Por que batizar crianças e bebês?


Batizado Infantil – Uma doutrina passada aos Cristãos pelos Apóstolos de Cristo

As Escrituras dizem que o batismo “lava os nossos pecados” (Atos 2:38, 1 Pedro 3:21, Heb. 10:22-23 e outros), assim as crianças e bebês católicos são batizados, para que possam ser lavados da mancha do pecado original. Depois do pecado de Adão e Eva no jardim do Éden, todas as pessoas nascem com o pecado original. Através do dom da graça no Batismo, Deus lava essa mancha do pecado original e nos torna parte de Sua família e oferece-nos a vida eterna.

 Eis que eu nasci na culpa, e minha mãe já me concebeu pecador. (Salmo 51,5)

Os católicos acreditam que o nosso amoroso Pai Eterno  não pretende negar o Seu amor e graça a quem quer que seja, inclusive às crianças.  O batismo, ao contrário do que ensinam algumas denominações protestantes, simplesmente requer receptividade, nem que seja por parte dos pais. Por isso, Jesus disse sobre as crianças:

“Deixai as crianças virem a mim, e não as impeçais, porque o Reino dos céus pertence a tais como estes.” (Mt 19:14, Marcos 10:14 e Mateus. 18:2-5)

O texto grego de Atos 2:38, diz: “Metanoesate kai bapistheto hymon hekastos.” A tradução disto é:

“Se vos arrependerdes, então cada um que faz parte de vós deve ser batizado.”

Ao afirmar “cada um que faz parte de vós”, esta passagem está realmente nos dizendo que as crianças ou filhos, que fazem parte de seus pais, devem ser batizadas, assim como seus pais.

Este ensinamento é ecoado pelo apóstolo Pedro em Atos 2:39.

Pedro respondeu: “Arrependei-vos cada um de vós e sede batizado, em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados. E  recebereis o dom do Espírito Santo. A promessa é para vós e vossos FILHOS e para todos os que estão longe, para todos aqueles que o Senhor nosso Deus chamar.” Do mesmo modo São Paulo faz referência ao batismo como “a nova circuncisão” dos crentes em Cristo:

Nele também vocês foram circuncidados, no adiamento da natureza pecaminosa, não com uma circuncisão feita por mãos de homens, mas com a circuncisão feita por Cristo, tendo sido sepultados com ele no batismo e ressuscitados pela fé no seu poder de Deus, que o ressuscitou dentre os mortos. (Colossenses 2:11-12)

Quando Pedro diz em Atos 2:38-39, que a promessa do batismo é “para você e seus filhos, e aqueles muito longe.” A palavra grega para “filhos” é teknon. Esta é a mesma palavra usada em Atos 21:21 para descrever crianças de oito dias de idade. Sendo assim, Pedro afirma que o batismo é tanto para crianças quanto para adultos. Além disso, em Atos 16:15,  lemos que Lidia e “sua casa ou lar” foram batizados. A palavra para ” casa ou lar” é oikos, e sua definição incluía  lactentes e crianças. Veja também 1 Coríntios 1:16, Atos 16:33, 10:47-48 – outros exemplos onde “oikos” é usado.

Lembre-se que a Antiga Aliança incluída crianças, que por sua vez se tornariam membros da família de Deus aos oito dias de idade, quando eram circuncidados. Por isso, como afirmado acima, Paulo chama o batismo de “a nova circuncisão” em Colossenses 2:11-12. Assim, o apóstolo Paulo ensinava que o batismo na Nova Aliança deve incluir as crianças, assim como Deus as incluiu na Antiga Aliança. Se Deus tivesse excluído as crianças de sua Nova Aliança, os judeus convertidos à Cristo teriam considerado a Nova Aliança inferior ou falha, ao compara-la com a Antiga Aliança.

Quando colocamos todas essas peças juntos, fica claro que o batismo infantil não é uma “tradição” não-bíblica adotada pelos católicos, mas uma doutrina aceita pelos apóstolos de Jesus Cristo. A evidência bíblica para a entendimento católico é perfeitamente confirmada nos escritos dos primeiros cristãos, por exemplo, neste texto de Orígenes, apenas alguns anos depois de Cristo:

“A Igreja recebeu dos Apóstolos a tradição do batismo dado mesmo para crianças. Os apóstolos, aos quais foram confiados os ensinamentos dos Evangelho de Cristo, sabiam que existe em todos nós as manchas do pecado inato, que é lavada pela água e pelo Espírito “(Orígenes, 248 dC – Comentários sobre Romanos 5:9).

Permissão é concedia para a reprodução deste e outros artigos do Blog. Solicitamos apenas que a fonte seja mencionada por meio de link ou trackback. O Blog Ecclesia Militans agradece!
Anúncios

Sobre Hellen

Católica militante, expatriada, mãe e arquiteta e estudante de Direito. Quando há tempo, engajada na "missão" de defender a fé católica e evangelizar aos irmãos católicos, especialmente aqueles afastados da Santa Fé . I am an expat architect, law student and Catholic mommy who's taken on blogging. I've doing this for a few years now and I'm totally hooked up. All for the Glory of God!
Esse post foi publicado em Batismo Infantil, Doutrinas & Dogmas e marcado , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Por que batizar crianças e bebês?

  1. Desculpa mas seu comentario : Quando Pedro diz em Atos 2:38-39, que a promessa do batismo é “para você e seus filhos, e aqueles muito longe.
    É equivocado e erroneo , a promessa em questão não é o batismo, mas sim o DERRAMAMENTO DO ESPIRITO SANTO como se pode comprovar no mes mo texto de Atos 2.16 Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel:
    17 E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, Que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; E os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, Os vossos jovens terão visões, E os vossos velhos sonharão sonhos;
    18 E também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e as minhas servas naqueles dias, e profetizarão;
    No qual é totalmente o erro acerca do batismo de crianças ,pois no contexto nenhuma criança de 8 anos a abaixo teria as condições de ter conciencia de profetizar de acordo com o texto,
    vc por acaso ja viu uma criança de 5,4,3,2,1 anos profetizar ????

    Alem do mais no mesmo texto versu 41 De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra;

    Foram batizados somente os que de bom grado receberam a sua palavra, ou seja quem teve o entendimento, conciencia acerca da palavra, entendimento esse que criança recen nascida, de 1a 5 anos não possuem.

    ainda mais :
    43 E em toda a alma havia temor,
    44 E todos os que criam

    atitudes CONCIENTES ACIMAS DESCRITAS que crianças e PRINCIPALMENTE BEBES ainda nao tem .

    Curtir

    • Hellen disse:

      O sacramento do batismo é aquele pelo qual recebemos o Espírito Santo.

      Pax Domini
      H.

      Curtir

    • Luiz disse:

      Uma criança por exemplo com 2 dias de vida já é um ser pessoal, porém a mesma não tem consciência disso mas isso não significa que a mesma não é um ser pessoal a mesma coisa em relação a fé uma criança possui o dom da fé pois sem fé não há como ser salvo e se para ser batizado prescisa ter fé então uma criança pode sim ser batizada. Uma coisa é ter fé a outra é ter discernimento da fé por isso eu dei o exemplo do fato de uma criança mesmo não sabendo que é um ser pessoal isso não impede que a mesma seja um ser pessoal. A Bíblia nos mostra em Mateus 21:16 indica que a crianças tem algo de Deus nelas é o ato bom de Deus e no Salmo 58:3 fala do algo ruim já na madre ou seja isso indica o bem contra o mal dentro do ser humano e o lado bom de Deus tem a Graça e lembrando que todos nascem em pecado.

      Em Atos 2:17 a palavra para filhas é “thugater” e para filhos é “huios” diferente de Atos 2:38 em que a palavra é “teknon” assim como no versículo 38 se fala do Batismo e no versículo 16-17 não se fala do Batismo. Repare que a diferença nas palavras indica que há uma diferença na compreensão do contexto. Em Atos 2:38-39 a correta compreensão aponta para algo extensivo ou seja para todos os filhos assim como os que estão longe então não algo limitado.

      Então a questão é “ter consciência de” e “nascer com “são duas coisas distintas ou seja o ser humano nasce com o pecado então nasce com o pecado mas só a partir de uma determinada idade passa a ter consciência do mesmo. A ação de Deus é sempre superior à ação do homem então a Graça de Deus vem antes do discernimento e o discernimento é uma ação humana. O Batismo é uma Ordem de Deus é um Santo Sacramento a ordem de Deus é uma ação de Deus assim como a dom da fé nas crianças é ação de Deus.
      O requisito para o Batismo é ter fé.

      Luiz

      Curtir

  2. Alexandre Carvalho disse:

    Eis que eu nasci na culpa, e minha mãe já me concebeu pecador. (Salmo 51,5)

    A maior baboseira que já li em toda a minha vida.

    Curtir

  3. Pingback: A doutrina da Santíssima da Trindade nasceu do discernimento da Igreja e não da bíblia somente! | Ecclesia Militans

Seja respeitoso. Não ataque o autor, debata sua idéia. Não use linguagem obscena, profana ou vulgar. Fique no tema do post. Comentários fora do tema original poderão ser excluídos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s