais, que, enquanto eles estão propensos e tendendo para a terra, e nascem a olhar para nada, mas a comida, nós, cujo semblante é ereto, cujo olhar está voltado para o céu, como é o nosso inverso ea razão, pelo qual devamos reconhecer, sentir e imitar a Deus, não tem nem direito nem razão de ser ignorante da glória celestial que se forma em nossos olhos e sentidos. Porque é tão ruim quanto a mais grosseira sacrilégio até mesmo, buscar no chão para que você deve encontrar em alta . Pelo o contrário, aqueles que negam que este mobiliário de todo o mundo foi aperfeiçoado pela razão divina, e afirmam que ela foi amontoados por alguns fragmentos casualmente aderem uns aos outros, parece-me não ter mente ou sentido, ou Na verdade, até mesmo a própria visão. Pois o que pode haver de tão manifesta, assim, confessou e tão evidente, quando você levantar os olhos ao céu, e olhar para as coisas que estão abaixo e ao redor, de que há alguma divindade de mais excelente inteligência, por quem toda a natureza é inspirada, é movido, é alimentada, é governado? Eis que o próprio céu, quão amplamente ele é expandido, a rapidez com que ele é girado ao redor, ou como ele se distingue no meio da noite por suas estrelas, . ou como é mais leve no dia do sol, e você vai saber de uma vez como o equilíbrio maravilhoso e divino do Governador Supremo é nele envolvidos Procure também no ano passado, como é feito pelo circuito do sol, e olhar para o mês, como a lua leva-lo em torno de seu aumento, seu declínio e decadência O que direi das mudanças recorrentes de escuridão e luz;. como não é, portanto, providenciou para nós uma restauração alternativa de trabalho e descanso verdade? um discurso mais prolixo sobre as estrelas devem ser deixadas para os astrônomos, quer sobre a forma como eles governam o curso de navegação, ou trazer a época da lavoura ou de colher, cada uma das quais coisas não só precisava de um artista Supremo e uma inteligência perfeita, nem só para criar, construir e organizar, mas, além disso, eles não podem ser sentidas, peceived e compreendido sem a mais elevada inteligência e da razão que, quando a ordem das estações e das colheitas distingue-se pela variedade firme, não.! não atestar o seu autor e parentes, como também a primavera com suas flores, eo verão, com suas safras, e da maturidade grato de outono, eo inverno azeite de coleta, são necessárias;? e esta ordem seria facilmente ser perturbado, a menos que fosse estabelecido pela mais alta inteligência. Agora, quão grande é a providência necessária, para que não haja nada, mas o inverno para acabar com sua geada, ou nada, mas de verão para queimar com seu calor, para interpor a temperatura moderada de outono e primavera, de modo que as transições invisíveis e inofensivo do ano, retornando em seus passos podem deslizar por Olhe atentamente para o mar;! é obrigado pela lei da sua costa Onde houver árvores, olha como eles são animados a partir das entranhas da terra considerar.! o oceano, que flui e reflui com marés alternativas Olhe para as fontes, como eles jorrar em córregos perpétuas olhar sobre os rios;.! eles sempre rolam em cursos regulares Por que eu deveria falar dos picos adequadamente ordenados de montanhas, o. ? encostas dos morros, as extensões de planícies Portanto devo falar da protecção multiforme fornecida por criaturas animadas uns contra os outros – alguns armados com chifres, alguns coberto com os dentes, e calçadas com garras, e farpado com picadas, ou ? de liberdade obtido pela rapidez dos pés, ou pela capacidade de voar fornecidos pela As asas muito beleza da nossa própria figura especialmente confessa que Deus é o seu artífice: nossa estatura vertical, nosso semblante uplooking, nossos olhos colocado na parte superior, uma vez que eram, outlook, e todo o resto dos nossos sentidos, como se dispostos em uma cidadela. CHAP. XVIII – argumento:. Além disso, Deus não só cuida DO MUNDO universal, mas de suas partes individuais. QUE pelo decreto de um Deus todas as coisas são governados, é provado pelo ILUSTRAÇÃO DE EMPIRES terrena. Mas, embora ele, sendo infinito e imenso – e quão grande ELE É, é conhecido por se sozinho – não pode tanto ser visto ou nomeado pelo EUA, mas sua glória é contemplado com mais clareza quando o uso de todos os títulos é deixada de lado. “Seria uma questão de longo para percorrer casos particulares Não há nenhum membro no homem, que não é calculado, tanto por uma questão de necessidade e de ornamento;. Eo que é mais maravilhoso ainda, todos têm a mesma forma, mas cada um tem certa lineamentos modificado, e, portanto, estamos cada encontrado para ser diferente de um para o outro, enquanto todos nós parecem ser como em geral. Qual é a razão da nossa nascer? que significa o desejo de gerar? Não está dado por Deus, e que os seios deve tornar-se cheio de leite como a prole cresce a maturidade, e que a descendência do concurso deve crescer pelo alimento proporcionada pela abundância da umidade leitoso? Nem Deus tem cuidado apenas para o universo como um todo, mas também . para suas partes Grã-Bretanha é deficiente na luz do sol, mas ele é atualizado com o calor do mar que flui ao redor Os ânimos rio Nilo a secura do Egito,. Eufrates cultiva Mesopotâmia, o rio Indus compensa a falta de chuvas, e é dito tanto para semear e água do Oriente. Agora, se, ao entrar em qualquer casa, você deve contemplar tudo refinado, bem arranjado, e adornada, com certeza você iria acreditar que um mestre presidida-lo, e que ele era muito melhor que todas essas coisas excelentes. Assim, nesta casa do mundo, quando você olhar para o céu, a terra, a sua providência, sua ordenação, a sua lei, acreditam que existe um Deus e Pai do universo, muito mais gloriosa do que as estrelas si, e as peças de todo o mundo A não ser, talvez -., pois não há dúvida quanto à existência da providência – você acha que é um assunto de investigação, se o reino celestial é governado pelo poder de um ou pela regra de muitos, e este assunto em si não envolve muita dificuldade em abrir para fora, para aquele que considera impérios terrenos, para os quais os exemplos certamente são tomadas do céu Quando a qualquer momento, houve uma aliança em autoridade real que quer começou. com a boa-fé ou deixou sem derramamento de sangue eu passar sobre os persas, que reuniu o augúrio para a sua chefia do relinchar dos cavalos;?, e eu não citar que a fábula absolutamente morto dos irmãos de Tebas A história sobre os gêmeos (Rômulo e Remo). , em relação ao domínio de pastores, e de uma casa de campo, é muito conhecido as guerras do filho-de-lei e pai-de-lei foram espalhados por todo o mundo;. ea fortuna de um tão grande império não poderia receber dois governantes Olhe para outros assuntos, as abelhas têm um rei;.. os rebanhos um líder;. entre os rebanhos há um governante Podes acreditar que no céu há uma divisão do poder supremo, e que a autoridade inteiro desse império verdadeiro e divino se separou, quando é evidente que Deus, o Pai de todos, não tem começo nem fim – que aquele que dá a luz a todos dá a perpetuidade Ele mesmo – que aquele que era antes do mundo, foi -Se a Si mesmo, em vez de o mundo Ele ordena tudo, seja o que for, por uma palavra, arranja-lo por sua sabedoria; aperfeiçoa pelo Seu poder Ele não pode ser visto – Ele é mais brilhante do que a luz;?. nem pode ser apreendido, -Ele é mais puro do que o toque, nem estimado, Ele é maior do que todas as percepções;. infinito, imenso, e quão grande é conhecida a si mesmo sozinho Mas o nosso coração é muito limitada para compreendê-lo e, portanto, são, então, dignamente estimando-lo quando dizer que Ele está além estimativa vou falar de que maneira eu sinto Aquele que pensa que sabe a magnitude de Deus, ele está diminuindo;… aquele que deseja para não diminuí-la, sabe que não Nem você deve perguntar a um nome .. porque Deus Deus é o Seu nome Nós temos necessidade de nomes quando uma multidão deve ser separado em indivíduos pelas características especiais de nomes, para Deus, que é por si só, o nome de Deus é o todo Se eu fosse chamá-lo de pai. , você julgaria que Ele é terrena, se um rei, você iria suspeitar dele ser carnal, se um Senhor, você certamente vai entender que Ele ele mortais Tire as adições de nomes, e você vai contemplar Sua glória que..! não é verdade que eu tenho neste assunto o consentimento de todos os homens? ouço as pessoas comuns, quando levantar as mãos para o céu, dizer mais nada, mas Oh Deus, e Deus é grande, e Deus é fiel, e se Deus autorizará. este é o discurso natural das pessoas comuns, ou é a oração de um cristão confessar? E os que falam de Júpiter como o chefe, está enganado em nome de fato, mas eles estão de acordo sobre a unidade da poder. CHAP. XIX – argumento:. Além disso, o POETAS tê-lo chamado o pai de deuses e homens, o Criador de todas as coisas, e sua mente e espírito. E, além disso, até mesmo o FILÓSOFOS mais excelente do VIM quase a mesma que a CONCLUSÃO cristãos sobre a unidade de Deus. “Ouvi dizer que os poetas também anunciando ‘Aquele pai dos deuses e dos homens’, e que tal é a mente dos homens mortais como o pai de todos os nomeou seu dia Que diz o Maro Mantuan Não é ainda mais simples, muito mais.? pertinente, mais verdadeiro? “No princípio”, diz ele, “o espírito dentro nutre, ea mente infundida agita o céu ea terra”, e os outros membros “do mundo. Daí surge a raça dos homens e do gado , ‘. e qualquer outro tipo de animais O mesmo poeta em outro lugar chama que a mente eo espírito a Deus por estes são suas palavras:.’ Por que Deus permeia todas as terras, e as extensões de mar, eo céu profundo, de quem são os homens e gado, a partir de quais são chuva e fogo “. O que mais é também Deus anunciou a ser por nós, mas a mente ea razão e do espírito? Vamos analisar, se é agradável, o ensinamento dos filósofos. Embora em variados tipos de discurso, mas nesses assuntos você vai encontrá-los concorrer e concordar em um presente parecer. que eu passar ao longo desses inexperientes e antigos que mereciam ser chamados sábios para os seus dizeres. Vamos Thales as Milesian ser o primeiro de todos, pois, antes de tudo disputada sobre coisas celestiais. Isso mesmo o Thales Mileto disse que a água era o princípio das coisas, mas que Deus era que a mente que a partir da água formou todas as coisas. Ah! uma conta maior e mais nobre da água e do espírito do que já foi descoberto pelo homem. Foi entregue a ele por Deus . Você vê que a opinião deste filósofo originais absolutamente concorda com a nossa. Posteriormente Anaxímenes e Diógenes de Apolônia, decidir que o ar, infinito e imensurável, é Deus. A concordância destes também quanto à Divindade é como a nossa. Mas a descrição de Anaxágoras também, que Deus é dito ser o movimento de uma mente infinita, eo Deus de Pitágoras é a alma de passar para lá e para cá e intenção, toda a natureza universal das coisas, de quem também a vida de todos os animais é recebido É um fato conhecido que Xenófanes entregue que Deus era tudo o infinito com a mente;. e Antístenes, que há muitos deuses dos povos, mas que um Deus da natureza era o chefe de todos, que Xeuxippus reconhecido como Deus uma força natural animal pelo qual todas as coisas são governadas. que diz Demócrito? Embora o primeiro descobridor de átomos, que ele não especialmente falar da natureza, que é a base de formas e inteligência, como Deus? Strato também se diz que Deus é a natureza .. Além disso, Epicuro, o homem que finge tanto deuses ociosa ou nenhum, ainda lugares acima de tudo, Natureza Aristóteles varia, mas, no entanto, atribui a uma unidade de poder, para ao mesmo tempo, ele diz que a Mente, em outro mundo, é Deus, em outro momento, ele define Deus acima do mundo Heraclides de Pontus também atribui, apesar de várias maneiras, uma mente divina de Deus Theophrastus, e Zeno e Crisipo, Cleantes e são realmente-se de muitas formas de opinião, mas eles são.. todos trazidos de volta para o fato de a unidade da Providência. Para Cleanthes discorriam de Deus como de uma mente, agora de uma alma, agora de ar, mas a maior parte da razão. Zeno, seu mestre, terá a lei de natureza e de Deus, e às vezes o ar, e às vezes a razão, ser o início de todas as coisas. Além disso, através da interpretação de Juno para ser o ar, o céu de Júpiter, Netuno o mar, Vulcan ser fogo, e da mesma maneira por mostrando os outros deuses do povo comum a elementos, ele forçosamente denuncia e supera o erro público. Crisipo diz quase o mesmo. Ele acredita que uma força divina, a natureza racional, e às vezes o mundo, e uma necessidade fatal, é Deus ,., e ele segue o exemplo de Zeno em sua interpretação fisiológica dos poemas de Hesíodo, de Homero, e de Orfeu Além disso, o ensino de Diógenes da Babilônia é a de expor e argumentar que o nascimento de Júpiter, ea origem da Minerva , e este tipo, são nomes para outras coisas, não para deuses. Para Xenofonte o socrático diz que a forma de o verdadeiro Deus não pode ser visto e, portanto, não deve ser consultado após. Aristo o estóico diz que Ele não pode de todo ser compreendida E ambos foram sensíveis da majestade de Deus, enquanto eles se desesperou de compreendê-lo Platão tem um discurso mais claro a respeito de Deus, tanto nos próprios assuntos e os nomes pelos quais ele expressa-los,.. eo seu discurso seria completamente celestial, se não fosse por vezes contaminada por uma mistura de mera crença civil. Portanto, Deus de seu Timoeus Platão é pelo Seu próprio nome do pai do mundo, o artífice da alma, o fabricante das coisas celestes e terrenas, a quem tanto para descobrir que ele declara é difícil, por conta do seu poder excessivo e incrível,.., e quando você descobriu ele, impossível falar em público O mesmo quase são as opiniões também quais são nossos para nós dois sabemos e falar de um Deus que é o pai de todos, e nunca falar dele em público, a menos que sejam interrogados. CHAP. XX – argumento:. Mas, se o mundo é governado pela Providência e governado pela vontade de um só Deus, uma antipatia IGNORANTE não deve LEVAR EUA AUSENTE NO ERRO DE ACORDO COM ELE: Embora deliciado com as suas próprias fábulas, que trouxe Nas tradições ridículo. Nem é MOSTRADO MENOS claramente que a adoração dos deuses SEMPRE FOI bobo e ímpio, já que o mais antigo dos homens têm venerado os seus reis, seus generais ilustres e inventores das artes, por conta de seus feitos notáveis, NO CASO CONTRÁRIO DO QUE como deuses, “Expus as opiniões de quase todos os filósofos cuja glória mais ilustre é a, têm apontado que há um só Deus, embora com muitos nomes, de modo que qualquer um poderia pensar também que os cristãos são agora os filósofos, ou que os filósofos foram, então, já cristãos. Mas se o mundo é governado pela Providência, e dirigido pela vontade de um só Deus, antiguidade de pessoas não qualificadas, não deve, no entanto satisfeito e encantado com as suas próprias fábulas, para levar-nos longe no erro de um acordo mútuo , quando é refutada pelas opiniões dos próprios filósofos, que são apoiados pela autoridade da razão e da antiguidade Para os nossos antepassados ​​tinham uma fé tão fácil em falsidades, que imprudentemente acreditavam até mesmo outras monstruosidades como surpresas maravilhosas,. uma variedade Scylla, uma quimera de muitas formas, e uma Hydra subir novamente a partir de suas feridas auspiciosos, e centauros, cavalos entrelaçados com seus cavaleiros, e tudo o Relatório foi autorizado a fingir, eles estavam totalmente dispostos a ouvir Por que eu deveria se referir àqueles de idade. , que os homens foram alteradas esposas fábulas de homens em pássaros e animais e de homens em árvores e flores – que as coisas se tivessem acontecido, poderia acontecer novamente;? e porque não pode acontecer agora, pois nunca aconteceu em Tudo em forma como em relação aos deuses, também, os nossos antepassados ​​acreditavam descuidadamente, credulously, com simplicidade inexperiente;. Enquanto adorando seus reis religiosamente, desejando olhar para eles quando mortos em formas exteriores, ansioso para preservar suas memórias em estátuas, essas coisas tornou-se sagrada que havia sido tomado apenas como consolo. Logo após, e antes que o mundo abriu-se pelo comércio, e perante as nações confundiu seus ritos e costumes, cada nação em particular venerada seu Fundador, ou ilustre Líder, ou modesta rainha corajosa do que ela sexo, ou o descobridor de qualquer tipo de faculdade ou de arte, como um cidadão digno de memória, e assim a recompensa foi dado ao falecido, e um exemplo para aqueles que estavam a seguir. CHAP. XXI – argumento:. OCTAVIUS atesta o fato de homens foram adotados como deuses, pelo testemunho de Evêmero, Prodicus, PERSAEUS, e Alexandre o Grande, que enumerar o país, os aniversários, e o enterro-lugares dos deuses. Além disso, ele DEFINIDOS os finais tristes, infortúnios, e as mortes dos deuses. E, além disso, ele ri dos absurdos ridículos e abominações que os pagãos CONTINUAMENTE alegam sobre a forma e aparência de seus deuses. . “Ler os escritos dos estóicos, ou os escritos dos sábios, você vai reconhecer estes fatos comigo Por causa dos méritos de sua virtude ou de algum dom, Euhemerus afirma que eles eram deuses estimados, e ele enumera seus aniversários, seus países, seus lugares de sepultura, e em toda a vários pontos das províncias estas circunstâncias do Dictaean Júpiter, e do Apolo de Delfos, e do Pharian Isis, e dos Ceres Elêusis. Prodicus fala de homens que foram levados até entre os deuses , porque eles foram úteis para os usos dos homens em suas andanças, pela descoberta de novos tipos de produtos Persaeus filosofa também para o mesmo resultado;. e acrescenta ao mesmo, que os frutos descobertos, e os descobridores desses mesmos frutos, foram chamados pelos mesmos nomes;. como a passagem das pistas escritor de quadrinhos, que Vênus congela sem Baco e Ceres Alexandre, o Grande, o célebre macedónio, escreveu em um documento notável dirigida a sua mãe, que, sob o medo de seu poder havia traiu a ele pelo sacerdote o segredo dos deuses ter sido homens: para ela, ele faz Vulcan o original de todos, e, em seguida, a corrida de Júpiter e você vê a andorinha, eo prato de Isis, eo túmulo de seus Serapis ou. Osiris vazio, com seus membros espalhados Então, considere os próprios ritos sagrados, e seus próprios mistérios:. você vai encontrar tristes mortes, desgraças e funerais, e as tristezas e gemidos dos deuses miseráveis ​​bewails Isis, lamenta, e procura depois. ela perdeu o filho, com o seu Cynocephalus e seus sacerdotes carecas, e os miseráveis ​​Isiacs bater no peito, e imitar o sofrimento da mãe mais infeliz aos poucos, quando o menino for encontrado, Isis se alegra, e os sacerdotes exultam, Cynocephalus. o descobridor possui, e eles não deixam de ano para ano, quer para perder o que eles encontram, ou para encontrar o que perder. Não é ridículo tanto para lamentar o que você adora, ou a adorar aquilo sobre o qual você se lamentar? No entanto, estes foram ritos anteriormente egípcios, e agora são os romanos. Ceres com suas tochas acesas, e rodeado s com uma serpente, com a ansiedade e solicitude acompanha os passos de Prosérpina, roubado em sua peregrinação, e corruptor. Estes são os mistérios de Elêusis. E são os ritos sagrados de Júpiter Sua enfermeira é uma cabra, e como uma criança, ele é tirado de seu pai ganancioso, que ele não deve ser devorado;? eo tumulto que retine é pontilhada de os pratos dos Corybantes, para que o pai deve ouvir choro do bebê Cybele de Dindymus -. Tenho vergonha de falar sobre isso – que não podia seduzir seu amante adúltera, que infelizmente era agradável para ela, a lascívia, porque ela mesma, como sendo a mãe de m CurtirCurtir
  5. Concordo com praticamente tudo relacionado a este assunto, e apesar de não ser católico romano, penso que essa interpretação realmente é a mais lógica dentro das Escrituras Sagradas. Faz muito sentido essa interpretação, pois está em pleno acordo com os seguintes textos bíblicos: Lucas 16:19-31; João 20:17a; Apocalipse 1:18. Espero ver mais sobre este assunto. Graça e paz.

    Curtir

  6. Helen,
    A mansão dos mortos não é a mesma coisa que o sheol? vc sabe algo a respeito?

    abraço.

    Curtir

    • Helen disse:

      Caro Brener,

      Busque no Blog o texto sobre Sheol e Purgatório, sob a exegese da Lucas 16. Acho que lá pode haver algo interessante e pertinente à sua pergunta.

      Pax Domini

      Curtir

  7. Luiz disse:

    Olá Helen

    Boa noite

    Primeiramente quero agradecer e parabenizar pela resposta muito coerente e fundamentada. Foi muito importante e oportuno ter feito um tópico sobre o assunto.

    Acho que o texto citou as pessoas do tempo de Noé pois foram eles que inauguraram o Purgatório e pelo fato do Dilúvio ter sido universal diferentemente de Sodoma e Gomorra e das cidades circunvizinhas que foi algo local. Então, penso eu, Cristo levou todos os que estavam lá para o Céu juntamente com as almas que estavam no Seio de Abraão. Depois da ascensão de Cristo as almas começaram a habitar o purgatório novamente.

    Um abraço e felicidades

    Luiz

    Curtir

Seja respeitoso. Não ataque o autor, debata sua idéia. Não use linguagem obscena, profana ou vulgar. Fique no tema do post. Comentários fora do tema original poderão ser excluídos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s