Os pecados contra o Espírito Santo


O Catecismo Douay de 1649

CAP. XIX.

Os pecados contra o Espírito Santo expõe-se como:

P. 915. Quantos são os pecados contra o Espírito Santo?

A. Seis: o desespero da salvação, a presunção da misericórdia de Deus,  impugnar a verdade conhecida, inveja do bem espiritual do outro, obstinação em pecado, e impenitência final.

P. 916. O que é o desespero da salvação?

A. É uma desconfiança na misericórdia e  poder de Deus como também, nos méritos de Jesus Cristo, como se não fossem de força suficiente para nos salvar. Este foi o pecado de Caim, quando disse:

“Meu pecado é maior do que eu posso merecer perdão. “Gen. iv 13”. E de Judas, quando derrubando as moedas de prata na templo, ele foi e se enforcou. “Matt. xxvii. 4, 5.

P. 917. O que é a presunção da misericórdia de Deus?

A. A confiança tola da salvação, sem levar uma boa vida, ou qualquer cuidado para manter a mandamentos, como o que entretêm que pensam que serão salvos somente pela fé,
sem boas obras.

P. 918. O que é impugnar a verdade conhecida?

A. Argumentar obstinadamente contra a pontos conhecidos da fé, ou evitar o caminho de nosso Senhor forjando mentiras e calúnias, como os hereges fazem, quando ensinam o povo ignorante, que os católicos adoram imagens como adoram a  Deus, e dão aos Anjos e Santos a honra que se deve a Deus, ou que o Papa por dinheiro dá-nos  perdão para cometer qualquer pecado que nos agrada,  o que de todas as falsidades, maior não podem ser inventada.

P. 919. O que é a inveja o bem espiritual do outro?

A. A tristeza ou o lamentar crescimento de outro na virtude e perfeição, como os sectários
parecem ter quando elas zombam e estão preocupados com os jejuns freqüentes, orações, festas, peregrinações, esmolas, votos, e ordens religiosas da Igreja Católica, chamando-os
supersticiosos e tolices, porque eles não têm em suas igrejas tais práticas de piedade.

Q. 920. Qual é a obstinação no pecado?

A. A persistência obstinada na iniqüidade, e em execução de pecado a pecado, depois de suficiente instruções e na admoestação.

P. 921. Como mostrar-lhes a malícia deste pecado?

A.  Extraido de Heb. x. 26, 27. “Se depois de ter tido o pleno conhecimento daquilo que é a verdade, continuarmos deliberadamente a pecar, não haverá nenhum sacrifício que possa cobrir esses pecados. 27Aí não resta mais do que aguardar o julgamento de Deus e o fogo furioso que consumirá todos os que se levantam contra ele.

P. 922. Que outras provas você tem?

A. Extraido de 2 Pet. ii. 21. “Teria sido melhor não ter conhecido o caminho da justiça, do que conhecendo-o desviar-se do santo mandamento que lhe foi entregue. ”

P. 923. O que é impenitência final?

R. Para morrer sem nem confissão ou arrependimento pelos nossos pecados, como aqueles que fazem de quem está disse: “Com um pescoço duro, e com os corações e ouvidos incircuncisos, vós sempre resistis ao Espírito Santo. “Atos vii. 51.

E na pessoa de quem Jó fala, dizendo: ” 14Tudo isto a despeito de terem posto Deus de lado, de não querem saber nem dele nem dos seus caminhos para nada.”Jó xxi. 14.

P. 924. Por que se diz que esses pecados não devem nunca ser perdoados, nem neste mundo, nem no mundo vindouro?

R. Não porque não há poder em Deus ou nos sacramentos de remeter-los, se os confessamos e nos arrependermos  deles, (excetuando-se apenas a impenitência final) dos quais lemos:  “Há é um pecado para a morte para que eu não dizer que qualquer homem pedir. “1 João i. 9.” Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda iniqüidade.”

 
Anúncios

Sobre Hellen

Católica militante, expatriada, mãe e arquiteta e estudante de Direito. Quando há tempo, engajada na "missão" de defender a fé católica e evangelizar aos irmãos católicos, especialmente aqueles afastados da Santa Fé . I am an expat architect, law student and Catholic mommy who's taken on blogging. I've doing this for a few years now and I'm totally hooked up. All for the Glory of God!
Esse post foi publicado em Apologética Católica e marcado , , , . Guardar link permanente.

Seja respeitoso. Não ataque o autor, debata sua idéia. Não use linguagem obscena, profana ou vulgar. Fique no tema do post. Comentários fora do tema original poderão ser excluídos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s