Como responder biblicamente aos irmãos Protestantes


1 — Protestantes: — Todas as verdades reveladas por Deus encontram-se na Bíblia.

O que diz a Bíblia:

“Há muitas outras coisas que Jesus fez e que, se fossem escritas uma por uma, creio que no mundo inteiro não caberiam todos os livros que teriam que ser escritos”. (Jo 21,25)

“Embora tenham muitas coisas a vos escrever, não quis fazê-lo com papel e tinta. Mas quero ir ter convosco e vos falar de viva voz, para que a nossa alegria seja perfeita”. (3 Jo 13)

“Jesus fez, diante de seus discípulos, muitos outros sinais, que não se encontram escritos neste livro. Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais a vida em seu nome”. (Jo 20, 30-31)

 

2 — Protestantes: — Só a Bíblia contém as regras da fé, não a tradição.

O que diz a Bíblia:

Por conseguinte, irmãos ficai firmes: guardai as tradições que vos ensinamos oralmente ou por escrito. (2Ts 2,2)

“O que de mim ouviste na presença de muitas testemunhas, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para ensiná-los a outro” (2Tm 2,2).

3 — Protestantes: O único magistério é o da Bíblia. Somente nela se pode crer.

O que diz a Bíblia:

“Ele lhes disse de novo: A paz esteja convosco! Como o Pai me enviou, também eu vos envio. Dizendo isto, soprou sobre eles e lhes disse: recebei o Espírito Santo”. (Jo 20 20,21)

“… ide, pois, e fazei com que todas as nações se tornem minhas discípulas, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, e ensinando-as a observar tudo quanto vos ordenei. E eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos!” (Mt 28, 19-20).

Quem vos ouve, a mim ouve, quem vos despreza, a mim despreza e também despreza aquele que me enviou”. (Lc 10, 16).

“Mas o Paráclito, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que vos disse”. (Jô 14,26)

4 — Protestantes:  é fácil de se entender a Bíblia, quem a lê está livre de erro.

O que diz a Bíblia:

“Isto mesmo ele (Paulo) faz em todas as suas cartas, ao falar nelas desse assunto. Nelas existem pontos difíceis de se entender, que algumas pessoas ignorantes e sem firmeza deturpam, como fazem com as demais Escrituras, para a própria perdição”. (2Pd 3,16)

“Disse então o Espírito a Filipe: Aproxima-te para bem perto do carro. Filipe acelerou o passo. Ouvindo que lia o profeta Isaías, disse-lhe: Porventura, entendes o que lês? Ele respondeu: Como posso entender se não há quem me explique? E convidou Filipe a subir e sentar-se ao lado dele”. (At 8,29-31)

5 — Protestantes: Jesus não estabeleceu autoridade alguma na sua Igreja; pastores e fiéis são todos iguais.

O que diz a Bíblia:

“Em verdade vos digo: Tudo que ligardes na terra, será ligado no céu; e tudo que desligardes na terra, será desligado no céu”. (Mt 18,18)

“Olhai por vós e por todo rebanho, sobre o qual o Espírito Santo vos estabeleceu bispos para apascentar a Igreja de Deus, que ele adquiriu para si pelo sangue do seu próprio Filho”. (At 20,28)

“Aos presbíteros que estão entre vós, exorto eu, que sou presbítero como eles e testemunha dos sofrimentos de Cristo e participante da glória que há de ser revelada. Apascentai o rebanho de Deus que vos foi confiado, cuidando dele, não por coação, mas de livre vontade, como Deus quer, nem por torpe ganância, mas por devoção, nem como senhores daqueles que vos couberam por sorte, mas, antes, como modelos de rebanho. Assim, quando aparecer o supremo pastor, recebereis a coroa da glória que não murcha”. (1Pe 5,1-3)

“Nós vos rogamos, irmãos, que tenhais consideração por aqueles que se afadigam no meio de vós, e presidem no Senhor e vos admoestam. Tende para com eles um amor por causa do trabalho que eles executam. Vivei em paz uns com os outros”. (1Ts 5,12-13)

6 — Protestantes: A Igreja Catolica Romana no inicio foi a Igreja de Cristo, mas com o passar do tempo vem caindo em erros, abusos e escândalos, demonstrando que ela não é mais a Igreja de Cristo.

O que diz a Bíblia:

“Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja e as portas do inferno nunca prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos Céus, e o que ligares na terra será ligado nos céus, e o que desligares na terra será desligado nos céus”. (Mt 16, 18-19).

“Se eu tardar, saberás como proceder na casa de Deus vivo: coluna e sustentáculo da verdade”. (1Tm 3,15)

7 — Protestantes: Jesus não constituiu Pedro cabeça da Igreja na terra. Na Igreja não há outra cabeça senão Cristo. Logo não deve haver Papa.

O que diz a Bíblia:

“Depois de comerem, Jesus disse a Pedro: Simão Filho de João, tu me amas mais que estes?

— Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo, respondeu Pedro. Acrescentou Jesus: Apascenta os meus cordeiros. Uma segunda vez lhe perguntou: Simão, filho de João, tu me amas? — Sim, tu sabes que eu te amo, confirmou Pedro. Repetiu Jesus: Apascenta as minhas ovelhas. Pela terceira vez lhe disse Jesus: Simão, filho de João, tu me amas? Pedro ficou triste por ter lhe perguntado pela terceira vez: Tu me amas? E lhe respondeu: Senhor, tu sabes que eu te amo. Jesus lhe disse: Apascenta as minhas ovelhas”. (Jô 21, 15-17) .

“Simão, Simão, Satanás vos (plural, ou seja, toda a igreja) procurou para vos peneirar como trigo, mas eu roguei por ti (singular, ou seja, rogou por Pedro e por sua fé), para que a tua fé não desfaleça, e tu, uma vez convertido, confirma os irmãos”. (Lc 22 31-32)

8 — Protestantes: Jesus não constituiu bispos para governar a sua Igreja. Jesus não deu aos seus apóstolos o poder de ordenar sacerdotes; portanto, o chamado sacerdócio católico não foi instituído por Cristo.

O que diz a Bíblia:

“Olhai por vós e por todo o rebanho, sobre o qual o Espírito Santo vos constitui bispos, para apascentar a Igreja de Deus, que ele adquiriu para si pelo sangue do seu próprio Filho” (At 20, 28)

“Certo dia, enquanto celebravam o culto do Senhor e jejuavam. Disse o Espírito Santo: Separai-me Barnabé e Saulo para a obra a que os destinei. Então, depois de terem jejuado e orado, impuseram-lhes as mãos e despediram-nos. Enviados, pois, pelo Espírito Santo, desceram eles a Selêucia, e dali navegaram para Chipre” (At 13, 2-4)

“A ninguém imponhas apressadamente as mãos, não participes dos pecados de outrem. A ti mesmo conserva-te puro” (1Tm 5,22)

“Eu te deixei em Creta para cuidares da organização e ao mesmo tempo para que constituas presbíteros em cada cidade, cada qual devendo ser como te prescrevi…”(Tt 1,5)

O rito de impossição de maos ate hoje caracteriza a ordenação dos Bispos Catolicos.

9 — Protestantes: Qualquer um que esteja cheio do espírito evangélico é verdadeiro sacerdote de Cristo e pode pregar seu Evangelho sem necessidade de passar por cerimônias chamadas “ordenações” nem ser enviado por bispo ou papa.

O que diz a Bíblia:

“Portanto todo sumo sacerdote, tirado do meio dos homens, é constituído em favor dos homens em suas relações com Deus. A função é oferecer dons e sacrifícios pelos pecados. É capaz de ter compreensão por aqueles que ignoram e erram”. (Hb 5,1-2)

“Mas como poderiam invocar aqueles que não creram? E como poderiam crer aqueles que não ouviram? E como poderiam ouvir sem pregador? E como poderiam pregar se não fossem enviados? Conforme está escrito [Is 57,7]: Quão belos são os pés que anunciam a paz”. (Rm 10, 14-15)

“Portanto, consideram-nos os homens como servidores de Cristo e administradores dos mistérios de Deus” (1Cor 3,9)

“Alguém está doente? Mande chamar os presbíteros da Igreja, para que orem sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor”. (Tg 5,14)

10 — Protestantes: Quem crer em Jesus Cristo como salvador se salva, não é necessário fazer boas obras.

O que diz a Bíblia:

“Tudo o que fizerdes ao mais pequeninos dos Meus irmãos, o fazeis a Mim.” (Mt 25:40)

“Então o Rei dirá aos que estão à direita: – Vinde, benditos de meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo, 35. porque tive fome e me destes de comer; tive sede e me destes de beber; era peregrino e me acolhestes; 36. nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim.” (Mt 25: 35)

“E se possuir o dom da profecia e conhecer todos os mistérios e toda a ciência e alcançar tanta fé que chegue a transportar montanhas, mas, se não tiver caridade, nada sou”. (1Cor 13,2)

“Não são os que ouvem a Lei que são justos perante Deus, mas os que cumprem a Lei é que serão justificados”. (Rm 2,13)

“Meus irmãos, se alguém disser que tem fé, mas não tem obras, que lhe aproveitará isso? Acaso a fé pode salvá-lo? Se o irmão ou a irmã não tiver o que vestir e lhes faltar o necessário para a subsistência de cada dia, e alguém lhes disser: Ide em paz, aquecei-vos, e não lhes der o necessário para a manutenção, que proveito haverá nisso? Assim também é a fé, se não houver obras, será morta em si mesma. De fato alguém poderá objetar-lhe: Tu tens fé e eu obras. Mostra-me a tua fé sem obras e eu te mostrarei a fé pelas obras. Tu crês que há um só Deus? Ótimo! Lembra-te, porém, de que também os demônios crêem, mas estremecem. Queres, porém, ó homem insensato, a prova de que a fé sem obras é vã? Abraão, nosso pai, não foi justificado pelas suas obras quando ofereceu sobre o altar Isaac, seu filho? Já vês que a fé concorreu para as suas obras e pelas obras é que a fé se realizou plenamente. E assim se cumpriu a Escritura que diz que Abraão creu em Deus e isso lhe foi imputado como justiça e ele foi chamado amigo de Deus. Estais vendo que o homem é justificado pelas obras e não simplesmente pela fé. Da mesma maneira também Raab, a meretriz, não foi justificada pelas obras, quando acolheu os mensageiros e os fez voltar por outro caminho? Com efeito, como o corpo sem o sopro da vida está morto, assim também é morta a fé sem obras”. (Tg 2,14-25)

11 — Protestantes: Jesus morreu pela salvação de todos; logo é fazer injuria a Cristo dizer que são necessárias nossas obras para a salvação, como se a redenção não fosse suficiente. A fé em Jesus é que nos merece o Reino do Céu, não as obras.

O que diz a Bíblia:

“O Filho do Homem há de vir na sua glória do seu Pai, com os anjos, e então retribuirá a cada um de acordo com o seu comportamento”. (Mt 16,27)

“Aí alguém se aproximou dele e disse: Mestre, que farei de bom para ganhar a vida eterna? Respondeu: Por que perguntas sobre o que é bom? O Bom é um só. Mas, se queres entrar na vida, guarda os mandamentos. Aquele lhe perguntou: Quais? Jesus respondeu: Estes: Não matarás, não adulterarás, não roubarás, não levantarás falso testemunho; honra pai e mãe e amarás o teu próximo como a ti mesmo. Disse-lhe então o moço: Tudo isso tenho guardado, que me falta ainda? Jesus respondeu: Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens e dá aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me” (Mt 19, 16-21)

12 — Protestantes: Jesus não está realmente na Eucaristia, nem quis ele dar-nos a sua carne e o seu sangue para comermos e bebermos. Isso é um absurdo forjado pela Igreja de Roma. Não há prova alguma na Bíblia de que Jesus haja estabelecido o que os católicos chamam sacrifício da missa, nem que os apóstolos hajam celebrado esta cerimônia.

O que diz a Bíblia:

“Em verdade, em verdade vos digo;aquele que crê, tem a vida eterna. Eu sou o pão da vida. Vossos pais comeram o maná no deserto e morreram. Este é o pão vivo descido do céu. Quem comer deste pão, viverá eternamente. O pão que eu darei, é a minha carne para a vida do mundo. Discutiam entre si os judeus dizendo: Como pode este homem dar-nos a sua carne para comer? Jesus lhes respondeu então: Em verdade , em verdade vos digo: se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberes o seu sangue, não tereis a vida em vós.Quem come a minhas carne e bebe o meu sangue, tem a vida eterna e eu o ressuscitarei no último dia. Pois a minha carne é verdadeiramente comida e o meu sangue é verdadeiramente bebida. Quem come da minha carne e bebe do meu sangue, permanece em mim e eu nele” (Jô 6,47-56)

“Com efeito, eu mesmo recebi do Senhor o que transmiti: na noite em que ia ser entregue, o Senhor Jesus tomou o pão e, depois de dar graças, partiu-o e disse: Isto é o meu corpo, que é para vós; fazei isso em memória de mim. Do mesmo modo, após a ceia, também tomou o cálice, dizendo: Este é o cálice da Nova Aliança em meu sangue; todas as vezes que dele beberdes, fazei-o em memória de mim”. (1Cor 11,27-29)

“Assim, pois, quem come o pão e bebe do cálice do Senhor indignamente será réu do corpo e do sangue do Senhor. Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e então coma do pão e beba do cálice, pois aquele que come e bebe sem discernir o corpo [do Senhor], come a própria condenação” (1Cor 11,27-29)

“O cálice da benção que abençoamos, nãoi é comunhão com o sangue de Cristo? E o pão que partimos, não é o corpo de Cristo? Já que há um único pão, nós, embora muitos, somos um só corpo, visto que todos participamos desse único pão”. (1Cor 10,16)

“Trabalhei não pelo alimento que se perde, mas pelo alimento que permanece até a vida eterna na, alimento que o Filho do Homem vos dará, pois Deus, o Pai, o marco com seu selo”. (Jô 6, 27)

“Assim lhes disse: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim nunca mais terá forme e o que crer em mim nunca mais terá sede”. (Jô 6, 35)

“Assim como o Pai, que vive, me enviou e eu vivo para o Pai, aquele que comer de mim viverá por mim. Este é o pão que desceu do céu. Ele não é como o que os pais comeram e pereceram; quem come deste pão viverá para sempre”. (Jô 6, 57-58)

13 — Protestantes: A crença no purgatório não tem fundamentação bíblica.

O que diz a Bíblia:

“Assume logo uma atitude conciliadora com teu adversário, enquanto estas com ele no caminho, para que teu adversário não te entregue ao juiz e o juiz ao oficial de justiça, e assim sejas lançado na prisão. Em verdade te digo: Dali não sairás, enquanto não pagares até o último centavo”. ((Mt 5, 25-26)

“Cada um veja como constrói. Quanto ao fundamento, ninguém pode pôr outro diverso do que foi posto: Jesus Cristo. Se alguém sobre esse fundamento constrói com ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno ou palha, a obra de cada um será posta em evidência. O Dia a tornará conhecida, pois ele se manifestará pelo fogo e o fogo provará o que vale a obra de cada um. Se a obra construída sobre o fundamento subsistir, o operário receberá uma recompensa. Ele mesmo, entretanto, será salvo, mas, como que através do fogo”. (1Cor 3,10-15)

14 — Protestante: Só Deus perdoa os pecados, ele não concedeu aos padres católicos o poder de perdoá-los.

O que diz a Bíblia:

“Dizendo isto, Jesus soprou sobre eles e lhes disse: Recebei o Espírito Santo. Aqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhe-ão perdoados, aqueles aos quais não os perdoardes, ser-lhe-ão retidos”. (Jô 20,22-23).

“Em verdade vos digo: tudo o que ligardes na terra será ligado no céu e tudo quanto desligardes na terra será desligado no céu”. (Mt 18,18).

“Tudo isto vem de Deus, que nos reconciliou consigo por Jesus e nos confiou o ministério da reconciliação”. (2Cor 5,18).

“Muitos dos que receberam a fé, vinham confessar as suas práticas supersticiosas”. (At 19,10)

“Vendo o ocorrido, isto é, perdão dos pecados do paralítico, as multidões…glorificaram a Deus que deu tal poder aos homens”. (Mt 9,8).

15 — Protestantes: Em nenhuma parte da Bíblia se encontra, como ensinamento divino, a lei do celibato no ministério pastoral.

“A propósito das pessoas virgens não tenho preceito do Senhor; mas posso dar conselho, porque obtive do Senhor a misericórdia de ser digno de fé. Creio, pois, que, por causa das angustias do presente, é bom que o homem fique assim. Estás livre de mulher? Não procures mulher. Se te casares, não pecarás, se uma virgem se casa, não peca; mas essas pessoas sofrerão as tribulações da vida matrimonial, que eu quisera poupar-vos”. (1Cor 7,25-28).

“Eu quisera que estivésseis isentos de preocupações. Quem não tem esposa cuida das coisas do Senhor e do modo de agradar ao Senhor. Quem tem esposa, cuida das coisas do mundo e de agradar à esposa, e fica dividido. Da mesma forma, a mulher não casada e a virgem cuidam das coisas do Senhor, a fim de serem santas de corpo e de espírito. Mas a mulher casada cuida das coisas do mundo; procura agradar o marido. Digo-vos isto pelo vosso interesse, não para armar ciladas, mas para que façais o que é mais nobre e possais permanecer junto ao Senhor sem distrações”. (1Cor 7,32-35).

“Digo às pessoas solteiras e às viúvas que é bom ficarem como eu” (1Cor 7,8).

“Jesus lhes disse: Em verdade eu vos digo, não há quem tenha deixado casa, mulher, irmãos, pais e filhos por causa do Reino de Deus, sem que receba muito mais neste tempo e, no mundo futuro, a vida eterna”. (Lc 18,29-30)

“Ele acrescentou: Nem todos são capazes de compreender essas palavras, mas somente aquele a quem é concedido. Há eunucos que nasceram assim, desde o ventre materno. Há eunucos que foram feitos eunucos pelos homens. E há eunucos que se fizeram eunucos por causa do Reino dos Céus. Quem tiver capacidade para compreender, que compreenda”. (Mt 19,11-12).

16 — Protestantes: O matrimonio não é um sacramento instituído por Jesus.

O que diz a Bíblia:

“Alguns fariseus aproximaram-se dele, querendo pô-lo à prova. Perguntaram-lhe: è lícito repudiar a própria mulher por qualquer motivo que seja? Ele respondeu: Não lestes que desde o principio o Criador os fez homem e mulher? E disse: Por isso o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá a sua mulher e os dois serão uma só carne. De modo que já não são dois, mas uma só carne. Portanto não separe o homem que Deus uniu”. (Mt 19,3-6) ver também (Mc 10,2-12)

“Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus ele o criou, homem me mulher. Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a”. (Gn 1, 27-28)

“E, vós maridos, amai as vossas mulheres como Cristo amou a sua Igreja e se entregou por ela, … pois ninguém jamais quis mal a própria carne, antes a alimenta e cuida dela, como também fez Cristo com a sua Igreja, … É grande este mistério, refiro-me à relação entre Cristo e sua Igreja”. (Ef 5, 25-29)

17 — Protestantes: É um absurdo teológico ensinar ou crer que Deus tem mãe; logo Maria não pode ser chamada mãe de Deus. A veneração que os católicos tributam a Maria, é contrária a Bíblia.

O que diz a Bíblia:

“No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um varão chamado José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria. Entrando onde ela estava, disse-lhe: Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo! Ela ficou intrigada com estas palavras, e pôs-se a pensar qual o significado daquela saudação. O anjo acrescentou: Não temas, Maria. Encontras-te graça junto de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, e o chamarás com o nome de Jesus. Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai; ele reinará na casa de Jacó para sempre, e o deu reino não terá fim. Maria, porém, disse ao anjo: Como pode acontecer isso, se eu não conheço homem algum? O anjo lhe respondeu: O Espírito Santo virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra; por isso o Santo que nascer será chamado Filho do Altíssimo. Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice, e este é o sexto mês [de gestação] para aquela que chamavam de estéril. Para Deus, com efeito, nada é impossível. Disse então Maria: Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo retirou-se”. (Lc 1, 26-38)

“Com grande grito exclamou [Isabel] : Bendita és tu entre as mulheres, bendito é o fruto do teu ventre! Donde me vem que a mãe do meu Senhor me visite?”. (Lc 1,1-41).

18 – Protestantes: Deus proibiu terminantemente no decálogo esculpir estátuas ou imagens.

O que diz a Bíblia:

“Farás um propiciatório de ouro puro, 125 cm de comprimento e 75 cm de largura. Farás dois querubins de ouro polido, nas duas extremidades do propiciatório, um de um lado do outro lado, de modo que os querubins estejam nos dois extremos do propiciatório. Os querubins com as asas estendidas por cima estarão encobrindo o propiciatório, um de frente do outro, voltados para o propiciatório. Porás o propiciatório sobre a arca, e dentro da arca o documento da aliança que te darei. Ali me encontrarei contigo, e de cima do propiciatório, no meio dos dois querubins colocados sobre a arca da aliança, eu te comunicarei o que eu ordenar aos israelitas”. (Ex 25, 10-22).

“O Senhor respondeu-lhe: “Esculpi uma serpente venenosa e colocai-a sobre um poste. Quem for mordido por uma víbora e contemplar a serpente esculpida viverá. Moises obedeceu, fez uma serpente de bronze e a colocou sobre um poste; se alguém era mordido por uma víbora, contemplava a serpente de bronze e vivia. (Nm. 21, 8-9)

“ Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim é necessário que seja levantado o Filho do Homem”. (Jô 3, 14).

19 — Protestantes: A invocação aos anjos e santos é contrária à Bíblia, não devemos invocá-los.

O que diz a Bíblia:

“… que o anjo que me salvou de todo mal abençoe estas crianças, nelas sobrevivam o meu nome e o de meus pais, Abraão, Isaac, que elas cresçam e se multipliquem sobre a terra!”. (Gn 48,16).

“Pecamos contra o Senhor e contra ti. Intercede junto ao Senhor para que afaste de nós estas serpentes. Moisés intercedeu em favor do seu povo”. (Nm 21,7)

“Eu vos peço, irmãos, por nosso Senhor Jesus Cristo, e pelo amor do Espírito Santo, que luteis comigo nas orações que fazeis por mim a Deus”. (Rm 15, 30)

“… orai uns pelos outros, para que sejais curados. A oração fervorosa do justo tem grande poder. Assim Elias, que era um homem semelhante a nós, orou com insistência para que não chovesse, e não choveu na terra durante três anos e seis meses. Em seguida tornou a orar e o céu enviuo sua chuva e a terra voltou a produzir fruto”. (Tg 5,16-18)

20 — Protestantes: Os santos do céu nada sabem sobre nós; por conseguinte, ignoram os nossos pedidos; é inútil invocá-los.

O que diz a Bíblia:

“Com orações e súplicas de toda sorte, orai por todo tempo, no Espírito, e para isso vigiai com absoluta perseverança e súplicas por todos os santos”. (Ef 6,18)

Ao receber o livro, os quatro Seres vivos e os vinte e quatro Anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, cada qual com uma cítara e taças de ouro cheias de incenso, que são orações dos santos, …” (Ef 6,18)

“Moises, porém, suplicou ao Senhor, seu Deus, e disse: Por que , ó Senhor, se acende a tua ira contra o teu povo, que fizeste sair do Egito com grande poder e mão forte? — O Senhor, então, desistiu de aplicar o castigo com o qual havia ameaçado o povo”. (Ex 32, 11-14).

“No dia seguinte, Moisés disse ao seu povo: Vós cometestes um pecado grave. Todavia, eu vou subir ao Senhor; talvez consiga expiar o vosso pecado.”(Ex 32,30)

“Os filhos de Israel tiveram medo dos filisteus. Não cesses de invocar o Senhor nosso Deus, para que ele nos livre das mãos dos filisteus”. (1Sm 7,7-8).

“Irmãos, eu vos peço, por nosso Senhor Jesus Cristo, que luteis comigo nas orações que fazeis por mim.” (Rm 15,30).

“Orai por nós, irmãos”. (1Ts 5,25)

“ não desprezeis nenhum desses pequeninos, porque eu vos digo que os seus anjos no céu vêem continuamente a face do meu Pai que está nos céus”. (Mt 18,10).

“Orai por nós, porque estamos convencidos de que possuímos uma boa consciência, e com a vontade de viver bem em tudo”. (Hb 13,18).

21 — Protestantes: Não temos garantia de que os anjos e santos no céu pedem por nós, ignorância invocá-los para que intercedam por nós.

O que diz a Bíblia:

“Então falou o anjo do Senhor dos exércitos: Até quando demorarás ainda a ter piedade de Jerusalém e das cidades de Judá, contra as quais estás irado há setenta anos”. (Zc 1,12)

“Ao receber o livro, os vinte quatro Anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, cada um com uma cítara e taças cheias de incenso, que são as orações dos santos, …” (Ap 5,8)

Jesus disse: “E eu te digo: tu és Pedro e sobre está pedra construirei a minha Igreja…”. Ele disse a minha Igreja, e não as minhas Igrejas.

“Há um só Senhor, uma só Fé, um só Batismo”. (Ef 4,5)

Anúncios

Sobre Hellen

Católica militante, expatriada, mãe e arquiteta e estudante de Direito. Quando há tempo, engajada na "missão" de defender a fé católica e evangelizar aos irmãos católicos, especialmente aqueles afastados da Santa Fé . I am an expat architect, law student and Catholic mommy who's taken on blogging. I've doing this for a few years now and I'm totally hooked up. All for the Glory of God!
Esse post foi publicado em Doutrinas & Dogmas, Reforma Protestante - Doutrinas e marcado , , , , . Guardar link permanente.

17 respostas para Como responder biblicamente aos irmãos Protestantes

  1. The Bat disse:

    Esse foi o melhor texto de refutação ao protestantismo.

    Curtir

    • JAIME disse:

      Se cremos que Deus é Pai; se cremos que Jesus é o Cristo, o Ungido, o Filho de Deus, também precisamos respeitar, honrar e amar a mãe de Jesus, a Virgem Maria.

      Se cremos que todos os que amaram verdadeiramente a Deus nesta vida estão no Céu, e que aqueles que seguiram Jesus e morreram acreditando nele estão ao seu lado, seria o cúmulo do absurdo supor que a mãe do Cristo aqui na Terra não estivesse junto a Ele no Céu. Maria, ela que, segundo a Bíblia Sagrada, era cheia do Espírito Santo, declarou de si mesma:

      “De hoje em diante, todas as gerações me chamarão bem-aventurada!” (Lc 1, 48)

      Nosso Salvador não salvaria sua própria mãe? Nós, cristãos, cremos que recebemos por Graça o direito e o poder de pedir e interceder junto a Deus. Podemos pedir ao Pai em nome de Jesus, ou falar diretamente a Jesus e pedir que nos conceda suas bençãos. O próprio Senhor Jesus Cristo ensinou isso nos Evangelhos, e que Graça maravilhosa é esta! Não devemos deixar jamais de conversar com nosso Senhor, que, sendo Deus, se fez homem e fraco, por nós. Foi Ele somente quem sofreu as piores dores e deu sua própria vida em sacrifício pela nossa salvação. Jesus é nosso único Senhor, Um com o Pai e o Santo Espírito, nosso único Salvador, e exclusivamente por Ele recebemos a vida eterna. Jesus Cristo também é nosso único Mediador, junto ao Pai, no sentido de nos resgatar do pecado e salvar as nossas almas. Enquanto cristãos, precisamos assumir que é Ele, – e apenas Ele, – que está eternamente no centro da nossa fé, das nossas orações e da nossa salvação.

      Esclarecidos esses pontos, nós também cremos que podemos e devemos interceder uns pelos outros, isto é, pedir uns pelos outros junto a Deus, seja na Pessoa do Pai, do Filho ou do Espírito Santo; assim como Maria fez em Caná, pedindo a seu Filho e seu Senhor que ajudasse aqueles noivos. E Ele a atendeu. Cremos que Maria, que é nossa Mãe, nossa irmã e companheira de caminhada, pode pedir também por nós ao seu Filho amado, agora que está com Ele na eternidade, em perfeita Comunhão. Cremos que, no Céu, os santos de Deus estão mais vivos do que nós, aqui na terra, pois alcançaram a vida plena à qual Jesus se referiu (Jo 10, 10), e que podem nos ouvir.

      Maria foi a primeira cristã, o perfeito modelo de fé e de confiança em Jesus, testemunha fiel de tudo o que se passou na vida dele, desde antes do nascimento até a Cruz. De Jesus, Maria entende! Não, ela não foi nem é “uma mulher qualquer”, como ouvimos dizer por aí: não foi acidente nem “sorte” a Graça tremenda que aconteceu em sua vida! Não é todo dia que uma virgem recebe o aviso de um anjo, de que será a mãe do Filho de Deus! Não é todo dia que uma mulher fica grávida por obra especialíssima, direta de Deus! Não é “qualquer mulher” que gera e educa alguém como Jesus Cristo, nosso Deus!

      É por tudo isso que não é pecado chamar Maria de “Mãe de Deus”. Jesus sendo Deus, e Maria sendo sua mãe, quando a chamamos assim, honramos devotadamente a memória de Maria, mas a Jesus glorificamos, reafirmando todas as vezes que Jesus Cristo é Deus. Quem se nega a dizer que Maria é “Mãe de Deus”, renega a divindade de Jesus Cristo. Simples assim.

      Assim como está escrito, Maria foi escolhida desde o princípio dos tempos, porque o Sopro de Deus pairou de maneira especial sobre ela. A Vida que nela foi gerada era nada menos que a Vida do próprio Autor da Vida! Como podem alguns se negar a honrar Maria? Como podem se negar a lhe proclamar Bem-Aventurada e Cheia de Graça?

      Podemos imaginar os risos, as brincadeiras, as lágrimas, as preocupações que ela teve com seu Filho Divino, o dia-a-dia ao lado do Senhor… Ninguém teve maior escola de espiritualidade que Maria! Nem mesmo os Apóstolos, que tiveram apenas três anos para aprender com Cristo: Maria teve trinta e três anos e nove meses! Se acreditamos na palavra e na santidade dos Apóstolos, que foram os autores da Bíblia, como duvidar de Maria, a mãe do Senhor? Se ela tivesse escrito um Evangelho, seria sem nenhuma dúvida o mais digno de crédito; porque ela esteve lá, junto até o último momento, e continuou com os discípulos depois da crucificação, integrando a Igreja que nascia. Aliás, no momento da crucificação, quando os Apóstolos fugiram, quem continuou ao lado do Senhor? Ela mesma… E os Apóstolos a ouviam. Muita coisa Maria deve ter lhes contado, muitos detalhes sobre a vida do Senhor. Senão, como eles poderiam saber, para escrever os Evangelhos? Maria foi a melhor testemunha do que realmente aconteceu com Jesus. Ninguém, absolutamente ninguém em toda a História, viveu a experiência Jesus Cristo mais do que ela.

      Muitos títulos de honra a Igreja deu à Maria, e nos cabe procurar entendê-los corretamente. Infelizmente, aqui entramos nos exageros dos que parecem querer elevar a Mãe de Deus mais alto que o próprio Deus. – Mais alto do que, com certeza, ela mesma deseja ser elevada. Estes estão no lado oposto daqueles que a desrespeitam.

      Uns, na ânsia de anunciar as virtudes da Mãe, por vezes acabam exagerando; outros, no zelo de defender o papel único do Filho de Deus, acabam desprezando o maravilhoso legado da desde sempre amada Mãe da Igreja.

      A Igreja sabe o que é o Reino de Deus, quem é Jesus e quem é Maria, e nós precisamos aprender essas coisas. Devemos aprender a amar Maria com uma devoção pura e autêntica; falar muito com Jesus e com o Pai, pedir sempre a luz do Espírito Santo no que dizemos e no que fazemos. Se vier o desejo de falar com nossa Mãe do Céu, devemos fazê-lo sabendo que falar com Jesus é falar com Deus, e que falar com Maria é falar com um ser humano muito especial que está no Céu com Deus.

      Nunca a Igreja ensinou que Maria é uma ‘deusa’, como acusam alguns dos nossos irmãos “evangélicos”. O Catecismo da Igreja Católica (CIC) deixa muito claro que é sempre o Deus Uno e Trino quem concede as graças. Nossa mãe pede por nós, junto a Deus. Jesus concede porque é nosso Intercessor junto ao Pai, e porque todo o poder lhe foi dado no Céu e na Terra. Maria consegue orando, pedindo. Se tantos padres e pastores conseguem graças e bençãos orando a Jesus, quanto mais ela, a Virgem Maria, que foi e continua sendo muito mais santa, mais unida a Jesus e mais pura e salva do que qualquer um de nós?

      Nossa Senhora é uma só: Maria, Mãe de Jesus. Mas ela recebeu diversos títulos e representações ao redor do mundo, como esta, feita na China: cada nação procurou retratá-la à sua maneira.

      Nós levamos o Senhor na mente e no coração: Maria, além disso, o carregou no ventre: a Carne de Jesus Cristo, Deus encarnado, era a mesma carne de Maria. O sangue que fluía em Maria era o mesmo Sangue salvador que fluía em Jesus, e que foi derramado pela salvação da humanidade. Já parou para pensar nisso? Maria cuidou e protegeu Nosso Senhor desde quando Ele, por amor a nós, se fez um bebê indefeso. Que grande absurdo é querer “defender” Jesus tentando diminuir Maria!

      Equilíbrio: é tudo de que precisamos para honrar e venerar Maria do jeito certo. É verdade que alguns católicos se equivocam neste assunto. Quantas vezes vemos pessoas prostradas diante das imagens de Maria nas igrejas, louvando e pedindo bençãos, mas… Que pena, logo depois passam reto diante do Altar e do Santíssimo Sacramento, onde se encontra Jesus Cristo em Corpo, Alma e Divindade! Muitos gostam de repetir que “se Jesus não estiver atendendo, é só pedir à Mãe que ela atende”. E também ouvimos afirmações como: “Tudo com Jesus, nada sem Maria!” – São frases de uma infelicidade total. Cristo é Deus, Alfa e Ômega, Principio e Fim de todas as coisas. Quem o tem, tem tudo. Para quem está nele, não existem condições. Maria, Mãe bendita, vive nele, para sempre. Assim também, quando desejamos “a Paz de Cristo”, por exemplo, é desnecessário completar com “…e o amor de Maria”. O amor que vem de Jesus e de Maria são o mesmo e um só: expressão máxima e perfeita do Amor Divino no mundo, e que provém dele, o Autor da Vida e Deus de Amor.

      E foi a este mesmo Amor que Maria se entregou, de corpo e alma; foi deste Amor que ela se fez serva, para se tornar “Nossa Senhora” para sempre. Se existem exageros ao se falar de Nossa Senhora, e isso leva alguns irmãos de outras comunidades cristãs a nos acusar de idolatria, devemos saber que, dentro da verdadeira Fé, nada nos desvia da verdadeira Comunhão dos santos e nem da companhia e proteção de nossa bem amada e sempre Bem Aventurada Virgem Maria, Mãe de Deus e de todos nós; exemplo incomparável de santidade sempre ao nosso lado no percurso do Caminho.

      Curtir

  2. 1ª questão – Conforme João 21:25, “Há muitas outras coisas que Jesus fez” que não foram registradas. Podemos ter certeza, que não foram registradas, não porque os autores bíblicos não quiseram registrar, nem porque não sobrou espaço para tal, mas porque o Espirito Santo de Deus não julgou necessário. Porém, o que se encontra nas Escrituras é o suficiente para a nossa salvação e assim, não necessitamos de absolutamente nenhuma outra fonte além da Bíblia. O texto de João 20:30,31 confirma esse posicionamento.

    2ª questão – As tradições que o apóstolo se referem em 2ª Tessalonicenses 2:15, são as tradições apostólicas relacionadas às mensagens dos evangelhos sobre a vida de Jesus e o seu ministério. Portanto, não se trata de nada além do que se encontra registrado nas Escrituras Sagradas, aliás, a verdadeira Tradição é a que se encontra na Bíblia, pois as demais, se não estiverem de acordo com o contexto bíblico, sem dúvida são falsas.

    3ª questão – Os textos citados indicam que os cristãos verdadeiros são guiado e conduzido a pregar o santo evangelho diretamente pelo Espírito Santo, sendo enviados por Jesus e não por uma instituição religiosa. Isto só é possível mediante a Bíblia Sagrada, pois ela é a Palavra de Deus.

    4ª questão – Quem garante que este texto de 2ª Pedro 3:16 (“deturpam,… para a sua própria perdição”) não se aplica perfeitamente à Tradição extra bíblica do catolicismo? Em relação ao segundo texto citado, fica a seguinte pergunta: há alguém melhor do que o próprio autor das Escrituras Sagrada para nos instruir?Ainda que seja necessário algum instrutor humano, a presença do Espírito Santo é indispensável, tanto para quem ministra a Palavra, quanto para quem a ouve.

    5ª A autoridade de “ligar e desligar” é concedida à todos, pois o sacerdócio é de todos os crentes (1ª Pedro 2:9). A principal razão de existir dos ministros ordenados, é servir e não de subjugar o rebanho, nem de impor condições (1ª Pedro 5:1-3).

    6ª A Igreja quanto ao seu aspecto visível (instituição religiosa), jamais pode ser infalível, pois é constituída não só de cristãos verdadeiros, mas também de falsos (Mateus 13:25-30,36-43). Além do mais, está sujeita a cair em apostasia (1ª Timóteo 4:1; 2ª Tessalonicenses 2:3). O joio e a apostasia são sementes de contaminação, lançadas pelo diabo. A Igreja é infalível, portanto, somente em seu aspecto invisível, pois mesmo que a organização ou instituição religiosa venha sucumbir na apostasia, Deus sempre suscitará um remanescente de fiéis verdadeiros para honrar o seu nome e a sua Palavra. Sempre será assim, o diabo lançando o joio e Deus suscitando fiéis testemunhas (Lucas 3:8). É desta forma, que as portas do inferno, nunca prevalecerão contra a Igreja de Deus em Cristo Jesus. Todas as igrejas estão sujeitas a erros, inclusive a católica, que historicamente tem cometido erros absurdos.

    7ª Sem dúvida Pedro foi um grande líder nos tempos apostólicos. Porém, afirmar que ele era líder absoluto, aí já é demais. Pedro era considerado como uma das colunas da Igreja, contudo Tiago é nomeado em primeiro lugar (Gálatas 2:9). O contexto indica que Pedro era apóstolo entre os circuncisos, enquanto que Paulo era entre os pagãos (Gálatas 2:7,8). Isto prova que Pedro realmente não era líder absoluto de toda a Igreja.
    continua…
    Graça e paz.

    Curtir

    • Helen disse:

      No geral, discordo de tudo, mas o item número 5 não é para levar a sério, é?

      Curtir

    • Manuel da Costa disse:

      5ª A autoridade de “ligar e desligar” é concedida à todos, pois o sacerdócio é de todos os crentes (1ª Pedro 2:9). A principal razão de existir dos ministros ordenados, é servir e não de subjugar o rebanho, nem de impor condições (1ª Pedro 5:1-3).”

      SIM, A TODOS QUE VEM DA SUCESSÃO APOSTÓLICA. ALEXANDRE, FORA DA SUCESSÃO APOSTÓLICA NINGUEM TEM AUTORIDADE DE FALAR EM NOME DE JESUS. A SUCESSÃO SÓ EXISTE NA IGREJA ONDE EXISTE SACERDOCIO. OS PASTORES NÃO SÃO SACERDOTES, PORQUE NÃO OFERECEM SACRIFICIO A DEUS CONFORME O SACERDOCIO CATÓLICO. Em Mateus 16:16-18 ,jesus só fala de Pedro,em Mateus 18:18 Jesus fala para todos.

      Ps. Jesus só chamaou Pedro de Pastor “apascenta as minhas ovelhas” “Confirma os seus irmãos na fé”, “Oque voce ligar será desligado” são Palavras do Nosso Senhor.

      Pax domini.

      Curtir

  3. Alexandre disse:

    Quem tem telhado de vidro fica quieto!

    Curtir

    • EDMILSON disse:

      Olha Alexandre para falarmos desse assunto idolatria, precisamos desde o início compreender o que é um ícone e um ídolo.
      Pois todos os dois são imagens, mas são duas coisas completamente diferentes

      ÍDOLO – é uma criatura que eu pego e coloco no lugar de Deus, é uma imagem que eu tirei o Deus Verdadeiro e coloquei um Deus falso no seu lugar. Isso é proibido pelo 1º mandamento. Só Deus é Deus.

      É por isso que no primeiro mandamento se proibi fazer imagens que sejam ídolos. Veja que essa palavra eidolon em grego quer dizer imagem. Mas existe outra palavra grega para dizer também imagem que é o ícone, eikon

      ÍCONE – pego aquela criatura, que foi uma pintura feita por mão humana, uma estátua feita por mão humana. Mas eu uso aquela realidade não como um Deus no lugar de Deus, mas como uma verdadeira janela que me abre para Deus e que me leva a Deus.

      Se eu tenho em mente a diferença entre ídolo e ícone eu vou entender então que uma coisa é proibida e outra permitida.

      Pois vocês protestantes radicalizam as coisas e dizem:
      Ah, então vamos parar de fazer qualquer tipo de imagem.
      Só que isso não resolve o problema. Porque por EXEMPLO:
      tendo diante dos seus olhos a sua esposa, o seu marido. Quando você olha para a beleza do corpo da sua mulher, você tem uma escolha: ou você transforma o que você está vendo em ídolo colocando sua mulher no lugar de Deus, ou você transforma aquilo que você está vendo em ícone, fazendo que ela seja uma janela transparente que te faz louvar a Deus.

      Porque aqui o que está em jogo, não é a nossa atitude diante de um boneco de gesso, mas de toda a criação. É aqui que está o problema! Você pode acabar com todos os ícones, mesmo assim o problema da idolatria vai continuar existindo. Porque o problema da Idolatria é bem mais sério e radical. O problema da idolatria é a sua atitude diante das coisas criadas.

      Entenda Alexandre que as realidades criadas te levam para Deus ou te afastam dele? Isso depende da sua atitude, isso é você quem vai dizer.

      Portanto, diante de uma flor, diante de um pôr do sol belíssimo, diante de realidades mais tentadoras, como o dinheiro e o sexo você sempre está diante de uma escolha. Ou você faz com que essa criatura seja um ícone, uma janela que te leva para Deus ou você fará daquela criatura um ídolo, algo que você coloca no lugar de Deus.
      Então, é muito fácil acabar com todos os bonecos de gesso, difícil é acabar com a idolatria no nosso coração.
      Por fim, Alexandre imagine uma mulher quase nua, encima de um carro alegórico e procure na internet uma foto de Madre Teresa de Calcutá e olhe nos olhos dela.
      E veja quem é que está ali para ser ícone, ou seja, uma janela que te abre para Deus. O seu corpo pode ser ícone, mas isso depende da atitude dos outros. Caso você seja uma mulher, um homem que se vista castamente, o seu corpo está ali para ser um sinal, uma janela que te abre para Deus! O problema não é a imagem, o problema é o que fazer da imagem!

      Se eu descubro que sou avarento (idólatra do dinheiro) e quero me curar dessa doença da avareza. Para me curar, o caminho da cura não é rasgar todos os dinheiros da face da terra, o caminho da cura é a iconografia, é eu olhar para o dinheiro e fazer com que ele seja uma janela que me abre para Deus!

      RESUMINDO MEU CARO ALEXANDRE! O PROTESTANTISMO NÃO TEM NENHUMA AUTORIDADE PARA FALAR DE UM ASSUNTO QUE NÃO CONHECE!
      QUE EXEMPLOS ALEXANDRE ME FALE DE UMA IGREJA PROTESTANTE ANTES DE 1480?

      MOSTRE-ME UM SÓ VERSÍCULO BÍBLICO? EM QUE DEUS DA AUTORIDADE PARA HOMENS FUNDAR IGREJAS?

      E OUTRA PERGUNTA CARO ALEXANDRE SE O PROTESTANTISMO É VERDADEIRO POR QUE ELE SE DIVIDIU AQUI NO BRASIL EM MAIS 50 MIL DENOMINAÇÕES? SE O PROTESTANTISMO É VERDADEIRO? POR QUE POR CAUSA DO LIVRE EXAME BÍBLICO APARECE TODO DIA UM PASTOR SEMIANALFABETO COM UMA NOVA DOUTRINA HERÉTICA? POIS NO MEIO DISSO TUDO TEM IGREJAS DA MACONHA, IGREJAS QUE NEGAM JESUS CRISTO DEUS? TEM IGREJAS DE HOMOSSEXUAIS QUE É A QUE MAIS CRESCE NO MUNDO!

      E POR FIM POR QUE VOCÊS PROTESTANTES ESCONDEM ISSO?

      Curtir

  4. EDMILSON disse:

    IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICOS TEMOS 2000 MIL ANOS DE IGREJA
    A INVENCÍVEL IGREJA CATÓLICA – As portas do inferno nunca prevalecerão contra ela. DOIS MIL ANOS DE IGREJA “Homens da Galiléia, porque ficais aí a olhar para o céu? Esse Jesus que vos acaba de ser arrebatado para o céu voltará do mesmo modo que o vistes subir para o céu. (At 1,11) ” Cleofas – Felipe Aquino Pela História da Igreja podemos ver com clareza a sua transcendência e divindade. Nenhuma instituição humana sobreviveu a tantos golpes, perseguições, martírios e massacres durante 2000 mil anos; e nenhuma outra instituição humana teve uma seqüência ininterrupta de governantes.
    Já são 266 Papas desde Pedro de Cafarnaum. Esta façanha só foi possível porque ela é verdadeiramente divina; divindade esta que provém Daquele que é a sua Cabeça, Jesus Cristo. Ele fez da Igreja o Seu próprio Corpo (cf. Cl 1,18), para salvar toda a humanidade. Podemos dizer que, humanamente falando, a Igreja, como começou, tinha tudo para não dar certo. Ao invés de escolher os “melhores” homens do Seu tempo, generais, filósofos gregos e romanos, etc., Jesus preferiu escolher doze homens simples da Galiléia, naquela região desacreditada pelos próprios judeus. “Será que pode sair alguma coisa boa da Galiléia?” Isto, para deixar claro a todos os homens, de todos os tempos e lugares, que “todo este poder extraordinário provém de Deus e não de nós” (2Cor 4,7); para que ninguém se vanglorie do serviço de Deus. Aqueles Doze homens simples, pescadores na maioria, “ganharam o mundo para Deus”, na força do Espírito Santo que o Senhor lhes deu no dia de Pentecostes. “Sereis minhas testemunhas… até os confins do mundo”(At 1, 8). Pedro e Paulo, depois de levarem a Boa Nova da salvação aos judeus e aos gentios da Ásia e Oriente Próximo, chegaram a Roma, a capital do mundo, e alí plantaram o Cristianismo para sempre. Pagaram com suas vidas sob a mão criminosa de Nero, no ano 67, juntamente com tantos outros mártires, que fizeram o escritor cristão Tertuliano de Cartago (†220) dizer que: “o sangue dos mártires era semente de novos cristãos”. Estimam os historiadores da Igreja em cem mil mártires nos três primeiros séculos. Talvez isto tenha feito os Padres da Igreja dizerem que “christianus alter Christus” (o cristão é um outro Cristo), que repete o caminho do Mestre. Mas estes homens simples venceram o maior império que até hoje o mundo já conheceu. Aquele que conquistou todo o mundo civilizado da época, não conseguiu dominar a força da fé. As perseguições se sucederam com os Césares romanos: Décio, Domiciano, Trajano, Dioclesiano, Valeriano, etc…, até que Constantino, cuja mãe se tornara cristã, Santa Helena, se converteu ao Cristianismo. No ano 313 ele assinava o edito de Milão, proibindo a perseguição aos cristãos, depois de três séculos de sangue. E nem mesmo o imperador Juliano, o apóstata, conseguiu fazer recuar o cristianismo, e no leito de morte exclamava: “Tu venceste, ó galileu!”. O grande Império se curvou diante da Cruz, disse Daniel Rops. A marca impressionante desta Igreja invencível e infalível, esteve sempre na pessoa do sucessor de Pedro, o Papa. Os Padres da Igreja cunharam aquela frase que ficou célebre: “Ubi Petrus, ibi ecclesia; ubi ecclesia ibi Christus” (Onde está Pedro, está a Igreja; onde está a Igreja está Cristo). “Tu és Pedro; e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja… e as portas do inferno jamais prevalecerão contra ela” (Mt 16,18). Depois da perseguição romana, vieram as terríveis heresias. Já que o demônio não conseguiu destruir a Igreja, a partir de fora, tentava agora fazê-lo a partir de dentro. De alguns patriarcas das grandes sedes da Igreja, Constantinopla, Alexandria, Antioquia, Jerusalém, e outras partes , surgiam as falsas doutrinas, ameaçando dilacerar a Igreja por dentro. Eram o gnosticismo, o pelagianismo, o maniqueísmo, o macedonismo, nestorianismo, jansenismo, quietismo, etc.. Mas o Espírito Santo incumbiu-se de destruir todas elas, e o barco da Igreja continuou o seu caminho até nós. Os grandes defensores da fé e da sã doutrina, foram os “Padres” da Igreja: Inácio de Antioquia (†107), Clemente de Roma (†102), Ireneu de Lião (†202), Cipriano de Cartago(† 258), Hilário de Poitiers (†367), Cirilo de Jerusalém (†386), Anastácio de Alexandria (†373), Basílio Magno (†379), Gregório de Nazianzo (†394), Gregório de Nissa (†394), João Crisóstomo de Constantinopla (†407), Ambrósio de Milão (†397), Agostinho de Hipona (†430), Jerônimo (420), Éfrem (†373), Paulino de Nola (†431), Cirilo de Alexandria (†444), Leão Magno (†461), e tantos outros que o Espírito Santo usou para derrotar as heresias nos diversos Concílios dos primeiros séculos. Cristo deixou a Sua Igreja na terra como “a coluna e o sustentáculo da verdade” (1Tm 3,15). Todas as outras igrejas cristãs são derivadas da Igreja Católica; as ortodoxas romperam em 1050; as protestantes em 1517; a anglicana, em 1534, etc. E a lista vai longe e se multiplica em nossos dias. Depois que desabou o Império Romano do ocidente, coube à Igreja o papel de mãe destes filhos abandonados nas mãos do bárbaros. S.Leão Magno, Papa e doutor da Igreja, enfrentou Átila, rei dos hunos, às portas de Roma, e impediu que este bárbaro, o “flagelo da História”, destruísse Roma; o mesmo fez depois com Genserico. Aos poucos a Igreja foi cristianizando os bárbaros, até que o rei e a rainha do francos, Clovis e Clotilde, recebessem o batismo no ano 500. Era a entrada maciça dos bárbaros no cristianismo. Papel importantíssimo nesta conquista lenta e silenciosa coube aos monges e seus mosteiros espalhados em toda a Europa, especialmente os beneditinos, que preservaram a cultura do ocidente. Mais adiante, no Natal do ano 800, na Catedral de Reims, na França, o rei franco Carlos Magno era coroado pelo Papa, e restabelecia-se o Império Romano, mas agora Sagrado. Os bárbaros se renderam à fé de Cristo. Isto foi possível graças aos milhares de envangelizadores que percorreram toda a Europa anunciando a salvação trazida por Jesus ao mundo: S. Patrício, S. Columbano, S. Bonifácio, e tantos outros gigantes da fé. E onde a semente do Evangelho ia sendo lançada, logo em seguida, em toda parte, era regada com o sangue dos mártires. Em toda a Idade Média imperou a marca do cristianismo na Europa. Aspirava-se e respirava-se a fé. Surgiram as Catedrais como a bela expressão da fé e do louvor a Deus; as Cruzadas ao Oriente no zelo de libertar a Terra Santa profanada; as Universidades cristãs, Bolonha, Sorbonne, Oxford, Cambridge, Salamanca, Coimbra, etc, todas fundadas pela Igreja de Cristo. Mas a fé sempre esteve ameaçada; nos tempos modernos levantaram-se contra a Igreja as forças iluminismo deista, do materialismo, do comunismo, do nazismo, e todos eles fizeram milhares de mártires cristãos, especialmente neste triste século vinte que chega ao fim marcado por tantas ofensas ao Criador. Stalin, o ditador soviético, responsável por cerca de 30 milhões de mortos, para desafiar a Igreja, perguntou quantas legiões de soldados tinha o Papa; é pena que não sobrevivesse para ver o que aconteceu com o comunismo e com o seu Muro de Berlim. Mas a Igreja continua como nunca, até o final da História, quando Cristo voltará para assumir a Sua Noiva. Será as Bodas definitivas e eternas do Cordeiro com a Sua Igreja. Nenhuma Instituição humana nesses dois mil anos cuidou tanto da humanidade, fez e faz tanta caridade, espalhou e espalha tanto amor. Nunca uma Instituição cuidou tanto das ciências, das artes, da música, da arquitetura, do direito, da economia, da medicina, da astronomia, da matemática, etc. Então, é de se perguntar: por que, voltam-se contra ela tantas forças tenebrosas, num laicismo anti-católico indisfarçável? Penso que seja porque ela continua pregando com coragem os Mandamentos do seu Senhor: não matar, não roubar, não prostituir, não voltar aos tempos de Sodoma e Gomorra… As trevas não suportam o brilho da Luz.
    De fato, isso prova que a palavra de Jesus se cumpriu, se cumpre e nunca passará até o fim dos tempos. “as portas do inferno nunca prevalecerão contra ela”. E mais, sem esta Igreja Católica Apostólica Romana e sem o Evangelho do Amor que ela difunde, o mundo ainda estaria envolto no barbarismo mais feroz, quem sabe confinado a algumas tribos antagônicas, digladiando-se com suas espadas em certos cantões. Como já mostrei no artigo anterior, também aqui o professor Felipe aponta com nomes e dados que também a Igreja é a única responsável pelo florescimentos da ciência, das artes, e de todo o conhecimento adquirido na história humana e que contribuiu para o progresso rumo ao bem. Por outro lado, tudo aquilo que o homem criou, somente contribuiu para a ruía dos povos. Como se poderia dizer, a Igreja inventa a pólvora, o homem mau constrói a bomba. Existem pessoas que babam dizendo que a maior contribuição dos gregos para a história foi a democracia. Ora este foi exatamente um dos maiores males. É através deste regime que conseguem eleger mentecaptos para direção dos povos e celerados como legisladores. Ademais nenhuma heresia perniciosa foi criada pela Igreja, todas são invenções humanas para destruí-la. Mas caem os povos, caem as heresias, morrem bufando seus criadores e a Igreja Católica fica de pé. E assim será até o fim dos tempos e a entrada do Novo Reino. Foi a Igreja que Deus criou o único caminho seguro para fazer a humanidade bater as portas deste reino, ainda inteira, embora tantos pedaços que dela se arranque. E só isso bastaria para uma pessoa inteligente perceber onde está a verdade e onde está Deus. O problema atual é simplesmente que o homem não quer saber da verdade e sim da mentira, nem quer saber de Deus, mas sim do diabo. Toda uma geração foi já forjada e preparada a fim de acolher o anticristo, esta geração justamente a dos que combatem atualmente a Igreja e seu Pedro. Uma certeza temos: a imensa maioria de todos estes valentes detratores da Igreja Católica, não demora muito tempo estará de joelhos em súplicas. Como seria bom para eles, se pudessem enfrentar o juiz de pé! Mas seu pobre esqueleto estará chacoalhando de tal forma, que só de joelhos para suportar. E os que não aceitarem esta mesma Igreja, estes afundarão no pó. Afinal, que se pode dizer de um verme que afronta um gigante? Que Deus os julgue! AARÃO NOTA DE BAIXADACATÓLICA: Mais uma vez nessa maravilhosa caminhada pela história me pergunto como ainda podem existir pessoas que questionam tamanha verdade revelada sobre a noiva do cordeiro. Senhor muito obrigado por hoje pertencer a sua amada Una, Santa, Católica e Apostólica Igreja. Convido todos os católicos, sacerdotes e leigos a orarem pela conversão de cada protestante, cismático, herege, ateu e pagão, para que tenham suas mentes resgatadas pela divina misericórdia. Chegará um momento de nossa história que verei com meus olhos muitos retornado a Igreja de Cristo, como filhos pródigos. Verei muitos hereges protestantes, cismáticos e apostatas em massa abdicando de suas heresias e apostasias. Verei ateus reconhecendo Deus como Pai e a Igreja como mãe e mestra. Verei muitos pagãos se convertendo a Cristo na Santa Madre Igreja. A Igreja sempre triunfa, não falo isso por soberba, mais porque a palavra de Deus sempre diz a verdade. “Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.” Mateus 16:13-19. A”Igreja, coluna e sustentáculo da verdade.” (I Tim 3.15) não pode ser sucumbida, dividida, fragmentada por ninguém. Ela é única e indivisível como coluna de sustentação da verdade do evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, uma coluna dividida, fragmentada, envelhecida e quebrada não pode sustentar a verdade universal da fé Cristã. A Igreja é unica e indestrutível pois o fundador é Jesus Cristo. Louvado seja a Santíssima Trindade, Pai, Filho, e Espírito Santo, ontem, hoje e para todo sempre, pelos séculos dos séculos. Amém.
    RESUMINDO MEUS IRMÃOS E MINHAS IRMÃS CATÓLICAS SAIBAS QUE EM CADA TEMPESTADE QUE A IGREJA CATÓLICA PRASSA ELA SE RENOVA E CRESCE POIS AS PORTAS DO INFERNO NUNCA PREVALECERÃO CONTRA ELA.

    Curtir

  5. Eder Leal disse:

    A igreja católica era sim a Igreja de Deus na terra porém durante a idade média ou período das cruzadas que seja, os papas começaram a ditar “doutrinas que não estavam nas escrituras ” e obrigando os fiéis a obedecer sob pena de morte.um absurdo já que João disse” se alguém acrescentar algo o Senhor fará vir sobre ele as pragas descrito neste livro” Foi nessa época que surgiram : BATISMO DE MORTOS (Anti bíblico ) porque o batismo é o novo nascimento espiritual então………interrogação…. Ascensão de Maria ao céu(Anti bíblico de novo) …Jesus disse “Ninguém subiu ao céu senão aquele que desceu do céu, o filho do homem(Jesus) que está no céu” a passagem da mulher em apocalipse retrata sim Maria porém fala sobre sua gravidez, o nascimento do Senhor Jesus e depois a fuga dela para o Egito para fugir de Herodes e para que se cumprissem as escrituras ” do Egito chamei o meu filho”…….fora outras doutrinas piores ex: PURGATÓRIO E SANTÍSSIMA TRINDADE( palavras inventadas não estão na bíblia)…uso de velas no culto(costume pagão), adoração de imagens(vale ressaltar que as imagens que Deus mandou que fossem feitas eram apenas simbólicas, não tinham poder algum e nunca ele mandou que orassem a ele através delas ou muito menos ajoelhassem em frente delas(absurdo!)…quanto a serpente que Moisés levantou no deserto primeiro era pré-figurativa do Messias que também foi levantado no madeiro da cruz e segundo porque vocês sempre esquecem de mencionar que o rei Ezequias para por fim a idolatria D.E.S.P.E.D.A.Ç.O.U a serpente feita por Moisés porque assim como vocês, o povo já estavam adorando ela , queimando incenso e até mesmo já tinham posto um nome nela NEUSTÃ….mas isso você esqueceu de mencionar ai né?? substituição do pão e do vinho na santa ceia pela hóstia (outra palavra inventada) e ainda dizem que o sangue está no corpo…fala sério primeiro o senhor tomou o PÃO( não hóstia) e depois tomou o VINHO simbolizando o SANGUE que obviamente não estava no Pão e disse ” comei e tomai dele TODOS” então porque somente os ” sacerdotes (hilário esse termo) é quem participam do vinho e os fies não?? e se o sangue está no corpo então por que eles também não comem apenas o hóstia?? muito estranho essa sua religião heim…….!!! A igreja não foi fundado sobre PEDRO…..por acaso Jesus disse sobre este PEDRO eu fundarei a minha igreja???? Não ele disse PEDRA ou seja falava de si próprio …..ele era a pedra que foi rejeitada pelos edificadores, e quem cair sobre esta pedra, despedaçar-se-á; e aquele sobre quem ela cair ficará reduzido a pó…ou seja PEDRA e não PEDRO… a igreja foi fundado sobre Jesus…….a ideia de apascentar o rebanho pertencia a todos os presbíteros e bispos e não somente a Pedro……Jesus só fez a pergunta 3 vezes seguidas para dar a chance de ele se redimir porque tinha negado o Senhor 3 vezes também….Viu só como a sua religião é cheia de Heresia ??????

    Curtir

    • Helen disse:

      Onde foi que o amigo aprendeu isso, poderia forncer-nos a fonte?

      Curtir

    • ALBERTO disse:

      Eder Leal disse:

      A igreja católica era sim a Igreja de Deus na terra porém durante a idade média ou período das cruzadas que seja, os papas começaram a ditar “doutrinas que não estavam nas escrituras ” e obrigando os fiéis a obedecer sob pena de morte.um absurdo já que João disse” se alguém acrescentar algo o Senhor fará vir sobre ele as pragas descrito neste livro” Foi nessa época que surgiram : BATISMO DE MORTOS (Anti bíblico )

      É MEU AMIGO EDER LEAL VOCÊ TEM ATROFIA CEREBRAL
      DE ONDE VOCÊ TIROU ISSO FOI DAS SEITAS PROTESTANTES ESPALHADAS EM MAIS DE 50 MIL NO BRASIL

      ISSO QUE VOCÊ ESCREVEU É UM ABSURDO NEM MERECE COMENTÁRIOS
      MAIS QUEBRANDO SEU GALHO FILHO DE LUTERO

      ME MOSTRE A FONTE DESSA SUA PAPAGAIADA O ESCRITOR DE ÉPOCA QUE ESCREVEU ISSO COM FONTE HISTÓRICA COM TESTEMUNHAS OCULARES POBRE CRIATURA

      Curtir

  6. Mauricio disse:

    o fato da existencia de dois mil anos, já declara que a Santa Igreja È Una e Santa, paz e bem

    Curtir

  7. Socorro disse:

    Fico muito feliz que esteja realmente fazendo a vontade do Pai.
    A Ele toda Honra Glória e Louvor!
    Sou Crente e sei que nenhum humano pode ser adorado.

    “Não julgueis, para que não sejais julgados. Pois com o critério com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos medirão também. Por que vês tu o argueiro no olho de teu irmão, porém não reparas na trave que está no teu próprio? Ou como dirá a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, quando tens a trave no teu? HIPÓCRITA, tira primeiro a trave do teu olho e então verás claramente para tirar o argueiro do olho de teu irmão. Não deis aos cães o que é santo, nem lanceis ante os porcos as vossas pérolas, para que não as pisem com os pés, e, voltando-se, vos dilacerem.”
    ( Mateus 7:1-6)

    O joio e o trigo crescerão juntos, e Senhor os separará no momento certo.
    Fica na Paz do Senhor!

    Curtir

  8. Renato Paulo disse:

    Que o Senhor Jesus esteja convosco.

    Nao quero aqui escrever muito,pois acho que nao vale a pena.
    Apenas “poucas coisas” quero aqui provar.

    “Pelos seus frutos os conhecereis”-disse Jesus a seus disciplos

    O humilde nao provoca guerras.Quem provoca guerras sao os trocistas e escarnecedores de Cristo.
    No principio,os principios da Igreja foram humildes aos ensinamentos de Jesus.Nao tirou nem inventou palavra das Sagradas Escrituras.
    Quem prova estas palavras?Sao aqueles fieis de Deus,bem conhecedores da maldade do demonio que viveram HUMILDEMENTE na Igreja,antes de aparecer os falsos Profetas.
    Esses falsos Profetas foram previstos por Jesus.
    “Acautelai-vos dos falsos Profetas que aparecerao nos ultimos dias”

    Esses falsos profetas,sao os escarnecedores e provocadores de guerras e porque?Porque provocaram guerras contra a Igreja dos apostolos de Cristo.
    Nao sendo humildes como Jesus mandou,provocaram guerra e revolucao contra Pedro o apostolo de Jesus.

    Esses falsos Profetas foram crescendo e ganhando popularidade…hoje em dia sao aos milhares,principalmente no norte da Alemanha e Estados Unidos.

    Como disse em cima:
    “Pelos seus frutos os conhecereis”-disse Jesus a seus disciplos

    Isto para nao falar de “ataques literarios” de alguns escritores protestantes conhecidos mundialmente…

    Agora eu pergunto:
    Porque sera que a Igreja Catolica tem vindo nestes ultimos tempos a receber ataques constantes de tambem “humildes”cristaos?
    Eu respondo porque, se nao se importarem:
    Porque nessa Igreja esta o verdadeiro Jesus.
    As palavras Dele sao muito duras para o mundo…

    “Sao deste mundo,por isso o mundo os ouve”

    Que a Paz do Senhor esteja convosco

    Curtir

  9. Arthur Campos disse:

    Siceramente, estão tirando versículos dos seus devidos contextos e pondo em outros. Os versículos que você utilizou estão fora do contexto da maiora dos temas. :/

    _________________________________________________________________________

    RESPOSTA DO BLOG:

    Prezado Sr. Arthur,

    Obrigada pela participação e pelo comentário. Porém, deixe-me adivinhar: os versículos acima citados “estão fora do contexto” porque na sua igreja o pastor ensinou diferente! Pergunta: A interpretação da sua denominação tem respaldo de quem? Dos ensinamentos Apostólicos, de Cristo ou do seu pastor? Esse é o motivo porque defendo a Igreja Católica, porque há 2 mil anos ela ensina o envangelho de Cristo como transmitido pelos Santos Apóstolos e seus discípulos, e não a interpretação pessoal do padre da minha paróquia!

    Paz de Cristo
    Helen

    Curtir

    • Manuel disse:

      Artur Campos,
      Em que voce acreditaria em questão da verdade?
      Nas pessoas que estavam no começo do cristianismo ou nas pessoas que apareceram 15 séculos mais tarde??

      Curtir

  10. manuel disse:

    Grande explicação!

    Curtir

Seja respeitoso. Não ataque o autor, debata sua idéia. Não use linguagem obscena, profana ou vulgar. Fique no tema do post. Comentários fora do tema original poderão ser excluídos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s