Saiba o como provar a doutrina do Purgatório a um Cristão Evangélico


Para mais evidências bíblicas sobre purgatório, leia também: Purgatório? Onde está isso na Bíblia?   Purgatório no Judaismo:  Os judeus acreditam em Pugatório? 
Nela jamais entrará qualquer imundície, nem os que se entregam à abominação e à mentira. Vão entrar somente aqueles que têm o nome escrito no Livro da Vida do Cordeiro. Apocalipse 21:27

Pintura do Purgatório

A palavra purgatório não é mencionada na Bíblia, da mesma forma que as palavras ‘encarnação’, ‘Santíssima Trindade’ ou até mesmo a palavra Bíblia, não aparecem nas Escrituras. Isso, no entanto, não é motivo para negarmos a existência de um “lugar de purgação”, o qual de fato é mencionado na Bíblia.

Há várias passagens que nos indicam a existência desse tal lugar de purificação, mas vamos dar uma olhada em 1 Coríntios 3:12-15, que ao contrário de outras referências bíblicas sobre o purgatório, não pode ser refutada por protestantes evangélicos. Vamos analisar um trecho da versão João Ferreira de Almeida, uma popular tradução da Bíblia protestante.

12 E, se alguém sobre este fundamento levanta um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, 13 a obra de cada um se manifestará; pois aquele dia a demonstrará, porque será revelada no fogo, e o fogo testará qual seja a obra de cada um. 14 Se permanecer a obra que alguém sobre ela edificou, esse receberá *galardão. ( s.m. *Recompensa ou prêmio por serviços valiosos prestados. Honra, glória) 15 Se a obra de alguém se queimar, ele sofrerá prejuízo; mas o tal será salvo todavia como que pelo fogo.

Quando lemos essa passagem no contexto do capítulo 3, vamos notar que São Paulo se dirige a uma porção da Igreja de Cristo, a Igreja em Coríntios. Ele repreende os fiéis Coríntios sobre suas ações pecaminosas, tais como divisões, o ciúme, etc. No capítulo 3, São Paulo não só afirma que nossas obras são julgadas; ele também lida com a qualidade das obras do Cristão, pelas quais cada um de nós seremos recompensados ou punidos.

Aquele que planta ou aquele que rega são iguais; cada um receberá a sua recompensa, segundo o seu trabalho. 1 Cor3: 8

Se analisarmos o versículo 15 do mesmo capítulo, temos um exemplo de uma pessoa cuja obras já foram julgadas e queimadas, portanto ela “sofrerá prejuízo”, mas finalmente será salva pelo fogo. A fim de esclarecer o que isso significa, precisamos definir o que “sofrer prejuízo” representa. A expressão “sofrer prejuízo” provém de uma forma da palavra grega Zemio. Lembre-se que o grego é o idioma original dos textos bíblicos. Outras formas dessa mesma palavra, zemio, também aparecem no Antigo Testamento com o significado, ou a tradução, “castigo” [Exodus 21:21, Provérbios 17:26 e 19:19, etc ..]. Isso significa que embora Zemio fora traduzido em 1 Cor 3:15 como “sofrer prejuízo”, o termo também quer dizer punição ou castigo. Portanto, a passagem 1 Cor3:12-15 nos dá uma descrição clara e um estágio de “expiação” ou purgação pelo qual toda alma salva, mas imperfeita precisa passar. A esse lugar a Igreja da o nome de Purgatório,  é  exatamente a isso que São Paulo se refere.

São Paulo faz uma analogia sobre a qualidade dos nossos trabalhos comparando-os à materiais como ouro, prata, pedras preciosas para representar uma adesão mais perfeita ao Evangelho de Cristo, e madeira, palha e restolho, como uma referencia à uma adesão imperfeita ao Evangelho e que por isso, serão queimados e, pelos quais o homem “sofrerá prejuízo” ou “punição”, mas no fim ele, o homem, será salvo, todavia como que pelo fogo.

Assim, em 1 Coríntios 3:12, a madeira, feno e palha (que são queimados) significam as obras da pessoa que morreu em estado de justificação e foi perdoada de qualquer pecado que ele possa ter cometido. Ela é, portanto, salva, mesmo  que não tenha feito reparação por todos seus pecados cometidos depois do batismo.

Outras Referências ao Purgatório:

O senhor se irritou e mandou entregar aquele servo aos carrascos, ATÉ QUE PAGASSE toda a sua dívida. É ASSIM que o meu Pai que está nos céus FARÁ convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão.” Mateus 18: 34-35

Procura reconciliar-te com teu adversário, enquanto ele caminha contigo para o tribunal. Senão o adversário te entregará ao juiz, o juiz te entregará ao oficial de justiça, e tu serás jogado na prisão. Em verdade, te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo. Mateus 5:25-26

Ou seja, em ambas passagens acima vemos uma referência implícita ao lugar de expiação o qual a Igreja chama Purgatório. Enquanto estamos à caminho do tribunal, uma alusão ao julgamento individual depois da morte, somos obrigados a nos reconciliar, pois o adversário ( Satanás, o acusador) nos condenará diante do Juiz (Deus) que por sua vez nos fará justiça, e seremos jogados na prisão (purgatório), até que nossas dívidas (cada pecado cometido e não expiado) sejam pagas. Essas passagens são referências ao purgatório e não ao inferno, como alguns alegam, pois elas claramente afirmam que uma vez que as dívidas são pagas, o devedor (pecador) sairá da prisão (lugar de expiação, ou purgatório). Como sabemos, uma vez condenado, ninguém sai do inferno. Ao contrário disso, as almas do purgatório são almas SALVAS que, uma vez purificadas, saem da “prisão” e ascendem ao céu.

A Posição da Igreja

O catecismo de Igreja Católica ensina que  “Os que morrem na graça e na amizade de Deus, mas não estão completamente purificados, embora tenham garantida a sua salvação eterna, passam, após sua morte, por uma purificação, a fim de obterem a santidade necessária para entrarem na alegria do céu.” (Cf CIC § 1030).

Neste contexto se encaixa perfeitamente a doutrina católica sobre o Purgatório. O Concílio Católico de Lyon II, definiu o Purgatório da seguinte forma:

Papa Gregório X – Concílio de Lyon II, 1274:

“Porque se eles morrem na caridade verdadeiramente arrependidos antes que eles tenham feito satisfação através de dignos frutos de penitência pelos pecados cometidos e omitidos, suas almas são purificadas depois da morte por punições purgatóriais ou depurantes…” (Denzinger 464)

Um grande exemplo de um homem que foi perdoado de seus pecados graves, mas não fez reparação por eles, é encontrado no caso de Davi. Em 2 Samuel 11 (2 Reis 11 na Douay-Rheims Bíblia católica), lemos que o Rei Davi cometeu adultério com Bate-Seba. David também mandou matar o marido de Bate-Seba. Estes são os pecados mortais. Se Davi tivesse morrido naquele estado, ele teria ido para o inferno, pois 1 Coríntios 6:9 nos mostra que nenhum adúltero ou assassinos entrarão no céu. Mas Davi se arrependeu do seus pecados, quando condenados por Natã, em 2 Samuel 12.

2 Samuel 12:13 – “E disse Davi a Natã: Pequei contra o Senhor. E disse Natã a Davi, o Senhor perdoou de teu pecado, não morrerás.

O Senhor levou o pecado de Davi, e Natã, o disse que não iria morrer. ‘Morrer’ nesse contexto significa que ele não iria morrer eternamente, ou seja, perecer no inferno. A culpa do pecado foi perdoada porque Davi se arrependeu verdadeiramente e se transformou a partir dai. Mas isso significa que tudo foi acertado? Não, pois plena satisfação por seu pecado mortal não tinham sido feitas. Lemos em 2 Samuel 12:14-15 que Davi teve de sofrer a perda de seu próprio filho para fazer satisfação por seu pecado, um pecado que já havia sido perdoado.

2 Samuel 12:14-15 “… Todavia, como desprezaste o Senhor com essa ação, morrerá o filho que te nasceu. E Natã voltou para sua casa. O Senhor feriu o menino que a mulher de Urias tinha dado a Davi, e ele adoeceu gravemente.”

Isto fornece prova inegável de que a culpa de um pecado de um crente pode ser perdoada sem que a completa punição seja levada  apenas pelo arrependimento. O Concílio de Trento colocou a questão desta forma:

Papa Júlio III,

Concílio de Trento, sobre o Sacramento da Penitência, Sess. 14, cap. 8, 25 de novembro de 1551 – “… é absolutamente falsa e contrária à Palavra de Deus que a culpa [do pecado] nunca é perdoada pelo Senhor, sem que a devida punição também receba remissão. Pois exemplos claros e ilustres encontram-se nos Escritos Sagrados [cf. Gênesis 3:16 f; Num. 12:14; Nm 20:11; II Reis 12:13 ss; etc].” (Denzinger 904).

Há várias referências à existência do purgatório no Antigo Testamento, bem como outras referências no Novo Testamento, mas, como visto em 1 Coríntios 3:12-15, o conceito de Purgatório é ensinado nas Escrituras e foi aceito pelos primeiros cristãos. Mas por que os antigos cristãos acreditam no purgatório e até oravam para os mortos? Faziam-no, obviamente, porque não se trata de uma doutrina inventada pelos homens, mas de uma noção claramente ensinada nas Escrituras, e também porque esse ensinamento fazia parte da tradição recebida dos Apóstolos.

Anúncios

Sobre Hellen

Católica militante, expatriada, mãe e arquiteta e estudante de Direito. Quando há tempo, engajada na "missão" de defender a fé católica e evangelizar aos irmãos católicos, especialmente aqueles afastados da Santa Fé . I am an expat architect, law student and Catholic mommy who's taken on blogging. I've doing this for a few years now and I'm totally hooked up. All for the Glory of God!
Esse post foi publicado em Apologética Católica, Doutrinas & Dogmas, Reforma Protestante - Doutrinas e marcado , , , . Guardar link permanente.

205 respostas para Saiba o como provar a doutrina do Purgatório a um Cristão Evangélico

  1. paulo disse:

    boa matéria… mas façamos algumas considerações…

    1ª) A passagem de Mateus 12:32 jamais pode ser usada como argumento de que os pecados poderão ser perdoados na outra vida.

    A doutrina da “Segunda Oportunidade” defendida pelos católicos (missa, purgatório), pelos espíritas (reencarnação) e pelas Testemunhas de Jeová, (durante o milênio existe outra oportunidade para a salvação) é um ardil do inimigo, que leva à descrença nas Escrituras.

    As seguintes passagens bíblicas são suficientes para provarem a inconsistência dessa doutrina: II Cor. 6:2 “… eis aqui agora o tempo sobremodo oportuno, eis aqui agora o dia da salvação.”

    Hebreus 3:7-8 “Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje se ouvirdes a sua voz não endureçais os vossos corações.”

    2ª) I Cor. 3:13 “Manifesta se tornará a obra de cada um; pois o dia a demonstrará, porque está sendo revelada pelo fogo; e qual seja a obra de cada um o próprio fogo o provará.”

    Os exegetas católicos se baseiam especialmente nesta passagem para justificar a sua doutrina do purgatório.

    O fogo mencionado neste verso será originado pela glória de Cristo ao retornar à Terra. Os que o rejeitaram serão destruídos pelo fogo, mas os que o aceitaram como seu Salvador pessoal serão preservados. O exemplo dos três hebreus na fornalha ardente é a confirmação de que os crentes não serão atingidos pelas chamas destruidoras do juízo final.

    No verso 15 Paulo escreveu: “Se a obra de alguém se queimar, sofrerá ele dano, mas esse mesmo será salvo, todavia, como que através do fogo.”

    Ser salvo através do fogo parece ser valioso argumento em prol do purgatório. Esta declaração está longe de afirmar que o fogo ou o sofrimento salvará a pessoa, pois se o fizesse seria a salvação pelas obras condenada por Paulo. Ele afirma que a pessoa será provada ao máximo.

    O comentarista Adão Clarke afirma sobre este texto: “O fogo aqui mencionado destina-se a provar a obra do homem e não a purificar sua alma, não havendo aqui referência a nenhum suposto purgatório. Acrescentando que é possível haver aí alusão à purificação de diferentes espécies de vasos, segundo a lei dos judeus. Os elementos que resistem ao fogo são purificados enquanto substâncias como a madeira e a palha são facilmente consumidas.”

    Outros comentaristas afirmam que o apóstolo tem em vista os ensinadores judaizantes, que pregavam a circuncisão e outros ritos abolidos por Cristo na cruz, em vez de pregarem o evangelho. As verdadeiras e as falsas doutrinas serão reveladas naquele grande dia.

    A Bíblia de Jerusalém (tradução católica) traz a seguinte nota sobre I Cor. 3:13: “O purgatório não é diretamente considerado aqui, mas este texto, juntamente com outros serviu de base à explicitação de tal doutrina por parte da Igreja.”

    3ª) Mateus 5:26 que afirma: “Em verdade te digo que não sairás dali, enquanto não pagares o último centavo” é outra passagem usada em defesa do purgatório.

    Cristo com estas palavras, jamais poderia referir-se a um hipotético purgatório, ensinamento que não encontra nenhuma base bíblica. Seria inconcebível alguém deduzir de Mat. 5:25 e 26 a existência do purgatório. O que encontramos aqui é a ilustração de um delinqüente que deve endireitar o mal que cometeu para não ser encerrado na prisão.

    O comentário da Bíblia de Matos Soares apresenta para Mat. 5:26 a seguinte aplicação espiritual: “Jesus mostra a necessidade que temos de nos reconciliar com o próximo ofendido, antes de aparecermos no tribunal de Deus.”

    A hierarquia de pecados não é apregoada pela Bíblia, que declara de maneira enfática: “A alma que pecar, essa morrerá.” Ezeq. 18:20.

    Não existem provas bíblicas para classificar os pecados como fazem os comentaristas católicos. As Escrituras nos esclarecem:

    a) “Todo o que comete pecado é escravo do pecado.” João 8:34.

    b) A única solução para o estado miserável do homem (Rom. 7:24) é o perdão provido por Cristo e alcançado pelos seus méritos.

    Conclusão:

    As provas bíblicas apresentadas pelos paladinos de um lugar de purificação para os pecados após a morte são trechos retirados dos livros apócrifos, comprovadamente falsos por terem origem em ensinamentos pagãos. Os textos bíblicos retirados dos livros canônicos são apresentados sem levar em consideração os princípios exegéticos, especialmente este: uma passagem jamais deve ser usada fora do seu contexto.

    A Bíblia é bastante clara ao afirmar que muitas passagens, como a de I Cor. 3:13-15 e II Cor. 5:10 que todos no juízo final serão julgados conforme suas obras. O erro doutrinário do purgatório católico é o ensino antibíblico, de que o castigo se seque imediatamente após a morte, e ainda mais que será concedida uma segunda oportunidade para muitos.

    Um dos maiores absurdos relacionados com o purgatório é a crença pagã de que o sofrimento dos que lá se encontram pode ser aliviado por missas e orações feitas pelos vivos, mediante pagamento em dinheiro. Não é possível conseguir a salvação negociando com coisas sagradas. O apóstolo Pedro condenaria a simonia moderna com a mesma veemência que a desaprovou em seus dias.

    Curtir

    • Hellen disse:

      Prezado

      O purgatório não é uma segunda oportunidade. Todos os que morrem na amizade de Deus serão salvos. Todos os que creem serão salvos; aqueles que não estejam ainda purgados de seus defeitos, o farão no purgatório, onde apesar de salvos serão submetido ao fogo purificador da justiça divina.

      Pax Domini
      H.

      Curtir

    • Antonio Mário disse:

      Sr. Paulo quero parabenizá-lo pela sua explanação sobre o assunto.

      Curtir

    • Antonio Mário disse:

      Sr, Paulo quero parabenizá-lo pela sua excelente explanação.

      Curtir

  2. “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de TODO (mas tem gente que diz que nem todo) o pecado” (1ª João 1:7)

    Ou a Igreja Católica pensa que o sangue de Jesus é insuficiente para perdoar e purificar todos os pecados, e precisamos passar pelo purgatório antes de entrar no Céu, ou ela pensa que existe alguém salvo que não é lavado e coberto com o sangue de Cristo!

    O que a palavra TODA nos revela acerca da purificação feita por Cristo? Ela é completa, não sobram “restos” de pecados para serem purificados no além-túmulo. Só o sangue de Jesus pode perdoar os pecados, pois como diz a Bíblia: “sem derramamento de sangue não há remissão.” (Hb 9:22), e foi Jesus quem se entregou por nossos pecados. Como podem afirmar que o fogo do tal Purgatório pode purgar pecados? Ou indo mais além, purificar o homem? Veja o que diz o autor da carta aos Hebreus: “havendo ele mesmo feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade nas alturas,” (Hb 1:3).

    Quanto a passagem de Corintios: em primeiro lugar, esta passagem está se referindo ao grande Dia do Juízo Final, como aponta o seu próprio contexto (v.13), e este dia não aconteceu ainda, mas está para acontecer quando Jesus voltar e os mortos ressuscitarem (2Tm.4:1; At.17:31). Portanto, esta passagem não pode ser referência ao purgatório.

    Se ele tivesse dito “pelo fogo”, daria a ideia de algo mais literal. Mas, como ele diz “como pelo fogo”, este “como”mostra que ele está fazendo uma analogia, uma comparação, dizendo que a dificuldade que tal pessoa teria de salvar-se é “como” (comparada) a alguém que passa pelo fogo.

    É algo semelhante à expressão que usamos nos dias de hoje: “foi salvo por um triz”!

    Vale ressaltar ainda que Paulo afirmou que quem pratica “as inimizades, as contendas, os ciúmes, as iras, as facções, as dissensões, os partidos, as invejas, as bebedices, as orgias, e coisas semelhantes a estas, contra as quais vos previno, como já antes vos preveni, que os que tais coisas praticam não herdarão o reino de Deus”(Gl.5:20-21). Ele afirma que as pessoas que cometem estes pecados – A MAIORIA dos quais considerados “VENIAIS” – não herdarão o reino de Deus.

    Paulo afirma que tais pecados veniais, se não tiverem passado pelo arrependimento, são suficientes para excluir qualquer pessoa do reino de Deus (Ap.22:15; Gl.5;19-21).

    Sobre Mateus: Pelo contexto imediato, podemos ver que Jesus está falando de reconciliação do homem fiel a Deus com seu inimigo (confira nos versos 23 e 24). Jesus utiliza uma expressão (ou quase uma parábola) com o significado de retribuição, isto é, o homem que não se reconciliar com seu devedor ou credor, terá de sofrer as consequências por isto. Jesus ensina que nossa relação com nossos semelhantes aqui na terra interfere em nossa relação com Deus, pois “Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso” (1Jo 4:20). Nos versículos 44 e 55 Jesus ainda ensina o procedimento correto de como tratar os inimigos (ou adversário): “Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem; para vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus” (Mt 5:44-45).
    Por fim, não há nada no texto que indique a existência de um Purgatório. Jesus não relaciona as palavras “guarda” e “prisão” com “anjos” e “Purgatório”. Essa interpretação é tendenciosa e totalmente descontextualizada. Onde o texto faz referência ao Purgatório?

    O Senhor Jesus trata da relação do homem com seu inimigo; ou seja, está falando de certo devedor e seu credor (Cf Lc 12:58-59). Aqui, neste caso, a palavra adversário não se refere ao diabo e o termo prisão ou cárcere não tem nada a ver com purgatório. Na verdade trata-se de um acerto de contas, ou reconciliação, entre os homens.

    O apóstolo Paulo escreve um verdadeiro compêndio teológico sobre purificação de pecados e justificação em Romanos 3:21-26. Paulo não inclui o sofrimento pelos pecados em nenhum versículo. Onde está a doutrina Católica do Purgatório?

    Em Apocalipse 7:13-17 João vê uma grande multidão trajando vestes brancas no céu. Um dos anciãos explica a João quem eram as pessoas que estavam na grande multidão dizendo que eles “levaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro.” (Ap 7:14). A santidade (vestes brancas) obtida por aquelas pessoas não foi através do Purgatório, mas sim do “Sangue do Cordeiro”.

    Há muitos exegetas católicos (e.g. Joseph Fitzmyer, Raymond Brown) que sabem perfeitamente que tal texto não tem qualquer relação com purgatório.

    Portanto, você tem duas opções: viver a vida desleixada que você quiser levar e só se preocupar com os “pecadões”, mas nem precisa se preocupar com os pecados veniais, porque disso o purgatório cuida; ou, então, se arrepender, e se humilhar, e orar, e buscar a face de Deus, e se converter dos seus maus caminhos. Então, Ele ouvirá sua voz dos céus, perdoará os seus pecados, e sarará sua terra.(2Cr 7:14)

    Na cruz, quando um dos ladrões disse a Jesus: “lembra-te de mim, quando entrares no teu reino” (Lc 23:42), Jesus lhe respondeu: “Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso” (Lc 23:43). Para onde o ladrão e Jesus foram? Para o Purgatório obter a santidade para entrar no céu? Creio que o texto responde por si mesmo: “estarás comigo no paraíso”.

    “Nenhum deles de modo algum pode remir a seu irmão, ou dar a Deus o resgate dele (Pois a redenção de sua alma é caríssima, e cessará para sempre), para que viva para sempre, e não veja corrupção.” [Salmos 49:7-9]

    E que sempre seja lembrado que, por consenso geral de todos (exceto os imoralmente
    interessados), nenhuma metáfora pode ser usada como prova de alguma doutrina. Nas
    coisas que concernem à salvação eterna, precisamos da mais expressa e enfática evidência
    sobre a qual estabelecer a fé das nossas almas.

    Deus abençoe vocês c:

    Curtir

  3. Larissa Helena disse:

    N vou nem debater nada em relação a isso,se vc pensa que existe purgatório sinto muito vc esta enganado.Sob o q mais Jesus pregou aqui na terra? respondendo agr a pergunta …foi sob o INFERNO,de modo q só a duas opções. Contando q Jesus afirma q vai nos preparar um lugar, no caso esse lugar seria o Céu.Lembra da historia do rico e lazaro? então vai estudar direito conheça as escrituras,n coloque a sua própria interpretação.Deus julgara vc por cada ponto que vc acrescentar ou tirar da sua palavra.

    Curtir

    • Hellen disse:

      Larissa Helena, Jesus pregou sobre a Salvação. Não leu a Bíblia? Aqueles que não acertarem sua contas serão postos na prisão e de lá não sairão até que o últimos centavo seja paga. Pondere, alguém já saiu do inferno depois de pagar por seus pecados ? Não, claro que não! A alma condena, o é por todo o sempre.
      Portanto, Jesus fala de uma realidade concreta, na qual os que crêem em Cristo, mas não se santificaram em Vida, serão purificados pelo fogo (Como S. Paulo explica em Coríntios) até que sejam puros o suficiente para entrarem na presença de Deus, de onde então saem para viver eternamente no céu!

      Sem a santidade ninguém verá o Senhor ( Hebreus, 12-14)

      Pax Domini
      Hellen

      Curtir

  4. Jose carvalho disse:

    Está bem claro que a Igreja Católica é a principal representante de satanás, a Bíblia não deixa dúvidas quanto a isso, mas existem muitos que não enxergam e nem querem dar lugar ao Espírito Santo, para lhes abrir o entendimento e ver o quanto essa igreja tem se mostrado que ela é um instrumento forte nas mão do diabo. Quanta heresia essa igreja tem criado para enganar as pessoas. Se existisse mesmo o tal purgatório, as pessoas não precisariam de Jesus nem do seu perdão, pois cada um pagaria por seus pecados no tal lugar que essa organização diabólica o chama de purgatório.

    Curtir

    • Hellen disse:

      Caro José Carlos,

      Que lástima que pense assim. Claramente, o sr está equivocado e confundido. Suas conclusões estão ofuscadas pelo mal-entendimento daquilo que leu e pensa ter apreendido sobre o catolicismo.

      A Igreja levou sozinha o Cristo e Seu evangelho à todos os cantos do mundo por mais de 15 séculos, até a lastimável ruptura (leia-se rebeldia) protestante… E o senhor sai com essa afirmação! A Igreja prega a Salvação de Cristo Jesus, como poderia estar a serviço do inimigo de Deus? Não é a Bíblia que diz que “se uma casa dividir-se contra si mesma não pode subsistir”? Pois bem, a Igreja permanece há 2 mil anos. E a sua, há quanto tempo está no mundo?

      Pax Domini
      Hellen

      Curtir

      • Veritas disse:

        Vcs não pregam a salvação em Jesus. Pregam a insuficiência de Jesus e de que mortos católicos”santos” fazem o que Jesus não faz…. Se Jesus salva e é suficiente, porque santos? E porque adorar a pessoas mortas e devemos adorar somente a Deus?!?

        Curtir

        • Hellen disse:

          Veritas!

          Quanto equívoco e desinformação em um só comentário !!!!!!

          Os textos católicos, a tredicao apostólica são consoantes com a Bibila sagrada! Isso quer dizer que a Santa Igreja ensina e crê na fé apostólica. Ou seja, ninguém pode salvar-se por seu próprio mérito ou poder, senão pela fé em Cristo!!! Cristo nosso ÚNICO mediador da Salvação diante do Pai é o Caminho, a Verdade e a Vida.
          Os Santos, ah esses não passam de intercessores. Homens e mulheres que por terem vivido à luz do Santo Evangelho, recebem juntamente pela graça de Deus, um grande poder intercessório.

          Estude mais para não passe por ignorante em público!

          Curtir

          • Lucas Reis disse:

            Sr.(a) Hellen , a Senhora está muito enganada em dizer que essas pessoas que você diz ser santos , sendo que em Romanos 3.23 a biblia fala que todos pecaram , ou seja o unico santo que ja pisou nessa terra na condição de homem foi Jesus Cristo , e outra a biblia nos fala também em 1Timóteo capitulo 2.5 Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem . Evangelho de Mateus 4.10 Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás.
            Com todo respeito a ideologia da senhora mas a biblia é clara em dizer que so erramos por não conhece-la Mt. 22.29 , e tammbém a biblia nos admoesta para continuar em conhecer ao Senhor Oseias 6.3 .

            Repense seus conceitos e analise a palavra de Deus Evangelho de João 5. 39 Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam;

            Que Deus vos Abençoe !

            Curtir

            • Hellen disse:

              Sr Lucas,

              O engano é seu. Santos não são impecáveis, mas sim pecadores. Eles não mediam nossa salvação, mas sim intercedem por nós.
              Deste modo não houve engano da minha parte, mas da sua que está a entender mal o que a igreja ensina sobre ser santo.

              Pax Domini
              H.

              Curtir

            • Luiz disse:

              Oi Lucas Reis
              Os crentes no Senhor são chamados de santos leia 1 Pedro 1: 15-16, Apocalipse 8:4 fala dos santos mas tem mais passagens. Jesus é santo em sentido supremo porém os crentes são santos também.Em 2 Pedro 3:14 fala para os crentes serem IMACULADOS.
              Em Timóteo fala de Mediação para salvação a Igreja Católica cre que só existe um Mediador para Salvação agora intercessores aí não.

              Examinar a Escritura para entender-las.

              Luiz

              Curtido por 1 pessoa

              • Lucas Reis disse:

                Meu amigo , para mim é bem claro nosso estado de santificação mediante o sangue de Jesus porem , porem vocês vocês defendem que estes mesmos santos são mediadores , mas a ‘ biblia ‘ nos fala em 1timoteo 2.5 Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem . E para melhor esclarecimento Leia a parabola do ” Rico e do Lázaro ” e ve la se em algum momento Lazáro que estava no seio de Abraão ( paraíso) intercedeu por alguem Evangelho Lucas 16.19-26 .
                Errais por não conhecer as ” Escrituras Sagradas ” .

                Curtir

                • Hellen disse:

                  Lucas,

                  Leia este artigo sobre a Intercessão dos Santos e a Mediação de Cristo
                  Pax Domini,
                  Hellen

                  Curtir

                • Luiz disse:

                  Oi Lucas
                  1 Timóteo fala de mediação para salvação leia o versículo 6 que fala da redenção e Jesus se deu a si ora isso foi na cruz então fala do Sacrifício para redenção é nesse sntido que existe a única mediação.A Igreja Católica nunca ensinou que um santo ou santa morreu para salvar a humanidade. Lazaro estava no Sheol no compartimento bom os justos naquele tempo ainda não tinham ido para o Céu. Os santos no Céu estão vivos e ele não ficam só louvando naõ ele intercedem pois isso faz parte da Igreja ou seja eles não ficam parados eles louvam, cantam e intercedem também. A bíblia nunca condena a intercessão.

                  Curtir

                • Luiz disse:

                  Olá Lucas

                  Em 1º Timóteo 2:5 fala de mediação no sentido de salvação. Repare o que diz o versículo 6 fala de redenção, ou seja, fala do sacrifício para essa redenção nos crentes no Senhor e mais, no próprio versículo 5 usa a expressão “Jesus Cristo homem”, indicando assim a natureza 100% humana de Jesus e considerando que Jesus era 100% homem e 100% Deus. Então a Bíblia está enfatizando a humanidade de Jesus que morreu; então veja de novo a questão da redenção no sacrifício.

                  E no mesmo capítulo, ou seja, em 1º Timóteo 2:1 fala justamente de intercessões !!! Observe o contexto e verá que é totalmente bíblica a intercessão dos santos. Agora, mediação para salvação a Igreja Católica crê que só Jesus faz, e nesse sentido o protestantismo nada traz de novo, uma vez que a Teologia Católica sabe muito bem disso.

                  Outra observação importante em 1 Timóteo 2:5 fala que só existe UM Deus e coloca Jesus como homem parece fazer uma distinção entre Deus e um homem, mas aí eu te pergunto: Jesus não é Deus?? Claro que é, mas não está escrito isso mas a compreensão correta aponta para isso e inclusive fala de mediação entre Deus e Jesus e Jesus é Deus porém a ênfase é no aspecto humano de Cristo, mas ao mesmo tempo se Jesus fosse só humano nunca salvaria a humanidade. Devemos nos atentar para o que está escrito e o que a Bíblia quer dizer.

                  Em Lucas 16:19-26 Lázaro estava no compartimento dos bons ainda não havia subido ao Céu estava no Sheol.

                  Conhecer a Bíblia não é só ler, ler muitos leem talvez, até a Bíblia seja o livro mais lido, mas e aÍ ?? Tem que entender o que se le né?

                  abraço

                  Luiz

                  Curtir

                • Wagner Paulo de Araujo disse:

                  Lucas reis

                  sinceramente são cada jumentice que eu não aguento. Se esse texto de Tm 2,5 fosse um pressuposto para rejeitar a intercessão o proprio Jesus não mandaria intercedermos uns pelos outros Mt 5,44 – Tg 5,16. Ou seja, a mediação que fala Tm 2 é de redenção e não suplicativa como esta expresso em Mt 5 e Tg 5 como faz os santos na glória e na terra

                  Curtir

            • Sede SANTO porque sois SANTO. 1 S. Pedro 1,16.

              Curtir

        • Milly disse:

          Ninguém adora santo não, ta mais fácil vocês adorarem os pastores que nos os santos. Se artistas, cantores,políticos podem ser lembrados por algo nobre que fizeram,porque não podemos nos lembrar de quem morreu por Deus? Eles foram pessoas boas, mártires que pregaram a palavra de Deus ate o fim. Como você quer herdar o reino do céus se não for santa ? Que eu me lembre não há pecados lá!

          Curtir

    • Milly disse:

      Desculpe mas você é um Ridículo,nem conhece nossas crenças e ficam julgando. A igreja católica foi a primeira a existir, então você você afirmando que somos representantes do Diabo, afirma também que tudo surgiu do Diabo.Quem parece que representa ele são vocês quando ficam batendo o pé e girando nas igrejolas, igual em atos de macumbaria. Quando renegam o batismo. Estude antes de afirmar algo, Vocês falam como se fossem o centro do mundo. Me fala em qual passagem esta escrito que a igreja de vocês estão salva e a nossa e do demônio? Nem os anjos tem esse poder muito menos vocês.

      Curtir

    • Maria disse:

      A Bíblia católica e a mesma que a sua, a diferença é que Lutero tirou o que lhe convinha o que era bom para crença dele, e o novo testamentos que você tem foram bispos da igreja católica que celecionaram os livros, que tinha realmente sentido para estarem ali,

      Curtir

  5. gisele disse:

    Boa noite aos irmãos em Cristo Jesus, ele é a única verdade e caminho para a salvação é tão difícil crer nisto? Religião não salva ninguém preocupem-se em levar a palavra de Deus aos que não tem acesso, e não ficarmos discutindo crenças ou doutrinas….Jesus abençoe a todos os que creem VERDADEIRAMENTE nele!!!

    Curtir

  6. Claudio disse:

    Edmilson

    minha biblia é a ave maria e diz: todo joelho se dobrará a Jesus, no céu, na terra, e no inferno. não diz debaixo da terra que é o reino dos justos mortos

    Curtir

    • EDMILSON disse:

      Claudio disse:
      agosto 17, 2013 às 2:42 para o Edmilson
      /

      minha biblia é a ave maria e diz: todo joelho se dobrará a Jesus, no céu, na terra, e no inferno. não diz debaixo da terra que é o reino dos justos mortos
      /
      OLHA MEU CARO CLÁUDIO SE CONVERTA SAIA DESSAS SEITAS PROTESTANTES QUE NEM 500 ANOS AINDA TEM E OUTRA PARE DE LÊ ESSES VERSÍCULOS ISOLADOS DA BÍBLIA!
      //
      POIS NÃO FOI ASSIM QUE A IGREJA SELECIONOU A BÍBLIA DE ACORDO COM A SUA DOUTRINA!

      VOCÊ ME TRAZ ESSE VERSÍCULO ISOLADO E FORA DO CONTEXTO E EM RESPOSTA LHE DOU ESSE :

      //
      VEJA COMO VOCÊ É CONTRADITORIO CLÁUDIO
      Mateus, 22:32
      “Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó? Ora, ele não é Deus de mortos, mas de vivos.”
      //
      VEJA EM LUCAS

      Lucas, 20:38
      “Ora, ele não é Deus de mortos, mas de vivos; porque para ele todos vivem.”
      AQUI DIZ QUE VIVOS OU MORTOS TODOS VIVEM
      //
      AGORA UMA OUTRA REFUTAÇÃO CLÁUDIO

      Não faça confusão agora:

      Romanos, 14:9
      “Porque foi para isto mesmo que Cristo morreu e tornou a viver, para ser Senhor tanto de mortos como de vivos.”
      //

      AÍ VOCÊ ME VEM COM UM VERSÍCULO QUE DIZ
      Claudio disse:
      agosto 17, 2013 às 2:42 para o Edmilson
      /

      minha biblia é a ave maria e diz: todo joelho se dobrará a Jesus, no céu, na terra, e no inferno. não diz debaixo da terra que é o reino dos justos mortos.
      //
      E OUTA SE A BÍBLIA DIZ TODO JOELHO SE DOBRE NO CÉU NA TERRA E NO INFERNO NESSES VERSÍCULOS JÁ MOSTRA QUE QUEM MORRE OU VAI PARA O CÉU INFERNO OU PURGATÓRIO MEU CARO CLÁUDIO.
      //
      OLHA CLÁUDIO NEM LÊ A BÍBLIA VOCÊ SABE!
      VEJA O QUE DIZ:

      A Carta aos hebreus diz que “está determinado que os homens morram uma só vez e em seguida vem o juízo” (Hb 9,27).

      Curtir

  7. Pingback: Como demonstrar em 3 minutos a prova da existência do Purgatório no Antigo Testamento? | Ecclesia Militans

  8. Edin disse:

    Agora estou consciente de que se purgatório não existe, tem que ser inventado. URGENTE.
    porque o que se descobriu contra a “santa igreja católica” não tem purgação que corrija.
    Um patrimônio invejável advindo de doações de Mussolini e Hitler,para que a seita dissesse que eram homens de Deus. E isso é só o começo.
    E tem que começar purgar logo…
    Se não JESUS volta e os Papas permanecem nos sepulcros cravejados de ouros.
    SAI DELA POVO MEU…..

    Curtir

    • Católico disse:

      Edin,

      Um momento: “kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk”

      Voltando, quanta baboseira, o post fala sobre o purgatório (belíssimo post, diga-se) e você vem falar de Hitler? O tema aqui proposto passa longe disso, você até comentou sobre isso dizendo que chegou à conclusão que o purgatório não existe, MAS algo interessante – muito, muito interessante – e pouco comum (ironia, claro) é que não argumentou a sua defesa.

      Diz que discorda, mas não diz porque discorda. Sinceramente, é ser muito cego para isso, o assunto todo proposto e você chega à uma conclusão sem fundamento.

      É como aquele caso que perguntamos: -“Por que você gosta disso?”
      Daí surge a fundamentada resposta: -“Porque sim!”
      É triste!

      Curtir

  9. Ingo Aron Mello disse:

    Nunca vi tanta perda de tempo com farisaísmo, facção, discórdia e o que é pior tudo em nome de quem? Isso é usar mesmo o NOME em vão! Fiz isso dos oito aos 19 anos, depois cai na real. Creio que Deus não se agrada de tanta perda de tempo que não leva a lugar algum, mas só nos distancia. Há muito mais para fazer em nome do Cristianismo. Carregar rótulo e bandeira, isso é o que fazemos o tempo todo. Vamos ficar com a mensagem salvadora de Cristo, seu amor, justiça e misericórdia. Conto com a misericórdia de Deus para todos nós. Deixo apenas as referências Mateus 7:21-23 e Jeremias 6:16.

    Curtir

    • Helen disse:

      Ingo,

      O Sr leu a Bíblia? Recorda-se do relato de S. Paulo que, por horas a fio, debatia e argumentava com seus homólogos judeus a fim de demonstrar-lhes a verdade da Doutrina Cristã ( Actos 17:1-2, Actos 18:19, Actos 18:4, Actos 24:25) e assim de levá-los à conversão? Leu em outra parte da Bíblia a exortação de S. Pedro (1 Pedro 3,15) que nos fala que, com a amor e caridade cristã, devemos estar sempre prontos a dar conta de nossa fé?
      Se santos homens de Deus assim o fizeram, e mesmo a Sagrada Bíblia nos dá testemunho disso, por que então o sr. julga, sem ter lido tudo o que aqui já foi postado e discutido, a verdadeira intenção daqueles que participam deste forum? Com certeza o sr ha de concordar que a fé NÃO opõe a razão, e a razão vem do raciocínio, da mente do homem, do intelecto. Deus não nos criou para sermos irracionais. Ele permite e deseja que nos ponhamos questionamentos, a nós e a outros, porque como disse o Salvador, ” buscai, e achareis; ” (Mateus 7,7). Debater é buscar a verdade, e a Verdade é Deus.
      Assim, pergunto-lhe; como o sr pode dizer: “Creio que Deus não se agrada de tanta perda de tempo que não leva a lugar algum, mas só nos distancia.” Disntacia-nos de que ou de quem? Sua frase está incompleta. A mim está claro, quanto mais próximo da Verdade, mais próximo de Deus!

      Pax Domini,

      Curtir

      • Querida deixa de besteira e se converte verdadeiramente a Jesus,ou então vai ter mais fé pra crer que existe purgatório me poupe,a tantas coisas pra fazer um post dai vc vem escrever isso!? porque vc n faz um falando da volta de Jesus e sob aqueles q n vão entrar no céu? #Ficaadica dai vc vai ver que aqueles que acrescenta se quer um só ponto n vai para o purgatório mas sim para o INFERNO.

        Curtir

        • Hellen disse:

          Querida, busque a sabedoria da Santa Igreja e abandone as Seitas. A Bíblia é um instrumento para a Salvaçao. Mas a Salvaçao vem de Cristo e apenas Dele! Não idolatre o Livro Sagrado, Adore ao Verbo Encarnado, apenas. Jesus morreu por Sua Igreja. A Igreja, Seu Corpo, é UNA a Jesus. Não se pode seguir ao Cristo e ao mesmo tempo rejeitar sua Igreja.

          Pax Domini

          Curtir

    • Hugo disse:

      É por protestantes como esses que e não quero pisar numa “igreja evangelica” Sou Catolico graças a Deus

      Curtir

  10. Felipe disse:

    Helen quero comprar uma biblia catolica

    Ela vai ter 73 livros correto?

    Curtir

    • Helen disse:

      Sim Felipe, correto. Respondi com amis detalhes no outro comentário/ pergunta que você fez.

      Pax

      Curtir

      • EDMILSON disse:

        Helen veja aqui alguns relatos sobre Jesus em documentos históricos por mãos de historiadores do primeiro século que são fora da igreja

        Helen existe uma documentação produzida por historiadores e governantes contemporâneos que atestam a historicidade da existência e missão de Jesus Cristo.

        E mais entre os quais podemos citar, Públio Cornélio, Tácito, José Flávio Josefo, Plínio, o Moço. e milhares de outros da época
        Veja a biografia de alguns que nara os padres da igreja e os acontecimentos da época dos fatos

        O historiador José Flávio (37-97 d.C.), nascido em Jerusalém, conheceu a primitiva comunidade cristã e, como pertencente à nobreza sacerdotal judaica, ocupou-se criticamente dos seguidores de Jesus. Na sua obra Antiguidades Judaicas, ele afirma que “neste período viveu Jesus, homem sábio (se é possível chamá-lo de homem). Ele fez obras maravilhosas. Ele atraiu a Si muitos judeus e pagãos. E quando, pelas acusações dos nossos homens de prestígio, Pilatos o condenou à crucificação, aqueles que o tinham amado não o abandonaram. Ainda hoje não desapareceu o género dos que dele têm o nome de cristãos” (XVIII 3,3).

        Plínio, o Moço, escreveu ao imperador Trajano no ano 112 para saber como se comportar em relação aos cristãos.
        Na sua carta explica: “É meu costume, meu senhor, referir a ti, tudo aquilo acerca do qual tenho dúvidas… Nunca presenciei a julgamento contra os cristãos… Eles admitem que toda sua culpa ou erro consiste nisso: que usam se reunir num dia marcado antes da alvorada, para cantar hino a Cristo como Deus… Parecia-me um caso sobre o qual devo te consultar, sobretudo pelo número dos acusados… De fato, muitos de toda idade, condição e sexo, são chamados em juízo e o serão. O contágio desta superstição invadiu não somente as cidades, mas também o interior; parece-me que ainda se possa fazer alguma coisa para parar e corrigir… ” (Ep. X, 96).
        O governador da Judeia, Públio Lêntulo, dirigiu uma carta ao Senado Romano no ano 32, apresentando um retrato falado de Jesus. “Enquanto vos escrevo, existe aqui um homem de singular virtude, que se chama Jesus. Os bárbaros o têm em conta de profeta, mas os seguidores o adoram como filho de deuses imortais: ressuscita mortos e cura enfermos, falando-lhes e tocando-os. É de estatura elevada e bem conformada; de aspecto ingênuo e venerável. Caem-lhe os cabelos em anéis até debaixo das orelhas, e espalham-se com uma graça infinita, trazendo-os à moda dos nazarenos. Tem fronte larga, espaçosa e a faces coloridas de amável rubor. O nariz e a boca, de uma admirável regularidade. A barba, da mesma cor dos cabelos, desce-lhe espessa até ao peito, bipartida à semelhança de forquilha. Os olhos brilhantes, claros e pequenos. Prega com majestade; e suas exortações são cheias de brandura. Fala com muita eloqüência e gravidade. … Muitos o viram chorar não poucas vezes. É sobretudo sábio, moderado e modesto. Um homem, enfim, que por suas divinas perfeições se eleva acima de todos os filhos dos homens”.

        RESUMINDO HELEN TEM PROTESTANTES RACIONALISTAS QUE ACHAM QUE A IGREJA CATÓLICA COMO OS PADRES APOSTÓLICOS
        TAMBÉM FORAM INVENTADOS PELA IGREJA

        CONTRADIÇÕES DELES
        POIS A PATRÍSTICA E A HISTÓRIA DA IGREJA E DOS MÁRTIRES SÃO ACOMPANHADAS PELOS HISTORIADORES E ESCRITORES COM SEUS ESCRITOS E TAMBÉM PELOS FATOS DENTRO E FORA DA IGREJA POR ISSO QUEM ESTUDA A PATRÍSTICA SERIAMENTE SE CONVERTE A IGREJA CATÓLICA INDISCUTIVELMENTE

        Curtir

      • EDMILSON disse:

        Amiga Helen olha os defensores do princípio protestante da “Sola Scriptura” (“somente a Bíblia basta”) estão com problemas…

        Pois se a doutrina da “Sola Scritura” fosse verdadeira, então Helen seria possível provar todas as doutrinas baseando-se unicamente nas Sagradas Escrituras você não concorda comigo Helen.

        Pois dessa forma, também seria possível provar que a “Sola Scriptura” encontra-se registrada na mesma Bíblia. Se isso, contudo, não puder ser feito, então a doutrina da “Sola Scriptura” estará refutada por si mesma.

        Por essa razão amiga Helen, há um grande interesse de se encontrar na Bíblia versículos que possam ser usados para provar a teoria da “Sola Scriptura”.

        E mais amiga Helen essas tentativas geralmente são feitas por dois tipos de defensores da referida doutrina: os descuidados e os cuidadosos.
        O primeiro tipo, entretanto, parece ser a grande maioria…

        Os defensores da “Sola Scriptura”, assim como muitos outros “defensores de meras idéias”, não tomam o devido cuidado com o modo de fundamentar suas posições, e pressionam para que as coisas mais insignificantes lhe sirvam para provar que suas teorias são verdadeiras.

        Em outras palavras amiga Helen , os defensores descuidados da “Sola Scriptura” citam todo gênero de passagens irrelevantes como se estas fossem prova da referida doutrina.

        Que exemplos amiga vamos lá eles citam, por exemplo, passagens dos Evangelhos onde Jesus, ao ser interrogado por seus inimigos sobre certo ponto doutrinário, lhes responde com alguma passagem do Antigo Testamento.

        Entretanto, essa classe de versículos só pode ser usada para provar que o Antigo Testamento possui autoridade doutrinária, mas não que seja prova da “Sola Scriptura”, uma vez que Jesus nunca disse que apenas o Antigo Testamento possui autoridade doutrinária (neste caso, teríamos que admitir a doutrina do “Solo Antigo Testamento”).

        E mais ora, quando Jesus cita o Antigo Testamento para provar certa doutrina, está apenas querendo mostrar que essa doutrina poderia ser provada por tal passagem do Antigo Testamento.Mais Helen isso Não significa, assim, que Ele tenha considerado que todas as doutrinas poderiam ser provadas pelo Antigo Testamento ou pela Bíblia em geral.

        Por isso, não surpreende ver Jesus respondendo aos seus inimigos apelando para a sua própria autoridade ou ainda para outras fontes extra-escriturísticas.

        Pois a idéia de que Jesus – Palavra viva de Deus que veio trazer-nos uma nova revelação por meio de suas pregações e ensinamentos – praticava e cria na proposição de que toda a doutrina deveria ser provada apenas pela Palavra escrita de Deus é absurda em si mesma.

        Apesar disto, os defensores descuidados da “Sola Scriptura” não deixam de citar os exemplos onde Jesus usa a Escritura para provar uma doutrina individual, como se provassem assim que a Escritura é capaz de dar validade à todas as doutrinas.

        Por isso Helen de outro modo, os defensores cuidadosos da “Sola Scriptura” – aqueles que tentam limitar os versículos usados para fundamentar essa doutrina, deixando somente aqueles que têm como mais relevantes – são mais raros que “dentes de galinha”. Só alguns reconhecem que deixam de lado um grande número de passagens irrelevantes… Na verdade, reconhecem que só uma ou duas passagens poderiam mesmo ser usadas para fundamentar a doutrina da “Sola Scriptura”.

        Olha Helen a maior esperança estaria em 2Tim 3,16-17, que declara: “Toda Escritura é inspirada por Deus e útil para ensinar, para convencer, para corrigir e para educar na justiça. Assim o homem de Deus se encontra perfeito e preparado para toda boa obra”.

        Quem recorre a esta passagem afirma que a primeira parte (“Toda Escritura é inspirada por Deus e útil para ensinar”) é suficiente para fundamentar a “Sola Scriptura”. Algumas vezes a discussão ganha a forma de um apelo mais emotivo, ou seja, de que a expressão “Toda Escritura é inspirada por Deus” poderia ser melhor traduzida por “É exalada por Deus”, passando a idéia de que os católicos não crêem que a Bíblia tenha sido escrita por inspiração verbal de Deus.

        Mas o uso desta primeira parte do versículo é infrutífero pois diz apenas que a Escritura é “útil” (“ophelimos” em grego) para ensinar, e não que seja obrigatória para ensinar cada ponto teológico.

        Exemplificando, o martelo é útil para pregar, mas isso não significa que todos os pregos só possam ser pregados com um martelo.

        Por isso Helen um apelo mais cuidadoso para esta passagem buscaria outras partes da mesma, como por exemplo, a última parte, cuja idéia central é que “o homem de Deus se encontra perfeito e preparado para toda boa obra”.

        Certa vez, um anti-católico que conheço centralizou seu discurso sobre as palavras gregas usadas nessa expressão, “perfeito” (=artios) e “preparado” (=exartizo), que ele interpretava como “suficiente”. Ele foi até capaz de citar um dicionário que aceitava a palavra “suficiente” como uma tradução possível para “artios” e um outro dicionário que apresentava “suficiente” também como possível tradução para “exartizo”. Porém, algumas observações devem ser feitas quanto a este argumento:

        Vamos lá os dicionários que aceitam o termo “suficiente”, citam-no como terceira ou quarta opção de tradução para os termos “artios” e “exartizo”. Nunca são tidos, porém, como a tradução preferencial, de maneira que não se pode recorrer a esse possível significado como prova final de que esse é o significado do texto, principalmente porque ainda existem mais três ou quatro possibilidades de tradução.

        Pois todas as versões protestantes da Bíblia (publicadas em inglês – KJV, NKJV, RSV, NRSV, NIV, etc.) mostram que “suficiente” não é a tradução perfeita para os vocábulos “artios” e “exartizo”, isto é, nenhuma dessas Bíblias traduz a referida passagem para “Que o homem de Deus seja suficiente, suficiente para toda boa obra”.

        Veja Helen que nenhuma delas usa “suficiente” como tradução dos termos gregos citados…

        Também ocorre no texto uma hipérbole (exagero objetivando certa expressividade; ex: “chorou rios de lágrimas”), algo muito comum no pensamento hebraico e traço distintivo das cartas de São Paulo. Por exemplo, em Col 1,20, Paulo afirma que Deus quis reconciliar todas as coisas consigo mesmo em Cristo.

        Obviamente ele não quis dizer “absolutamente todas as coisas”, pois senão estaria dizendo que Deus teria reconciliado consigo mesmo em Cristo também a Satanás e os demais condenados (cf. 2Cor 5,19, Ef 1,10). Logo, a sentença de Paulo que afirma que a Escritura torna um ministro perfeito pode ser compreendida como mais uma hipérbole hebraica.

        Agora Helen se aceitarmos esse mesmo princípio de interpretação de 2Tim 3,16-17 e aplicarmos a outros textos, obteremos resultados absurdos.

        O princípio é: “Se X te faz perfeito, então não precisas nada mais que X”. A partir deste raciocínio temos: “Se a Escritura te faz perfeito, então somente precisas da Escritura”. Se aplicarmos este princípio a Tg 1,4 que afirma:

        “A constância vai acompanhada por obras perfeitas, para que sejais perfeitos, irreprováveis, sem deixar nada que desejar”, teremos que dizer que não necessitamos de qualquer outra coisa – o que inclui a Escritura – a não ser a constância.

        Alguém, porém, pode objetar que Tg 1,4 não emprega as palavras gregas “artios” e “exartizo”. É verdade, pois as palavras desta passagem são “teleios” e “holokleros”… Contudo, são termos ainda mais fortes que aqueles! Além disso, tal objeção também seria uma falácia pois afirmar que uma diferença de termos implica sempre em diversidade de conceito, não pode ser tido como verdadeiro.

        Seja como for, ninguém poderia ser capaz de elaborar uma teoria (baseada em estudos sobre o Novo Testamento) para afirmar que “artios” ou “exartizo” devem ser traduzidos para “suficiente” já que o primeiro termo aparece somente uma única vez e o segundo aparece duas vezes (o outro caso está em At 21,5 e não possui esse significado).

        Pois os dois termos se referem ao homem de Deus e não à Escritura. 2Tim 3,17 diz que a Escritura ajuda a fazer o homem perfeito e preparado e não que a Escritura é completa (perfeita) e preparada. Para provar que a Escritura é suficiente, os defensores da “Sola Scriptura” precisam retroceder em seus argumentos partindo da suficiência de um homem até a suficiência de uma coleção de documentos.

        Isto acaba agregando o argumento e portanto agrega também uma exegese incerta.

        Enfim Helen essa agregação de incertezas aumenta ainda mais os problemas para os defensores da “Sola Scriptura” porque, admitindo que algo possa ajudar a fazer um homem perfeito e preparado, deve-se pressupor que ele já tenha antes algumas outras “peças do equipamento”.

        Por exemplo, se um escoteiro possui todo o equipamento necessário para a sua exploração, com exceção do cantil, e vai até uma loja de material de camping e o compra, então poderá afirmar que “agora estou completo, pronto para a minha aventura”; note que isto não significa que o cantil foi o único equipamento que ele necessitava para estar pronto; na verdade, o cantil foi somente a última peça do equipamento… a certeza de que estava pronto pressupunha que ele já tinha todo o resto do equipamento necessário.

        Da mesma forma, a sentença que afirma que a Escritura torna o homem de Deus perfeito também pressupõe que este homem de Deus detém alguns outros artigos que pertencem à doutrina, como por exemplo, o ensinamento oral dos Apóstolos.

        E mesmo quando uma pessoa adquire todo o equipamento necessário de uma mesma loja, esta não ensina como tal equipamento deve ser usado. Por isso precisa ser instruído, para saber como usá-lo. Novamente exemplificando, o fato de uma pessoa possuir todo o equipamento necessário para sobreviver numa selva ou suportar uma longa caminhada não significa que saiba usá-lo. Assim, ainda que a Escritura fornecesse a alguém todo o conhecimento básico para se fazer teologia, ela pode ser tão obscura em certos pontos que pode tornar necessário o uso da Tradição Apostólica para se chegar a uma correta interpretação. Não é possível afirmar que a Bíblia é tão clara que não seja necessária a Tradição Apostólica ou o Magistério da Igreja para interpretá-la (posição conhecida como suficiência formal da Escritura, idêntica à doutrina protestante da “Sola Scriptura”).

        Portanto, ainda que a Bíblia ofereça toda a base necessária para a teologia, ela não nos ensina todos os detalhes.

        E mais amiga Helen e ainda que alguém consiga provar que as palavras “artios” ou “exartizo” de 2Tim 3,16-17 significam “suficiente” e mostre que se aplicam, direta ou indiretamente, à Bíblia, na verdade estaria provando que a Bíblia é suficiente materialmente falando, e isto qualquer católico pode admitir, felizmente.

        Porém, nunca seria possível provar sua suficiência formal (isto é, a doutrina da “Sola Scriptura”).

        Realmente o texto diz que a Escritura tornará o homem de Deus perfeito, mas esta perfeição não é dada ao leigo, mas ao clérigo, que recebe um treinamento especial como, por exemplo, o conhecimento da Tradição Apostólica, que o faz capaz de interpretar corretamente as Escrituras.

        Assim, o texto pressupõe o conhecimento que o homem de Deus já deve ter antes de tomar contato com as Escrituras.

        Porém, além destas considerações (que levam em conta as traduções dos termos “artios” ou “exartizo”), há razões positivas pelas quais esta passagem (pouco importando a tradução dos referidos termos gregos) não pode ser usada para provar a teoria da “Sola Scriptura”, a começar nas primeiras palavras do v.16: a frase “Toda Escritura” é normalmente entendida pelos protestantes como “Toda a Bíblia”,

        Ou seja, se refere a todo o cânon bíblico (AT+NT). A isto soma-se o desejo protestante de fazê-la normativa para a teologia cristã. Assim, é natural para um protestante pensar que o termo “Escritura” no singular refere-se à Bíblia por inteiro e nada mais além da Bíblia.

        Todavia, não é assim que a mesma Escritura compreende… A Bíblia, como obra unificada é invenção de certo período histórico e, por isso, esteve sujeita a alterações no decorrer dos tempos. Antes da existência da imprensa, a Escritura foi, extraordinariamente, uma coleção de livros individuais, agrupados em volumes. No séc. I, quando São Paulo escreveu, esta era uma coleção de uns doze rolos.

        Portanto, naquela época, não havia como considerar a Escritura um trabalho literário unificado como o é atualmente. Assim, como resultado de um estudo sobre o modo em que o Novo Testamento usa o termo “Escritura”, nos é revelado que esse termo, quando usado no singular – Escritura – se refere sempre a um livro específico da Bíblia ou a uma determinada passagem dentro de um livro da Bíblia; nunca se refere, portanto, à totalidade do trabalho, ao que atualmente chamamos de “Escrituras” (isto é, a Bíblia). Quando a Bíblia quer referir-se à totalidade (todas as Escrituras), usa sempre o termo no plural (As Escrituras) e nunca no singular (Escritura).

        Sabendo disto, poderíamos indicar a presença de uma má tradução no início da passagem de 2Tim 3,16. O termo singular de “Escritura” é usado sempre para uma passagem em particular ou para um livro da Bíblia; a frase “Toda Escritura” significaria então: “todo livro individual da Bíblia” ou “toda passagem particular da Bíblia”; em nenhum momento se faz referência ao seu sentido gramatical.

        Ao confrontar com o original grego de 2Tim 3,16, nos encontramos verdadeiramente diante de uma má tradução. A frase traduzida como “Toda Escritura” é um parágrafo que significa “Cada Escritura”, sendo a palavra chave “Cada” e não “Toda”. Esta é uma distinção importante e constitui o sentido gramatical da frase, dando-nos a conhecer o que significa o termo singular de “Escritura” (porque certamente cada livro e cada passagem em particular da Bíblia possui um sentido gramatical). Quando Paulo quis referir-se à totalidade das Escrituras usou uma frase diferente em grego – algo assim como “hai pasai graphai” (“a totalidade das Escrituras”) e não “pasa graphe”, a qual significa simplesmente “cada Escritura” (fato este que um dos maiores defensores do uso de 2Tim 3,16-17, o anti-católico James White, teve que admitir publicamente). Isto é importante porque impossibilita totalmente o uso desta passagem para provar a teoria da “Sola Scriptura” já que, se alguém tentar usá-la, a única coisa que conseguirá provar será apenas o modo.

        Desta forma, se a passagem que diz “Cada Escritura é inspirada por Deus é útil para o ensinamento, etc.” prova a suficiência da Escritura, provaria realmente a suficiência que cada passagem da Escritura – ou ao menos cada livro da Bíblia – possui para a teologia. Em outras palavras, isto significaria que somente a Bíblia não é suficiente para provar cada ponto da teologia, mas que seria suficiente cada passagem ou livro em particular.

        Assim poderíamos fazer teologia não somente com toda a Bíblia, mas também apenas com Mateus, Marcos, Lucas ou ainda recorrer a apenas um dos livros mais breves da Escritura, como Judas ou 3 João… Isto seria um completo absurdo já que nenhuma passagem ou livro em particular da Bíblia contém o que necessitamos saber para fazer teologia.

        Vemos então que 2Tim 3,16-17 não pode ser usado para provar a “Sola Scriptura”. Se fosse assim, mais que a “Sola Scriptura”, provaria o modo utilizado. Paulo simplesmente está dizendo que cada escritura em particular contribui para que o homem de Deus seja preparado para todas as suas tarefas ministeriais, só isso… Não diz que cada Escritura em particular é suficiente para se fazer toda a teologia.

        Helen e se formos ainda mais além, perceberemos que sempre que os protestantes citam 2Tim 3,16-17, acabam por excluir da citação os dois versículos anteriores. Isto não é bom – para eles. Se abrirmos a Bíblia nos versículos imediatamente precedentes, leremos o seguinte:

        E tu, permaneça fiel ao que tens aprendido e de que estás firmemente convencido, sabendo de quem o aprendeste.

        E que desde a infância conheces as Sagradas Escrituras, que podem dar-te a sabedoria que leva à salvação mediante a fé em Cristo Jesus.

        Cada Escritura é inspirada por Deus e é útil para ensinar, para convencer, para corrigir e para educar na justiça,

        assim o homem de Deus pode ser perfeito e preparado para toda boa obra”.

        Paulo exorta a Timóteo a permanecer fiel àquilo que está firmemente convencido, citando duas bases para essa crença:

        Timóteo sabe de quem aprendeu tudo isso: foi através do ensinamento oral do mesmo apóstolo Paulo. Nós, igualmente, temos a mesma crença de Timóteo, baseada na Tradição Apostólica.

        Desde a infância, Timóteo se familiarizou com as Santas Escrituras, constituindo esta a segunda base para a sua crença.

        Assim, é justamente aqui, em 2Tm 3,14-17, onde temos um duplo recurso: a Tradição Apostólica e a Escritura Apostólica. Portanto, quando os protestentes citam os versículos 16 e 17, estão citando somente a última parte de uma dupla apelação que faz referência à Tradição e à Escritura, coisa que evidentemente não prova a “Sola Scriptura”.

        Finalmente Helen, temos que concluir que todos os argumentos que apresentamos constituem uma ajuda contra aqueles que, baseados em 2Tim 3,16-17, defendem a “Sola Scriptura”.

        A razão pela qual se distingue a “Sola Scriptura” da opinião católica de suficiência material é a seguinte: a “Sola Scriptura” reclama que não apenas a Escritura tem toda a base de dados necessária para se fazer teologia, como também é suficientemente perspicaz (ou seja, bem clara), de maneira que não se necessita de outras informações externas (como as que provêm da Tradição Apostólica ou do Magistério) para se interpretar corretamente a Bíblia.

        O fato de mencionar muitos fatores que minam o uso de 2Tim 3,16-17 – cada um dos quais é fatal para se tentar usar a passagem – nos mostra que esta não é suficientemente clara para provar a doutrina da “Sola Scriptura”. Se alguém não estiver convencido do que dissemos, mas considerar como opinião válida qualquer um dos pontos que apresentamos, então restará provado que 2Tim 3,16-17 não é suficientemente clara para se provar a doutrina da “Sola Scriptura” de forma que tal citação não poderá ser usada para essa finalidade.

        E assim, tendo demonstrado desde o princípio que a passagem de 2Tim 3,16-17 (que parecia ser a mais oportuna e favorável) não é suficientemente clara para provar a doutrina da “Sola Scriptura”, podemos afirmar, sem medo de errar, que nenhuma outra passagem estará apta para provar essa doutrina. Isto, então, nos mostra que a Bíblia não é suficientemente clara quanto a “Sola Scriptura”, nem que possa ser tida como verdadeira.

        U ABRAÇO AMIGA HELEN

        Curtir

    • César disse:

      Queridos, a Igreja Protestante saiu da Igreja Católica Apostólica Romana. Quem estuda a História da Igreja não discute e nem nega o fato. O Monge Agostiniano Martinho Lutero não intencionava dividir a Igreja. Sua oposição veio em decorrência dos desvios doutrinários pelos quais a Igreja Romana estava tomando. Se cremos que a Bíblia de fato é a Palavra de Deus, devemos também crer na sua inerrância. Ela deve ser a nossa primeira fonte da verdade e única e confiável fonte de pesquisa. Existe uma grande diferença entre se estudar a patrística e estudar as Sagradas Escrituras. Martinho Lutero simplesmente se rendeu ao Senhorio de Jesus Cristo simplesmente lendo nas escrituras que “O justo viverá por fé”. A Bíblia fala por sí só. Nenhuma fonte humana por mais confiável que seja sobrepõe as Escritura. Sola Scriptura!. Sola Scriptura!

      Curtir

      • Helen disse:

        César,

        Sugiro que estude um pouco mais a história do rompimento de Lutero. Não havia erro doutrinário, havia, contudo, uma discordância por parte de Lutero. Sua não submissão à Igreja resultou na INEVITÁVEL ruptura, pois a Igreja DEVE exercer sua autoridade para disciplinar os que estão em erro. Não apenas para o bem dos hereges, mas do povo de Deus, a quem ela pastoreia.

        Sugiro que reflita no texto abaixo. leia-o na íntegra aqui:

        A. Disciplina.

        A Igreja deve ser una, porque Cristo é um, e Deus é um só. As Escrituras repetidamente proíbem as divisões, um imperativo que não faria sentido nenhum na eclesiologia de uma ”igreja invisível”. Da mesma forma, se a Igreja por si só não fosse visível, então nosso “apelo à comunhão” seria um tanto impossível de se alcançar e, na verdade, seria de fato um “apelo”, uma vez que já fora alcançado . Aqui podemos apontar para algumas passagens das Escrituras que mostram a importância da disciplina na igreja, e obediência à autoridade eclesial: 30

        E se ele se recusar a ouvi-los, dize-o à Igreja, e se ele se recusar a ouvir também a Igreja, seja ele para ti como um pagão e um publicano. (Mateus 18:17)

        Jesus havia dito em Mateus 16 que Ele iria construir a Sua Igreja, uma coisa singular. Em Mateus 18:17, onde Jesus trata sobre a disciplina do Cristão pela Igreja, Ele nos mostra que a Igreja tem uma hierarquia visível, algo a que podemos nos voltar e mais importante, algo a que devemos ouvir. Esse versículo mostra que a Igreja tem autoridade para disciplinar o cristão e até excomungar (ex+ comungar, onde ex=fora e com + união – comunhão, portanto, fora da união) aqueles em pecado. (Cf. 1 Coríntios 5:1-5). Contudo, a comunhão é uma coisa visível, sendo assim apenas uma hierarquia visível poderia excomungar aqueles em pecado. Para uma “igreja invisível” ser capaz de excomungar, a comunhão teria que ser necessariamente algo invisível. Pensemos sob o ponto de vista do neo-protestantismo evangélico, que argumenta que a “placa” da Igreja não importa, porque a igreja visível em si é supérflua. O Cristão adepto desse ponto de vista rejeita, mesmo que inconscientemente, o cumprimento das ordenanças expressas tanto em Mateus 18:17 como em 1 Coríntios 5:1-5.

        Ademais, a instrução bíblica de excomungar ou tirar da comunhão não faz sentido na visão eclesial protestante, onde cada uma das diversas denominações são meras “filiais” de uma organização invisível e o cristão pode simplesmente virar a esquina e filiar-se à próxima igreja que concordar ou tolerar sua crença doutrinária ou conduta moral. Essa capacidade vai contra e de certa forma impede a Igreja de exercer o seu dever de “entregar tal pessoa a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus.” 31 Para que a Igreja seja visível, portanto, é preciso haver ter uma hierarquia visível. A ironia é que, na noção protestante a disciplina é uma “marca da Igreja”, entretanto, a disciplina exige precisamente uma unidade hierárquica que o protestantismo não tem.

        B. Cisma.

        Não há nada mais doloroso do que o sacrilégio do cisma. . . (Santo Agostinho, Contra Epistolam Parmeniani, lib. Ii., Cap. Ii., N. 25.)

        Se Cristo tivesse fundado uma Igreja sem uma hierarquia visível unificada, todo cisma seria, no máximo, apenas uma deficiência na caridade para com os outros crentes. O cisma seria o equivalente a um dos “alfinetes” do “alfineteiro” deixar de ser caridoso para com outro “alfinete”. E esse é o caso tanto em relação a cristãos individuais ou a congregações inteiras. O cisma por si só seria sempre visivelmente simétrica em relação aos limites da igreja, mesmo que a culpa não. Ou seja, nenhuma das partes no cisma estaria ipso facto visivelmente apartando-se da Igreja, a menos que também estivessem abandonando a fé e os sacramentos. Entretanto, negar a fé ou os sacramentos é heresia ou apostasia. Assim, a separação das partes, por si só, não seria cisma da Igreja. A separação da Igreja, se houvesse, aconteceria apenas devido à heresia ou apostasia. Uma unidade eclesial perfeita seria totalmente compatível com o restante das hierarquias visíveis divididas em diferentes denominações, etc. Desde que os cristãos compartilhassem da mesma fé, dos mesmos sacramentos, e fossem caridosos uns com os outros, toda separação em organizações autônomas distintas não prejudicaria a perfeita unidade eclesial. Quando uma congregação fosse dividida em organismos autônomos, isto não seria necessariamente um cisma, mas uma mera ramificação, desde que as novas congregações mantivessem a mesma fé, os sacramentos e a caridade uns com os outros.

        Um problema óbvio aqui, no entanto, é que a divisão ou separação visível é quase sempre causada por (ou racionalizadas por) discordância na fé ou sacramento. A unidade da fé e dos sacramentos não podem ser preservadas à parte da unidade do governo eclesial, ou seja, uma hierarquia visível compartilhada. À parte da unidade hierárquica visível, a fragmentação da fé é inevitável. Mas outro problema é que esta eclesiologia em vigor elimina a própria possibilidade de cisma entendida como a separação da autoridade eclesial visível compartilhada. E quando uma eclesiologia não tem espaço conceitual para a possibilidade de cisma, as muitas advertências sobre o cisma na Escritura lembram-nos de que a unidade eclesial foi determinada.

        . . . que eles sejam um, como nós somos. . . . que todos sejam um, como Tu, Pai, estás em mim e eu em ti. . . que eles sejam um, como Nós somos um. . . que eles sejam perfeitos na unidade, para que o mundo saiba que tu me enviaste, e te ama, mesmo como se fizeste me ama. (João 17:11,21-23).

        Exorto-vos, irmãos, que atente para aqueles que causam divisões. (Romanos 16:17).

        Rogo-vos irmãos, pelo nome de nosso Senhor, Jesus Cristo, para que todos vocês confessar a mesma coisa, e não haja divisões entre vós, mas você estar unidos no mesmo pensamento e em um mesmo propósito. (1 Coríntios 1:10).

        Deus compôs [o corpo de Cristo] … que “não haja divisão no corpo. (1 Coríntios 00:25).

        Ora, as obras da carne são manifestas, as quais são:. . . disputas, dissensões, facções. (Gálatas 5:19-20).

        Suportando-vos uns aos outros em amor, procurando guardar a unidade do Espírito no vínculo da paz. (Efésios 4:03).

        No último tempo, haverá escarnecedores, seguindo depois as suas ímpias concupiscências. Estes são os que causam divisões. (Judas 1:18-19).

        Dada uma hierarquia visível essencialmente unificada, um cisma nunca pode ser visivelmente simétrico. Ele sempre acontecerá entre a Igreja e a parte envolvida no cima contra a Igreja. Sabemos que toda separação da autoridade eclesial visível compartilhada nunca resulta em dois ou mais Corpos Místicos. Obviamente, não é possível haver mais de um Corpo Mistico, pois a resposta clara à pergunta de São Paulo: “Então estaria Cristo dividido?” é “Não”. 32 Com base nisto São Cipriano escreve:

        Deus é um só e Cristo é um, e una é a Sua Igreja, e a fé é um, e um Seu povo soldadas pela cola de concórdia em uma unidade sólida do corpo. Unidade não pode ser fendida, nem pode o corpo da Igreja, através da divisão de sua estrutura, ser dividido em pedaços.33

        Mas o que faz com que isso seja assim? Há apenas duas respostas possíveis: a concepção de como Igreja ”alfinete invisível”, pois o que é invisível não pode ser dividido, ou um unitatis principium (princípio de unidade) visível, ou seja, uma cabeça visível permanente da hierarquia eclesial visível. Nós demonstramos acima porque a concepção de Igreja como “alfineteiro invisível” é incompatível com a Igreja enquanto um corpo. Assim, um cisma só pode ocorrer quando há unitatis principium , que não é redutível a heresia ou apostasia. A idéia de “cisma ” pode ser vista tanto na Escritura e nos Padres da Igreja:

        Saíram de nós, mas não eram de nós, porque se fossem de nós, com certeza, teriam permanecido conosco. (1 João 2:19).

        Será que ele pensa que tem Cristo, que age em oposição aos sacerdotes de Cristo, que se separa da companhia de seu clero e pessoas? (São Cipriano, bispo de Cartago, d. AD 258, Sobre a Unidade da Igreja, 17.)

        Pensamos que esta diferença existe entre heresia e cisma: heresia não tem doutrina dogmática perfeita, enquanto que cisma, através de alguns dissidentes Episcopais, também se separa da Igreja. (São Jerônimo, Comentário. Na Epist. Anúncio Titum, cap. Iii., V 10-11, grifo nosso).

        Veja com oque deveis tomar cuidado – veja o que vós deveis evitar – veja o que deveis temer. Acontece que, como no corpo humano, alguns membros podem ser cortados fora – uma mão, um dedo, um pé. Por acaso a alma se vai com o membro amputado? Enquanto ele estava no corpo, viveu; separado, ele perde a sua vida. Assim, o cristão é um católico, enquanto ele vive no corpo: corte-o dela e ele torna-se um herege – pois a vida do espírito não segue o membro amputado. (Santo Agostinho, Sermo cclxvii., N. 4).

        E é assim que ‘cisma’ foi entendido e definido pela Igreja Católica: Cisma é definido como “a recusa à submissão ao Pontífice Romano ou à comunhão com os membros da Igreja a ele sujeitos.” 34 Nenhuma outra definição faz sentido, em parte porque não há outra definição que distingua cisma de excomunhão. Caso contrário, cada lado no cisma poderia com igual mandado dizer: “Não, eu excomunguei você.” Nenhuma outra definição mostra porque cisma é sempre errado, mesmo quando a excomunhão é por vezes necessária. Assim, vemos que tanto a disciplina e o cisma não se encaixam em uma concepção da Igreja onde não está faltando uma unidade hierárquica visível essencial. Um modelo de “igreja” em que tanto a disciplina e a cisma não é possível faz grande violência aos imperativos da Escritura sobre esses dois assuntos, e é está completamente em desacordo com os primeiros 1.500 anos de tradição da Igreja.

        Pax Domini,

        H

        Curtir

        • amaral disse:

          Helen, sugiro que procure ler os livros escritos por Lutero e seus companheiros,
          voce vai surpreender o que ele pregou contra os Judeus, Hitler teve todo apoio dos protestante da Alemanha, tudo era pregado o anti-semita, em toda Alemanha iniciada por Lutero.

          Curtir

  11. Felipe disse:

    Helen quero comprar uma biblia catolica

    essa biblia viria com 73 livros ou 66?

    Curtir

    • Helen disse:

      Caro Felipe,
      A Bíblia católica possui 73 livros – 27 livros no Novo Testamento e 46 no Antigo. Nossa bíblia possiu, portanto 7 livros a mais que a Bíblia protestante, de acordo com o Cânon das Escrituras. Esses 7 livros são chamados deuterocanônicos e fazem parte do Antigo Testamento.

      Pax

      Curtir

  12. Pingback: O purgatório demonstrado Biblicamente « Ecclesia Militans

  13. Marcelo disse:

    Sou eu o chato de novo

    para finalizar minha questão sobre o dizimo helen

    então o dizimo não é mandamento nem uma forma de conseguir a salvação correto?

    Mateus 23:23 “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, e tendes omitido o que há de mais importante na lei, a saber, a justiça, a misericórdia e a fé; estas coisas, porém, devíeis fazer, sem omitir aquelas.”

    essa parte tb é uma muito falada para pedir o dizimo em todos os cultos q fui 10 é em relação ao dizimo passei a pensar q o dizimo era algo mais importante para Deus e q so atraves dele conseguimos a salvação e uma boa situação financeira

    Curtir

    • Helen disse:

      Marcelo,

      O Dízimo não é um pré-requisito para a salvação, tampouco é um mandamento, mas um preceito.
      Como disse S. Tiago, a fé sem obras é morta, assim, aquele que tem fé a pratica. Leia o verso abaixo:

      Fé sem obras é morta

      14 Meus irmãos, que interessa se alguém disser que tem fé em Deus, e não fizer prova disso através de obras? Esse tipo de fé não salva ninguém.

      15 Se um irmão ou irmã sofrer por falta de vestuário, ou por passar fome,

      16 e se vocês lhe disserem: Procure mas é viver pacificamente, e vá-se aquecendo e comendo como puder, e se não lhe derem aquilo de que ele precisa para viver, uma tal resposta fará algum bem?

      17 Assim também a fé cristã, se não se traduzir em actos, é morta em si mesma.

      18 Poderá até dizer-se: Você tem a fé; mas eu tenho obras. Mostre-me então a sua fé sem obras. Porque eu dou-lhe a prova da minha fé, através das minhas boas obras!

      19-20 Você crê que há um só Deus? Está muito certo. Mas lembre-se que os demónios também crêem o mesmo, e tremem. Você é uma pessoa bem insensata se não conseguir compreender que a fé sem actos de nada vale.

      Isso quer dizer que o dízimo é uma obrigação, um mandamento? Não! É uma forma de exteriorizar a fé pela prática. Assim, aquele que não pode dar um dízimo toda vez que vai à Igreja será punido por Deus e negado a Salvação? Não é isso que diz a Bíblia. E se eu não tiver dinheiro, mas ajudar o meu próximo com algum talento, como por exemplo, fazendo uma visita a um doente, levando comida a uma família necessitada… Sera que ainda assim Deus punirá ao seu servo porque não deu o dízimo? Mas dar dízimo com confiança de que apesar da doação nada há de lhe faltar é também uma demonstração na de fé e confiança na providência divina. Aquele que doa por amor a Deus, porque quer edificar a Igreja, ajudar a espalhar o evangelho, fa-lo com um bom coração, seguramente será recompensado, mas e aquele que faz para mostrar que fez, ou para ganhar algo em troca… Do mesmo modo, receberá a justa paga. Amém?

      Pax Domini

      Curtir

      • Marcelo disse:

        Obrigado helen e desculpe ter martelado tanto nesse assunto

        Curtir

      • Marcelo disse:

        Verdade ou teatro?

        rsrs

        Curtir

      • Felipe disse:

        isso é muito teatro como pode

        Curtir

      • lázaro nepomuceno disse:

        veja o contesto que Tiago fala que a fé sem obras é morta, ora ele fala em toda a sua carta que não devemos ficar de braços abertos para ajudar o nosso irmão que necessitar, e portanto se assim não agirmos estaremos indo contra tudo aquilo que Jesus fez, obviamente o não existe dizimo e sim ofertas. E mais o dízimo ensinado pela igreja católica é para a própria igreja, já as ofertas podem ser a qualquer pessoa que esteja passando por dificuldade, leiam Lucas: 10, 28-37. Ora ja que estamos falando de dízimo também vou usar essa palavra, quem deu o dízimo foi os dois primeiros que passaram que por sinal eram religiosos(pois eram um sacerdote e um levita) ou o samaritano que o ajudou? E leiam também Mateus: 25, 31-46, e veja que todas as vezes que alguém ajuda a outro é ao próprio Jesus que o está fazendo, ora se você não der dinheiro(dízimo) a igreja e ajudar os necessitados então você está indo em desacordo com as Escrituras? Portanto não existe dízimo e sim ofertas voluntárias a Deus que podem ser dadas em dinheiro(e sem nenhuma quantia prescrita) ou em obras, a fé sem obras é morta no que diz respeito se acredito em Jesus, como posso viver totalmente contrário a sua vontade? Isso não é fé e sem a fé nunca vamos conhecer Deus, pois Ele se revela aos que tem fé, agora leiam 1 João: 2, 3-6.

        Curtir

        • Luiz disse:

          Lázaro o Tiago como você são doenças maldita que geram a divisão!
          O Tiago levou um banho de teologia da Helen
          se o cara tivesse vergonha na cara teria sumida mais não gosta de bancar o palhaço!

          Curtir

      • lázaro nepomuceno disse:

        veja o contesto que Tiago fala que a fé sem obras é morta, ora ele fala em toda a sua carta que não devemos ficar de braços abertos para ajudar o nosso irmão que necessitar, e portanto se assim não agirmos estaremos indo contra tudo aquilo que Jesus fez, obviamente o não existe dizimo e sim ofertas. E mais o dízimo ensinado pela igreja católica é para a própria igreja, já as ofertas podem ser a qualquer pessoa que esteja passando por dificuldade, leiam Lucas: 10, 28-37. Ora ja que estamos falando de dízimo também vou usar essa palavra, quem deu o dízimo foi os dois primeiros que passaram que por sinal eram religiosos(pois eram um sacerdote e um levita) ou o samaritano que o ajudou? E leiam também Mateus: 25, 31-46, e veja que todas as vezes que alguém ajuda a outro é ao próprio Jesus que o está fazendo, ora se você não der dinheiro(dízimo) a igreja e ajudar os necessitados então você está indo em desacordo com as Escrituras? Portanto não existe dízimo e sim ofertas voluntárias a Deus que podem ser dadas em dinheiro(e sem nenhuma quantia prescrita) ou em obras, a fé sem obras é morta no que diz respeito se acredito em Jesus, como posso viver totalmente contrário a sua vontade? Isso não é fé e sem a fé nunca vamos conhecer Deus, pois Ele se revela aos que tem fé, agora leiam 1 João: 2, 3-6.

        veja o contesto que Tiago fala que a fé sem obras é morta, ora ele fala em toda a sua carta que não devemos ficar de braços abertos para ajudar o nosso irmão que necessitar, e portanto se assim não agirmos estaremos indo contra tudo aquilo que Jesus fez, obviamente o não existe dizimo e sim ofertas. E mais o dízimo ensinado pela igreja católica é para a própria igreja, já as ofertas podem ser a qualquer pessoa que esteja passando por dificuldade, leiam Lucas: 10, 28-37. Ora ja que estamos falando de dízimo também vou usar essa palavra, quem deu o dízimo foi os dois primeiros que passaram que por sinal eram religiosos(pois eram um sacerdote e um levita) ou o samaritano que o ajudou? E leiam também Mateus: 25, 31-46, e veja que todas as vezes que alguém ajuda a outro é ao próprio Jesus que o está fazendo, ora se você não der dinheiro(dízimo) a igreja e ajudar os necessitados então você está indo em desacordo com as Escrituras? Portanto não existe dízimo e sim ofertas voluntárias a Deus que podem ser dadas em dinheiro(e sem nenhuma quantia prescrita) ou em obras, a fé sem obras é morta no que diz respeito se acredito em Jesus, como posso viver totalmente contrário a sua vontade? Isso não é fé e sem a fé nunca vamos conhecer Deus, pois Ele se revela aos que tem fé, agora leiam 1 João: 2, 3-6. E desculpas por ter posado o mesmo comentario num lugar diferente.

        Curtir

  14. Marcelo disse:

    obrigado pela resposta Helen

    me desculpe se eu estiver sendo chato mais pergunta nao ofende

    diz que o povo tem que levar o dizimo para que Deus repreenda o devorador não é?

    ou Deus apenas esta ensinando ao povo que deve ser desprendido do dinheiro?

    Curtir

    • Helen disse:

      Manuel,

      Vc ta acompanhando esta discussão?
      Pode responder ao Marcelo, por favor?

      Curtir

    • Manuel da Costa disse:

      Caro Marcelo;

      Assista estes videos sobre o dízimo do professor Ramalhete



      Outro material que voce pode seguir é este:

      UMA INTERESSANTE DISCUSSÃO SOBRE O DÍZIMO PROTESTANTE
      Por José Miguel Arráiz (org.)
      Fonte: http://www.apologeticacatolica.org/
      Tradução: Carlos Martins Nabeto
      Publicado em 10/08/2007
      INTRODUÇÃO

      Participando recentemente em nossa comunidade de ex-protestantes convertidos ao Catolicismo, estudávamos o tema “Dízimo”. Nela participava o pastor evangélico Fernando García Sotomayor (diretor de um seminário protestante na Calômbia), José Luis Vela (ex-pastor protestante convertido ao Catolicismo) e eu.

      Compilo aqui o melhor de suas respectivas intervenções e um resumo das minhas, tratando deste interessante tema.

      continuação da OPINIÃO DE JOSÉ LUIS VELA (EX-PASTOR EVANGÉLICO)
      Pois bem, meus irmãos. Os mensageiros do Evangelho de Cristo primeiro devem ser chamados [=vocacionados] assim como Aarão o foi (Hebreus 5,4). Este chamado Cristo o fez quando escolheu aqueles que iriam ser os Apóstolos de sua única Igreja (Mateus 10,1; Lucas 6,13). Por isso, a Igreja Católica é Apostólica, pois remonta suas origens ao período apostólico.

      A Igreja de Cristo não é nenhum grupo novo formado por algum pregador errante, nem tampouco o é qualquer igreja fundada a partir da rebelião de Lutero, no ano 1517 (ou proveniente de alguma heresia anterior).

      Portanto, ninguém deve achar que recebeu autoridade de Deus para fundar novas igrejas tão somente porque algum dia resolveu “ler a Bíblia”. Pois Deus dispôs autoridades apostólicas que foram instituídas por Cristo em SUA Igreja. A estas autoridades devemos obedecer porque velam por nossas almas (Hebreus 13,17).

      Esta autoridade delegada por Jesus Cristo apenas se encontra na única Igreja Primitiva. Sim! Nessa Igreja Católica que muitos desprezam e prejulgam porque querem edificar, com forças próprias, algumas “igrejas melhores”.

      No entanto, estas “igrejas dos homens” devem saber que estão se comportando mal, pois pregam a divisão dos cristãos, indo contra a vontade de Jesus Cristo expressa no Evangelho de São João 17,21.

      Muitos fundam novas igrejas com intuito de lucro e enganam as pessoas exigindo o dízimo.

      Em suma: o dízimo, as ofertas e os holocaustos são para os judeus. Nós, cristãos, NÃO somos judeus, nem pertencemos a nenhuma tribo de Israel.

      Os cristãos cooperam para o sustento de seus irmãos. Fazem “COLETAS” assim como Paulo pedia aos cristãos que ajudassem os irmãos de Jerusalém que passavam por uma crise: “Para que levem vosso donativo a Jerusalém” (1Coríntios 16,3).

      Os judeus pagavam dízimo para sustentar o seu sacerdócio levita.

      Os cristãos conhecem o amor ao próximo e se dão conta das suas necessidades: “Cada um dê segundo o que decidiu em seu coração” (2Coríntios 9,7). Não é necessário que ninguém lhes exija nada, com ameaças retiradas do antigo dízimo judaico. Principalmente os mais débeis, que desconhecem estes detalhes.

      Glória a Deus!
      Pax domini

      Curtir

      • Manuel da Costa disse:

        Caro Marcelo veja o que diz o catecimso da Igreja Católica.

        CIC 2043 “O quinto mandamento (“Ajudar a Igreja em suas necessidades”) recorda aos fiéis que devem ir ao encontro das necessidades materiais da Igreja, cada um conforme as próprias possibilidades.”

        Cada um conforme as suas possibilidades sem ameaças.

        O dizímo é pregado na Igrejas protestantes como uma doutrina de salvação.

        O dízimo é um bem menor diante de um Sacramento que é um bem maior.

        Pax domini!

        Curtir

      • Helen disse:

        Caro Manuel,

        Obrigada e Deus lhe pague por sua valiosíssima contribuição!

        Pax Domini

        Curtir

  15. Marcelo disse:

    A igreja evangelica é famosa por cobrar demais o dizimo dizendo que voce vai ser beneficiado financeiramente e eles falam do tal espirito devorador

    Na biblia diz: “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes. E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor dos Exércitos. E todas as nações vos chamarão bem-aventurados; porque vós sereis uma terra deleitosa, diz o Senhor dos Exércitos.” (Malaquias 3:10-12)

    os pastores falam que esse é o tal espirito devorador gostaria de saber qual a interpretação catolica sobre esse espirito ou se ele existe mesmo

    Curtir

    • Helen disse:

      Marcelo,

      Não há o que interpretar em Malaquias 3:10-12 a não ser o fato de que Deus fez ao seu povo uma promessa de repreender Satanás, o devorador.

      Ao que parece-me, os Evangélicos usam este verso para encorajar a doação do dízimo, afirmando que por aqueles que não abdicam de doar para a igreja, Deus reprenderá o devorador, protegendo assim, sua prosperidade e finanças…

      A Igreja católica jamais usa de tais subterfúgios para arrecadar fundos. As Escrituras, principalmente o Antigo Testamento, são altamente contextuais e não podem, ou devem, ser interpretadas verso por verso, mas como um conjunto de ensinamentos, doutrinas e leis… A Igreja ensina, nesse sentido, que é o desapego à riqueza material que determina nosso desprendimento do mundo e por conseguinte, nosso apego ao Deus que nos criou. A Bíblia ensina que devemos “buscar primeiro o reino dos céus” e tudo mais que precisarmos nos será acrescentado ( cf. Mateus 6,33). Então Marcelo, a doação do dízimo deve partir de uma atitude espiritual, a sua motivação deve ser de gratidão, e não uma troca de favores onde aquele que dá o faz apenas porque crê que assim receberá algo maior, melhor, em troca…

      Espero ter respondido à sua pergunta,

      Pax Domini,

      Curtir

      • lázaro nepomuceno disse:

        Ora se devemos nos desapegar a nossos bens materiais, e sim devemos, então por que o papa (que dizem ser o sucessor de Pedro) vive dentro de vestis riquíssimas e tem tudo do bom e do melhor, quando Pedro diz “não tenho prata nem ouro, mas o que tenho eu te dou, levanta e anda em nome de Jesus”? Ora se o papa é assim com que autoridade então a igreja católica ou os católicos dizem em seus comentários que devemos nos desapegar aos bens materiais ao pagar o dízimo?

        Curtir

        • Helen disse:

          Caríssimo,

          Ai…por onde começar?

          Em primeiro lugar, sua citação da passagem onde Pedro diz não ter bens materiais (prata, ouro) pra dar ao mendigo não foi muito feliz, pois ao contrário do que o sr parecer ter entendido a partir dela, Pedro não está a condenar a riqueza ( embora o evangelho explicitamente condene o APEGO à riqueza material), mas sim como se tivesse a declarar ao pobre mendigo: “Tenho algo a lhe dar, mais valioso do que isso que me pede: O conhecer a Jesus Cristo!”. Em suma, Pedro deu ao pobre algo que ele sequer sabia carecer: A luz de Cristo. E o fez com autoridade, pois a ele, através da sua fé em Cristo lhe havia sido dado poder para , batizar, curar, expulsar demônios, em Nome do Senhor. Portanto, a referida passagem em nada trata de condenar o bem material, mas de exaltar o Poder de Cristo!

          Agora, sobre a suposta riqueza dos Papas:

          Antes de refutar, diga-me: Os santos homens de Deus, Davi e Salomão viviam na pobreza ou eram Reis com todos os privilégios que tal posição lhes conferia?
          Isso quer dizer que cometiam um pecado diante de Deus? Se os seus corações estavam em Deus, e não na riqueza, seguramente que não! Prova disso que salomão pediu a Deus sabedoria e não riqueza. Assim, provamos ser rico não é pecado, pecado é fazer de sua riqueza um ídolo, como o apóstolo Paulo bem condenou em Ef. 5:5, Col. 3:5.

          Sobre a suposta riqueza do Papa: Os presbíteros católicos fazem votos de pobreza. Não podem ter bem material em seus nomes e devem viver uma vida simples e decente. Muitas ordens fazem voto de pobreza completa e assim vivem, como a exemplo da ordem dos (as) carmelitas descalços (as), os seguidores da Bem-aventurada Madre Tereza que possuiam apenas 2 mudas de roupa, nada mais, vivendo em simplicidade. Contudo, embora o Papa e outras clérigos na Igreja desfrutem do conforto e disponibilizados pela Igreja não quer dizer que eles tenham o apego condenado pela bíblia a tais privilégios. A Riqueza vista a cerca do Papa não é uma riqueza pessoal, mas da Igreja. O sr parece estar sendo muito precipitado em seu julgamento, julgando com base nas aparências sobre um tema muito mais complexo do que encontramos num primeiro olhar.

          REcomendo que leia o artigo postado aqui: Por que a Igreja não vende tudo o que tem para ajudar aos pobres?

          Curtir

          • lázaro nepomuceno disse:

            mas eu não condenei a riqueza, e nunca vou condenar ate que pelas Escrituras seja provado isso, mas apenas ressaltei a parte que você falou que o dizimo é uma forma de dizer que não estamos apegado aos bens materias, e não tem nada a ver e se voce quis entender que eu sou contra riqueza, voce entendeu muita mal. É se você acha que estou sendo precipitado em meus julgamentos tudo bem, então vamos dizer ao papa que ele deve deixar seu conforto pra servir a todos e vamos ver o que acontece. Há e onde é que na biblia encontramos o sacerdócio de ser papa?

            Curtir

  16. Iranilson disse:

    Helen bom dia quero fazer uma observação minha namorada protestante falou que nessa parte da biblia dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo. Mateus 5:25-26 esta falando sobre coisas terrenas do homicidio e não sobre o purgatorio gostaria de uma resposta sua

    Curtir

    • Helen disse:

      Querido Iranilson,

      Obrigada mais uma vez pelo comentário.

      Infelizmente, a sua namorada está enganada sobre a interpretação dessa passagem. A Bíblia, principalmente no Novo Testamento, trata de questões escatológicas, do Mundo vindouro, da Salvação e não de questões terrenas. Cristo, por razões óbvias não precisava ensinar sobre algo que os Mandamentos de Deus já haviam tratado de maneira tão explícita ao seu Povo por meio de Moisés. O decálogo, ou 10 mandamentos, assim como muitas das leis Mosaicas, essas sim, tratavam de regulações terrenas ditas por Deus para o benefício do próprio povo de Deus e sua salvação. Assim, lemos que “Não Matarás”, “Não Roubarás”, etc…

      Deus, por Abrão, “civilizou” um povo beduíno, que vivia nômade sob um modo de vida pagão, com costumes pagãos. Por Moisés, Deus deu a esse povo leis e normas de conduta de vida, para que de um modo de vida pagão esse povo passasse a viver em conformidade com a vontade de Deus para o Seu povo. POr isso Deus disse a eles por meio do Profeta Jeremias;

      Eis a aliança que, então, farei com a casa de Israel – oráculo do Senhor: Incutir-lhe-ei a minha lei; gravá-la-ei em seu coração. Serei o seu Deus e Israel será o meu povo. Então, ninguém terá encargo de instruir seu próximo ou irmão, dizendo: Aprende a conhecer o Senhor, porque todos me conhecerão, grandes e pequenos – oráculo do Senhor -, pois a todos perdoarei as faltas, sem guardar nenhuma lembrança de seus pecados. Eis o que diz o Senhor, que mandou o sol iluminar o dia, ordenou à lua e às estrelas clarearem a noite; que ergue as ondas encapeladas do mar e cujo nome é Javé dos exércitos:Se algum dia cessassem essas leis perante mim – oráculo do Senhor, {somente} então cessaria a raça de Israel, de ser uma nação ante meus olhos, para sempre. Jeremias 31:33-36

      Assim, Iranilson, Deus já havia ensinado ao Povo de Israel que eles devem cumprir os mandamentos, inclusive aquele que trata do Homicído. Isso era algo incontestável para qualquer Judeu.

      Cristo não fala disso em Mateus 5, fala sim da necessidade do perdão, da recociliação, pois aquele que é incapaz de perdoar, mesmo que tenha fé, será julgado por essa falha. E para ilustrar o que acontece àqueles que não perdoam, Jesus os lembra da “prisão”, onde todas as faltas são expiadas.

      Eu vou ilustrar brevemente, o que é a prisão em Mateus 5, 25. :

      Jesus faz uma analogia com a realidade do mundo material para tratar de coisas do mundo espiritual. Na Economia da Salvação, desde o princípio, Deus apresenta a Salvação sob a metáfora de um tribunal, onde passaremos pelo Julgamento divino. Assim temos os elementos:

      1. A Lei de Deus ( Os mandamentos ou decálogo)
      2. O Juíz ( Jesus Cristo, como explicado em Atos 10,42)
      3. O acusador ( O diabo, Apocalipse 12,10)
      4. Réu (toda criatura que será um dia julgada, 2 Corintio 5,10)

      Nesse sentido, Iranilson, quando Jesus fala em Mateus 5, 25

      Se estás, portanto, para fazer a tua oferta diante do altar e te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,
      deixa lá a tua oferta diante do altar e vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; só então vem fazer a tua oferta.
      Entra em acordo sem demora com o teu adversário, enquanto estás em caminho com ele, para que não suceda que te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao seu ministro e sejas posto em prisão.Em verdade te digo: dali não sairás antes de teres pago o último centavo. Mateus 5:23-26

      Do que lhe parece Jesus estar a falar? De uma realidade terrena ou metaforicamente de uma realidade escatológica, sobrenatural? A Igreja ensina que os Salvos ainda não aperfeiçoados, como ordena Deus ” Sede santos como Eu sou Santo” (Leviticos 20,26), precisam ser santificados antes de entrarem no Reino, pois “Nada impuro entrará na Jerusalém celestial” (Apocalipse 21,27).

      Pax Domini,

      Helen

      Curtir

      • REGIS disse:

        PORQUE DEVO ABANDONAR O PROTESTANTISMO?.

        Aprenda agora, como se livrar do Protestantismo e se tornar um autentico Cristão

        Um protestante sincero, que estivesse em sua seita por ignorância invencível, teria que praticar sinceramente o que ensina a sua seita protestante.

        Como todas elas mandam ler a Bíblia, ele teria que ler a Bíblia com atenção e respeito.

        Ora, ao ler a Bíblia, ele encontraria que, nos Atos do Apóstolos, o eunuco da Rainha de Candace diz que não adiante ler a Bíblia, sem ter alguém que a explique (Atos 8,31).

        E esse protestante supostamente sincero, lê a Bíblia sem que ninguém lha explique, pois para o protestante, não é necessário que ninguém explique a Bíblia a ninguém.

        Todos seriam inspirados pelo Espírito Santo, o ler a Sagrada Escritura, entendendo-a infalivelmente.

        Mas, então, como é que o eunuco da rainha, afirmou, na Bíblia, que não pode se entender a Bíblia, se alguém não a explica?

        Por acaso o Espírito Santo teria deixado de atender ao eunuco, enquanto ele lia a Bíblia?

        Mas que espírito desleixado ou distraído !…

        Esse protestante leria, com os seus olhos, que a Bíblia afirma que “A fé vem pelo ouvido” (Rom 10, 17).

        E para o protestante a fé vem pelos olhos, vem pela leitura. E não pelo ouvido.

        Ao ler isso, nosso suposto protestante de boa fé, começaria a se perguntar se o protestantismo, de fato, é certo.

        Mais adiante, ele leria que no Evangelho de São Lucas, Isabel saudou Maria chamando-a de “Mãe de meu Senhor”.

        E que todas as gerações chamariam Maria de bem aventuradada. ..

        Exceto a geração de Lutero, que se recusa louvar a Maria…

        Esse protestante sincero e de boa fé — em ignorância já meio vencida — leria que, na Cruz, Cristo disse:
        “Mulher, eis aí o teu filho. E, dirigindo-se ao discípulo, disse-lhe: “Filho, eis aí tua mãe”. ( Luc 19. 26-27).

        Depois de ler, esse testamento de Cristo, como esse protestante “sincero” como poderia ele continuar a chamar a Mãe de Cristo, e nossa Mãe misericordiosa, apenas de “a Maria”, como os protestantes normalmente o fazem?

        E depois de ler que Cristo deu a PEDRO, as chaves do Reino dos céus, e lhe confiou a missão de apascentar cardeiros e ovelhas de Cristo, como continuar protestante, negando o pastor único estabelecido por Cristo?

        Como continuar sincero protestante, (agora, sincero sem aspas)?

        E ademais de ler a Bíblia – que condena de mil modos o protestantismo — esse protestante estranhamente “sincero” deveria também estudar as origens do protestantismo. Deveria estudar a vida de Lutero.

        Lendo essa vida, e lendo suas Tische Redden — suas “Conversas à Mesa”– veria que o heresiarca de Wittenberg chamou Cristo de adúltero e de bêbado (Luthero, Tische Redden, ed Weimar, II, 107, n*1472 , apud F. F. Brentano, Lutero, p 151.) .

        Lendo as obras do heresiarca, veria que, para Lutero, quanto mais o homem pecasse, mais provaria ter fé. Daí o princípio protestante: “Crê firmemente, e peca muitas vezes”.

        Pesquisando os cadernos de anotação de Lutero, ficaria sabendo que, para esse herege, Cristo era Deus e o diabo, ao mesmo tempo (Cfr. Theobald Beer, Der frölich Wecsel un Streit, e 30 Giorni, Ano VII, n*2, Fevereiro de 1992, p. 34 seg, ).

        Vemos então que não seria difícil a um protestante — “sincero” – descobrir que a “Reforma” foi uma rebelião contra a Igreja de Cristo, e que lhe era dever de consciência tornar-se Católico.

        E se um protestante sincero, lesse a Bíblia com atenção e respeito, saberia que para salvar-se não basta ter fé, é preciso praticar boas obras, conforme ensina São Tiago.

        CONCLUSÃO

        “Se alguém ensina alguma outra doutrina e não concorda com as sãs palavras do nosso Senhor Jesus Cristo e com o ensino que santifica, é enfatuado, nada entende, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, suspeitas ruins, contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, supondo que a santificação [através da pregação do Evangelho] é uma fonte de lucro. Porém, grande fonte de lucro está de fato na santificação com contentamento. Porque nada trouxemos para este mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. Mas tendo sustento e com que nos cobrir, estejamos com isto contentes. Mas os que querem ser ricos caem em tentação e em cilada, em muitas concupiscências loucas e perniciosas, as quais submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males; e alguns nessa cobiça se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores” (1Tm 6,3-10).

        “A Igreja é a Coluna e o Fundamento da Verdade” (1 Tim 3,15 )

        QUEM TEM OUVIDOS OUÇA

        Curtir

        • Ir edivan disse:

          Irmãozinho Regis, eu clamo a Meu Deus suas Misericódias sobre a sua vida.
          Se Jesus Te encontrasse hoje com meu amado, certamente te chamaria de farizeu com todas as letras maiúsculas.
          Vc pode ser um católico religioso. mas um catolico cristão vc não é.
          Vc não tem a mente de Cristo. Vc tem a mente diabólica. Vc não estuda a Bíblica como alimento espiritual para a sua alma, mas como defesa para sua religião. Religião não salva a ninguém. Vc dizer que ninguém será salvo, só os católicos. ISSO É UMA BLASFÊMEA CONTRA JO 1:11-12
          Isso nem merece comentario.
          Vc tem o sangue do Hitler em suas veias.
          Sai dele satanás, sai dele….
          DONA HELEN A SENHORA NÃO ACHA QUE ELE DEVERIA ESTÁ SENDO PURGADO HÁ MUITO TEMPO?
          Jesus vai voltar, e ele vai ficar “descançando” no inferno com o HITLER.
          sAI DAÍ EXTERMINADOR DE CRISTÃO.
          VOU ORAR POR VC

          Curtir

      • lázaro nepomuceno disse:

        Vamos fazer de conta que existe o purgatório. Como fazemos para que as pessoas que la estão saírem de lá? Se em Romanos 3, 11-12 diz que todos se corromperam e não ha um Justo sequer(nenhum, ninguém) já nos versículos 21-26 do mesmo capitulo nos fala que estávamos separados da glória de Deus , mas nos tornamos justos(limpos, que temos a sentença justa perante Deus) mediante a fé, mas só mediante a fé que é dom de Deus (Efésios 2, 8-9), e dom é graça de Deus, e a graça é um dom imerecido, e ainda em Romanos no mesmo capítulo 3, 28 Paulo diz que o homem se torna justo(nada de impureza perante Deus) independente das obras – e não estou dizendo que não precisamos de fazer boas obras, pois em Romanos 3,31 diz que pela fé confirmamos a Lei – Pois se alguém diz que a justiça vem através da Lei esta anulando a graça(Gálatas 2, 21), ora quando Jesus la na cruz diz: “está consumado”, que significa está pago é porque estava pago para todos aqueles que cressem nele(João 3,16-18) – e lembrando que crer é sinônimo de obedecer, pois pela fé confirmamos a Lei – vejamos Lucas 23, 39-43: o criminoso ali da cruz foi salvo ou foi pro purgatório ou foi salvo? Pois ele estava em divida com varias pessoas(estou dizendo que ele tinha divida com varias pessoas, pois ele era criminoso, então ele fez algo de errado com alguém ou não fez?) e não deu tempo ele descer da cruz para se redimir com aqueles ele dividas. Não ele foi salvo pela graça de Jesus sem fazer nada, apenas crendo(Romanos 5, 20), onde foi grande o pecado bem maior foi a graça. Mas se temos a oportunidade de fazermos o bem que o façamos(1 Pedro 2, 15), pois a vontade de Deus é que façamos o bem fazendo calar a ignorância dos insensatos, ou seja fazer o bem não por uma forma de se justificar diante de Deus – pois ninguém indo ao templo com uma misera oferta, vai se justificar diante de Deus pelas faltas cometidas – mas como sinal de testemunho de um cristão,ou seja, deixar a oferta não como uma divida(boa obra) para que Deus apague o nosso pecado, mas sim como oferta de gratidão por Deus ter proporcionado um coração quebrantado para me redimir com meu irmão ao qual estava em dívida. Por tanto não existe purgatório, pois a salvação e pela graça, o perdão é pela graça, e a fé é pela graça, e não por uma forma de que temos que pagar por nossos erros, isso é anular a graça de Deus, isso é dizer que o sacrifício de Jesus não foi o suficiente para me levar para o Reino do Céu, pois Jesus é O CAMINHO, A PORTA, O MEDIADOR, O ADVOGADO, O REDENTOR e O SALVADOR.

        Curtir

      • lázaro nepomuceno disse:

        Vamos fazer de conta que existe o purgatório. Como fazemos para que as pessoas que la estão saírem de lá? Se em Romanos 3, 11-12 diz que todos se corromperam e não ha um Justo sequer(nenhum, ninguém) já nos versículos 21-26 do mesmo capitulo nos fala que estávamos separados da glória de Deus , mas nos tornamos justos(limpos, que temos a sentença justa perante Deus) mediante a fé, mas só mediante a fé que é dom de Deus (Efésios 2, 8-9), e dom é graça de Deus, e a graça é um dom imerecido, e ainda em Romanos no mesmo capítulo 3, 28 Paulo diz que o homem se torna justo(nada de impureza perante Deus) independente das obras – e não estou dizendo que não precisamos de fazer boas obras, pois em Romanos 3,31 diz que pela fé confirmamos a Lei – Pois se alguém diz que a justiça vem através da Lei esta anulando a graça(Gálatas 2, 21), ora quando Jesus la na cruz diz: “está consumado”, que significa está pago é porque estava pago para todos aqueles que cressem nele(João 3,16-18) – e lembrando que crer é sinônimo de obedecer, pois pela fé confirmamos a Lei – vejamos Lucas 23, 39-43: o criminoso ali da cruz foi salvo ou foi pro purgatório ou foi salvo? Pois ele estava em divida com varias pessoas(estou dizendo que ele tinha divida com varias pessoas, pois ele era criminoso, então ele fez algo de errado com alguém ou não fez?) e não deu tempo ele descer da cruz para se redimir com aqueles ele dividas. Não ele foi salvo pela graça de Jesus sem fazer nada, apenas crendo(Romanos 5, 20), onde foi grande o pecado bem maior foi a graça. Mas se temos a oportunidade de fazermos o bem que o façamos(1 Pedro 2, 15), pois a vontade de Deus é que façamos o bem fazendo calar a ignorância dos insensatos, ou seja fazer o bem não por uma forma de se justificar diante de Deus – pois ninguém indo ao templo com uma misera oferta, vai se justificar diante de Deus pelas faltas cometidas – mas como sinal de testemunho de um cristão,ou seja, deixar a oferta não como uma divida(boa obra) para que Deus apague o nosso pecado, mas sim como oferta de gratidão por Deus ter proporcionado um coração quebrantado para me redimir com meu irmão ao qual estava em dívida. Por tanto não existe purgatório, pois a salvação e pela graça, o perdão é pela graça, e a fé é pela graça, e não por uma forma de que temos que pagar por nossos erros, isso é anular a graça de Deus, isso é dizer que o sacrifício de Jesus não foi o suficiente para me levar para o Reino do Céu, pois Jesus é O CAMINHO, A PORTA, O MEDIADOR, O ADVOGADO, O REDENTOR e O SALVADOR. obs: e mais uma vez desculpa por ter postado o comentario no lugar errado.

        Curtir

      • lázaro nepomuceno disse:

        Vamos fazer de conta que existe o purgatório. Como fazemos para que as pessoas que la estão saírem de lá? Se em Romanos 3, 11-12 diz que todos se corromperam e não ha um Justo sequer(nenhum, ninguém) já nos versículos 21-26 do mesmo capitulo nos fala que estávamos separados da glória de Deus , mas nos tornamos justos(limpos, que temos a sentença justa perante Deus) mediante a fé, mas só mediante a fé que é dom de Deus (Efésios 2, 8-9), e dom é graça de Deus, e a graça é um dom imerecido, e ainda em Romanos no mesmo capítulo 3, 28 Paulo diz que o homem se torna justo(nada de impureza perante Deus) independente das obras – e não estou dizendo que não precisamos de fazer boas obras, pois em Romanos 3,31 diz que pela fé confirmamos a Lei – Pois se alguém diz que a justiça vem através da Lei esta anulando a graça(Gálatas 2, 21), ora quando Jesus la na cruz diz: “está consumado”, que significa está pago é porque estava pago para todos aqueles que cressem nele(João 3,16-18) – e lembrando que crer é sinônimo de obedecer, pois pela fé confirmamos a Lei – vejamos Lucas 23, 39-43: o criminoso ali da cruz foi salvo ou foi pro purgatório ou foi salvo? Pois ele estava em divida com varias pessoas(estou dizendo que ele tinha divida com varias pessoas, pois ele era criminoso, então ele fez algo de errado com alguém ou não fez?) e não deu tempo ele descer da cruz para se redimir com aqueles ele dividas. Não ele foi salvo pela graça de Jesus sem fazer nada, apenas crendo(Romanos 5, 20), onde foi grande o pecado bem maior foi a graça. Mas se temos a oportunidade de fazermos o bem que o façamos(1 Pedro 2, 15), pois a vontade de Deus é que façamos o bem fazendo calar a ignorância dos insensatos, ou seja fazer o bem não por uma forma de se justificar diante de Deus – pois ninguém indo ao templo com uma misera oferta, vai se justificar diante de Deus pelas faltas cometidas – mas como sinal de testemunho de um cristão,ou seja, deixar a oferta não como uma divida(boa obra) para que Deus apague o nosso pecado, mas sim como oferta de gratidão por Deus ter proporcionado um coração quebrantado para me redimir com meu irmão ao qual estava em dívida. Por tanto não existe purgatório, pois a salvação e pela graça, o perdão é pela graça, e a fé é pela graça, e não por uma forma de que temos que pagar por nossos erros, isso é anular a graça de Deus, isso é dizer que o sacrifício de Jesus não foi o suficiente para me levar para o Reino do Céu, pois Jesus é O CAMINHO, A PORTA, O MEDIADOR, O ADVOGADO, O REDENTOR e O SALVADOR. Você tem muito conhecimento não se deixe enganar pela religião.

        Curtir

      • lázaro nepomuceno disse:

        olha helen eu gostaria de ter você no meu facebook. Se você tiver me manda seu imail para que possamos bater uns papos, por favor.

        Curtir

        • Helen disse:

          caro Lazaro,

          Meu irmão em Cristo, estou no facebook ai do lado da tela ….Ecclesia Militans!

          Procura-me por lá!

          Curtir

          • JAIME disse:

            Helen Citem sempre isso para anular o blefe dos protestantes que atacam a Intercessão:
            Intercessão

            (Jó 33),

            23. “Se comparecer junto dele um anjo, um intérprete entre milhares, para anunciar ao ser humano o
            que convém,

            24. para dele ter compaixão e dizer a Deus: ‘Livra-o, para que não desça à cova, pois achei
            motivo para ser-lhe propício. ’

            25. Então seu corpo recobrará a seiva juvenil, e ele voltará aos dias da sua mocidade.

            26. Suplicará a Deus, e Deus lhe será propício; e verá com alegria a sua face, a face de quem
            ao ser humano faz justiça.

            27. Então cantará, diante de todos, dizendo: ‘Eu tinha pecado, violei a justiça, mas não
            fui submetido ao castigo.

            28. Ele me livrou do caminho da cova para que, vivendo, pudesse ver a luz!”

            Com isso provamos que a ignorância protestante é mortal

            Quando a palavra diz “mediar Deus”não se refere a oração como pensam os “crentes” e sim a SALVAÇÃO.1Timóteo 2,5: “Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem”6″que se DEU EM RESGATE POR TODOS”.
            Jesus Cristo HOMEM”άνθρωπος”foi mediador da salvação,ou seja da NOVA ALIANÇA,como Moisés Mediou os anjos para a velha aliança(Gl 3,19-20)

            ——-

            – .

            .

            .

            Ao confundir os santos com ídolos você estará difamando os que moram no céu,A PALAVRA DIZ QUE A BESTA DIFAMARÁ OS SANTOS DO CÉU Ap 13,6″Ela abriu a boca para blasfemar contra Deus e amaldiçoar o seu nome e o seu tabernáculo, os que habitam nos céus. “

            PORQUE IMAGEM DE SANTO DEUS MANDA FAZER(Ex 25,18)Nosso Deus é perfeito ,ele não se contradiz.

            os santos são como anjos no céu(lC 20,34-36;Mt 22,30).

            veja MAIS CONFIRMAÇÃO
            . A PALAVRA DIZ QUE OS FALSOS MESTRES DIFAMARÃO OS SANTOS DO CÉU 2Pd 2,10″especialmente os que seguem os desejos impuros da carne e desprezam a autoridade. Insolentes e arrogantes, tais homens não têm medo de difamar os seres celestiais;”Jd 1,8″Da mesma forma, estes sonhadores contaminam o próprio corpo rejeitam as autoridades e difamam os seres celestiais.”

            Curtir

    • OLIVEIRA disse:

      Atenção católico!

      Católico, seja DECIDIDO, CONVICTO, VERDADEIRO, CORAJOSO, FIRME, FIEL… e aprenda a dizer NÃO aos protestantes mentirosos, que, como SERPENTES VENENOSAS, trabalham FURIOSAMENTE para SEDUZIR as almas imortais.
      Leia com ATENÇÃO esse trecho dos Atos dos Apóstolos 13, 6 – 10:

      “Tendo atravessado toda a ilha até Pafos, aí encontraram um mago, FALSO PROFETA, que era judeu e se chamava Bar-Jesus. Ele estava com o procônsul Sérgio Paulo, homem prudente, o qual mandara chamar Barnabé e Saulo, desejoso de ouvir a Palavra de Deus. Elimas, porém, o mago – assim se traduz o seu nome – COMEÇOU A OPOR-SE A ELES, PROCURANDO AFASTAR o procônsul da FÉ. Então Saulo, que também se chamava Paulo, repleto do Espírito Santo, FIXANDO NELE OS OLHOS, disse: ‘Homem CHEIO de TODA FALSIDADE e de TODA a MALÍCIA, FILHO do DIABO e INIMIGO de TODA a JUSTIÇA, não cessarás de PERVERTER os CAMINHOS do SENHOR, que são RETOS?” Bar-Jesus (Elimas), FALSO PROFETA, começou a opor-se a eles, procurando AFASTAR o procônsul da FÉ.

      Católico, é assim que agem os PROTESTANTES: mentem desavergonhadamente… caluniam violentamente… seduzem incansavelmente e trabalham furiosamente para perverterem os CATÓLICOS.

      Diante dos ATAQUES FERRENHOS desses LOBOS MENTIROSOS e CALUNIADORES, devemos nos defender e responder com a mesma coragem do Apóstolo São Paulo:

      “FIXANDO NELE OS OLHOS, disse: ‘Homem CHEIO de TODA FALSIDADE e de TODA a MALÍCIA, FILHO do DIABO e INIMIGO de TODA a JUSTIÇA, não cessarás de PERVERTER os CAMINHOS do SENHOR, que são RETOS?” (At 13, 9-10).

      Católico, não tenha os PROTESTANTES como IRMÃOS SEPARADOS, mas sim, como INIMIGOS PERIGOSOS que querem te LEVAR para o INFERNO; porque FORA da Igreja Católica NÃO HÁ SALVAÇÃO: “Não há salvação fora da Igreja” (São Cipriano), e: “Firmemente crê, professa e prega que ninguém que não esteja dentro da Igreja Católica, não somente os pagãos, mas também, judeus, hereges e cismáticos, não poderão participar da vida eterna e irão para o fogo eterno que está preparado para o diabo e seus anjos, a não ser que antes de sua morte se unam a Ela” (Concilio de Florença), e também: “Esta verdadeira fé católica, fora da qual ninguém pode se salvar” (Pio IV).

      Católico, não se deixe SEDUZIR pelos PROTESTANTES, mas trate-os com FIRMEZA e CORAGEM, assim como o Apóstolo São Paulo tratou Bar-Jesus (Elimas).

      Lembre-se continuamente de que o PRIMEIRO “DOGMA” PROTESTANTE é SEDUZIR os católicos, levá-los para o caminho da perdição, para o inferno eterno.

      Católico, os MUÇULMANOS perseguem os católicos com a espada; os HINDUS perseguem os católicos com o fogo; os COMUNISTAS perseguem os católicos com o choque elétrico… e os PROTESTANTES perseguem os católicos com a LÍNGUA.
      Católico, se PREPARE para os ATAQUES dos PROTESTANTES estudando os seguintes ESCLARECIMENTOS.

      Martinho Lutero: Pai dos Protestantes

      Dizia Martinho Lutero: “Só há uma maneira desse ‘povinho’ fazer sua obrigação. É constrangendo-o pela lei e pela espada, prendendo-o em cadeias e gaiolas, da mesma forma como se faz com bestas selvagens… melhor a morte de todos os camponeses do que a morte dos príncipes… estrangulem os rebeldes como fariam com cães raivosos”

      Curtir

      • Ir edivan disse:

        MEU AMADO OLIVEIRA, Filho eu não conhecia essas heresias que vcs tem como o tão falado magistério de SÃO SIPRIANO E PIO IV e etc. isso é vergonhoso para vocês que se dizem cristãos.
        “Fora da igreja católica não há salvação” ( São Sipriano) um que se dizia cristão, herege, bruxo, vidente. A arte da vidência foi rejeitada por Deus no AT. O nosso Deus não Mudou.
        “Fora da Fé católica ninguém pode se salvar” . Isso é uma heresia das grandes.
        A palavvra de Deus diz: “mas a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus.
        Esses caras estão no purgatorios até hoje pagados suas heresias e vão de lá PRO INFERNO. Queimar com o diabo e seus anjos.
        O INTERESSANTE É QUE VC PREGA ESSE VEIO CIPRIANO E ESSE PIO IV
        já a dona HELEN prega a palavra de Deus que diz que todos quanto aceitarem Cristo como salvador serão salvos.
        Alguem me disse da parte de vocês que no meio dos protestantes existe uma salada russa no tocante ao magistério.
        será que vcs também estão vivendo a mesma salada?????
        Vocês estão cumprindo um magisterio do tempo em que a igreja católica caiu na aberração de queimar os cristão. EXISTE UM EXEMPLO DE CEGUEIRA MAIOR???
        Se o próprio papa tentou se retratar de tão grande aberração.
        VCS PREGAM A RELIGIÃO PURA E SEGA, PREGUEM A SALVAÇÃO NA PESSOA DE JESUS. se não, não vai ter purgatório que recuperem vcs.
        Se a vossa retorica fosse bíblica, eu aceitaria.mas vcs são guiados por pensamentos desses defuntos que morreram e não ressuscitaram, ressuscitarão naquele dia para a vergonha e fogo eterno.
        Porque a igreja católica está se esvaziando, os fieis estão abrindo os seus olhos.
        Se evasiem desses valores que vcs acham que a igreja católica tem. Isso não valem nada quando forem provados. serão palha ou feno. VERDADEIROS SEPULCROS CAIADOS. GUIAS DE CEGOS.
        DONA HELEN, me permita me dirigir assim à senhora, não a conheço, aprendi a querer um bem muito grande, como filhos de Deus que somos, não é por outro motivo, mas é pela maneira sábia que a Sra. conduz este blog de maneira sensata, moderada, ordeira, propria de todos aqueles que tem o E.S de Deus. MAS NÃO TEM MEIAS PALAVRAS.
        A paz do Senhor.

        Curtir

        • Manuel da Costa disse:

          Sr Ivan;

          Eu Sou de Angola,sou Angolano.
          Até aquí o Sr não respondeu as minhas questões sobre as visões de Lutero,entendo; isto é de todo protestante de meia tigela.

          O Sr Chama são Cipriano de Cartago de Hereges..?? Se S.Cipriano é herege que dizer de Lutero? que pena…

          O Catecismo da Igreja Católica é claro em dizer que SÒ JESUS CRISTO É O ÚNICO MEDIADOR ENTRE DEUS E HOMENS.

          Para conhecer este Jesus e a sua doutrina ele depositou tudo a sua Igreja a Católica.

          Ele mesmo disse que “Quem vos houve a mim houve, e quem vos rejeitar a mim rejeita e rejeita o Pai” (Evangelho de S.Lucas) Eu pergunto quem rejeitar os Apostólos será Salvo?

          Quem a ceita a Igreja esta obdecer a Cristo ou nao?

          Jesus cristo Nosso senhor amou a Igreja e morreu por ela verdade ou mentira?(Carta aos Efesios Efesios)

          Jesus Cristo,Nosso Senhor disse “Quem não dar ouvido a Igreja seja considerado pagão”(Evangelho de S. Mateus).

          Já estou a desconfiar qual é a sua SEITA…pelos tipos de comentários.

          Só tenho duas hipoteses ou voce é da seita PENTECOSTAL OU ADVENTISTA.

          Estas desmacarado!.

          Pax domini!

          Curtir

          • Manuel da Costa disse:

            Caro Ivan;

            Pergunta:

            Um MEMBRO separado do CORPO, sobrevive ou morre?

            Resposta: Morre!

            Ora, se a Igreja Católica é o CORPO Místico de Cristo (Rm 12,4; 1Cor 12,12; Ef 1,22-23; 5,22; Cl 1,18.) e nós somos os MEMBROS (Mt 13,41-48; 22,10; 1Cor 1,2; Cl 3,12.), então quer dizer que fora da Igreja NÃO há SALVAÇÃO

            fonte:http://www.facebook.com/CAIAFARSA

            Curtir

            • EDMILSON disse:

              PARABÉNS MANUEL VOCÊ É UM GRANDE APOLOGISTA DEFENSOR DA UNICA IGREJA FUNDADA POR JESUS CRISTO E TESTIFICADA POR TODOS OS ESCRITORES E PADRES DA IGREJA DOS PRIMEIRO SÉCULO

              EM SUA RESPOSTA MANUEL COSTA

              VEJA AS CITAÇÕES CONTRA OS ERROS DOS PROTESTANTES

              TEXTOS DA BÍBLIA QUE CONSTITUEM O DOGMA CATÓLICO
              CONTRA OS ERROS PROTESTANTES

              VAMOS LÁ

              Absolvição
              · O poder de dar a absolvição prometido e concedido aos pastores da Igreja: Mt 16, 19; 18, 18; Jo 20, 22-23.
              Anjos
              · Somos confiados à sua guarda: Mt 18, 10; Hb 1, 14; Ex 23, 20-21; Sl 90, 11-12;.
              · Oferecem as nossas orações: Ap 8.
              · Rogam por nós: Zc 1,12.
              · Estamos em comunhão com eles: Hb 12, 22.
              · Foram venerados pelos servos de Deus: Js 5, 14-15.
              · Também foram invocados: Gn 48, 15-16; Os 12, 4; Ap 1, 4.
              Batismo
              · É ordenado por Jesus Cristo: Mt 28, 19.
              · Necessário para a salvação: Jo 3, 5.
              · Administrado pelos Apóstolos com água: At 8, 36-38; 10, 47-48.
              · Além disto: Ef 5, 26; Hb 10, 22; 1Pd 3, 20-2.
              · Quanto ao batismo das crianças: Lc 18,16 comparado com Jo 3, 5
              Chefes ou governadores da Igreja e a sua autoridade
              · Dt 18, 8-9; Mt 18, 17-18; 28, 18-20; Lc 10, 16; Jo 14, 16-17-26; 16, 13; 20, 21; Ef 4, 11-12; Hb 13, 7-17; 1Jo 4, 6.
              Cristo (Jesus)
              · É o Filho unigênito de Deus, o verdadeiro Filho de Deus por natureza, o único gerado de Deus: Mt 16, 16; Jo 1, 14; 3, 16-18; Rm 8, 32; 1Jo 4, 9.
              · O mesmo Deus que seu Pai e igual a Ele: Jo 5, 18-19-23; 10,30; 14, 9s; 16, 14-15; 17, 10; Fl 2, 5-6;
              · Verdadeiro Deus: Jo 1, 1; 20, 28-29; At 20, 25; Rm 9, 5; Tt 2, 13; 1Jo 3, 16; 5, 20; além disto: Is 9, 6; 35, 4-5; Mt 1, 23; Lc 1, 16-17; Hb 1, 8.
              · É o criador de todas as coisas: Jo 1, 3-10-11; Cl 1, 5-16-17; Hb 1, 2-10-12; 3, 4.
              · O Senhor da Glória: 1Cor 2, 8.
              · O Rei dos reis e Senhor dos senhores: Ap 17, 4; 19, 16.
              · O primeiro e o último, o alfa e o ômega, o princípio e o fim, o Onipotente: Ap 1, 8-17; 22, 12-13.
              · Morreu por todos: Jo 3, 13-17; Rm 5, 18; 2Cor 5, 14-15; 1Tm 2, 3-6; 4, 10; Hb 2, 9; 1Jo 2, 1-2; também pelos condenados: Rm 14, 15; 1Cor 8, 11; 2Pd 2,1.
              Comunhão
              · Sob uma só espécie é suficiente para a salvação: Jo 6, 55-57-58.
              · O Corpo e o Sangue de Jesus Cristo são agora inseparáveis: Rm 6, 9.
              · Menção de uma espécie unicamente: Lc 24, 30-31; At 20, 7; 1Cor 10, 17.
              Concílios da Igreja
              · São assistidos por Cristo: Mt 18, 20; e pelo Espírito Santo: At 15, 28.
              · Seus decretos devem ser cuidadosamente observados pelos fiéis: At 15, 41; 16, 4.
              Confissão dos pecados
              · Confessar os pecados: Nm 5, 6-7; Mt 3, 6; At 19, 18; Tg 5, 16.
              · A obrigação da confissão é uma conseqüência do poder judiciário de atar e desatar, de reter os pecados, dada aos pastores da Igreja de Cristo: Mt 18, 18; Jo 20, 22-23.
              Confirmação
              · Foi administrada pelos apóstolos: At 8, 15-17; 19, 6; 2Cor 1, 21-22; Hb 6, 2.
              Continência
              · É possível: Mt 19, 11-12.
              · O voto que se faz obriga: Dt 23, 21.
              · A transgressão do voto é condenável: 1Tm 5, 12.
              · A prática é recomendada: 1Cor 8, 8-27-37-38-40.
              · Quanto aos motivos que respeitam particularmente ao clero: 1Cor 7, 32-33-35.
              Escritura Sagrada
              · É difícil de compreender, e muitos lhe dão, hoje em diante, este sentido para sua própria perdição: 2Pd 3, 16.
              · Não deve explicar-se por uma interpretação particular: 2Pd 1, 20.
              · É alterada pelos hereges: Mt 19, 11.
              Espírito Santo
              · Sua divindade: At 5, 3-4; 28, 25-26; 1Cor 2, 10-11; 6, 11-19-20; vide também: Mt 12, 31-32.
              · A fórmula do Batismo: Mt 28, 19-20.
              · Procede do Pai e do Filho: Jo 15, 26.
              Eucaristia
              · A presença real do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo, e a transubstanciação provadas por: Mt 26, 26; Mc 14, 22-24; Lc 22, 19; Jo 6, 51-52s; 1Cor 10, 16; 11, 21-24-25-27-29.
              Unção dos Enfermos
              · Tg 5, 14-15.

              · A verdadeira fé é necessária à salvação: Mc 16, 16; At 2, 47; 4, 12; Hb 11, 6.
              · A fé sem as boas obras é uma fé morta: Tg 2, 14-17-20.
              · A fé só não justifica: Tg 2, 24.
              · Mas a fé obrando pela caridade: Gl 5, 6.
              · A fé não implica a certeza absoluta do estado de graça, e muito menos ainda da salvação eterna: Rm 11, 20-22; 1Cor 9, 27; 10, 12; Fl 2, 2; Ap 3, 11.
              Igreja (a) de Jesus Cristo

              · Existirá para sempre: Mt 16, 18; 28, 20; Jo 16, 16-17; Sl 47, 9; 71, 5-7; 88, 3-4-20-36-37; 131, 13-14; Is 9, 7; 54, 9-10; 59, 20-21; 60, 15-18s; 62, 6; Jr 31, 21-26; 33, 17s; Ez 37, 21-26; Dn 2, 44.
              · A Igreja é o Reino de Cristo: Lc 1, 33; Dn 2, 44.
              · A cidade do grande Rei: Sl 47, 2.
              · Seu descanso e sua habitação para sempre: Sl 131, 13-14.
              · A casa de Deus vivo: 1Tm 3,15.
              · O aprisco da qual Cristo é o pastor: Jo 10, 13.
              · corpo da qual Cristo é a cabeça: Cl 1, 18; Ef 5, 23.
              · A esposa da qual é o esposo: Ef 5, 31-32.
              · Está sempre sujeita a Ele e sempre amada e fiel para com Ele: Ef 5, 24.
              · Sempre amada e querida dEle: Ef 5, 25-29.
              · E unida a Ele por uma união indissolúvel: Ef 5, 31-32.
              · A Igreja é a coluna e o fundamento da verdade: 1Tm 3, 15.
              · O pacto de Deus com Ela é uma pacto de paz: Ez 37, 26.
              · Pacto confirmado por um juramento solene, imutável como aquele que fez com o Patriarca Noé: Is 54, 9.
              · Como o que fez com o dia e com a noite por todas as gerações: Jr 33, 20-21.
              · Deus será sua eterna luz: Is 60, 18-19.
              · Todos os que se juntarem contra Ela cairão, e a nação que a não queira servir perecerá: Is 60, 12-15-17.
              · A Igreja é sempre uma: Ct 6, 9; Jo 10, 16; Ef 2, 23; Mq 4, 12; Mt 5, 14.
              · Estende-se por toda a parte e ensina um grande número de nações: Sl 2, 8; 21, 28; Is 49, 6; 54, 1-3; Dn 2, 35-44; Ml 1, 11s.
              · A Igreja é infalível em matéria de fé, é uma conseqüência das promessas divinas que lhe têm sido feitas; vide em particular: Mt 16, 18; 28, 19-20; Jo 14, 16-17-26; 16, 13; 1Tm 3, 14-15; Is 35, 8; 54, 9-10;
              Imagens
              · Recomendadas por Deus: Ex 25, 18s; Nm 21, 8-9.
              · Colocada dos dois lados do propiciatório no Tabernáculo: Ex 37, 7.
              · E no templo de Salomão: 2Cr 3, 10-11; 3Rs 6, 23.
              · E isto por um mandamento divino: 1Cr 28, 18.
              · Veneração relativa às imagens de Jesus Cristo e dos Santos autorizada: Hb 11, 21; vide também: 2Rs 6, 12-16; 2Cr 5, 2s; Sl 98, 5; Fl 2, 10.
              Indulgências
              · Poder de as conceder Mt 16, 18-19.
              · Uso deste poder: 2Cor 2, 6-8-10.
              Inferno
              · Eternidade das penas: Mt 3, 12; 25, 41-46; Mc 9, 43-46-48; Lc 3, 17; 2Ts 1, 7-9; Jd 6-7; Ap 14, 10-11; 20, 10; vide igualmente: Is 33, 14.
              Jejum
              · É recomendado na Escritura: Jl 2, 12.
              · Praticado pelos servos de Deus: Esd 8, 23; 2Esd 1, 4; Dn 10, 3-7-12s.
              · Leva Deus a usar de misericórdia: Jn 3, 5s.
              · É de grande eficácia contra demônio: Mc 9, 28.
              · Deve ser observado por todos os filhos de Jesus Cristo: Mt 9, 15; Mc 2, 10; Lc 5, 35; vide também: At 13, 3; 14, 22; 2Cor 6, 5; 11, 27.
              · Jejum de Jesus de quarenta dias: Mt 4, 2.
              Livre arbítrio
              · Gn 7; Dt 30, 19; Eclo 15, 14.
              · Resiste freqüentemente à graça de Deus: Pr 1, 24s; Is 5, 4; Ez 18, 23-31-32; 33, 11; Mt 23, 37; Lc 13, 34; At 7, 51; Hb 12, 15; 2Pd 3, 9; Ap 20, 4.
              Matrimônio
              · Sacramento representando a união de Jesus Cristo e da Igreja: Ef 5, 32; vide igualmente: 1Ts 4, 3-5.
              · O casamento não deve ser dissolvido senão por morte: Gn 2, 21; Mt 19, 6; Mc 10, 11-12; Lc 16, 18; Rm 7, 2-3; 1Cor 7, 10-11-39.
              Missa
              · O sacrifício da Missa figurado antecipadamente: Gn 19, 18.
              · Predito: Ml 1, 10-11.
              · Instituído e celebrado pelo próprio Jesus Cristo: Lc 22, 19-20.
              · Atestado: 1Cor 10, 16-18-21; Hb 13, 10.
              Mulheres
              · Não devem pregar nem ensinar: 1Cor 14, 34-35-37; 1Tm 2, 11-12.
              Obras (boas)
              · As boas obras meritórias: Gn 4, 7; Sl 17, 21-23-24; 18, 8-11; Mt 5, 11-12; 10, 42; 16, 27; 1Cor 3, 8; 2Tm 4, 8.
              Orações
              · Pelos defuntos: 2Mc 12, 43s.
              Ordens (Sacras)

              · Foram instituídas por Jesus Cristo: Lc 22, 19; Jo 20, 22-23.
              · Conferidas pela imposição de mãos: At 6, 6; 13, 3; 14, 22.
              · Dão graças: 1Tm 4, 14; 2Tm 1, 6.
              Papa ou Bispo
              · Chefe dos outros bispos; São Pedro foi elevado a esta dignidade pelo próprio Jesus Cristo: Mt 16, 18-19; Lc 22, 31-32; Jo 21, 15-17s; vide igualmente: Mt 10, 2; At 5, 29; Gl 2, 7-8.
              Pecado original
              · Jó 14, 4; Sl 50, 7; Rm 5, 12-15-19; 1Cor 15, 21-22; Ef 2, 3.
              Purgatório
              · Purgatório ou estado médio das almas, sofrendo por certo tempo em expiação de seus pecados; é provado por numerosos textos da Escritura que afirmam que Deus pagará a cada um segundo as suas obras, de tal sorte que aqueles que morrem estando culpados mesmo das menores faltas, não escapam do castigo. Quanto a isso vide também: Mt 12, 32; Ap 21, 27; assim como: Mt 5, 25-26; 1Cor 3, 13-15; 1Pd 3, 18-20; 2Mc 12, 45.
              Relíquias Milagrosas
              · 4Rs 13, 4-20-21; Mt 9, 21-29; At 9, 11-12.
              Santos
              · Os Santos deixaram este mundo, socorrem-nos por suas orações: Lc 16, 9; 1Cor 12, 2; Ap 5, 8.
              · Estamos em comunhão com eles: Hb 12, 22-23.
              · Têm um poder sobre as nações: Ap 2, 26-27; 5, 10.
              · Sabe o que se passa entre nós: Lc 15, 10; 1Cor 13, 12; 1Jo 3, 2.
              · Estão, pois, com Cristo no céu antes da ressurreição geral: 2Cor 5, 1-6-8; Fl 1, 23-24; Ap 4, 4; 6, 9; 7, 9-15s; 14, 1-3-4; 19, 1-4-6; 20, 4.
              · Quanto à sua invocação convém consultar os textos citados a respeito dos anjos, ou os que, mostrando o grande poder que têm para com Deus as orações dos seus servos, nos autorizam por isto mesmo a implorar suas orações; para isso vide: Ex 31, 11-14.
              Tradições Apostólicas
              · 1Cor 11, 2; 2Ts 2, 5-14; 3, 6; 2Tm 1, 13; 2, 2; 3, 14; vide também: Dt 32, 7; Sl 19, 5-7.
              Virgem Maria (a Bem-Aventurada)
              · Sua dignidade: Lc 1, 28-42-43.
              · Todas as gerações dos verdadeiros cristãos a chamarão bem-aventurada: Lc 1, 48.
              · Quanto aos direitos que tem de ser venerada e invocada vide o que está dito a respeito dos anjos e santos.

              Curtir

    • lázaro nepomuceno disse:

      Se você ver me manda o teu imail do teu facebook.

      Curtir

  17. Manuel da Costa disse:

    Gostei Helen;

    Gosto ver católico que crer no Magistério,o protestantes não tem Magistério cada um é o seu próprio Magistério…..é uma salada russa.

    O sr Ivan,tem o seu próprio magistério além do Magistério de Lutero.

    Curtir

    • Ir edivan disse:

      Sr. manoel,porque o Sr é tão irado com o coitado do Irmão MARTINHO LUTERO? só porque ele botou o dedo na ferida?
      Homem esqueça isso, não se ponha o sol sobre a vossa ira. Deixe o bichim descançar em paz.
      Mas que ele era valente, era… E corajoso, porque não calou diante do pecado e dos falços ensinos.
      Eu comparo ele com Elias ou João batista né????
      Sr manoel, eu queria que o senhor tivesse0,00000001 da coragem e visão dele.

      Curtir

      • Manuel da Costa disse:

        Querido Irmão Ivan;

        Qual coragem e visão de Lutero è Inspiração?

        Ter coragem de dizer que o Livro de Tiago é uma Palha ? voce chama esta heresia de Visão?
        Ter coragem de dizer que o livro de Apocalipse não tem nada de profético? voce chama esta heresia de Visão?
        Voce chama um herege de Valente? e compara ele com Jão Baptista?
        Voce já leu o desespero que Lutero teve depois de Fundar o Protestantismo?
        é triste que o protestantismo não estuda, apenas usa de sofismas para atacar.

        Lutero Arrependido diz:

        No final da vida, admitindo seu erro, escrevia Lutero arrependido: “Se o mundo durar mais tempo será necessário receber de novo os decretos dos concílios (católicos) a fim de conservar a unidade da fé contra as diversas interpretações da Escritura que por aí correm.” (Carta de Lutero à Zwinglio In Bougard, Le Christianisme et les temps presents, tomo IV (7), p. 289).

        Meu irmão já fui protestante durante 30 anos,useu sofismas para atacar a Santa Igreja,repetia as fabulas do protestantismo e lendo 0,000000001% de História notei que as primissas protestantes são fabulas.

        Se Lutero foi levantado por Deus como o protestantismo prega se esta primissa for verdadeira,então segue os ideias de Lutero rejeita os livros de Hebreus,Tiago e Apocalipse certo?? porque ele os rejeitou……
        .
        Se foi levantado por Diabo,então pergunto porque segui-lo??

        Eu não preciso de visão certo. “A igreja é a coluna e sustentáculo da verdade” diz a bíblia que o senhor carrega por baixo de braço , eu não preciso de citar capitulos e versiculos,porque foi a Santa Mãe Igreja quem os colocou.

        Você até agora o Sr Ivan, não disse qual é o nome da sua seita,,,Porque? tem complexo?

        EU SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO, a quela mesma Igreja que Santo Inácio de Antioquia no ano 110 chama de Católica.

        Meu caro irmão,vem a Igreja de Cristo onde Nosso Senhor depositou a Fé,o orgulho é pecado A Igreja Católica tem mais estudiosos e sábios que nos dois juntos.

        Pax domini!

        Curtir

        • Ir edivan disse:

          Irmã Helen, a palavra que eu usei foi: “congregaria”, reunir-se para o culto com os irmão.
          não me deu uma resposta convincente,porém não posso fazer nada. Só o E. Santo pode convencer.
          “E quando Ele vier convencerá o mundo do pecado, da justica e do juizo”(Jo 16:8)
          Vc disse que gastou o seu latin, o seu verbo…
          Pois eu digo que eu investi em ouro e pedras preciosas para Deus. A palavra que sai da boca do Senhor jamais voltara vazia, antes faz o que lhe apraz. (is. 55:10-11)

          Curtir

          • Helen disse:

            Edivan,

            Envia-me por favor o link à pergunta a que se refere. Vou le-la denovo e ver onde falhei em lhe responder.

            Peço, entretanto, que lembre-se que recebo dezenas de emails + comentário todos os dias… Faço o meu possível para responder a todos, mas as vezes não o faço, não por falta de resposta ou argumento, mas de tempo e oportunidade.

            Pax.

            Curtir

        • Ir edivan disse:

          Sr. manuel, vc me diz que saiu do evangelho de Cristo?
          Eu acho que vc não está dizendo coisa por coisa, filho!!!
          Nunca ví uma coisa dessas na minha vida. é a primeira vêz. Tá louco…
          Tá louco… Tá louco….
          Ó insensatos gálatas, quem vos fascinou para não obdecerdes a verdade????.(Gl 3:1a)
          Volte para Cristo só Ele salva. Não aceite outro mediador. (2 tm 2:5)
          Vc não está vigiando não? Perdeu o sentido? Tá louco?, Tá abirobado?
          A verdade não te libertou? Ou vc não a conheceu?
          Jesus Está voltando, PREPARA-TE PARA SE ENCONTRAR COM ELE E NÃO COM ELA, ELA NÃO SALVA A NINGUÉM, VC PERMAN ECE NA CEGUEIRA.
          Só me resta chorar. bua, bua, bua.
          MEU FILHO, AGORA É SÉRIO: DESÇA DO SEU SAPATO ALTO.
          SEJA HUMILDE, E PEQUENO COMO A DONA HELEN, E EU SEI QUE É PARA A GLORIA DE DEUS, SE ELA QUISER IR P/ O CEU.
          Mas você dizer que a igreja Católica tem estudiosos e sábios.
          esta sua visão, da vossa posição, JESUS REJEITOU.
          Chamando de Escribas e fariseus. VERDADEIROS SEPULCROS CAIADOS.
          Aí pode ter estudiosos, mas sábios não.
          E vc já provou que não é um deles. sabedoria vem de DEUS. APRENDA ISSO
          NÃO SE GANHA NOS LIVROS. É PARA OS SÍMPLECES. ESTUDE MAIS……
          A DONA HELEN CONSTROE E VC DESTROI…
          Leia (Tg 1:5)
          Aprenda porque eu vou precisar de vc para me ensinar as doutrinas do catolicismo.

          Curtir

          • Manuel da Costa disse:

            Meu irmão pára de sentimentalismo ,eu já sai dessa.

            Para de vir com blá blá.
            Não adiante citar versiculos e capitulos foi a santa Igreja quem colocou os capitulos e versiculos ,não se dá de parvo o sr conhece bem isso.
            Responda as minhas Interrogações sobre Lutero.
            Responda a minha pergunta,qual é a sua seita?

            Evangelho de Cristo é um só que foi confiado aos apostólos e ao seus sucessores.

            Lutero.
            Calvino.
            Zwinglio.
            Knox
            Russel.
            Helen white.
            Macedo.
            Malafaia.
            Vladimiro.
            etc.
            São hereges e apostátas

            Pax domini.

            Curtir

            • Ir edivan disse:

              manuel, você é purtuguês???
              Manuel o problema é que vcs querem limitar a graça de Cristo à atitudes de LUTERO, CALVINO, CHEGANDO ATÉ A VALDEMIRO SANTIAGO, filho, nem um deles vai te salvar não, nem doutrinas, nem costumes, nem magistério, coisa nenhuma, Meu filho olhe para Cristo.
              A SALVAÇÃO ESTÁ EM CRISTO JESUS.
              EU FICO VENDO O QUANTO VCS VALORIZAM OS FUNDADORES DA IGREJA, FUNDAMENTOS, DOUTRINAS, SÃO CONHECEDORES, SÁBIOS, ETC. VOCÊS SÓ FALTAM DIZER QUE A CATEDRAL DE S.PEDRO EM ROMA É UMA IGREJA RIQUISSIMA, ESTURCADA EM OURO, PEDRAS PRECIOSAS, SEDAS, PÚRPURAS. ESQUEÇAM ESSAS BESTEIRAS…
              JESUS DISSE PARA OS DISCIPULOS, SOBRE O TEMPLO DE SALOMÃO: NÃO FICARÁ AQUI PEDRA SOBRE PEDRA. O QUE É ISSO, DEUS SONDA É O TEU CORAÇÃO FILHO, DEIXE DISSO.
              O Ap Paulo reputou tudo que sabia de Judaísmo e valores, até então para ele, por esterco quando conheceu a Cristo Jesus. ta na hora de fazerem o mesmo. Conheça a Cristo
              Olhem só para Cristo. só Ele salva.
              Pode ter certesa, quando eu estiver diante de Deus, ele não vai perguntar se eu sou de ceita.
              A paz p/Vc. ESTÁ PRECISANDO MUITO. SAIA DA CONFUSÃO.

              Curtir

              • Helen disse:

                Edivan,

                Ninguém aqui quer limitar a graça de Deus à Lutero e Cia… Que coisa mais absurda! O sr deve ter cometido um grande erro de interpretação dos comentários aqui postados!

                Repito de uma vez por todas:

                A Salvação vem de Cristo, o Caminho e a Verdade, o único mediador.

                A riqueza da Igreja, a Basílica de S Pedro, etc. NADA tem a ver com o tema da Salvação, sua comparações com o Antigo testamento são impertinentes. O Sr não tem entendimento de passagens clássicas da fé judeo-cristã e parece vir aqui querer ensinar a todo mundo… Desculpe-me sr Edivian, mas seria bom se o sr parasse de de falar parvice. O sr já esgotou sua quota.

                A destruição do templo tem a ver com o fato de que DEPOIS de Cristo o Judaismo bíblico foi extinto por Deus, quem inclusive o criou. Só os judeus não entenderam isso! Por quê afirmo isso? Simples, porque sem o templo o judaísmo, uma religião sacrificial – todo ano o sumo sacerdote ofertava sacrificio de expiação pelos pecados do povo judeu, o que só podia ser feito NO TEMPO pois assim fora ordenado por Deus. Ora, se o próprio Deus então permite a destruição de seu templo é porque Ele não eram mais necessárias as ofertas de sacrifícios animais todo ano, porque o Sacerdote Eterno Jesus Cristo já fizera expiação pelos pecados de todo o mundo, de uma vez por todas, não com o sangue de animais, mas com o Seu próprio Sangue ( O Cordeiro de Deus, que tira os pecados do mundo!) Entendeu, Sr Edivan? Espero que sim.

                Pax Domini

                Curtir

    • Helen disse:

      Olá Manuel,

      Poderia dar um auxilio ao Marcelo – ele deixou um comentário na página do seu testemunho. Precisa de esclarecimentos sobre o Espírito Devorador.

      Link – https://igrejamilitante.wordpress.com/2012/08/03/filho-de-pastores-protestantes-converte-se-ao-catolicismo/#comment-2358

      Muito grata

      Helen

      Curtir

  18. Ir edivan disse:

    Ir Edivan
    Estou de volta, passei todo esse tempo sem postar nada nesse blog, buscando convicções.
    Existe mesmo purgatório???
    “um católico” vc disse que seitas evangélicas existem, e eu sou de uma delas, mas eu procuro me guiar pela bíblia sagrada, e a minha bíblia não me fala de purgatório, já a sua deve falar, portanto seita é a sua igreja pois não é bíblica. Embora sendo a maior, a babilônia, a poderosa, a que matou os cristão em nome de Deus, mas não é a obra de Deus. Deus criou o mal, mas não fez o mal.

    Curtir

    • Manuel disse:

      Sr Ivan ;

      Tú nem sabes como a biblia apareceu….,

      Curtir

    • sueli souza disse:

      Como é desinformado o ir edvan!Leia direito sua bíblia(ops!faltam livros não é mesmo?)Será que falta o diálogo de CRISTO com Pedro?”Tu és pedra,e sobre esta pedra eu edificarei a MINHA IGREJA e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”?. Babilônia são as milhares de denominações protestantes espalhadas pelo mundo como um câncer contaminando os bobos.SAIA DESSA HERESIA “irmão”.

      Curtir

      • Ir edivan disse:

        Amiga Sueli, A minha bíblia não diz que Babilonia são milhares de denominações, mas é o que está escrito na testa da mulher que está sobre uma besta escarlate, com sete cabeças e dez chifres, achava-se a mulher vestida de púrpura e de escarlata, adornada de pedras preciosas e de pérolas, E POR AÍ VAI….
        Não sei qual a denominação que o seu templo mãe é adornado de ouro e pedras preciosas e que está entre as sete colinas? VOCÊ SABE???
        Se vc pesquisar na internet vai ver onde estão as sete colinas e verá qual será a denominação que tem sua sede riquissima lá.,
        Mas eu aconselho que leia Ap 17, como é profético peça discernimento do Espirito Santo, Leia Ap 17:7,11 Evitem guiar-se por homem, guie-se pela bíblia que inspirada por Deus.. PERCAM O MEDO DA BÍBLIA, A bíblia ficou para nos revelar o que se há de acontecer.

        Curtir

        • Helen disse:

          Ir Edivan,

          Pesquisar na Internet? É assim que o sr faz suas “pesquisas”, em sites onde o rancor e ódio pela caricatura da Igreja Católica é manifestado? Sim, porque nesses sites não tratam da Verdadeira Igreja Católica e seus ensinamentos, mas de uma caricatura mal-feita e distorcida do que ele realmente é!
          Ademais, será que é assim tão difícil de entender que o estilo literário usado no apocalipse NÃO tem sentido literal. É uma espécie de “código”, ou melhor, é uma linguagem repleta de simbolismos e enigmas, que antes de mais nada tratam de uma realidade escatológica e não temporal. Devem ser “lidos” com cautela, levando-se em conta sempre que relatam um realidade não temporal, mas escatológica. Não seria, portanto, uma demonstração clara da imaturidade do seu discernimento, vir aqui e sugerir sorrateiramente que os versículos referentes à “mulher vestida de púrpura” é a Santa Igreja de Cristo? Se o sr pretende ter alguma credibilidade em seus comentários, então tem que parar de dizer sandices. Isso é coisa piega de ignorantes do Evangelho de Cristo. Não é coisa de Cristão sério!

          Pax Domini,

          Curtir

          • Ir edivan disse:

            Ir Helem, se é profético, se é escatologico, mas é para aqueles que teem o E.S de Deus. Não compreendeu????
            Peça discernimento ao Senhor. Vcs não são tão conhecedores da Bíblia???

            Curtir

            • Helen disse:

              Caro Edivan,

              Sim meu irmão… é para aqueles que têm o discernimento dado pelo Espírito. Nisso o sr esta correto.
              Meu consolo, que aliás não é o seu, é que se por ventura eu não tiver recebido a benção de discernir corretamente aquilo que ensinam as Escrituras, posso recorrer ao Magistério da Igreja, pois a ela foi prometido proteção contra o erro e guia na verdade, a mim, não. Portanto, a Igreja está protegida contra o erro, ou seja, a Igreja de Cristo NÃO ensina erro, eu e vc, só Deus pode determinar! Por isso mesmmo digo que tudo aquilo que escrevo no Blog não é opinião minha, mas o que ensina a Igreja, entretanto, se algo do que aqui foi escrito não estiver de acordo com a Igreja, saiba-se que eu estou errada, a Igreja certa!

              Portanto, ide e fazei com que todos os povos se tornem meus discípulos, baptizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, 20. e ensinando-os a observar tudo o que vos ordenei. Eis que Eu estarei convosco todos os dias, até ao fim do mundo». Mat,28, 19-20

              Curtir

            • BETO disse:

              Ir Edivan a seita protestante é tão conhecedora da bíblia que no começo da seita em 1517 tinha os 73 livros da bíblia

              e hoje por interesse tiraram os 7 livros

              e mais Edivan a seita protestante conhece tanto a palavra que no meio de vocês tem até igrejas evangélicas de homossexuais

              Edivan se eu fosse a Helen deixaria um analfabeto herege como você e o Fabiano ficarem falando sozinho nesse blog

              pois vocês são refutados apanham apanham mais não tomam vergonha na cara

              Curtir

            • Ir edivan disse:

              BETO, uma perguntinha, vc mora no brasil???
              vc tem respaldo para falar de homossexuais????
              Teem pessoas com a memoria curta heim????
              Vc esqueceu o casa de arapiraca???
              Vc consegue olhar para trás, então:
              Macaco olha pro teu rabo.
              Sua igreja filho, é um celeiro de homossexuais.
              Mas vou parar por aqui,porque a igreja em si, É SANTA.

              Curtir

              • Helen disse:

                Edivan,

                Não seja ingênuo.

                O Beto se refere ao caso de Igrejas que não apenas aprovam o homossexualismo, mas se utilizam dele para aumentar seus números e angariar adeptos. Tornam-nos presbíteros e ministros da Palavra, abençoam a união gay, etc… Algo intrinsecamente contrário ao Evangelho de Cristo.

                Toda Igreja é composta de pecadores. Portanto, se uma igreja tem entre seus membros pessoas de orientação homossexual, isso não faz dela, aliás de sua missão, algo menos santo, menos digno. A Igreja, assim como Cristo, está aqui para os justos e pecadores. Ela deve, porém, corrigir aqueles em erro, ministrar para eles, e conduzi-los à Deus, pelo Evangelho.

                Agora, a diferença é quando a Igreja abandona deliberadamente a verdade do evangelho para alcançar fins que não são a glória de Deus. É disso que trata o Beto, não do pecado da homossexualidade, que em si só, já é uma aberração.

                Curtir

        • Manuel da Costa disse:

          Quem disse que a Bíblia é Inspirada foi a Santa Igreja Católica.

          “Eu não creria nos evangelhos se a Santa Igreja Católica não me mandasse crer”
          Santo Agostino de Hipona.

          Os concilios Católicos foram eles que definiram a Biblia que o senhor carrega de baixo de braços.

          Pax domini

          Curtir

  19. um católico disse:

    sr Edvam , esta biblía que você carrega de baixo do braço foi traduzida do hebraico e haramaico pelos Bispos e Padres católicos , então meu amigo até
    1530 só existia um cristão {os catolicós} depois que lutero se rebelou e traduziu a biblía sagrada católica para o alemão , vieram várias seitas evangêlicas pregando
    diferentes jessus cristos, mais uma coisa edvam Bispos e Padres não recebe salarios , não prega mentiras e enganão os fieis tirando o satanas do corpo das pessoas , a troco de dinheiro, Edvam a Igreja católica tem muita diferença de varias seitas espalhada pelo mundo, em mt:24-24 Pois aparecerão falços cristos e falços profetas que realizarão grandes sinais e maravilhas para, se possível,enganar até os eleitos ah tempo edvam para voltar para única igreja de cristo a Católica.boa noite

    Curtir

    • Ir edivan disse:

      Amanhã é dia de finados, levem flores, acendam velas pois devem ter muitos dos seus sendo purgados. Sede santos na terra, purgatório é balela.

      Curtir

      • Helen disse:

        Ir Edivan,

        Que pena que o sr escolheu ouvir à um Herege chamado Lutero, que tirou os livros Sagrados da Sagrada Escritura, ao invés de crer na Sabedoria da Sta Igreja.
        Se a sua bíblia não fosse mutilada o sr saberia que nela em 2 Macc está o testemunho da Escritura sobre o Purgatório!!!

        Curtir

      • MIZAEL disse:

        Ir Edivan, a qual das 50 mil seitas no Brasil você pertence e qual dessas seitas é a certa, a que nega que Jesus Cristo é Deus ou a igreja de homossexuais? Vou dar só um nome de uma Ir Edivan, pois são muitas, você é da metropolitana do Brasil

        Ir Edivan, me diga qual dessas 50 mil seitas espalhas no Brasil é a certa? E outra, Ir Edivan, me mostre um versículo bíblico onde Deus da autoridade para homens fundarem igrejas…

        Curtir

        • Ir edivan disse:

          Amado irmão Mizael, vou te dar uma chance de descobrir qual é a minha seita.
          Não sou da seita católica, já fui. mas o Espirito santo abriu os meus olhos.
          Não creio em catecismo, rosário, terços, purgatorio,, novena, procissão indulgências, Não tem nada de bíblico. É balela. Adivinhou???????
          Creio na bíblia,aquela que os católicos se sentem os donos, e quase autores, mas isso não vão conseguir. pois ela foi inspirada pelo E.S de deus.
          Creio nela como a minha unica regra de fé e prática.
          CONTINUO DIZENDO: SAI DELA POVO MEU.

          Curtir

          • Helen disse:

            Ir Edivan,

            O sr, posso dizer com muita certeza, jamais foi católico! Nunca soube o que é catolicismo, o que é ser membro do Corpo de Cristo em Sua própria Igreja. Pois, não é possível para um católico verdadeiro deixar a fé! Impossível. Só a deixam aqueles que jamais pertenceram a ela. Só a deixam aqueles que viviam no mundo, mesmo que de vez enquando fosse à uma Missa, ou coisa parecida.

            Aquele, porém, que lê a Bíblia em união com a Igreja, aquele que ouve ao Magistério e apega-se aos seus ensinamentos, que aliás NUNCA contradizem o Evangelho de Cristo, mas ao contrário como uma cartilha, elucidam aos fiéis os mistérios e mensagens contidos nele, esses sim, amam-na e jamais a deixam.

            19 Saíram dentre nós, mas não eram dos nossos; porque, se fossem dos nossos, teriam permanecido conosco; mas todos eles saíram para que se manifestasse que não são dos nossos.

            Curtir

            • Ir edivan disse:

              kkkkkkkkkkk

              Curtir

            • Ir edivan disse:

              Senhora Helen, quero lhe dizer que muitas vezes em meus comentarios, fico só na expectativa de como serão recebidos por vcs, e muitas das vezes os faço até com ironia, mostrando as falhas, porque vcs defendem c/ unhas e dentes a sua igreja, e muitas vezes queremos defende-la de ataques que vem por conta de homens que erraram como nós também. E que isso tende a macular o corpo santo da igreja, que não se confunde com o corpo do homem pecador. Há muito tempo, eu sei a igreja do Senhor é santa, intocável e inconfundível. Sei que não é PRIVILÉGIO da igreja Católica, o corpo de Cristo, como também não é dos evangélicos nem de qualquer uma outra denominação, mas dos que fizerem a vontade do Pai. A regra é essa. DEUS não deu prioridade a essa ou aquela denominação para ser povo seu. Quem detinha esse privilégio eram os judeus, porém eles não receberam o seu filho, ” mas a todos quantos receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus (jo 1:11,12) Nós somos filhos de Deus. (1Jo 5:1) Deus não chamou só os católicos, nem tão poucos os evangélicos, “mas a todos”. Nós que éramos gentios, fomos chamados para ser a geração eleita o sacerdocio real a nação santa, povo adquirido, para que anuncieis as grandezas daquele que nos chamou das trevas para sua maravilhosa luz. (1Pe 2:9) Portanto, a senha para entrar no céus está revelada a todos, e não é benefício dessa ou daquela denominação. E só FAZER A VONTADE DE MEU PAI aqui na terra. A igreja universal, do Senhor, ela está encoberta aos nossos olhos, mas visível a Deus.
              Quero dizer que temo a DEUS e que em todas essas discursões, pude ver que verdadeiramente a Senhora é uma mulher de Deus, agiu sempre com temperança que é próprio daqueles que tem a mente de Cristo.
              Dona Helen, um dia estaremos nas bodas do cordeiro, face a face com o Senhor e com ele reinaremos.

              Curtir

              • Helen disse:

                Caro Edivan,

                Muito bem, o seu comentário, apesar de algumas discrepâncias com o que ensina a fé Católica, está certo em vários pontos.
                Alguns rápidos comentários, entretanto:

                1. Não é errado defender a fé que professamos. Somos inclusive exortados a fazê-lo na própria Bíblia

                15.Portanto, não temais as suas ameaças e não vos turbeis. Antes santificai em vossos corações Cristo, o Senhor. Estai sempre prontos a responder para vossa defesa a todo aquele que vos pedir a razão de vossa esperança, mas fazei-o com suavidade e respeito. 1 Pedro 15

                A Igreja é, como o sr disse, Santa. Por que é santa, se nela há também pecadores? Porque Cristo, sua Cabeça, é Santo.
                Mas a Igreja é o corpo místico de Cristo, e o corpo que separa-se da cabeça não tem vida. Ambos são unidos e inseparáveis. Cristo mesmo identifica-se com Sua Igreja e diz que ela, a Igreja, é Ele também. Onde está isso na Bíblia? No relato da conversão de Paulo a caminho de Damascos.
                Cristo pergunta a Paulo, então Saulo: “Por que ME persegues?” Mas sabemos que Paulo perseguia aos Cristãos, e não a Cristo, que já havia inclusive ressuscitado. Ai, portanto, está claro que o corpo ( Nós, a igreja) está unido à Cabeça. Cristo não separa-se da Sua Igreja e chegou a morrer por ela.

                2. Você está certo, Deus não chamou aos Católicos apenas. Chamou toda a Humanidade para Si, primeiramente com o Judeus e depois da Vinda do Filho, todos aqueles que Nele acreditasse. A Igreja Católica não ensina que ela tem um privilégio da Salvação. Nunca o fez e não o faz. Ela diz sim que tem não o previlégio, mas a RESPONSABILIDADE de levar Cristo a toda criatura do mundo. Por isso mesmo é CATÓLICA. Os protestantes, lamentavelmente, não entendem a catolicidade da Igreja de Cristo. Ela sim é UNVERSAL, pois existe para TODOS os homens, está aberta a todos nós, SEM distinção.

                Assim, e em relação com a unicidade e universalidade da mediação salvífica de Jesus Cristo, deve crer-se
                firmemente como verdade de fé católica a unicidade da Igreja por Ele fundada. Como existe um só Cristo,
                também existe um só seu Corpo e uma só sua Esposa: « uma só Igreja católica e apostólica ».51 Por outro
                lado, as promessas do Senhor de nunca abandonar a sua Igreja (cf. Mt16,18; 28,20) e de guiá-la com o seu
                Espírito (cf. Jo 16,13) comportam que, segundo a fé católica, a unicidade e unidade, bem como tudo o que
                concerne a integridade da Igreja, jamais virão a faltar.52

                Edivan, Cristo realmente fundou uma Igreja. Assim como Deus, no antigo Testamento instituiu a fé Judaica.
                Cristo deu aos apóstolos uma missão. Ordenou o batismo, porta pela qual entramos no seu corpo místico, a Igreja.
                Não é da vontade de Cristo que houvessem cismas ou divisões. Embora, em sua divina sabedoria, soubesse que haveriam. Por isso mesmo, orou pela UNIDADE da Igreja em João 17.

                A Igreja ensina, como pretendo mostrar no meu post de amanhã que a Salvação está dentro da Igreja, mas que ela não é negada àqueles que se encontram fora dela. Isso é uma afirmação profundamente teológica muito mal-interpretada pelo protestante, que julgando pela superfície, sem estudo aprofundado deste ensinamento, acredita que a Igreja Católica está a afirmar que apenas quem for católico pode ser salvo. Um erro, sem dúvida.

                Não vou estender-me mais. Vejo que, apesar da sua boa intenção, o sr ainda não está disposto a baixar a guarda do seu pre-conceito (no sentido que se define a palavra, um conceito previamente formulado) e ouvir.

                PaX Domini

                Curtir

            • Ir edivan disse:

              Irmã Helen, o que separa o povo de Deus não é a verdade bíblica, e nem a bíblia é omissa nisto, mas as convicções errôneas que se tiram a partir dela. A sra. me diz que eu não baixei a guarda do pré-conceito. A questão não é o pré-conceito, Me perdoe, mas Eu não aceitaria congregar em um templo onde tivesse imagens aos homens, aos ídolos, porque eu sei que isso é abominável aos olhos do meu Deus (Ex 20:3-5). E por aí vai…. Mas eu não vou ficar mostrando pontos falhos pois não sou digno, e isso é Doutrina de homens. Quem sou eu? Deus não tem nada a ver com isso. Deus não mandou fazer nada disso. Cada um prestará contas das suas convicções. A Senhora provou que uma grande conhecedora da Palavra de Deus, QUE ELE TE ABENÇÕE, GRANDEMENTE.
              A PAZ DO SENHOR.

              Curtir

              • Helen disse:

                Ir Edivan,

                Pax Domini!

                Pois bem, não pregaria num templo onde há imagens aos ídolos! É isso?

                Percebe agora o que eu quis dizer com “perder tempo” debatendo com aqueles que não querem ouvir, por causa do preconceito?

                Falamos incansavelmente, mostramos que nosso culto é a Deus, e ele somente. Debatemos, explicamos, etc… E depois de dias de debate o sr volta, apesar de muitas das nossas refutações aos seus argumentos, falando em idolatria!

                O sr não entendeu nada. Gastei meu latim, meu verbo e diante de mim encontrei uma parede de pedra. Não, assim não chegarei a lugar algum. Só Deus, em seu divino poder poderá, se a Ele aprazer, mostrar-lhe o seu erro.

                Que Deus o abençoe em TUDO e derrame sobre si e os seus as graças necessárias para viver a sua fé em Cristo.

                Curtir

          • Rafael disse:

            Ir Edivan,

            Lamento informar, mas nunca foi católico porque um católico fiel não abandona a sua fé. Se tivesse ido a missa e rezado terço regularmente, duvido que tivesse tido a tal dúvida (induzida por Satanás, pois como o próprio nome diz: aquele que divide) e não teria abandonado a igreja católica. Se o senhor soubesse o poder que tem o rosário, as novenas, missa e procissões, o senhor entrava em estado de choque. Ser cristão tem de ter base em vários pilares e não só a Bíblia. Porque isso arrisca em cair.

            Deve ter lido algum livro muito mau que dizia mal do catolicismo, começando pelas cruzadas e inquisição, que desses há muitos. E assim, começou a pouco e pouco a minar a sua fé. Mas não se aprofundou no estudo do catolicismo, manteve-se superficial e por isso é natural que as fundações, as raízes não se tenham permanecido firmes e à 1ª inundação, tivesse caído.

            Não pode ser assim. Conheço muitas historias de ateus que antes eram cristãos e que por causa de um episódio triste na vida, abandonaram a Deus. Isso é fé fraca.

            O que posso aconselhar a fazer é ler mais livros e ter a Bíblia do lado, naturalmente. Ler livros de santos, pois estes nos ensinam também com o seu exemplo de vida e testemunho para que permaneçamos no caminho certo. Leia a vida de Jesus segundo Catarina Emmerich, Gloria Polo, os livros do exorcista Padre Gabriele Amorth, etc

            Pax Domini.

            Curtir

  20. Rafael disse:

    Olá!!! Resolvi também como católico praticante defender a Verdade com o conhecimento que possuo e com o auxilio do Divino Espírito Santo. Antes de mais, Helen, a sua capacidade em defender e argumentar cada tema, é fantástica, os meus parabéns. O purgatório existe e ainda bem que sim, pois ninguém pode entrar no céu sem antes passar por um processo de purificação. Ou seja o purgatório é um estado numa outra dimensão, tal como o céu e o inferno. Quem acredita nestes dois últimos, tem de acreditar no purgatório. Quando uma pessoa morre é logo julgada por Jesus que é o juiz eterno. Essa pessoa, independentemente da raça, religião, etc. é trazida a presença de Jesus e possui até o ultimo instante a oportunidade de se arrepender e crer em Jesus. Como total livre arbítrio ela escolhe se sim ou não. Se não acredita e não ama Jesus e nem se arrepende, ela própria escolhe ir para o inferno, por isso ela se julga a si própria. Se sim ela é levada para um sitio na terra aonde está acontecendo uma missa e recebe o corpo de Cristo pelo viático. Pois está escrito que só quem come o corpo de Cristo e bebe o seu sangue é que pode entrar nos Reinos dos Céus. Depois disso dependendo do grau de purificação, essa pessoa vai para o purgatório para “pagar” pelos seus pecados. Quando essa pessoa está totalmente purificada, ela ascende aos céus para gozar da gloria eterna de Deus. Só para reforçar que no purgatório dependendo do degrau (imaginemos uma escada) aonde se fique a presença de Deus diminui ou aumenta. Muitas provas existem na Bíblia e em livros escritos hoje em dia e testemunhos. Quem tem olhos que veja!!! Quem tem ouvidos que oiça!!!

    Curtir

    • Helen disse:

      Rafael,

      Quanta alegria me causa saber que há Católicos pelo Brasil que sabem e conhecem a fé! Deus conserve seu amor por Cristo e Sua Santa Igreja!

      Pax Domini,

      Curtir

    • Ir edivan disse:

      Amado Rafael, meu filho, a bíblia não deixa nada indefinido, é a palavra reta e verdadeira. Vc está na linha do achismo.
      usa expressões: “tem que acreditar no purgatorio”, “deve existir”, etc
      .Eu prefiro ser um crente sem conhecer bíblia, do que conhecer sem fundamentos.
      As pesoas são pedoados no purgatório??? Por quem??? Quem é o assistente social que está lá???
      Rafael nos depoimentos de alguns católicos, existem pérolas de grande valor…
      mas existem também caaaaada heresia. Nada do que vc afirmou no final do seu texto é bíblico. “SAI DELA POVO MEU”
      Para sua meditação: (18:1-4).
      JESUS ESTÁ VOLTANDO, PREPARA-TE!!!!!!!

      Curtir

      • Helen disse:

        Ir Edivan,

        Antes que o sr cometa mais enganos ao comentar sobre alguma doutrina Católica, saiba que a Igreja NÃO ensina que recebemos perdão no Purgatório, que é um lugar onde a pessoa SALVA será purgada de seus defeitos. Ou seja, um crente em Cristo, uma pessoa que CrÊ no Senhor como seu Salvador não necessariamente consegue livra-se de todas as sua impurezas antes de morrer. O sr por acaso conhece algum crente cristão LIVRE de egoísmo, inveja, ciúme, etc? Muito difícil, não é sr Edvivan…Pois então, Deus é muito misericordioso e sabe que somos imperfeitos. Mas ele nos exorta “Sede perfeitos, como EU sou perfeito”. Assim, a despeito de nossas imperfeições, por conta de nossa fé e de Sua Graça somos salvos, mesmo que pelo FOGO. (1 Cor 3,14-15)

        Finalmente, a Bíblia É a Palavra de Deus, é Reta e Verdadeira. Nisso o Sr está certo. Mas ela não é auto-explanatória. Muitos a leêm e ainda cometem erros de interpretação, causando sua própria destruição!2Pedro 3,16

        Irmão, abandone a heresia da Sola Scriputra e ouça a Igreja de Cristo

        Pax DOmini

        Curtir

        • ALBANO disse:

          HELEN TEM MUITOS LEIGOS PROTESTANTES QUE POSSUEM ESTRUMES NO CÉREBRO E POR ISSO ELES PREFEREM VIVER NA MENTIRA

          DEPOIS DA FARSA DA SOLA SCRIPTURA PREGADA POR LUTERO VEJO ONDE CHEGOU O PROTESTANTISMO

          UM MUNDO DE CONTRADIÇÕES

          Curtir

        • Ir edivan disse:

          JONAS,CARO AMIGO, POSSO ATÉ SER UM HEREGE, SÓ NÃO TÃO QUANTO VOCÊ. QUE ALEM DE HEREGE É BOBINHO DEMAIS. O PROBLEMA DE VCS QUE SÃO GUIADOS POR ESCRITOS DE HOMENS QUE NÃO PASSARAM PELO CANON. EU VOU ME FIRMAR EM ARISTIDES, SANTO INACIO POLICARPO, ETC? QUALQUER HERESIA ESCRITA POR UM PADRECO QUALQUER, ESTURPRADOR DE MENINO, VOCÊS ACREDITAM TODOS FORAM COMEDOR DE FARINHA COMO EU. FIRME-SE NA VERDADEIRA PALAVRA DE DEUS.
          SAI DESSA BABILONIA, POVO MEU…

          Curtir

          • Helen disse:

            Sr Edivan,

            Como é possível, justo o Sr., protestante que é, vir falar de Cânon da Bíblia?

            Não foram os protestantes que rejeitaram o cânon do Velho Testamento, desafiando assim a autoridade da Igreja para discernir aquilo que é ou não inspiração divina? Pois bem, eu tenho um desafio para o sr. Por favor, sr Edivan, explique o seguinte:

            Por que o Sr rejeita a autoridade de Igreja para definir o Antigo Testamento, mas aceita a sua autoridade para definir o Cânon do Novo Testamento?

            Por que isso ocorre? Afinal FOI A MESMA IGREJA que determinou AMBOS os CÂNONS!!! Mas o sr prefere seguir a guia de Lutero e rejeitar a guia do Espírito Santo! Por que, sr Edivan?

            Curtir

      • JONAS disse:

        IR Edivan deixa de sofisma aprenda o que realmemte é o purgatória as seitas protestantes malignas distorceram o verdadeiro sentido do que realmente é o purgatorio vai estudar estude Aristides de antenas santo inácio policarpo origines Dionísio de Areopagita entre milhares de outros padres da igreja só dos dois primeiros seculos da era cristã deixe de ser retardado mental estude caro amigo herege

        Curtir

      • Rafael disse:

        Ir Edivan!!!

        Você acha que as pessoas quando morrem vão directamente para o céu?

        Não é verdade, pois nada que seja impuro pode entrar no céu. Ou seja têm de se purificar primeiro. Você não vê que isto é uma misericórdia gigantesca por parte de Deus? Se não existisse purgatório, toda a gente ia pro inferno, porque não seria digno de entrar no céu, por causa dos seus pecados.

        O assistente social do purgatório é Jesus. Depois de lavados do nosso pecado, temos permissão para ir pro céu.

        Nem tudo está na Bíblia. Nem todas as respostas se encontram na Bíblia. Há que ler muitos livros fora dela. Porque na verdade, nem toda a gente tem capacidade de interpreta-la. Por isso que existem livros que ensinam e nos ajudam a entende-la. E livros que nos confundem, mas aí é pedir ajuda a Deus para que possamos discernir. A Bíblia não tem respostas para assuntos polémicos e actuais de hoje em dia. Ela tem resposta pa Aids? Pa fertilização in vitro? Não me parece.

        Espero que esteja familiarizado com o livro da Gloria Polo, e de santos e santas que dão testemunho do purgatório. Se quiser fontes eu posso te dar.

        Não estou pedindo que acredite, mas deixa os outros acreditarem. Eu também não quero que você se converta ao catolicismo. Se você é feliz no protestantismo, então permaneça aí. Não diga que só os que são protestantes ou da tua seita que se vão salvar, pois parecerá uma testemunha de jeová.

        Jesus quando te julgar, vai te julgar nas leis da tua religião e nas tuas acções. Não vai julgar no teu credo. Se religião salvasse, todos os hindus, muçulmanos, budistas iam pro inferno. Todos os índios do Amazonas que nunca ouviram falar de Jesus iam pro inferno.

        Você acredita que Mahatma Ghandi está no inferno? Eu não. Acredito que foi um grande homem e que mal viu Jesus a sua frente, aceitou logo e foi pro céu. Porque foi julgado segundo as suas acções da sua religião.

        O conhecimento que eu possuo vem da minha vivência diária, de muitos livros que eu já li incluindo a Bíblia. Mas veja: eu não sei nenhum versículo de cor e não é por isso que sou mais ou menos cristão.

        Não venho discutir com achismos. Se você me disser que purgatório não existe, você também está achando que ele não existe, porque você não tem a certeza absoluta que ele não existe. Me dê uma prova de que ele não exista.

        E é muito bom que se discuta estes assuntos. Porque pensamos logo existimos.

        Deus não quer que o amemos sem livre arbítrio, senão seriamos todos robôs sem escolha.

        Pax Domini

        Curtir

        • Helen disse:

          Rafael,

          Bela resposta ao sr Edivan. Muito obrigada!

          Curtir

        • EDMILSON disse:

          RAFAEL, O PURGATÓRIO É CLARÍSSIMO, TEMOS VÁRIOS ESCRITORES DO PRIMEIRO E SEGUNDO SÉCULO QUE PREGAM ISSO.

          COMO EXISTEM VÁRIOS VERSÍCULOS BÍBLICOS QUE MOSTRAM CLARAMENTE QUE O PURGATÓRIO EXISTE, NÃO COMO NOME PURGATÓRIO MAS, COMO UM LUGAR DE ESPIAÇÃO.

          RAFAEL, VOU TE DAR SÓ UM EXEMPLO SIMPLES:

          SE UM HOMEM MATAR UM OUTRO HOMEM E DEPOIS DESSE ATO CRUEL QUE ELE COMETEU ELE VIER A SE ARREPENDER DE TER MATADO ALGUÉM QUE É A SUA IMAGEM E SEMELHANÇA. OLHA RAFAEL, MESMO QUE ELE SE ARREPENDA AQUI NA TERRA DESSE GRANDE PECADO, COM CERTEZA ELE VAI PAGAR POR ISSO SENDO PRESO NUMA CADEIA.

          OLHA RAFAEL, MOISÉS TEVE CONSEQUÊNCIAS POR CAUSA DO SEU PECADO. A CONSEQUÊNCIA DO SEU PECADO FOI O DE NÃO VER A TERRA PROMETIDA.

          RAFAEL, DAVI TEVE CONSEQUÊNCIA DO SEU PECADO POR CAUSA DO ADULTÉRIO.

          E MAIS RAFAEL, O PRÓPRIO SÃO PAULO TEVE CONSEQUÊNCIA DO SEU PECADO POR TER PERSEGUIDO A IGREJA.

          RESUMINDO RAFAEL, SE VOCÊ SE ARREPENDE DIANTE DE DEUS E DE UMA CONFISSÃO COM UM PADRE. AÍ VOCÊ VAI EMBORA E SEM QUERER VOCÊ SAI NO TRANSITO E XINGA UM MOTOQUEIRO OU UM MOTORISTA. OU VOCÊ FALA MAL DE UMA PESSOA E SEM QUERER DESEJA A MULHER DO PRÓXIMO OU JULGA UMA PESSOA, E DE REPENTE RAFAEL, DO NADA VOCÊ MORRE. E NÃO PEDE PERDÃO DESSES PECADOS COMETIDOS DEPOIS?

          OLHA RAFAEL, COM CERTEZA VOCÊ NÃO ENTRA NO CÉU SEM SE LIMPAR DELE, É POR ISSO QUE EXISTE O PURGATÓRIO.

          ISSO NÃO É FABULA PEÇA A HELEN, LIVROS REFERÊNCIAS HISTÓRICAS QUE COM CERTEZA ELA TERÁ O PRAZER DE TE PASSAR. UM ABRAÇO, AMIGO

          Curtir

          • Rafael disse:

            Olá Edmilson,

            Concordo com tudo o que você disse. Eu não estou contra o purgatório, muito pelo contrário. Estava argumentando contra o Sr Edivan que não crê no purgatório. Mas espero que ele leia aquilo que você respondeu para mim e tente compreender. =)

            Abraço

            Curtir

            • EDMILSON disse:

              Rafael, muito obrigado pela atenção e pelo carinho. olha meu amigo, sobre o assunto purgatório, infelizmente o protestantismo por falta da sabedoria Divina e da ação no Espírito Santo em seu meio, nega a existência do purgatório, os protestantes se utilizam de argumentos chulos e sofismas para assim tentarem negar esse Dogma de fé Católica, nesse tópico eu provarei que o purgatório é mais Bíblico do que eles imaginam.

              Rafael, o que devemos entender em primeiro lugar é que todos os pecados causam danos a alma, porém nem todos os pecados possuem a mesma conseqüência, existem os pecados (Mortais) e os pecados (Não Mortais ou Veniais).

              I João 5
              16. Se alguém vê seu irmão cometer um pecado que não o conduza à morte, reze, e Deus lhe dará a vida; isto para aqueles que não pecam para a morte.

              Há pecado que é para morte; não digo que se reze por este.
              17. Toda iniqüidade é pecado, mas há pecado que não leva à morte.
              Sabemos que todos os pecados causam danos a sua alma, porém sabemos que nem todos os pecados levam a morte de sua alma (A morte da Alma é ser jogada no lago de fogo Apocalipse 20-14).

              Bem, aqueles que morrem com pecados mortais não expiados em vida terão como recompensa o lago de fogo (inferno).
              Rafael, agora eu pergunto: O que acontece com aqueles que morrem com pecados não mortais e não expiados em vida?

              Veja, São João diz que nada de impuro pode Entrar na Nova Jerusalém.

              Apocalipse 21
              27. Nela não entrará nada de profano nem ninguém que pratique abominações e mentiras, mas unicamente aqueles cujos nomes estão inscritos no livro da vida do Cordeiro.

              Jamais uma pessoa que morreu com um pecado não mortal poderá ser jogada no inferno, esse pecado não tem essa consequência, por outro lado sabemos que ela não poderá entrar na Nova Jerusalém porque mesmo não estando com um pecado mortal ela estará impura pelo seu pecado Venial, sendo assim essa alma terá que passar pela purificação e assim entrar no Reino de Deus.

              Agora, Rafael vamos entender essa purificação Biblicamente, Jesus Cristo nos mostra a purificação da Alma na parábola do Servo Cruel.

              Mateus 18
              23. Por isso, o Reino dos céus é comparado a um rei que quis ajustar contas com seus servos.

              Observam que Jesus Cristo está falando unicamente do (Reino dos Céus) ele não está aqui explicando nada sobre inferno.

              24. Quando começou a ajustá-las, trouxeram-lhe um que lhe devia dez mil talentos.
              25. Como ele não tinha com que pagar, seu senhor ordenou que fosse vendido, ele, sua mulher, seus filhos e todos os seus bens para pagar a dívida. 26. Este servo, então, prostrou-se por terra diante dele e suplicava-lhe: Dá-me um prazo, e eu te pagarei tudo! 27. Cheio de compaixão, o senhor o deixou ir embora e perdoou-lhe a dívida.
              Agora Jesus Cristo faz a comparação do Rei acertando as contas com seu servo e (Deus), no caso esse servo devia dez mil talentos (uma quantia considerável na época) o que figuralmente retratava seus pecados veniais cometidos, porém o Rei (Deus) estava totalmente disposto pela misericórdia divina perdoá-lo de toda sua divida (seus pecados).

              28. Apenas saiu dali, encontrou um de seus companheiros de serviço que lhe devia cem denários. Agarrou-o na garganta e quase o estrangulou, dizendo: Paga o que me deves! 29. O outro caiu-lhe aos pés e pediu-lhe: Dá-me um prazo e eu te pagarei! 30. Mas, sem nada querer ouvir, este homem o fez lançar na prisão, até que tivesse pago sua dívida.
              Após o Rei (Deus) ter se colocado totalmente disposto a perdoá-lo, o servo não se coloca com a mesma disposição com seu companheiro que lhe devia apenas cem dentários (uma quantia bem inferior da que ele devia para o Rei) sendo assim o servo se demonstra uma pessoa totalmente cruel e egoísta, pois devemos perdoar a todos os nossos irmãos, seja qualquer tipo de ofensas. 31. Vendo isto, os outros servos, profundamente tristes, vieram contar a seu senhor o que se tinha passado. 32. Então o senhor o chamou e lhe disse: Servo mau, eu te perdoei toda a dívida porque me suplicaste.
              33. Não devias também tu compadecer-te de teu companheiro de serviço, como eu tive piedade de ti?
              Assim o Rei (Deus) pede contas ao servo, pois ele estava totalmente disposto a perdoá-lo de todas as suas dividas (purificar de todos os seus pecados em vida), mas o servo não agiu como na oração do pai nosso. Perdoai as nossas dividas assim como nós perdoamos aqueles que nos devem.

              Rafael, a obra de purificação do servo cruel não foi completa, ele quis apenas seu bem estar deixando de lado a misericórdia com seus companheiros, assim sua purificação não pode ser feita em vida para sua entrada no Reino; Jesus Cristo então nos apresenta outro tipo de purificação para esses pecados não mortais. 34. E o senhor, encolerizado, entregou-o aos algozes, até que pagasse toda a sua dívida. 35. Assim vos tratará meu Pai celeste, se cada um de vós não perdoar a seu irmão, de todo seu coração.

              Então o Rei (Deus) que estava totalmente disposto a perdoá-lo de todos seus pecados (com tanto que ele também perdoasse seus companheiros) retém esse perdão e sua entrada no Reino, assim Deus o entregou aos (ALGOZES) para ser pago ali sua divida (purificado seus pecados não mortais) e só depois dessa purificação ele poderia entrar no Reino de Deus. Para quem não sabe (ALGOZES) significa (aqueles que executam um CASTIGO), esse é o castigo de penitencia para purificação desses pecados não mortais e não expiados em vida.

              Aquele que morre em total graça e santidade vai para o paraíso de Deus.
              Aquele que morre em amizade com Deus, mas com pecados não mortais passa pelos algozes (purgatório) para se purificar e entrar no paraíso de Deus.
              Aquele que morre em total inimizade com Deus e com pecado mortais tem como recompensa o fogo eterno.

              Rafael, não podemos deixar de lembrar que a argumentação protestante de que o purgatório invalida a obra de redenção de Jesus Cristo na cruz é totalmente nula, pois com esse mesmo argumento eu poderia colocar que a confissão e o batismo também invalidam a redenção de Jesus Cristo na cruz, pois tanto o batismo como a confissão nos purificam de nossos pecados cometidos. E o purgatório é só um desses recursos para total purificação de nossos pecados não mortais cometidos, mas não expiados em vida.

              Curtir

              • Helen disse:

                Caro Edmilson,

                Bela contribuição. Já editei seu texto e publiquei-o como um novo post.
                Veja aqui e ajude-nos a divulgá-lo. Se tiver FaceBook, não esqueça de postar um link do post!

                Pax Domini

                Curtir

            • EDMILSON disse:

              Rafael O SR Edivan vai ler sim, vamos orar

              Agora Rafael a seita protestante como muitos leigos pensam e acreditam que o purgatório é um lugar, mas na realidade meu amigo Rafael o purgatório é apenas um processo pelo qual aqueles de nós que não alcançar a santidade perfeita nesta vida, são purificados, em preparação para a nossa entrada no céu.

              Por isso Rafael o purgatório é um grande dom de Deus
              Primeiro Rafael o ensinamento sobre o Purgatório tem raízes já na crença dos próprios judeus do Antigo Testamento;
              cerca de 200 anos antes de Cristo, quando ocorreu o episódio de Judas Macabeus.
              Narra-se aí que alguns soldados judeus foram encontrados mortos num campo de batalha, tendo debaixo de suas roupas alguns objetos consagrados aos ídolos, o que era proibido pela Lei de Moisés.
              Então Judas Macabeus mandou fazer uma coleta para que fosse oferecido em Jerusalém um sacrifício pelos pecados desses soldados.
              “Então encontraram debaixo da túnica de cada um dos mortos objetos consagrados aos ídolos de Jâmnia, coisas proibidas pela Lei dos judeus.
              Ficou assim evidente a todos que haviam tombado por aquele motivos… puseram-me em oração, implorando que o pecado cometido encontrasse completo perdão… Depois [Judas] ajuntou, numa coleta individual, cerca de duas mil dracmas de prata, que enviou a Jerusalém para que se oferecesse um sacrifício propiciatório.
              Com ação tão bela e nobre ele tinha em consideração a ressurreição, porque, se não cresse na ressurreição dos mortos, teria sido coisa supérflua e vã orar pelos defuntos.
              além disso, Rafael considerava a magnífica recompensa que está reservada para àqueles que adormecem com sentimentos de piedade.
              Santo e pio pensamento! Por isso, mandou oferecer o sacrifício expiatório, para que os mortos fossem absolvidos do pecado” (2Mc 12,39-45).

              O autor sagrado, inspirado pelo Espírito Santo, louva a ação de Judas: “Se ele não esperasse que os mortos que haviam sucumbido iriam ressuscitar, seria supérfluo e tolo rezar pelos mortos.
              Mas, se considerasse que uma belíssima recompensa está reservada para os que adormeceram piedosamente, então era santo e piedoso o seu modo de pensar.
              Eis porque ele mandou oferecer esse sacrifício expiatório pelos que haviam morrido,
              Afim de que fossem absolvidos do seu pecado”. (2 Mac 12,44s) .Neste caso, vemos pessoas que morreram na amizade de Deus, mas com uma incoerência, que não foi a negação da fé, já que estavam combatendo no exército do povo de Deus contra os inimigos da fé.
              Rafael eles cometeram uma falta que não foi mortal.
              Isso fica claro no texto de Macabeus que os judeus oravam pelos seus mortos
              E por eles ofereciam sacrifícios, e que os sacerdotes hebreus já naquele tempo aceitavam e ofereciam sacrifícios em expiação dos pecados dos falecidos e que esta prática estava apoiada sobre a crença na ressurreição dos mortos.
              E como o livro dos Macabeus pertence ao cânon dos livros inspirados, aqui também está uma base bíblica para a crença no Purgatório e para a oração em favor dos mortos.

              Por isso Rafael com base nos ensinamentos de São Paulo, a Igreja entendeu também a realidade do Purgatório. Em 1Cor 3,10, ele fala de pessoas que construíram sobre o fundamento que é Jesus Cristo, utilizando uns, material precioso, resistente ao fogo (ouro, prata, pedras preciosas) e, outros, materiais que não resistem ao fogo (palha, madeira).
              São todos fiéis a Cristo, mas uns com muito zelo e fervor, e outros com tibieza e relutância. E São Paulo apresenta o juízo de Deus sob a imagem do fogo a provar as obras de cada um.
              Se a obra resistir, o seu autor “receberá uma recompensa”; mas, se não resistir, o seu autor “sofrerá detrimento”, isto é, uma pena; que não será a condenação; pois o texto diz explicitamente que o trabalhador “se salvará, mas como que através do fogo”, isto é, com sofrimentos.

              Agora Rafael na passagem de Mc 3,29, também há uma imagem nítida do Purgatório:
              ”Mas, se o tal administrador imaginar consigo: ‘Meu senhor tardará a vir’. E começar a espancar os servos e as servas, a comer, a beber e a embriagar-se, o senhor daquele servo virá no dia em que não o esperar (…) e o mandará ao destino dos infiéis.
              O servo que, apesar de conhecer a vontade de seu senhor, nada preparou e lhe desobedeceu será açoitado com numerosos golpes.
              Mas aquele que, ignorando a vontade de seu senhor, fizer coisas repreensíveis será açoitado com poucos golpes.” (Lc 12,45-48).
              Rafael isso é uma referência clara ao que a Igreja chama de Purgatório. Após a morte, portanto, há um “estado” onde os “pouco fiéis” haverão de ser purificados.

              Outra passagem bíblica que dá margem a pensar no Purgatório é a de (Lc 12,58-59): “Ora, quando fores com o teu adversário ao magistrado, faze o possível para entrar em acordo com ele pelo caminho, a fim de que ele não te arraste ao juiz, e o juiz te entregue ao executor, e o executor te ponha na prisão. Digo-te: não sairás dali, até pagares o último centavo.”

              Rafael aqui o Senhor Jesus ensina que devemos sempre entrar “em acordo” com o próximo, pois caso contrário, ao fim da vida seremos entregues ao juiz (Deus),
              que nos colocará na “prisão” (Purgatório); dali não sairemos até termos pago à justiça divina toda nossa dívida, “até o último centavo”. Mas um dia haveremos de sair.
              A condenação neste caso não é eterna. A mesma parábola está´ em Mt 5, 22-26:
              “Assume logo uma atitude reconciliadora com o teu adversário, enquanto estás a caminho, para não acontecer que o adversário te entregue ao juiz e o juiz ao oficial de justiça e, assim, sejas lançado na prisão. Em verdade te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo” .
              Rafael olha a chave deste ensinamento se encontra na conclusão deste discurso de Jesus: “serás lançado na prisão”, e dali não se sai “enquanto não pagar o último centavo”.

              A Passagem de São Pedro 1Pe 3,18-19; 4,6, indica-nos também a realidade do Purgatório:”Pois também Cristo morreu uma vez pelos nossos pecados (…) padeceu a morte em sua carne, mas foi vivificado quanto ao espírito.
              E mais Rafael é neste mesmo espírito que ele foi pregar aos espíritos que eram detidos na prisão, aqueles que outrora, nos dias de Noé, tinham sido rebeldes (…).
              ” Nesta “prisão” ou “limbo” dos antepassados, onde os espíritos dos antigos estavam presos, e onde Jesus Cristo foi pregar durante o Sábado Santo, a Igreja viu uma figura do Purgatório.
              O texto indica que Cristo foi pregar “àqueles que outrora, nos dias de Noé, tinham sido rebeldes”.
              Nisso temos, portanto, um “estado” onde as almas dos antepassados aguardavam a salvação. Olha Rafael isso não é um lugar de tormento eterno, mas também não é um lugar de alegria eterna na presença de Deus, não é o céu.
              È um “lugar” onde os espíritos aguardavam a salvação e purificação comunicada pelo próprio Cristo.
              RAFEAL VEJA AQUI ESSA PROVA
              São Paulo nos diz que uma purificação ocorre em almas que foram salvas.

              Hebreus 12, 14 – Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor.

              Aqueles que morrem sem conseguir que a paz de que o apóstolo fala não desanime.
              Ser limpa após a morte.Esta escritura nos mostra que sem a santidade não é possível acessar a presença de Deus no céu.

              Veja Rafael essa passagem de Samuel 12: 13-14 – David disse a Natã: “Pequei contra o Senhor.” Nathan respondeu: “O Senhor, entretanto, apagou seu pecado:.. Você não morrerá No entanto, porque este foi seriamente ofendido o Senhor, a criança que nasce com você vai morrer sem remédio” isso é conseqüência do pecado Rafael
              Olha embora o pecado de Davi foi perdoado é um castigo para atender:
              seu filho Nathan morreu como tinha previsto.

              veja em Hebreus 12: 22-23 – Você, no entanto, você veio ao Monte Sião, e à cidade do Deus vivo, da Jerusalém celestial, a miríades de anjos, atendendo assembléia solene dos primogênitos inscritos nos céus, e a Deus, juiz universal e aos espíritos dos justos sua consumação.

              Rafael não há melhor definição da doutrina do purgatório que esta frase bíblica “espíritos dos justos sua consumação”. Os espíritos que entram no céu foram removidos de cada imperfeição ou impureza.

              Veja
              Mateus 5, 18-30 – Garanto-lhe que não se vai longe, ou uma pequena impressão um pingo de lei, antes que eles desapareçam céu e da terra, até que tudo seja cumprido. Aquele que não cumprir o menor destes mandamentos e ensinar os outros a fazer o mesmo, será chamado o menor no reino dos céus. Em vez disso, eles devem fazer e ensinar, esse será considerado grande no reino dos céus.
              Eu lhe asseguro que se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, não entrareis no reino dos céus.
              Você já ouviu o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não matarás e quem matar será condenado pelo tribunal.
              ” Mas eu vos digo que todo aquele que se encolerizar contra seu irmão será condenado pelo tribunal. E quem o insulta, é punido pelo Sinédrio.
              E o que maldições ser condenado à Geena de fogo.
              Portanto, se você estiver apresentando sua oferta diante do altar e ali se lembrar de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa a tua oferta diante do altar, e vai reconciliar com seu irmão e depois vem apresentar a tua oferta.
              Tentar chegar a um acordo em breve com o seu acusador, enquanto você está indo com ele, para que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz ao guarda, e você ser preso.
              Eu prometo que você não vai sair enquanto não pagar o último centavo. Ouvistes que foi dito: ‘Não cometerás adultério. ” Mas eu digo: quem olhar para uma mulher com intenção impura, já adulterou com ela em seu coração.
              Se o teu olho direito é para você uma ocasião de pecado, arranca-o e lança-o de ti: é melhor que se perca um dos teus membros, e não que todo o teu corpo ser lançado no inferno.
              E se a tua mão direita é uma chance para você tropeçar, corta-a e lança-o de ti: é melhor que se perca um dos teus membros, e não que todo o teu corpo ser lançado na Geena.

              Rafael aqui encontramos, nas palavras do próprio Jesus pecado mortal venial purgatório, o pecado, e o inferno

              Muito interessante Rafael olha Jesus nos diz que todas as contas devem ser resolvidos antes que ocorra a salvação.
              Este processo de pagamento, aprendizado e purificação é o que a Igreja chama de Purgatório.

              VEJA EM
              Em Apocalipse 7: 13-14 – Um dos anciãos tomou a palavra e disse: “Estes que estão vestidos de vestes brancas, quem são e de onde vieram?” Eu respondi: “Senhor, você vai saber.” Ele respondeu: “Estes são os que vieram da grande tribulação, e lavaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro Por isso estão diante do trono de Deus, adorando-O dia e noite no seu santuário, e ele que se senta. no trono estenderá sua tenda sobre eles. ”

              As almas que sobreviveram ao tempo de grande tribulação ou contra-relógio na terra-lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro e, como resultado, eles são autorizados a entrar no céu.
              A causa e efeito são muito claras: “lavaram as suas vestes” e “eles estão diante do trono de Deus.” A doutrina do purgatório é inequívoca.
              Rafael não existe contradições olha as contestações nasceram com a vinda do protestantismo ao mundo
              Me diga Rafael contraditório é uma seita que nasce em 1517 e logo se espalha em milhares de milhares de heresias e com isso formando milhares de igrejas cada qual com milhares de teses diferentes?
              Ou uma igreja com 2000 mil anos que prega o purgatório com a mesma intensidade a 2000 mil anos atrás sem mudar uma só vírgula?

              AGORA RAFAEL VEJA NESSA PASSAGEM QUE MOSTRA CLARAMENTE QUE EXISTE PECADO GRANDE E PECADO LEVE
              VEJA
              João 5: 16-17 – Se alguém vê seu irmão cometer um pecado que não leva à morte, tem e lhe dará a vida para aqueles que cometem pecados que não são de morte porque há um pecado que é a morte, pelo Eu não digo que ele quer. Toda injustiça é pecado, mas há pecado que não é para a morte.

              Agora eu ti pergunto Rafael para onde vamos quando morremos em pecado, mas não em pecado mortal? O que acontece conosco? Nós sabemos que não é permitido a entrada imediata no céu, já que nada impuro pode entrar neles
              VEJA
              (Apocalipse 21, 27) E, certamente, não vai para o inferno porque o apóstolo João diz-nos que o pecado não é mortal. Em seguida, passar por algum tipo de purificação.

              Exemplos claros nessa passagem
              veja
              Marcos 9, 49 – Porque todos serão salgados com fogo.

              Nesta passagem, Jesus descreve o purgatório.
              Pedro 3: 19 – No espírito foi e pregou aos espíritos em prisão.

              Rafael eu ti pergunto onde está essa “prisão” de que São Pedro fala? Certamente não no céu. Mas ele não pode estar no inferno.

              Efésios 4, 8-10 – Então diz: “Subindo, levou cativos e deu dons aos homens.” O que significa “se”, mas também reduziu nas partes mais baixas da terra? Aquele que desceu é também aquele que subiu acima de todos os céus para encher todas as coisas.

              Mateus 12: 32 – Aquele que disser uma palavra contra o Filho do Homem será perdoado, mas quem falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste mundo nem no futuro.

              Meu amigo Rafael aqui Jesus claramente implica que pode haver uma expiação após a morte. É evidente que alguns pecados são perdoados no mundo futuro.

              Pode ter certeza disso Rafael que a crença no purgatório não é, como alguns afirmam, uma inovação medieval. Muito pelo contrário. Esta doutrina, na verdade, remonta aos tempos apostólicos. Veja Tertuliano falecido no ano 210 da era cristã diz:

              “[…] Se entendemos que a prisão da qual fala o Evangelho e se ler o” último centavo de pouco valor “(Mateus 5, 25-26) a luz é um delito que deve ser purgado antes da ressurreição, ninguém vai duvidar que a alma passa por uma purificação no Hades, sem prejuízo para a plenitude da sua ressurreição, após o que haverá também alguma recompensa na carne. ” [1]

              Todos os pecados veniais não são iguais diante de Deus. Mesmo a justiça humana imperfeita suporta variações de gravidade em violações da lei. Para falhas de justiça luz divina e imperfeições da vida cotidiana não será punido com a mesma severidade dado a violações graves da lei de Deus. Como vimos, a comparecer perante a presença de Deus, devemos ser perfeitamente puro. Seus “olhos são puros demais para ver o mal” (Habacuque, 1, 13).
              Enfim Rafael a Igreja sempre ensinou a doutrina do purgatório como um meio de satisfação, através de pena temporal devida aos pecados veniais e impenitentes no momento da morte.
              Rafael olha essa crença possui raízes tão profundas e antigas que foi aceito pelos judeus

              Agora Rafael considere quatro razões por que acreditar nele.

              1 -. Uma doutrina fundada sobre a Palavra de Deus.

              Olha Rafael a primeira coisa a mencionar é que há passagens bíblicas que falam claramente sobre a realidade do purgatório.

              Um deles, e talvez o principal, é quando as negociações Apóstolo Paulo sobre o dia do juízo e do que vai acontecer com os que tinham fé e serviu a Deus, mas que o seu trabalho não era tão bom, ele explica assim:

              “Um dia você vai ver o trabalho de cada um. Foi tornado público no dia do julgamento, quando tudo é provado pelo fogo. Fogo, portanto, provar a obra de cada um.
              Se você construiu resiste ao fogo, vai recompensado. Mas se o trabalho torna-se queimar, ele vai ter que pagar. foi salvo, mas não sem passar pelo fogo. ” 1Cr 3,13-15

              Rafael observe dois aspectos fundamentais do que São Paulo significa ensinar sobre um crente em Deus: a primeira afirma que, se a obra resiste exame a pessoa vai ser salvo, neste caso, ele está se referindo a um cristão que vai diretamente para salvar, sem ter que passar por uma purificação.

              Mas, logo acrescenta que existe uma outra situação em que o trabalho da pessoa não sobreviveu ao julgamento e diz para não ser condenado, mas que Christian terá que pagar ou ser punido e ser salvo, todavia, como que através do fogo.

              Este é precisamente o purgatório, purificação que alguns precisam de desfrutar plenamente amizade eterna com Deus.

              Rafael isso não é uma invenção da Igreja, como alguns dizem, mas isso é um ensino claro da Bíblia, por isso o apóstolo Paulo usa a figura de “sair, pagar, punir ou escapar através do fogo” para ensinar sobre a purificação.

              Como está escrito em todas as Bíblias do mundo, em palavras muito semelhantes.
              Esta realidade que a Escritura nos mostra que chamamos purgatório purificação .

              Aqui Rafael o que importa não é a palavra, mas a realidade do que significa e em que o respeito é o purgatório muito claro nas Escrituras.

              2 -. No céu não deve nada contaminado.

              Por isso Rafael para explorar melhor a Bíblia sobre este assunto, descobrimos que a existência do purgatório é uma consequência lógica da santidade de Deus, pois se Ele é o três vezes santo (Isaías 6:3) ou a plenitude de santidade e de perfeição, então aqueles que estão com Ele deve ser também (Mateus 5:48), por isso, que é fiel a Deus, mas não em um estado cheio de graça quando ele morreu, ele não pode desfrutar o céu porque a própria Bíblia diz que na cidade celestial:

              “Não entra nada de manchado (impuro)” Rev 21,27

              Então Rafael , se um cristão não pode entrar no céu por ter algum defeito ou impureza, nem castigo eterno, claramente tem que “pagar” nesta vida ou na próxima. Isto está escrito na Bíblia:

              “Quem quer que difama o Filho do Homem será perdoado, mas quem calunia o Espírito Santo não será perdoado, nem neste mundo ou no próximo” Mt 12,32.

              Aqui Nosso Senhor fala de lá pecados não são perdoados em vida após a morte, por isso há alguns que fazem, que é o sentido de purificação ou que sofrem no Purgatório e porque nós podemos orar (pedir) e fornecer Missa para eles que Deus tenha misericórdia sobre essas irmãos falecidos em necessidade, como o Oniséforo caso mencionado na Bíblia (2 TIM1 ,16-18).

              3 -. Desde os primeiros séculos, os cristãos acreditam em sua existência.

              Purgatório como um estado temporário de purificação se acreditava desde o início pelos primeiros cristãos que foram conhecidos por sua fé e santidade e que são chamados de “pais”, sabe o que alguns deles disseram sobre o assunto:
              Veja Rafael

              * falecido no ano211. Tertuliano: “Nós oferecemos sacrifícios para os mortos …”

              * falecido no ano307. Lactâncio: “A feira ficou cujos pecados serão atraídos pelo fogo (purificação) …”

              * falecido no ano 386. João Crisóstomo: “Nós não devemos duvidar de que nossas oferendas para os mortos trazê-los de alguma consolação …”.

              * falecido no ano 580. Gregório Magno: “Quanto a certas faltas menores, temos de acreditar que, antes do julgamento, há um fogo purificador …”.

              Rafael o registro histórico deles é de grande valor, porque esta maneira que qualquer um pode ver por si mesmos procurando uma biblioteca nos livros de história do cristianismo, onde eles falaram sobre esse ensinamento de purificação = purgatório.

              4 -. Agora Rafael que é o purgatório?

              Mais do que um lugar físico, é um estado temporário de vida para a pessoa que morre na graça de Deus, mas ainda imperfeitamente purificados, e onde, por meio do sofrimento, ele é purificado para desfrutar da presença de Deus. Ele salvou uma pessoa que vive no amor de Deus e da salvação, mas não de forma completa.

              O processo criminal a que Jesus diz que vai ficar com ele no paraíso, shows de purificação que parte do sofrimento aqui e outros terão na próxima vida como mencionado por São Paulo (1 Cor 3,13-15 ) e testamos sobre este tema.

              Pensar não é no fogo, mas em um tipo de sofrimento por não ter totalmente para a pessoa que nos ama mais no mundo: Deus.

              Rafael qualquer um que já amou uma pessoa amada e por algum motivo a esquerda para ver por um tempo sabe o sofrimento de não poder desfrutar de um momento de amor por aquela pessoa. Ele sabe que ele está vivo, que ela o ama e vê-lo novamente, mas não ter totalmente próximo uma vez que você experimentar a alegria, a dor eo desejo de ser para sempre, cara a cara. A e similar, mas mais intensa formará a “purificação”.

              Então, meu irmão, Rafael quando muitos irmãos protestantes dizem que o purgatório é uma invenção da Igreja eles dizem, simplesmente porque eles não sabem que a Bíblia e a história nos diz sobre esse aspecto.

              Por isso muitos deles deixaram a Igreja Católica sem almenos conhecer a Bíblia

              OLHA RAFAEL PARA FINALIZAR ESSA APOLOGÉTICA SOBRE O PURGATÓRIO
              TI PASSAREI UM POUCO DE PATRÍSTICA

              VEJA
              Santa Perpétua foi uma mártir cristã martirizada em 203 juntamente com outros cinco cristãos (Felicidade, Revocato, Saturnino, Segundo e Saturo).
              Enquanto estava na prisão, teve uma dupla visão em que viu seu irmão, falecido 7 anos antes, sair de um lugar tenebroso onde estava sofrendo. Santa Perpétua passou então a rezar pelo descanso eterno de sua alma e, logo após ser ouvida pelo Senhor, teve uma segunda visão em que viu seu irmão seguro e em paz porque sua pena havia sido satisfeita:
              “Imediatamente, nessa mesma noite, isto me foi mostrado em uma visão: eu vi Dinocrate saindo de um lugar sombrio, onde se encontravam também outras pessoas; e ele estava magro e com muita sede, com uma aparência suja e pálida, com o ferimento de seu rosto quando havia morrido. Dinocrate foi meu irmão de carne, tendo falecido há 7 anos de uma terrível enfermidade… Porém, eu confiei que a minha oração haveria de ajudá-lo em seu sofrimento e orei por ele todo dia, até irmos para o campo de prisioneiros… Fiz minha oração por meu irmão dia e noite, gemendo e lamentando para que [tal graça] me fosse concedida. Então, certo dia, estando ainda prisioneira, isto me foi mostrado: vi que o lugar sombrio que eu tinha observado antes estava agora iluminado e Dinocrate, com um corpo limpo e bem vestido, procurava algo para se refrescar; e onde havia a ferida, vi agora uma cicatriz; e essa piscina que havia visto antes, vi que seus níveis haviam descido até o umbigo do rapaz. E alguém incessantemente extraía água da tina e próximo da orla havia uma taça cheia de água; e Dinocrate se aproximou e começou a beber dela e a taça não reduziu [o seu nível]; e quando ele ficou saciado, saiu pulando da água, feliz, como fazem as crianças; e então acordei. Assim, entendi que ele havia sido levado do lugar do castigo” (Paixão de Perpétua e Felicidade 2,3-4).[3]

              ABÉRCIO
              Bispo de Hierápolis, na Frígia, na segunda metade do século II e início do III, foi desde cedo bastante venerado pela Igreja grega e, posteriormente, pela Igreja latina. Sabe-se que visitou Roma regressando logo depois pela Síria e Mesopotâmia. Antes de morrer, compôs seu próprio epitáfio, datado de finais do século II ou início do III, em que pede que se ore por ele:
              “Cidadão de pátria ilustre, / Construí este túmulo durante a vida, / Para que meu corpo – num dia – pudesse repousar. / Chamo-me Abércio: / Sou discípulo de um Santo Pastor, / Que apascenta seu rebanho de ovelhas, / Por entre montes e planícies. / Ele tem enormes olhos que tudo enxergam, / Ensinou-me as Escrituras da Verdade e da Vida / […] / Eu, Abércio, ditei este texto / E o fiz gravar na minha presença / Aos setenta e dois anos. / O irmão que o ler por acaso / Ore por Abércio.” (Epitáfio de Abércio).[4]

              ATOS DE PAULO E TECLA
              Os Atos de Paulo e Tecla, escritos no século II (ano 160), narram a história de uma convertida que se converteu ao ouvir as pregações de São Paulo e, após desfazer o compromisso com seu noivo, se dedica a assistir Paulo na evangelização. Lemos aí uma oração de intercessão para que uma cristã falecida seja levada para o lugar dos justos:
              “E após a exibição, Trifena novamente a recebeu. Sua filha Falconila havia morrido e disse para ela em sonhos: ‘Mãe: deverias ter esta estrangeira, Tecla, como a mim, para que ela ore por mim e eu possa ser levada para o lugar dos justos” (Atos de Paulo e Tecla).[5]

              CLEMENTE DE ALEXANDRIA
              Nasceu por volta do ano 150, provavelmente em Atenas, de pais pagãos. Após tornar-se cristão, viajou pelo o sul da Itália, Síria e Palestina, em busca de mestres cristãos, até que chegou em Alexandria. Os ensinamentos de Panteno, líder da escola catequética de Alexandria (Egito), fizeram com que se estabelecesse ali. No ano 202, a perseguição de Sétimo Severo o obrigou a abandonar o Egito e a se refugiar na Capadócia, onde morreu pouco antes de 215.
              Seu conhecimento dos escritos pagãos e da literatura cristã é notável! Segundo Quasten, em suas obras podemos encontrar cerca de 360 citações dos clássicos, 1500 do Antigo Testamento e 2000 do Novo; portanto, é considerado cronologicamente como o primeiro sábio cristão, conhecedor profundo não apenas da Sagrada Escritura mas ainda das obras cristãs anteriores a ele e, inclusive, obras da literatura profana.
              Nos “Stromata” ou “Tapeçarias” (Στρωματεις), fala da purificação pelo “fogo” que a alma sofre posteriormente à morte, quando não atingiu a plena santidade:
              “Através de grande disciplina o crente se despoja das suas paixões e passa a mansão melhor que a anterior; passa pelo maior dos tormentos, tomando sobre si o arrependimento das faltas que possa ter cometido após o seu batismo. Então, é torturado mais ao ver que não conseguiu o que os outros já conseguiram. Os maiores tormentos são atribuídos ao crente porque a justiça de Deus é boa e sua bondade é justa; e estes castigos completam o curso da expiação e purificação de cada um” (Stromata 4,14).[6]
              “Porém, nós dizemos que o fogo santifica não a carne, mas as almas pecadoras; referindo-se não ao fogo comum, mas o da sabedoria, que penetra na alma que passa pelo fogo” (Stromata 8,6).[7]
              TERTULIANO
              Tertuliano nasceu em Cartago antes do ano 160. Por volta do ano 195, se converteu ao Cristianismo e chegou a se tornar em um notável escritor eclesiástico. Infelizmente, por volta do ano 207, aderiu abertamente à seita herética de Montano e acabou fundando sua própria seita (a dos Tertulianistas).
              Encontram-se nos escritos de Tertuliano numerosas e claras referências ao Purgatório. Entre elas, podemos mencionar: “De Anima” (Da Alma), que fala da purificação da alma após a morte; em “De Carnis Resurrectione” (Da Ressurreição da Carne), chega ao extremo de afirmar que apenas os mártires viverão diretamente na presença de Deus; em “De Monogamia” (Da Monogamia), fala como as orações pelos falecidos podem ajudá-los; e em “De Corona” (Da Coroa), menciona o costume da Igreja celebrar a Eucaristia pelo descanso eterno dos falecidos:
              “Por isso, é muito conveniente que a alma, sem esperar a carne, sofra um castigo pelo que tenha cometido sem a cumplicidade da carne. E, igualmente, é justo que, em recompensa pelos bons e piedosos pensamentos que tenha tido sem a cooperação da carne, receba consolos sem a carne. Mais ainda: as próprias obras realizadas com a carne, ela é a primeira a conceber, dispor, ordenar e pô-las em alerta. E ainda naqueles casos em que ela não consente em pô-las em alerta, no entanto, é a primeira a examinar o que logo fará no corpo. Enfim, a consciência não será nunca posterior ao fato. Consequentemente, também a partir deste ponto de vista, é conveniente que a substância que foi a primeira a merecer a recompensa seja também a primeira a recebê-la. Em suma: já que por esta lição que nos ensina o Evangelho entendemos o inferno, já que ‘por esta dívida, devemos pagar até o último centavo’, compreendemos que é necessário purificar-se das faltas mais ligeiras nesses mesmos lugares, no intervalo anterior à ressurreição; ninguém poderá duvidar que a alma recebe logo algum castigo no inferno sem prejuízo da plenitude da ressurreição, quando receberá a recompensa juntamente com a carne” (Da Alma 58: PL 2,751).[8]
              “Ao deixar o seu corpo, ninguém vai imediatamente viver na presença do Senhor – exceto pela prerrogativa do martírio, pois então adquire uma morada no paraíso e não nas regiões inferiores” (Da Ressurreição da Carne 43).[9]
              “Certamente, ela roga pela alma de seu marido; pede que durante este intervalo ele possa encontrar descanso e participar da primeira ressurreição […] Oferece, a cada ano, o sacrifício no aniversário de sua dormição” (Da Monogamia 10).[10]
              “O sacramento da Eucaristia, encomendado pelo Senhor no tempo da ceia e para todos, o recebemos nas assembléias, antes do amanhecer, e não das mãos de outros que não sejam os que as presidem. Fazemos oblações pelos falecidos, a cada ano, nos dias de aniversário” (Da Coroa 3: PL 2,79).[11]
              Não se pode deixar de observar que Tertuliano escreveu isto muitos anos antes de São Gregório Magno “sonhar” em nascer…
              CIPRIANO DE CARTAGO
              São Cipriano nasceu em torno do ano 200, provavelmente em Cartago, de família rica e culta. Dedicou-se, em sua juventude, à retórica. O desgosto que sentia diante da imoralidade dos ambientes pagãos contrastados com a pureza de costumes dos cristãos o induziu a abraçar o Cristianismo por volta do ano 246. Pouco depois, em 248, foi eleito bispo de Cartago. Durante a perseguição de Décio, em 250, julgou melhor afastar-se para outro lugar, para continuar a se ocupar com seu rebanho de fiéis. Dele conservamos uma dezena de opúsculos sobre diversos temas de então e, particularmente, uma coleção de 81 cartas.
              Em São Cipriano encontramos, da mesma forma que nos anteriores, referências ao Purgatório feitas séculos antes de São Gregório Magno:
              “Uma coisa é pedir perdão; outra coisa, alcançar a glória. Uma coisa é estar prisioneiro sem poder sair até ter pago o último centavo; outra coisa, receber simultaneamente o valor e o salário da fé. Uma coisa é ser torturado com longo sofrimento pelos pecados, para ser limpo e completamente purificado pelo fogo; outra coisa é ter sido purificado de todos os pecados pelo sofrimento. Uma coisa é estar suspenso até que ocorra a sentença de Deus no Dia do Juízo; outra coisa é ser coroado pelo Senhor” (Epístola 51,20).[12]
              São Cipriano também atesta o comum costume de se fazer orações e oferecer a Eucaristia pelo descanso eterno dos falecidos, o que seria inútil caso as orações não pudessem ajudá-los:
              “Oferecemos por eles sacrifícios, como percebeis, sempre que na comemoração anual celebramos os dias da paixão dos mártires” (Epístola 33,3).[13]
              No seguinte texto também podemos ver São Cipriano atestando de maneira implícita o costume de se oferecer a Eucaristia pelos falecidos. É negado para o caso particular de Victor em razão da violação das decisões conciliares, por ter ordenado ilegitimamente Gemínio Faustino como presbítero:
              “…E quanto a Victor, visto que contrariamente à forma prescrita pelo recente Concílio dos sacerdotes se atreveu a constituir tutor ao presbítero Gemínio Faustino, não há razão para que se celebre, entre vós, a oblação pela sua morte ou se reze por ele qualquer oração na Igreja; desta forma, observaremos nós o decreto dos sacerdotes, elaborado religiosamente e por necessidade, dando-se, ao mesmo tempo, exemplo aos demais irmãos, para que ninguém deseje as moléstias mundanas aos sacerdotes e ministros de Deus dedicados ao seu altar e Igreja” (Epístola 65,2).[14]
              Outro texto similar:
              “Finalmente, anotai também os dias em que eles morrem, para que possamos celebrar suas comemorações entre as memórias dos mártires; por mais que Tertuliano, nosso fidelíssimo e devotíssimo irmão, com aquela solicitude e cuidado que reparte com os irmãos sem se orgulhar da sua atividade, e como no cuidado dos cadáveres remanescentes ali, tenha escrito e me faça saber, entre outras coisas, os dias em que nossos ditosos irmãos partiram do cárcere para a imortalidade através de uma morte gloriosa, celebramos aqui nossas oblações e sacrifícios em comemoração deles, as quais prontamente celebraremos convosco, com a ajuda de Deus” (Epístola 36,2).[15].
              ORÍGENES
              Ilustre teólogo e escritor eclesiástico. Nascido em Alexandria por volta do ano 231, foi reconhecido como o maior mestre da doutrina cristã em sua época, exercendo uma extraordinária influência como intérprete da Bíblia.
              Orígenes enxerga em 1Coríntios 3 uma alusão ao Purgatório:
              “Pois se sobre o fundamento de Cristo contruístes não apenas ouro e prata mas pedras preciosas e ainda madeira, cana e palha, o que esperas que ocorra quando a alma seja separada do corpo? Entrarias no céu com tua madeira, cana e palha e, deste modo, mancharias o reino de Deus? Ou em razão destes obstáculos poderias ficar sem receber o prêmio por teu ouro, prata e pedras preciosas? Nenhum destes casos seria justo. Com efeito, serás submetido ao fogo que queimará os materiais levianos. Para nosso Deus, àqueles que podem compreender as coisas do céu, encontra-se o chamado ‘fogo purificador’. Porém, este fogo não consome a criatura, mas aquilo que ela construiu: madeira, cana ou palha. É manifesto que o fogo destrói a madeira de nossas transgressões e logo nos devolve o prêmio de nossas grandes obras” (P.G. 13, col. 445,448).[16]
              LACTÂNCIO

              Loarte comenta que foi chamado “o Cícero cristão” por seu elegante manejo da língua latina. Nasceu no norte da África por volta do ano 250, de pais pagãos. Provavelmente converteu-se ao Cristianismo na Nicomédia. Durante a última grande perseguição, por volta do ano 303, viu-se obrigado a abandonar sua cátedra e exilar-se na Bitínia. Após o Edito de Milão, Constantino o chamou a Tréveris, para confiar-lhe a educação de Crispo, seu filho mais velho. Pouco mais conhecemos da vida de Lactâncio, que deve ter falecido por volta do ano 317.
              Em suas “Instituições Divinas”, livro 7, enxerga 1Coríntios 3 da mesma forma que Orígenes: como uma referência ao Purgatório…
              “Porém, quando julgar os justos, Ele também os provará com fogo. Então aqueles cujos pecados excederem em peso ou número, serão chamuscados pelo fogo e queimados; mas aqueles a quem imbuiu a justiça e plena maturidade da virtude não perceberão esse fogo porque eles têm algo de Deus neles mesmos, que repele e rejeita a violência da chama” (Instituições Divinas 7,21).[17]
              EFRÉM DA SÍRIA
              Nasceu por volta do ano 306, no povoado de Nísibis (hoje chamada Nusaybim, na Turquia). Diácono, Doutor da Igreja e escritor eclesiástico. Estima-se que faleceu por volta do ano 373, embora alguns autores afirmem que viveu até 378 ou 379.
              Em seu testamento, solicita que orem por ele e cita o livro dos Macabeus como evidência de que as orações dos vivos podem ajudar a expiar os pecados dos falecidos:
              “Quando se cumprir o trigésimo dia [da minha morte], lembrai-vos de mim, irmãos. Os falecidos, com efeito, recebem ajuda graças a oferenda que fazem os vivos (…) Se como está escrito, os homens de Matatias encarregados do culto em favor do exército expiaram, pelas oferendas, as culpas daqueles que tinham perecido e eram ímpios por seus costumes, quanto mais os sacerdotes de Cristo, com suas santas oferendas e orações, expiarão os pecados dos falecidos” (Testamento, 72,28:EP 741).[18]

              RESUMINDO MEU AMIGO RAFAEL O PURGATÓRIO É CLARISSiMO
              E TESTIFICADO POR TODOS OS PADRES DA IGREJA

              Curtir

  21. Alesson Ernane disse:

    Parabens pelo conteúdo!! Não liguem para comentários sem fundamentos. Protestante nao pensa, protestante protesta!

    Curtir

  22. alessandro moreira disse:

    Cara Sra.

    Sou católico, e estou encantado com o seu blog. Continue assim e não ligue para a já conhecida ignorância destes senhores que frequentam seitas e se dizem cristãos.
    Alessandro

    Curtir

    • Moreira disse:

      Os sacerdotes do templo de Jerusalém também disseram estas coisas pra Jesus e seus apóstolos. Afinal eles orgulhosamente diziam ser de uma igreja descendente de Moisés, Davi, Salomão.

      Curtir

  23. Ezio Remy disse:

    Nessas condições então, você acaba de “constatar” e concordar que nenhuma igreja presta. Uma vez que todas são compostas e dirigidas por HOMENS, mortais!!!!!
    Se a Santa Igreja Católica, na sua opinião, é a culpada de tudo que se possa envergonhar no meio cristão, VOCÊ mesmo acaba de me dizer que os homens não são perfeitos (coisa que eu sempre soube)… Logo não adianta frequentar igreja alguma, pois todas são a mesma coisa!!!!!! Todas têm um homem a sua frente, e não precisa ser chamado de “papa”?
    Ah… faça-me o favor!!!!
    Querer culpar uma igreja pelos erros que, infelizmente se cometeram no passado, e que infelizmente, alguns (muito poucos) ainda teimam é quase que dizer que os filhos de Deus vão para o inferno. Pois todos são pecadores, todos sabem o que é o pecado, mas muitos teimam em pecar e o pecado vem, praticamente, desde o início da humanidade, não é verdade?!
    Esse é o erro de muitos protestantes: achar que o erro tá na igreja e todos que seguem aquela igreja estão errados! Ou seja, achar que são seres perfeitos e com a responsabilidade de apontar os pecados dos outros e dar o veredito final!!!!!!

    Nós somos pecadores… Muitos tentam agir como santo, e por causa disso acabam pecando mais ainda, pois temos o instinto de pecadores. Só vivemos em paz até agora por que a graça de Deus, não se pode nem mensurar de que tamanho é!!!!
    Ele está sempre disposto a perdoar os nossos erros sempre quando imploramos sua misericórdia… Ele tá sempre pronto a ouvir nossas orações mesmo pecando do tanto que pecamos. A Igreja Católica é sim uma igreja abençoada por Deus… Tem a sua proteção e sabe discernir muito bem o que diz a Bíblia Sagrada que, infelizmente, muitos leem e releem-na mas só entendem a mesma coisa sempre. Não sabem entender qual a verdadeira mensagem, ou o sentido diferente que tal versículo pode trazer.
    Se muitos fazem questão de discordar das tradições e ensinos da Igreja Católica não é por que de fato, acham que ela está errada… é por que sabem de sua grandiosidade e sua proteção eclesial de Deus, Nosso Senhor Jesus Cristo e todos os santos e santas que habitam o céu!!!
    Muitos gostariam que tal religião protestante tivesse uma base fundadora tão verdadeira quanto a Igreja Católica, fundada por São Pedro ha quase dois mil anos; respeitada por todos os cristãos da Terra; seguida em todo o universo por mais de 1.000.000.000 de pessoas; protegida por todos os santos e pelo maior Santo de todos (Jesus Cristo), ha qual as portas do inferno nunca prevaleceram contra ela!!!

    Não quero que o irmão Luiz se sinta ofendido de maneira alguma! Só estou dando a minha réplica ao seu comentário… não creio que a Igreja Católica passe a ser a mais errada e desprezada por Deus por que alguns “sacerdotes” não tiveram a santidade que o Pai Celestial pede que todos tenhamos! Nem todos os católicos serão salvos, pode ser verdade, mas tambem nem todos os que imaginam seguir uma doutrina certa apesar de NOVA, tambem se garantam no céu…
    Só Deus sabe!!! Nem nós saberemos! Cabe a Ele julgar e escolher os seus… Mas uma coisa podemos ter certeza: Muitos pecadores vão ser dígnos de Sua Graça!!! Pois somos o povo que Ele amou/ama!!!!!
    A PAZ DO SENHOR ESTEJA CONVOSCO AGORA E SEMPRE. AMÉM!

    Curtir

    • Luis disse:

      Caro Ezio Remy:
      Quando eu disse: “Águas passadas não movem moinho”.
      Eu inocentei os atuais católicos pelos erros do passado.

      Quando eu disse: “mas águas presentes e futuras movem sim. Se o erro do passado vem se arrastando até agora e promete se arrastar para além, e seus membros ficam inertes, a culpa é da igreja”.
      Eu alertei aos membros da igreja para fiscalizarem seus líderes, pois todo sistema social humano se corrompe quando não sofre fiscalização.

      Quando eu disse: “Uma igreja é tão somente os membros que a compõem. A omissão é conivência, e concorre com o mesmo erro”.
      Eu estou dizendo que você será tão culpado quanto a igreja inteira, se você ficar inerte, quando seus líderes introduzirem heresias na sua igreja.

      Quando eu disse: “Deixar como está pra ver como é que fica não conserta o erro”.
      Eu estou dizendo que até agora vocês ficaram inertes, e aceitaram tudo pacificamente.

      Veja na Bíblia que os profetas protestaram sobre as heresias dos povos adjacentes, e que os sacerdotes de Israel insistiam em introduzir no seu meio. Os profetas não ficaram inertes simplesmente dizendo “Amem”.

      Os protestantes do passado fizeram justamente isso, não aceitaram as heresias e protestaram.

      Tudo isso que eu digo pra vocês (católicos) vale também para os evangélicos. Sempre que eu tenho oportunidade eu digo isto para os evangélicos.

      Curtir

  24. Ezio Remy disse:

    Pessoal do céu!!!!!
    Primeiro de tudo, a paz de Cristo esteja convosco!!!!!
    Nossa, como voces tem argumentos, né? Que debate mais caloroso e longo esse!!! Gostei de ver!!!

    É trite saber que essa conversa toda é quase uma batalha entre CRISTÃOS, mas, percebo que tanto uns quanto outros se põem a defender sua denominação religiosa!!!
    Tambem fico triste por saber que, infelizmente o cristianismo, que é uma religião tão bela e centrada, foi subdividida em tantas nomeações!!! É triste saber que a culpa não é de ninguem do céu, mas sim de mortais que não aceitam as ordens de Deus e de sua Igreja!!!!

    Venho através desse comentário deixar minha posição e cumprimentar a cada um de vocês, irmãos!!!
    Espero que, mais do que defender a igreja, todos nós possamos colocar em prática tudo que o Santo e Justo Senhor Jesus Cristo ensinou/ensina aos seus!!!

    Não creio que só defender a doutrina leve-nos a lugar proveitoso. É necessário que, um dia, possamos nos respeitar, e nos olhar como legítmos CRISTÃOS, seguidores da mesma pessoa… Do mesmo Deus!!!!!

    Tambem espresso aqui minha visão:
    não creio está errado por seguir as leis da igreja e repassar o que aprendo… Se tudo que é de Deus é santo, a igreja é santa por que é separada pra Deus. Se os homens, errôneos, que nem sequer de fato souberam o que é IGREJA, pecaram antigamente (e atualmente), não é culpa da igreja, mas sim somente deles!!!!
    Por exemplo, se um médico, não sei de onde, faz uma operação e esquece uma tesoura na barriga do paciente, não podemos culpar a medicina em geral. Mas só o médico que errou! A medicina continua “perfeita”. Do mesmo modo, a Igreja Católica Apostólica Romana não pode ser culpada por erros de falsos membros… pois esses pecadores sim, nunca sequer fizeram parte de verdade da igreja!!!

    “Creio em Deus Pai, Todo Poderoso; Jesus Cristo, Seu único Filho, Nosso Senhor, nascido da Virgem Maria; na Santa Igreja Católica, na comunhão dos Santos, na remissão dos pecados, na ressurreição da carne, na vida eterna. Amém.”
    Vou frequentá-la e, por que não, seguila fielmente!!! Pois se não cremos no povo de Deus e nos seus sacerdotes, estamos crendo 100% nEle???? Quem for evangélico, confie no seu pastor… se ele não soubesse das coisas, não teria essa denominação. E nós, católicos, que possamos fazer como a irmão Helen, fundadora desse blog, e os outros irmão que participaram desse debate: Que possamos defender nossa igreja das falsas acusações e dos comentários preconceituosos que muitos fazem contra ela!!!
    Vamos criar vergonha na cara e perceber que o homem é falho. Quem são eles pra julgar alguem? Quem somos nós pra achar que a nós cabe o poder de dizer “você vai pro inferno! Você vai pro céu!”?
    Todos nós cometemos erros. Mas todos fomos e somos dígnos da graça Divina!!!!
    Católicos, Protestantes, Espíritas… Todos seremos julgados do mesmo jeito, e pela mesma pessoa.
    Abraços a todos! Fiquem com Deus e com todos os seus Santos!!!!

    PS: Pra mim, foi muito bom perceber que nesse mundo há católicos que sabem por que seguem a igreja. Duvido que um dia vocês caiam na ladainha de muitos autores de palavras doces e bonitas. Parabens! Permaneçam firmes na fé católica!!! No fim, Deus nos recompensará mais ainda!

    Curtir

    • Luis disse:

      Caro Ezio Remy:
      Você disse: “Se os homens, errôneos, que nem sequer de fato souberam o que é IGREJA, pecaram antigamente (e atualmente), não é culpa da igreja, mas sim somente deles!!!!”

      Meu caro: Águas passadas não movem moinho, mas águas presentes e futuras movem sim. Se o erro do passado vem se arrastando até agora e promete se arrastar para além, e seus membros ficam inertes, a culpa é da igreja. Uma igreja é tão somente os membros que a compõem. A omissão é conivência, e concorre com o mesmo erro.
      Deixar como está pra ver como é que fica não conserta o erro.

      Curtir

  25. Edivan disse:

    Da. Helen, quando forem para o purgatório, levem roupas apropriadas para o calor, porque lá é lugar de purificação, e essa purufucação deve ser no fogo.
    Bombeiros deve ter para emprestar.
    Mas falem mais da verdadeira igreja deixada por Jesus, É muita pretensão….

    O pecado é a marca maior dessa igreja. COITADOS!!!!

    Já que vcs são estudiosos do assunto, me falem mais do pedido de perdão do papa
    pelas atrocidades causadas aos cristãos primitivos por essa igreja !! deixada por Jesus!!
    Na verdade ela foi deixada.
    E vcs não atentaram para tal.
    Sai da Caverna!!!!

    _________________________________
    Resposta do Blog:

    Caro Sr Edivan,

    Veja, meu caro, nao eh minha pretensao converter ninguem ao Catolicismo. Meu objetivo eh escrevar para Catolicos para que eles se aprofundem na Verdadeira fe e nao sejam enganados pelas meias verdades de denominacoes menores – nao que elas sejam sao ruins, nao me entenda mal – apenas NAO possuem a plenitude dos ensinamentos deixados por Cristo, mas parte deles.

    A igreja eh Santa, como ja lhe disse. Isso eh fato. Essa mesma Igreja foi fundada por Cristo qdo Ele escolheu12 homens mortais para serem seus discipulos. Agora lhe pergunto, o Apostolo Judas foi um Santo? Sabemos que nao! Isso diminuiu a missao dos outros 11? Seguramente que nao.

    O que vcs fundamentalistas parecem nao entender eh que o corpo de Cristo, ou seja, a Igreja, nao eh exclusivo, mas inclusivo. Dela fazem parte santos e pecadores, ricos e pobres. Nao foi o Senhor que disse que medico existe para os doentes e nao aqueles que estao saudaveis? Qual parte dessa logica que o sr nao entende?

    Quanto ao pedido de perdao:

    Eu lhe digo, qualquer um que olha para os atos cometidos no passado sem lever em conta contexto historico esta automaticamente se colocando numa posicao passivel de erro.

    O Sr sabia que Catolicos foram executados por toda a Europa apos o surgimento do Protestantismo. A historia da Igreja esta repleta deles, sao os chamados martires de fe. Alguma igreja Luterna na Alemanha ja se desculpou por isso? Alguma Igreja Anglicana na Inglaterra, etc, fez o mesmo?

    O Sr tem conhecimento de que o unico momento na historia em que Judeus e Muculmanos se uniram foi para perseguir e executar Cristaos Catolicos dos primeiros seculos, a exemplo do que fizeram os Romanos? Algum deles ja se desculpou por isso?

    Veja bem, todos essas atrocidades aconteceram abundantemente na historia da humanidade. Nao nao historia da Igreja apenas, como o sr parece acreditar.

    Eu lamento que suas opinioes sejam tao impregnadas pelo preconceito e pelo odio. Mas posso lhe assegurar, pois eu creio na Biblia como a palavra de Deus: A Igreja Catolica – por promessa divina do nosso Salvador – estara aqui ate o fim dos tempos. Porem, eu nao ousaria a afirmar o mesmo sobre a Igreja Metodista, Quadrangular, Presbiteriana, Luterna….. e as outras tantas milhares de denominacoes evangelicas… Mas o Sr entendeu a ideia. Tenho certeza!

    Caro Irmao em Cristo, Ore ao Senhor que lhe envie o Espirito Santo para a abrir seus olhos para a Verdade ! Que Ele lhe axilie em sua caminhada com Deus e lhe de a graca de superar a raiva que vc tem da Igreja Catolica.

    Paz de Cristo.
    Helen

    Curtir

  26. Edivan disse:

    Sr Emanuel, a Biblia Sagrada, por si só não é a regra de vida cristã dos Católicos????
    Porque que vcs não a seguem????

    Mas ficam inventando coisas como: homilia, catecismos, textos compilados, literaturas, dizendo serem bíblicos, e agora DEI VERBUM, continuam enganando os coitados dos fieis e não os levam a conhecerem a verdadeira palavra de Deus.
    NÃO SERIA PORQUE SE ELES CONHECESSEM A VERDADE, SAIRIAM DESSA SANTA IGREJA CATÓLICA E IRIAM PARA PARA AS IGREJAS EVANGÉLICAS, AINDA QUE VOCÊS DIGAM: SEM INSPIRAÇÃO DIVINA????
    Eu acho que na igreja Católica é que não tem inspiração, pelo menos de Deus.
    SE vcs olharem está havendo uma verdadeira revoada de católicos para outras denominações.
    Porque os católicos tem medo de Bíblia? Porque eles não levam Bíblia para missa? Porque os padres continuam escondendo as verdades? Tem medo de um êxodo em massa?
    Porque a bíblia na casa de um católico só é aberta no salmo 90, é misticismo????
    Porque a missa é rezada em latim? É para os fieis que mal sabem o português ficarem voando no latim?
    Agora vcs me vem com negócio de DEI VERBUM, a bíblia sagrada não é suficiente???
    vcs fiquem com a sua teologia que eu fico com a palavra de Deus, poderosa mais cortante do que espada de dois gumes.

    Olhe o que eu tenho dito, TIRE A VENDA DOS OLHOS. Jesus vem, e vocês não vão encontrar baú que caiba tanta literatura que vocês vão levar para passar o tempo no purgatório.

    Não queiram o purgatório, desejem o Céu… CONSELHO DE IRMÃO.

    Curtir

    • manuel disse:

      Caro Ivan,
      Lamento dizer mas o Senhor é ignorante, e ao mesmo tempo desonesto intelectual.
      Pra voces todas as Igrejas São Verdadeiras excepto Igreja Católica.

      Curtir

    • manuel disse:

      Qual bíblia?? a Bíblia suja que Lutero mutilou??? ou a Bíblia Revisada,Corrigida,actualizada de João Ferreira de Almeida?? cheio de erros??

      O irmão nem Sabe qual é a bíblia autêntica…

      Curtir

  27. Edivan disse:

    SR Manuel,

    Sua retórica é tão bela, mas se fosse no tempo em que Jesus viveu na teria
    Ele diria: Mt 23:2-7 – Pensa num texto escrito para os ESCRIBAS!!!!!!
    A sua teologia, NÃO PASSA DE TEOLOGIA.
    Deseje a presença de Deus.

    Curtir

  28. Edivan disse:

    Da.Helem, eu não citei nada aleatório, o texto dito se encontra em 2Co 3:6 e cabe direitinho na vossa cachola. Não se irrite! não se irrite!
    Uma perguntinha básica, para quem vocês já provaram a existencia do purgatório????
    Me diga só quando é que vocês vão para lá se purificar dos pecados.
    Sede santo, sede santo!
    Farisaísmo não.

    Curtir

  29. manuel disse:

    Denominação Fundador Data Local
    Católica Jesus Cristo 30 Palestina
    Luterana Martinho Lutero 1517 Alemanha
    Episcopal (Anglicana) Rei Henrique VIII 1534 Inglaterra
    Reformada (Calvinista) João Calvino 1541 Suiça
    Menonita Meano Simons 1550 Holanda
    Presbiteriana John Knox 1567 Escócia
    Congregacional Robert Browee 1580 Inglaterra
    Batista John Smith 1604 Holanda
    Quacker John Fox 1649 EUA
    Metodista John Wesley 1739 Inglaterra
    Mórmon Joseph Smith 1830 EUA
    Adventista Willian Miller 1831 EUA
    Exército da Salvação Willian / Catarina Booth 1885 Inglaterra
    Ciência Cristã Mary Backer 1675 EUA
    Pentecostais Charles Parham e discípulos 1900 EUA
    Testemunhas de Jeová Charles Taze Russell 1916 EUA
    Amigos do Homem Alexandre Freytag 1920 Suiça
    Universal Edir Macedo Bezerra 1977 Brasil

    O Irmão vai me dizer que todas estas denominações são Igrejas de Jesus Cristo???? todas são inspirações divinas???,Claro que não por mais sinceridade que tenhamos.

    Curtir

  30. Edivan disse:

    Queridos, vejo que são verdadeiros estudiosos não da bíblia, mais das origens dela, e do seu exteriótipo. Pedro disse que devemos crescer no conhecimento e também na graça.
    Alguns teólogos, se colocam na posição de tão conhecedores diante dos homens que perdem a graça diante de Deus. Se tornam verdadeiros céticos.
    Eu afirmo, presença de Deus !!graça!!, ainda é melhor do que o conhecimento.
    Paulo disse: A letra mata… O espírito dá vida.

    Saber quem compilou a bíblia e quantos livros têm, até brinquei, não me leva para o céu, porque coisas como as tais, Jesus viu nos fariseus e rejeitou-as.
    Ter a presença de Deus, pra mim já é tudo.

    Curtir

    • Helen disse:

      Sr Edivan, vejo que argumentos concretos nao sao o suficiente para lhe tirar a venda dos olhos.
      Conhecer a biblia eh importantissimo, saber le-la corretamente, mais ainda.
      O sr. gosta de citar frase biblicas e versos aleatorios, muita vezes distorcendo-os, como: “Paulo disse: A letra mata… O espírito dá vida.”
      Lembre-se, porem, que ate o diabo conseguia citar as sagradas escrituras!!! Por isso mesmo disse Pedro:

      É verdade que nelas (na escrituras) há alguns pontos difíceis de entender, que os ignorantes e vacilantes distorcem, como fazem com as outras Escrituras, para a sua própria perdição.

      Ou seja, se o discernimento do individuo for falho, suas ‘doutrinas’ tambem serao. Eis o seu caso!

      Helen

      Curtir

    • manuel disse:

      Querido Edivan,

      Se voce crê que a Bíblia é infalível então deve existir uma Igreja na face da Terra que também é infalivel nas suas doutrinas.

      Porque discernir os 73 livros da Bíblia é infalibilidade.

      O problema do Protestantismo é não crer no Misterio da Igreja Fundada por Cristo.Jesus não mandou fazer a Bíblia.

      O Espirito Santo de Deus revela verdades que já estão contida na Bíblia de forma implicita ao Magistério e não a uma pessoa individual como caso dos Protestantes.a interpretação particular é condenado pela Bíblia.

      Meu irmão,com todo respeito e amor,te garanto que só existe uma Igreja de Jesus na face da Terra o resto é criação huma na.
      Como por exemplo : A sua Igreja foi fundada por um Homem.

      E voce esta seguindo as ideias destes homens e não da Igreja Fundada por Jesus.

      Os Católicos seguem os ensinos da Igreja Fundada Por Cristo(Lucas 10:16) e não ensino particular de um Padre,mas ensino do Magistério Contido na Bíblia+Catecismo+nas encíclicas Papas.

      Note:Ivan ,vejo que és um Homem Inteligente mas se faz ignorantes em questões da Verdade.

      ___________________________

      Comentario do Blog

      Para aqueles que desejam saber o que a Igreja Catolica ensina sobre a Biblia leiam: Dei Verbum – Palavra de Deus no cabecalho acima da pagina inicial do Blog.

      O Dei Verbum trata da relacao entre Divina Revelacao escrita e Sagrada Tradicao. Algo que todo Cristao deveria ler.

      Curtir

  31. Manuel disse:

    muito obrigado de saber que estão intercedendo por mim.

    Curtir

  32. Edivan disse:

    Caro amigo manuel, até que você me vem com uma verdade. Vc me diz que os bispos passaram 3 séculos discutindo que livros seriam bíblico, amém… chegaram ao consenso de que 66 deles são canônicos, ou seja passaram pelo cânon sagrado os outros 7, são apócrifos e se vc não sabe um dos motivos para serem tidos assim é porque nos tais em nada fazem mensão a Cristo. Querido, pare de compilar e adore a Cristo.

    Vs p/meditação: At 4:12
    Deixem a Virgem Maria, mãe de Jesus em paz, nada de canonização, ela está aguardando como os demais para ter um encontro com o Senhor. Só Jesus ressulcitou e está junto ao Pai e intercede por nós.

    Fui claro?

    Curtir

    • Manuel disse:

      Querido, quando foram dicididos os 66? E aonde? oque eu saiba que foi o Lutero e Compania foi quem fez esta bíblia,Vários Concílios confirmaram isto: os Concílios regionais de Hipona (ano 393); Cartago II (397), Cartago IV (419), Trulos (692). Principalmente os Concílios ecumênicos de Florença (1442), Trento (1546) e Vaticano I (1870) confirmaram a escolha e provaram os 73 livros e não 66 livros. A igreja Ortodoxa rompeu com Roma no século XI usam os 7 livros que voçe chama de Apocrifos,a Biblia de Gutenberg antes da Reforma Protestante contém os 7 livros que voçe chama de apocrifos,dizer que no concilio de Trento a ICAR acrescentou os 7 livros é ser ignorante.

      2- “Jesus nem os Apostolos citaram estes livros”.

      Veja querido, no Novo Testamento encontramos 350 citações do Velhos Testamento e 300 citações encontramos na na Septuaginta e não na Bíblia Judaíca, querendo dizer que esta bíblia foi usado pelos Apostolos e pela Igreja Primitiva.

      Os livros de Eclesiastes, Ester, Cântico dos Cânticos, Esdras, Neemias, Abdias, Naum, Rute; nunca foram citado pelo Senhor Jesus e pelos Apostólos então podemos considera-ló também de Apocrifos? O Livro Canonico de Espitola de Judas cita o livro Apocrifos de Enoc (14 e 15: “Quanto a estes foi que também profetizou Enoque, o sétimo depois de Adão) então como podes explicar isso??

      3- Confira algumas Referências.

      Rm 1,12-32 refere-se à Sb 13,1-9;

      Rm 13,1 a Sb 6,3;

      Mt 27,43 a Sb 2, 13.18;

      Tg 1,19 a Ecl 5,11;

      Mt 11,29 a Ecl 51,23-30;

      Hb 11,34 a 2 Mc 6,18; 7,42;

      Ap 8,2 a Tb 12,15.

      Caso me dê o seu email pessoal poderei enviar a voce todas as referências.

      4- Purgatório.

      A Helen já postou artigos que falam sobre este assunto.
      È verdade que o Termo Purgatório não existe na Bíblia mas existe o ensino dele.
      Tal acontece com A Trindade, Divindade de Cristo, A Eucaristia, Dia do Senhor o Domingo etc.

      São doutrinas que foram discernidas aos longos dos Tempos e explicadas pelo Espirito Santo.
      Por exemplo, irmão eu nunca entendi a Trindade usando Bíblia…Mas creio na Igreja que Jesus deixou como Sustentáculo da verdade I Timotéo 3:14-15 que nunca pode falhar porque o Espirito Santo dirige o Magistério.

      4- A bíblia Judaíca.

      No ano 100 da era cristã os rabinos judeus se reuniram no Sínodo de Jâmnia (ou Jabnes), no sul da Palestina, a fim de definirem a Bíblia Judaica. Isto porque nesta época começava a surgir o Novo Testamento com os Evangelhos e as cartas dos Apóstolos, que os Judeus não aceitaram.Nesse Sínodo os rabinos definiram como critérios para aceitar que um livro fizesse parte da Bíblia, o seguinte: (1) deveria ter sido escrito na Terra Santa;

      (2) escrito somente em hebraico, nem aramaico e nem grego;

      (3) escrito antes de Esdras (455-428 a.C.);

      (4) sem contradição com a Torá ou lei de Moisés.
      Esses critérios eram nacionalistas, mais do que religiosos, com este critério eles rejeitaram os 27 Livros do Novo Testamento também aqueles 7 livros.

      Note: Meu irmão, sou protestante até ao Momento que escrevo este e-mail e tenho 30 anos de idade,os meus pais são Pastores Aposentados te digo que a Igreja que fez a Bíblia foi a ICAR ,estou na Catequese e vou me casar com a minha Noiva na Igreja Católica, estou a sofrer perseguições por isso.

      Estude a História + Patristica + Concilios da Igreja Cristão + Desenvolvimento das Doutrinas Cristãs.

      Abraços!

      ____________________________________________

      Comentario do Blog:

      Em primeiro lugar, Manuel, todos agradecemos pela valiosa contribuição. Hei de mante-lo em minhas preces para que sua familia o abençoe qto sua decisão de tornar-se membro da Igreja de Cristo.

      Acrescento a sua excelente resposta a definição de Septuaginta, para evitar mal-entendidos:

      Septuaginta é o nome da versão da Bíblia hebraica para o grego koiné, traduzida em etapas entre o terceiro e o primeiro século a.C. em Alexandria.

      Dentre outras tantas, é a mais antiga tradução da bíblia hebraica para o grego, língua franca do Mediterrâneo oriental pelo tempo de Alexandre, o Grande.

      A tradução ficou conhecida como a Versão dos Setenta (ou Septuaginta, palavra latina que significa setenta, ou ainda LXX), pois setenta e dois rabinos trabalharam nela e, segundo a história, teriam completado a tradução em setenta e dois dias.

      A Septuaginta foi usada como base para diversas traduções da Bíblia.

      A Septuaginta inclui alguns livros não encontrados na bíblia hebraica. Muitas bíblias da Reforma seguem o cânone judaico e excluem estes livros adicionais. Entretanto, católicos romanos incluem alguns destes livros em seu cânon e as Igrejas ortodoxas usam todos os livros conforme a Septuaginta. Anglicanos, assim como a Igreja oriental, usam todos os livros exceto o Salmo 151, e a bíblia do rei James em sua versão autorizada inclui estes livros adicionais em uma parte separada chamada de Apocrypha.

      A Septuaginta foi tida em alta conta nos tempos antigos. Fílon de Alexandria e Flávio Josefo consideravam-na divinamente inspirada. Além das traduções latinas antigas, a LXX também foi a base para as versões em eslavo eclesiástico, para a Héxapla de Orígenes (parte) e para as versões armênia, georgiana e copta do Antigo testamento. De grande significado para muitos cristãos e estudiosos da Bíblia, é citada no Novo Testamento e pelos Padres da Igreja. Muito embora judeus não usassem a LXX desde o século II AD recentes estudos acadêmicos troxeram um novo interesse sobre o tema nos estudos judaicos. Alguns dos pergaminhos do Mar Morto sugerem que o texto hebraico pode ter tido outras fontes que não apenas aquelas que formaram o texto massorético. Em vários casos, estes novos textos encontrados estão de acordo com a LXX. Os mais antigos códices da LXX (Vaticanus e Sinaiticus) datam do século IV AD.

      Curtir

  33. Edivan disse:

    Meu querido os 73 ou 66 livros não vão te salvar, sai dessa retórica…
    Você sabe somar? então, 66 livros canônicos mais o evangelho de Judas, entendeu?
    Se não, me retorne que eu procuro explicar melhor.

    Mas eu quero entender se existe purgatório, onde ele fica e vocês vão de que pra lá???

    Curtir

    • ARMANDO disse:

      Edivan filho de Lutero só uma coisa
      os 7 livros que a seita protestante tirou de suas bíblia
      Jesus Cristo e os apóstolos fazem varias referências deles em seus escritos
      se você quiser ti passo tudo

      Curtir

  34. Edivan disse:

    Sr. Emanoel, a bíblia autentica agora tem 67 livros.

    Curtir

  35. Edivan disse:

    Querido Manoel, é vivendo e aprendendo.
    Eu não sabia que Jesus Cristo tinha sido compilado pelos católicos, me desculpe mil vêzes.
    Já que você diz que na igreja primitiva existia vários jesus, é novidade para mim,
    mas vc fique com o jesus compilado pelos católicos, que eu fico com o Cristo nascido de Maria que morreu e ressucitou e vive hoje entre nós.

    A confusão deve está porque eu sigo ao Cristo ressuscitado, você o jesus compilado…

    Mas eu estou aqui para aprender. obg.

    Curtir

    • manuel disse:

      Querido Ivan,

      Leia a História,havias vários evangelhos por exemplo Evangelho de Judas,Maria Madalena,Apocalipse de Enoc,Pastor de Hermas,Carta de Barnabe ,Evangelho de Pedro etc .Agora me diz porque estes livros não fazem parte da Bíblia??? A bíblia não caiu dos Ceus com capitulos e Versiculos com Zipper.

      Houve 3 séculos de debates entre os Bispos para chegar a uma conclusão sobre os Livros da Bíblia.

      Este Cristo resuscitado que nasceu da Maria que voce aceita é o Jesus que a Igreja Católica sempre ensinou…

      Qual é a Bíblia autêntica?? 73 or 66 livros?? Por favor responda me a pergunta.

      Curtir

    • manuel disse:

      Veja este comentário do evangelhos de Judas pela National Geograph.

      Curtir

  36. Edivan disse:

    Querida Helem, vc fala de santa igraja católica, a igreja não é viva? Para vc santos não são os mortos? Que confusão é essa?´ Onde está escrito que a igreja católica é a verdadeira igreja de Cristo? E se fosse, porque há tantos pecados nos seus porões? Tando sangue derramado em nome de Deus. Que contradição é essa? Mediante a tantos fatos escabrosos no clero vc ainda tem coragem de dizer que ela e santa.
    A tradução da sua biblia e a João Ferreira de Almeida? Pois a minha diz que ser santo é ser separtado, sem pecado, sem mancha, etc…
    Ser santa não deve ser um título dado à ela, deve ser o real estado da igreja.
    A mídia disse que até o irmão do papa estava envolvido em podofilia. Ele não fazia parte dessa igreja santa? Santa aooonde?????

    Caiam na real, cada um dará conta de si.
    A igreja que Cristo deixou só deve adorar a ele, só a ele prestará culto. Porque que a católica adora a tudo que é de pau, de gesso, de barro, etc. Só perde para os indianos.
    Foi Jesus quem deixou essa igreja? Tirem as escamas dos olhos.

    Jesus ainda vai fazer com vocês o que fez com Paulo.

    Curtir

    • Helen disse:

      Carissimo,

      A confusão é de vossa parte. A igreja é Santa, foi santificada pelo senhor lá no evangelho de João, consulte-o e compreendereis.

      Quanto a santidade dos cristãos: Saiba que o estado da Igreja de Cristo são três:

      1-A igreja Militante (nós aqui na terra, aqueles que lutamos o bom combate – a palavra militante vem de Milicia, militar – contra o pecado e satanás)
      2-A Igreja Padecente, aquela que já foi salva, mas passa por purificação no Purgatório.
      3-A igreja Triunfante, aquela que VIVE em Gloria, no Reino dos Ceus.

      Santos não precisam estar mortos. A igreja na Terra é composta de Santos viventes e pecadores viventes. O processo de canonização de um indivíduo é nada mais que o atestado «oficial» da igreja dizendo para o resto da familia de Cristo: -“Tal pessoa, em sua vida terrestre, viveu fielmente o evangelho de Cristo e santificando-se pela graça de Deus encontra-se, apos a morte, junto ao Senhor, no Céu.

      É na terra que torna santo, no céu entra quem já se tornou um, não há oportunidade para santificação da alma no Céu, apenas há oportunidade para glorificar e louvar a Deus como fazem os anjos…

      Quanto à suas acusações; Não tenho conhecimento do absurdo que o Sr proferiu sobre o Irmão, já falecido, do Papa Bento XVI. Dou graças à Deus, porém, por ter discernimento para não acreditar em qualquer bobagem que me digam só porque saiu na mídia, que como sabemos bem, NUNCA mente, não é mesmo?

      O sr. disse: “Jesus ainda vai fazer com vocês o que fez com Paulo”.

      Paulo perseguia os judeus convertidos a Jesus, ou seja, os cristao primitivos, a Igreja de Cristo. E quando o Senhor Jesus lhe falou – a caminho de Damascus – o que foi que perguntou a Paulo, entao Saulo?

      “Saulo, por que ME persegues?”

      Veja, Me persegue. Jesus nessa frase afirma que a Igreja, ou seja, aqueles que o seguem, é parte Dele tanto quanto Ele é da Igreja. Não se separa uma do Outro. Agora, ao que me parece os Catolicos não estão a perseguir os protestantes, mas o contrario….

      Deus te abençoe!

      Curtir

  37. Edivan disse:

    Sr Manoel da Costa, o Sr está confundindo as bolas, nunca postei nada sobre esse TAL
    Papa Vicarius, não sei se é homem, se é mulher, se come, se bebe e nem me interessa.
    Porém o fato da biblia ter sido compilada pelos representantes do catolicismo não significa dizer que ela é a igreja verdadeira. Se você olhar para os criadores das nossa leis não são lá essas coisa, para não dizer coisa pior. E são os compiladores… São santos? São retos?, são justos? Sâo honestos? Não. E são os compiladores… Queridos, ter conhecimento humano, conhecimento de biblia, historia da igreja, não é ter o Espirito de Deus. A igreja católica está de pessoas com conhecimento de biblia, mas vazias do mover de Deus. Portanto, não siga a Papas, nem a Padres, nem biatos, sigam só a Jesus. amém?

    Curtir

    • Helen disse:

      Sr Edivan,

      Nesse caso não é Amém, não!!! O sr. está querendo sugerir que a Bíblia, tal e qual a conhecemos não foi compilada sob inspiração do Espírito Santo?

      Parece que seu discurso sugere que alguns homens, talvez até de conduta questionável, um belo dia tenham decidido reunir-se para coletar textos aleatórios, sob critérios mundanos e não divinos, e depois dizerem: Eis a Bíblia, a palavra de Deus! Acho que não foi bem assim, Sr. Edivan.

      A Sagrada escritura foi sim compelida por homens mortais, mas com uma diferença aos nossos políticos, esses a fizeram a serviço e em nome do Deus a que serviam pois estavam sob inspiração do Santo Espirito. Ninguém questiona, nem mesmo os protestantes mais fundamentalistas, a santidade do ditos pais da Igreja. Pelo contrário, os fundamentalistas exortam aos quatro cantos que a Bíblia É de fato a palavra de Deus, ou seja, a Revelação Divina em forma de texto.

      Infelizmente, creio que seu argumento mostre muito bem onde está o seu erro: na falta de conhecimento da história do cristianismo e por que não, também num grande preconceito contra a igreja de Cristo, a Santa Igreja Católica!

      Curtir

    • manuel disse:

      Querido IVan,

      A Jesus Cristo que voce diz seguir é o Jesus que a Igreja Católica escolheu dentre muitos Jesus que existiam na época Primitiva…

      Os 4 evangelhos que temos hoje foi escolhida primeiro pelo Bispo Católico Irineu e depois mais tarde no Concilios de Niceia 325.

      O Jesus que o Sr Ivan diz conhecer é o Jesus compilado pela Igreja Católica pela Inspiração divina.

      O Mesmo Jesus diz que voce deve obdecer a Igreja fundada por ele(Lucas 10:16).

      Uma pergunta qual é a bíblia autentica?
      73 ou 66 ?? e porque responda .

      Abraços!

      Curtir

    • manuel disse:

      Meu querido irmão, temos que estudar a História do Cristianismo e o seu desenvolvimento e o surgimento da Bíblia.

      Jesus não escreveu nenhum livro, mas fundou a Igreja e esta Igreja escreveu os livros que temos hoje como Novo Testamento os Judeus recusaram este livros mas o Sr Ivan aceita estes livros porque? se o irmão não aceita a Igreja e porque aceita os livros que a igreja compilou?? é um grande Paradoxo.

      O sr Ivan ,come e despreza a pessoa que preparou a comida?? isto é ser ignorante.

      Curtir

    • GUILHERME disse:

      Edivan, esse papo furado seu é pra justificar as heresias de vocês protestantes… tão heréticas que no meio das seitas protestantes tem até igreja de homossexuais. Edivan, vai estudar filho de Lutero! Você é contraditório, como todo protestante.

      Edivan, a qual das seitas protestantes você pertence? A que nega Jesus Cristo Deus, ou as igrejas que mais crescem no Brasil, como a metropolitana do Brasil entre milhares de outras… me diga Edvan

      Curtir

  38. NETO disse:

    Ok…parece que minha tréplica não foi postada, td bem …mas deixo aqui um endereço, pois do mesmo modo que fui sugerido a ler o seu endereço e o lí tb gostaria q onsassem a escutar a este video, e como um desafio ouvissem até o final desta pregação, mas por favor , não sigam o pregador..nem sigam ao papa…nem a ninguem…siguam apenas a Jesus …Deus os /as abençõe ricamente. http://www.antoniofrancisco.com.br/p/mensagens-de-caio-fabio.html

    o endereço :

    =====================================

    RESPOSTA DO BLOG

    Neto,

    Lamento, meu caro, mas aconselhar a um Cristão católico: “não sigam o pregador..nem sigam ao papa…nem a ninguem…siguam apenas a Jesus” coisa que não se faz.

    Católicos sabem que a Igreja é o Corpo de Cristo na Terra, onde o próprio Cristo é a Cabeça, segundo os ensinamentos de S. Paulo, e claro da Igreja Católica.

    Enquanto guardiã do verdadeiro Evangelho, a Igreja tem a missão de instruir o fiel na VERDADEIRA fé Cristã, livre de erros. É preciso que vc se lembre de que Cristo deu Sua autoridade aos Apóstolos e ordenou que eles saíssem ao mundo e ensinassem tudo de acordo com o que eles tinham aprendido do próprio Jesus, que disse:

    Quem vos ouve, a mim ouve; e quem vos rejeita, a mim rejeita; e quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou. Lucas 10:16

    Reflita sobre alguns pontos básicos:

    1- A Biblia não afirma ou ensina sobre a Santa Trindade. Essa doutrina foi revelada pelo Espirito Santo à Igreja, SOMENTE por esse motivo hoje, 2000 anos mais tarde vc acredita nela. A Igreja primitiva teve que lutar contra muitas apostasias para hoje essa verdade fosse aceita. Há mais exemplos, mas não cabe aqui citar.

    2- A Revelação escrita, ou seja, a Bíblia, NÃO existia até por volta do ano 365 DC. Os Cristãos primitivos, em sua maioria analfabetos e dispersos pelo mundo antigo, aceitavam plenamente a AUTORIDADE magistéria dos Apóstolos e seus discípulos COMO FONTE da REVELAÇÃO de Cristo, ou seja, aceitavam a tradição oral como parte da Revelação, nem questionavam isso. Era um fato. Isso é tão claro na Bíblia ( nas diversas cartas dos Apóstolos aos crentes de várias partes do mundo) que fica difícil compreender porque os Protestantes se recusam a aceitar esse fato. Leias as espístolas calmemente e veja como em diversas ocasiões os Apóstolos se privavam de escrever tudo no papel, e afirmam o desejo de irem pessoalmente até os fieis para instruí-los oralmente. Isso é a Sagrada Tradição que NÃO contradiz a Bíblia, mas a complementa.

    3- A igreja Catolica compilou a Bíblia para a instrução do fiel e para a perpetuação da verdadeira Fé. Não para que ela substituisse ou aniquilasse o papel da Igreja no mundo.

    A Igreja não é um estorvo para a fé, ela é um instrumento de Deus para chegar a todos os homens. Portanto, a Igreja enquanto o corpo de fiéis a Cristo é a Nova Israel, e toma o lugar que na antiguidade pertencia à Nação de Israel, que tinha a missão de ensinar ao mundo sobre um Deus UNICO.

    Em Cristo,
    H.

    Curtir

    • manuel disse:

      Querido Neto!

      Todas as Igrejas seguem os seus Lideres, sempre que voce for a uma Igreja e fazer parte dela estas a obdecer aos seus fundadores .

      Não adianta vir com truques de dizer que só seguir Cristo!

      Curtir

  39. NETO disse:

    minha tréplica se me permitirem…

    Se tem algum culpado nesta questão de corpo anarquico, é somente a própria igreja católica, q por vezes se prostituiu, dando a luz filhos bastardos!!…me desculpem mas é uma realidade, acredito que o ataque, não é o melhor caminho para alcançar vitórias ou objetivos de qualquer denominação…até porque quem dará a palavra final é o próprio Senhor….eu gostaria se posivel for uma posição clara de vocês sobre este versiculo: Mateus 13:24-30 pergunto-lhes quem será o jôio e o trigo ?

    Curtir

    • Helen disse:

      Neto,
      Seu comentário é não apenas leviano, pois não apresenta elementos concretos para discussão mas apenas SUA opnião pessoal, que diga-se de passagem é fortemente anti-católica e preconceituosa, mas ele é também extremamente equivocado.

      A igreja Católica tem sido ao longo dos séculos a UNICA instituição não laica que permaneceu e permanece no caminho da total secularização do mundo, por isso é tão odiada, seja por ateus, agnosticos e, infelizmente, até mesmo por outros cristãos.

      Busque nos livros de Historia e verá. Prostituição, como vc se refere, tem acontecido dentro das milhares de denominações protestantes que sucumbem às pressões do secularismo, mudam suas doutrinas para não perderem adeptos e sua popularidade. Veja o caso de Edir Macedo e TANTAS outras denominações mundo a fora que aprovam o aborto como planejamento familiar, que aceitam ‘pastores’ homossexuais, casamentos entre o mesmo sexo, divórcio, etc, só para citar algumas aberrrações. Querer culpar a Igreja Católica por tudo que acontece de errado no Cristianismo não é apenas errado, é absurdo.

      Curtir

    • NILTON disse:

      NETO VOCÊ É OUTRO HEREGE RACIONALISTA VAI ESTUDAR ANALFABETO
      SE VOCÊ DESEJAR TI DOU UMA LISTA DE OBRAS QUE VAI DE ESCRITORES ECLESIÁSTICOS PADRES DA IGREJA PADRES APOSTÓLICOS E HISTORIADORES SÓ DOS 3 TRÊS PRIMEIROS SÉCULOS COM MAIS DE 350 LIVROS QUE TODOS SÃO UNANIMES EM PROCLAMAR A IGREJA CATÓLICA

      Curtir

  40. NETO disse:

    Olá a todos
    permitam uma participação…
    Pessoas pensam que a igreja é um edifício. Por isso costumam dizer: “Deixei meu guarda-chuva na igreja”. Mas se a igreja for o corpo de Cristo, como é possível que possamos deixar o livro ou o guarda-chuva na igreja?

    Acho verdadeiras ditaduras espirituais o que fazem católicos, protestantes(não todas, diga-se)e diversas seitas aqui no Brasil, pois nada existe na Igreja Adventista, nem na Igreja Mórmon, nem nos Testemunhas de Jeová, nem na Congregação Cristã no Brasil, nem Católica, Batistas etc…em qualquer outra organização, que possa acrescentar um só dia a sua vida, quando o seu coração parar de bater e o sangue cessar de correr nas suas veias. Meus amigos/as, quando a morte surpreendê-los, não haverá nenhum poder terrestre que possa arrancar a sua alma do Inferno!

    por isso saiam destas ditaduras(de homens) que tentam levar ao engano..deixo o trecho contido em I pedro para refletirem….trecho de I Pedro cap 1 versos:
    24 Porque Toda a carne é como a erva, E toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor;
    25 Mas a palavra do SENHOR permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada.

    peçam antes discernimento ao senhor e leiam o capitulo inteiro de I Pedro, e meditem, corram de seus dogmas antes q seja muito tarde para isto.

    **********************************************

    RESPOSTA DO BLOG

    Caro Neto,

    Obrigada pela participação. Creio que muitas de suas ‘convicções’, ao menos ao que se refere a Igreja Católica, estejam equivocadas. Convido-lhe a ler o texto postado em Missão, no cabeçalho acima. Lá está explicado o que é a igreja de Cristo de acordo com o que é ensinado na Bíblia, por S. Paulo, e por conseguinte, no Catecismo Católico, que tem por base SEMPRE as doutrinas Apostólicas.

    Sim a Igreja é o Corpo Místico de Cristo. Seu corpo visível na terra são os Cristãos, que seguem a Cristo, por amor ao Mesmo e obidiencia à Sua vontade. Católico significa Univiersal em Grego. É essa a missão da Igreja, ser a Nova Israel do povo de Deus. Não é um corpo anárquico onde cada qual acredita e faz o que desejar, ao contrário, ela é fiel ao Evangelho do Senhor e sua missão é levá-lo aos confins do mundo, para que todos tenham conhecimento de sua mensagem. Quisera Jesus que cada um se agarrasse a uma bíblia e a interpretasse ao seu bel-prazer não teria escolhido 12 membros visívies para serem Seus apóstolos, e não lhes teria dito: “Vão e ensinem o que Eu lhes ensinei e façam discípulos em cada nação” mas sim “Vão e escrevam o que Eu lhes disse e sua missão será completa…”

    A sabedoria de Deus é aquém daquela do homen, Jesus quis uma Igreja, por isso declarou a Peter: Sobre esta Rocha edificarei a MINHA IGREJA, palavra essa que quer dizer comunidade.

    Em Cristo,
    H.

    Curtir

  41. Sergio Maciel disse:

    Srª Helen a paz de Cristo

    Não se deixe vencer pelos obstáculos, li o debate com o Sr. Edivan, os protestantes estão fixados em não entender, pois não se questionam sobre sua doutrina, Lutero corrompeu a consciência critica, pois cada protestante não escutam mais a ninguém, somente a sua consciência, e por essa razão criam ao seu gosto “igrejinhas”.

    Tem igrejas para todo o gosto, pois não compreende e nem admitem a autoridade da Igreja, dada pelo Senhor Jesus, vejamos: “ Disse-lhes outra vez: A paz esteja convosco! Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio a vós.(Jo 22,21)”. Essa passagem é clara como a luz do dia, Jesus ele delegou autoridade e deu poder.

    Veja cara irmã em Cristo, todo o protestante alega que tem autoridade e poder para pregar, ensinar e curar em nome de Jesus pela fé, e dizem baseando na autoridade da bíblia para ensinar e corrigir na justiça, a famosa “Sola Scriptura”, que é um dogma protestante e não tem amparo bíblico, tem distorções na interpretação. E por esse motivo não precisamos da Igreja para nos comunicar a graça de Deus, é o individuo que recebe, vive e relaciona com Jesus diretamente, sem a intercessão da Igreja, sem sua mediação, alias esse é o lema do protestantismo “igreja não salva”, pois ele relegaram o valor e a utilidade da igreja, apenas e tão somente apenas a uma assembléia de salvos.

    Aonde está na bíblia que Jesus tenha pensado, e querido uma igreja que somente fosse a união, ou reunião dos salvos, os Apóstolos foram enviados a evangelizar: “Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo.(Mt 28,19-20)”.

    Observe cara irmã, que o desenvolvimento desse ordem, dessa missão, gerou comunidades e a Igreja foi se formando, crescendo em graça na força do Espírito Santo, mas foi no Apostolo S. Paulo que podemos compreender o valor e a missão da Igreja, o Apostolo dos gentios era sim designado o referido Apostolo, ele desenvolveu uma teologia eclesial sobre a Igreja, que nos faz perceber o grande e magnífico papel da Igreja, observemos:

    “Sujeitai-vos uns aos outros no temor de Cristo. 22 As mulheres sejam submissas a seus maridos, como ao Senhor, 23 pois o marido é o chefe da mulher, como Cristo é o chefe da Igreja, seu corpo, da qual ele é o Salvador. 24 Ora, assim como a Igreja é submissa a Cristo, assim também o sejam em tudo as mulheres a seus maridos. 25 Maridos, amai as vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela, 26 para santificá-la, purificando-a pela água do batismo com a palavra, 27 para apresentá-la a si mesmo toda gloriosa, sem mácula, sem ruga, sem qualquer outro defeito semelhante, mas santa e irrepreensível. 28 Assim os maridos devem amar as suas mulheres, como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. 29 Certamente, ninguém jamais aborreceu a sua própria carne; ao contrário, cada qual a alimenta e a trata, como Cristo faz à sua Igreja – 30 porque somos membros de seu corpo. 31 Por isso, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois constituirão uma só carne (Gn 2,24). 32 Este mistério é grande, quero dizer, com referência a Cristo e à Igreja. 33 Em resumo, o que importa é que cada um de vós ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher respeite o seu marido. (Ef 5,21-33)”

    Essa passagem nos fala do sacramento do matrimonio, porém nos remete a união da Igreja com Cristo e o Apostolo é claro, fazendo uma alusão a união entre o homem e a mulher, união essa que não se divide e nem separa, indissolúvel e é assim com Cristo, quando ele fala no versículo trinta e um os dois serão uma só carne, ele está dizendo: “Jesus e a Igreja são indissolúveis.”

    Portanto não existe Cristo sem Igreja, como não existe Igreja sem Cristo, não se pode dividir o indivisível, aí esta a base que ele desenvolve para dizer, que a Igreja é o seu Corpo, cuja a cabeça é o próprio Cristo, ou seja, não existe cabeça sem corpo, como não existe corpo sem cabeça, a Igreja é a extensão de Jesus, ele esta na Igreja e por isso pode salvar os membros que estão unidos ao corpo, nutri-los com seu Espírito e santificá-los com a graça regeneradora do mesmo Espírito

    “Como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela, 26 para santificá-la, purificando-a pela água do batismo com a palavra, 27 para apresentá-la a si mesmo toda gloriosa, sem mácula, sem ruga, sem qualquer outro defeito semelhante, mas santa e irrepreensível. (Ef 5,25-27)”.

    Esses versículos nos remete ao ato de sacrifício e entrega de Jesus pela sua Igreja, ele a quis unida a ele de forma indivisível, e assim realizar nela a sua santificação e purificação pela água do batismo, para apresentar a si mesmo toda pura, ou seja livre do pecado original, da herança adâmica e de qualquer pecado.

    O Sr. Edivan olha para Igreja como juiz, julgamento humano e sem discernimento, quem cometeu e comete pecados graves e escandalosos na Igreja, já não é mais a Igreja, é o pessoal da Igreja e não a Igreja, ele só si observou a humanidade fraca e debilitada e esqueço que a santidade da Igreja é do seu Fundador “Jesus de Nazaré, Verbo de Deus. É ele quem santificou a Igreja com seu sangue, porém o Sr. Edivam , ele também cego de orgulho e um sentimento luterano de raiva, que é carnal, não observou os milhões de fies que literalmente dão a vida por Jesus, também creio que existam e existe muitos evangélicos em santidade e virtude, porém devemos saber que o joio cresce junto do trigo diz Jesus. Mas essa passagem logo acima explanada, nos remete a uma verdade plena:

    “A Igreja como corpo de Cristo, ligado a ele “Cabeça” de forma indivisa, é por ele capacitada, habilitada a ser a Esposa do Cordeiro, por obra e mérito do próprio Jesus, sendo a sua extensão no mundo sua continuidade, pode agora “Ser Instrumento de Salvação.”

    Por tanto afirmação protestante que igreja não salva, ela é incorreta, e desfocada da verdade, a “Igreja, é meio, instrumento e canal por onde Jesus hoje e sempre salva o homem.
    “JESUS SALVA ATRAVÉS DA IGREJA”

    Por isso esse desprezo por denominações no ramo protestantes, igreja pode ser qualquer uma, afirmam os ditos protestantes. Porém o Apostolo Paulo vai concluir seu pensamento em relação a Jesus e a Igreja, sobre esta união, ele diz: “Este mistério é grande, quero dizer, com referência a Cristo e à Igreja. (Ef 5,32.)”.

    Diz o Apostolo este mistério é grande, a Igreja Católica é a Igreja do mistério, como diz o Apostolo “Este mistério é grande”, sim ele chega a essa conclusão a Igreja é a extensão de Cristo, aonde estiver a Igreja estará Jesus, hoje ele toca o pecador, com as mãos da Igreja, hoje ele olha o pecador com os olhos da Igreja, a Igreja leva Jesus, é assim que Jesus determinou as coisas, veja o que ele disse ao Apostolo Paulo na estrada de Damasco:

    “Enquanto isso, Saulo só respirava ameaças e morte contra os discípulos do Senhor. Apresentou-se ao príncipe dos sacerdotes, 2 e pediu-lhe cartas para as sinagogas de Damasco, com o fim de levar presos a Jerusalém todos os homens e mulheres que achasse seguindo essa doutrina. 3 Durante a viagem, estando já perto de Damasco, subitamente o cercou uma luz resplandecente vinda do céu. 4 Caindo por terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? 5 Saulo disse: Quem és, Senhor? Respondeu ele: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. [Duro te é recalcitrar contra o aguilhão.(At 9,1-5)”.

    Jesus diz a Saulo, hoje Paulo, que ele estava perseguindo-o, porém Saulo estava perseguindo os discípulos e Jesus, ele é enfático, você esta me perseguindo, voltando a reflexão do mistério, a união de Jesus e a sua noiva a Igreja é um Mistério, por isso a Igreja é Instrumento de Salvação, porque é um mistério. Observe:
    O que acontece quando um adulto ou criança é batizada? O Mistério de sua redenção, cura e salvação.
    O que acontece quando um jovem recebe a sagrada eucaristia? O Mistério da comunhão entre Deus e o homem. O que acontece quando um cristão peca e se arrepende, ou um ímpio se converte? O Mistério do perdão dos pecados ministrado pela Igreja.

    Veja caro leitor, a Igreja não se caba e se apossa de um poder e autoridade do nada, ela simplesmente exerce a sua missão dada por Jesus de ser “Sacramento vivo da salvação de Jesus para a humanidade”. Negar esta finalidade da Igreja é dividir Jesus que é a cabeça com o seu corpo que é a Igreja, é dizer só Jesus salva sem a Igreja, já ouviu essa expressão “Só quem salva é Jesus”, ela esta simplesmente, errada, embora queiram dar ar de verdade e aparentemente expresse uma verdade, pois nenhuma igreja a partir dessa meia verdade, terá hegemonia para dar a si essa autoridade e poder que somente pertence a Jesus.
    A igreja a firma que a salvação vem de Jesus, que é a fonte, porém quem conduz, quem leva, quem ministra, quem é meio e instrumento de salvação é a Igreja, pois isso é UM MISTERIO, por isso as Igrejas evangélicas são apenas e só apenas, reuniões de salvos, e a Igreja Católica ela mais do que uma reunião de salvos, através dela Jesus realiza a salvação que concedeu a sua Igreja no madeiro da Cruz.

    §1811 Não é fácil para o homem ferido pelo pecado manter o equilíbrio moral. O dom da salvação, trazida por Cristo, nos concede a graça necessária para perseverar na conquista das virtudes. Cada um deve sempre pedir esta graça de luz e de fortaleza, recorrer aos sacramentos, cooperar com o Espírito Santo, seguir seus apelos de amar o bem e evitar o mal.

    §776 Como sacramento, a Igreja é instrumento de Cristo. “Nas mãos dele, ela é o instrumento da Redenção de todos os homens” o sacramento universal da salvação pelo qual Cristo “manifesta e atualiza o amor de Deus pelos homens”. Ela “é o projeto visível do amor de Deus pela humanidade” que quer que o “gênero humano inteiro constitua o único povo de Deus, se congregue no único Corpo de Cristo, seja construído no único templo do Espírito Santo.” Mais claro impossível.

    Deus abençoe hoje e sempre
    Sergio Maciel.

    Curtir

  42. IR. EDIVAN disse:

    Querida Helen,
    Não quero guerra de palavras, mas estou gostando de conhecer um pouco mais dos `porões` das doutrinas de igreja cotólica.
    Você fala de igreja “santificada“? No quê? … Povo corrompido até o pescoço? Em todo o mundo a sua liderança é formada de padres gays, prostitutos, pedófilos e que não se separam do mau. E nos últimos dias, hein?… Podofilia é palavra em voga na igreja católica, homosexualismo nas sacristias, nem se fala… E o clero de Arapiraca? Não se salvou um padre ali. Foi igual em Sodoma o Gomorra. Coitados dos garotos aprendizes, não escapou um sequer. E você vê santidade nisso???? São verdadeiros sepulcros caiados. Leia: Mt 23:28. O Evangelho ainda vai fazer com vc. o que fêz com Paulo, tirá-lhes as as escamas dos olhos. Pregue tudo, menos que essa igreja é santa. Isso é uma blasmêmia contra Deus, que é santo. Não Peques mais….
    Peça perdão a Deus…. Se ajoelhe sobre caroços de milho. Reze três ave-marias, três pai-mosso e depois se confesse e pronto.
    Tá tudo bem, tá tudo limpo. Brincadeirinha. Com o pecado não se brinca. Não brinque de ser santo, porque o diabo não brinca de ser diabo. Td bem Deus de dê a verdadeira visão dos céus.
    Não faço isso por ironia ou porfia, mas a palavra que está em Jo 8:32 vai se cumprir na tua vida.

    A palavra de Deus será lâmpada para os teus pés e luz para os teus caminho. Amém? … receba, é benção.

    Curtir

    • Helen disse:

      Caro Edivan,

      Eu nao sei se vc lê Inglês, mas se for preciso, use um tradutor Google, não é perfeito, mas ajuda. Envio o link publicado nos EUA com apenas algumas centenas dentre os milhares de casos de escândalos sexuais e de corrupção dentro das diversas denominaçãoes Evangelicas naquele país. Claro que no Brasil não é diferente, mas infelizmente nosso país não é muito bom em registrar esse tipo de dados…

      http://www.reformation.com

      Quanto a Igreja Santificada. Sim, amigo ela é santificada em Verdade. Leia em
      João 17:6-19.

      Mas lembre-se, o pecado na Igreja somente escandaliza aqueles que não conhecem ou não sabem ler as escrituras. Pois se até dentre os 12 apostolos, um pertencia ao inimigo, ou seja Judas, por que hoje seria diferente? Desde o princípio, mesmo ao escolher seus 12, Jesus nos mostrou que Sua Igreja não estaria livre do tentador, tampouco do pecado, mas nem por isso, sua missão seria fracassada.

      Por isso mesmo, Sr Edivan, o Nosso Salvador disse essas proféticas palavras ao Chefe de Sua Igreja:

      Simão, Simão, eis que Satanás VOS reclamou para VOS peneirar como o trigo; 32. mas eu roguei por ti, para que a TUA confiança não desfaleça; e TU, por TUA vez, confirma os TEUS irmãos.

      Perceba que Satanas pediu para peneirar a VOS ( Plural, ou seja, todos os que seguem Cristo). Mas Jesus rogou ao Pai que a confiança de Pedro ( TUA, SINGULAR) não desfalecesse. Eis ai a prece de Cristo ao Pai para a proteção de Seu Vigário na terra, o Santo Papa, chefe da Igreja na terra!

      Grata,
      Helen

      Leia mais em: http://www.bibliacatolica.com.br/01/49/22.php#ixzz1ERonLiL9

      Curtir

      • Dani disse:

        O Helen… acho q vc não leu o texto do Edivan!! NENHUMA igreja é santa!
        Nem católica, nem evangélica, nem protestante!!!
        Tudo qto é lugar tem gente podre!!!
        Pois isso só DEUS é santo… entendeu??? SÓ DEUUUSSSS!!!

        E de boa… o papa é santo na onde???
        Uma pessoa que encobre pedofilia num tem nada de santo!

        Curtir

        • Helen disse:

          Dani,

          Obrigada pelo comentario.

          Explico seus questionamentos:

          A Igreja não deixa de ser santa porque pecadores pertencem a ela, pois sua Cabeça, Jesus Cristo, é santo.

          Cristo fundou sua Igreja quando escolheu os apostolos. A palavra igreja vem do Grego e quer dizer comunidade. A missão da Igreja, ou seja, pregar o evangelho, é santa. O próprio Cristo a santificou em Verdade , como lemos na Biblia – Joao 17,17-18.

          Deus escolheu a Pedro para ser o primeiro a ocupar o OFÍCIO (exercicio) de Pastor Chefe do rebanho de Cristo na terra. Quando o Pastor chefe morre o seu oficio não deixa de existir, pois foi exatamente isso que Jesus instituiu: O ofício e não e homem que o ocuparia. Pedro era incontestavelmente o líder dos Apóstolos, mas Jesus sabia que sua vida na terra teria um fim, por isso não faz sentido que o papel de Pedro ficasse limitado apenas ao tempo de vida do santo apóstolo em questão.

          O Papa, da mesma forma é apenas um líder. Vemos no antigo testamento como os sacerdotes tinham um ofício vitalício, que não se extinguia com a morte de cada um. O mesmo ocorre com o ofício de Pedro e, por conseguinte, com o Papa.

          Quanto a sua acusação sobre a pedofilia: Rogo a Deus que vc faça uma pesquisa isenta de rancor, fanatismo e preconceito e descubra que os Padres que pecaram, pecaram por si e nao com o aval da Igreja, tampouco do Papa, por isso o pecado é deles e não da igreja que somos todos nós católicos, seus filhos e seguidores de Cristo.

          Ainda sobre este tópico, eu penso ser relevante lembrar-lhe do seguinte mandamento: Nao levanteis FALSO testemunho. Se o seu testemunho não pode ser verificado, não o faça!

          Paz de Cristo
          H.

          Curtir

          • Anna disse:

            gente, parem de discutir qual igreja é a melhor porque sendo Católica ou evangélica protestante o Deus é o mesmo, realmente foi da católica que saiu a protestante mas tudo isso não importa. Nao fale de quem vocês não conhecem (papas) só precisam acreditar em Jesus, Deus Pai e no Espirito Santo, ler , acreditar e seguir o ensinamento que ele nos deixou. Purgatório não existe. Se existisse Jesus teria dito aos discípulos algo assim ” se vocês morrer em pecado não se preocupem terão outra chance” entende, algo nesse sentido. Essas discussões não levam a nada elem de engrandecer vocês por ”saberem mais que os outros” e SEMPRE querer estarem certos… Fiquem todos com a Paz do Senhor .

            Curtir

            • Helen disse:

              Ana,

              Há um só Deus, nisto a sra está certa. Qto toda igreja ser igual, está completamente enganada. Se a igreja, seja ela qual for, ensina ago que não é apostólico ou condizente com o Evangelho de Cristo, o apostolo S. Paulo já alertava aos primeiros Cristãos, que se afastassem dela e dos falsos profetas e suas falsas doutrinas! a sra precisa ler a palavra, parece que não faz isso com frequencia, sua visão é um tanto relativista. Quem morrre em pecado sem arrependimento não entra no Reino de Deus, ponto final. Seu conselho “não se preocupem com pecado, ao morrermos teremos outra chance” contradiz o que as Escrituras e toda Igreja ensina. Re-examine sua crença, imediatamente!

              Pax Domini

              Curtir

            • CHARLES disse:

              Anna, os demônios hereges protestantes que pregam essa farsa! A igreja católica venceu todas as heresias dos primeiros séculos.

              Conversa asneiras aqui não!

              Curtir

    • Manuel da Costa disse:

      IR .EDIVAN,

      Voce é mesmo Cristão? Porque ataca tanto a IGREJA CATÓLICA,sabias que este bíblia que voce carrega por baixo do braço foi compilada por eles? A bíblia não caiu do Ceu, estuda os concilios da Igreja(Concílios de Hipona (ano 393); Cartago II (397), Cartago IV (419), Trulos (692))

      esta a cuspir no prato que voçe comeu….

      Este titulo que voçe atribui ao PAPA VICARIUS FILII DEI é uma invenção da IASD,nenhum PAPA na História assumiu este titulo.

      Eu também já ataquei muito a Igreja Católica sem conhecimento de causa, quando decidi estudar a história da Igreja de e a Origem da Bíblia,d ei por conta que Foi a Igreja Católica é quem fez a Biblia com 73 livros e Lutero no Seculo XVI rejetou muitos livros pelo achismo.

      Um abraço!

      Curtir

  43. IR. EDIVAN disse:

    Cara amiga, quando Paulo diz que a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade, significa dizer: ela sustena e preserva a verdade revelada por Cristo e pelos apóstolos. Essa revelação é a única verdade, JESUS CRISTO. ´COLUNA E FIRMEZA DA VERDADE ´, SIGNIFICA AQUELA QUE MANTÉM EM PÉ, esse é o NOSSO papel de crente, mas a vedrdade é Cristo e sua mensagem. Ela recebeu esta verdade para obdecê-la (Mt 28:20a); Proclamá-la como palavra de vida (Fp 2:16); Defendê-la (Fp 1:17); Demonstrar seu poder no E.S. (Mc 16:15-20; At 1:8) etc. Não ponha a palavra de Deus por terra. Isso que vc falou de (1Tm 3:15) é uma blasfêmia, é de envergonhar qualquer ateu. Quanto ao fato de vc dizer a Igreja Católica há 2000 anos prega a mesma verdade, não significa dizer que ela é verdadeira.
    Vocês estão presos à culturas, dogmas, achismo, etc. João disse: e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.
    Saiam das doutrinas de homens e venham para Cristo. Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, JESUS CRISTO homem. Quanto ao conselho de melhorar o português, me ensine que eu te ensino o Verdadeiro evangelho. Tá bom????
    Quanto o `ser polido` a verdade dói, mas deve ser dita na sua essencia.

    Curtir

    • Helen disse:

      Edivan,

      Não vou entrar numa guerra de palavras com ninguém. Esse não é o objetivo do meu blog. Vou respondê-lo brevemente, em cada ponto:

      1- Leia novamente o que eu escrevi sobre 1 Tim 3:15. EU não acrescentei NADA. Apenas citei o que a Bíblia diz. Portanto, onde está a blasfêmia? Ela não existe, claro.

      2- Essa «Igreja» que recebeu a verdade do verbo encarnado e do Espírito Santo, qual é? A mesma igreja que SEGUE fielmente o que foi ensinado pelos Apóstolos. Seria essa Igreja a Universal do Reino de Deus, Assembleia Quadrangular, Metodista, etc? Todas criadas ‘ontem’. Não! Essa igreja é Apostólica e Universal, ou seja Católica ( que significa Universal em Grego). Se há UMA Verdade. Ela pertence dentro da ÚNICA igreja santificada em VERDADE por Cristo: A Sua Própria, a Santa Igreja Católica.

      3- Suas opniões à respeito da Igreja de Cristo não muda o que ela realmente é. Você pode até chamar de ‘achismo’, cultura, etc, isso não muda os fatos. Seria o mesmo que alguém olhar para uma pedra e afirmar se tratar de um pedaço de pau, ou seja, a pedra continua a ser pedra, independente da opinião de cada um.

      Grata,
      H.

      Curtir

    • soraya disse:

      Porque será que todos os dias novas igrejas evangelicas surgem por ai(so no ano passado mais de 100 igrejas ),para contentar os homens,são igrejas que pregam e mudam conforme querem a seu bel prazer.Pense nisso

      Curtir

    • RENATO disse:

      IR. EDIVAN
      SÃO PAULO FALA DA IGREJA HEREGE. CONHECE OS ESCRITOS DA ÉPOCA OS ESCRITORES DA ÉPOCA. CONHECE OS MÁRTIRES DA ÉPOCA OS PADRES APOSTÓLICOS DA ÉPOCA SE NÃO CONHECE HEREGE ESTUDE

      E VERÁS QUE SÃO PAULO FALA DA IGREJA CATÓLICA. O QUE ACHAS É UM PONTO DE VISTA SEM SUSTENTAÇÕES BÍBLICAS E MUITO MENOS HISTÓRICAS

      Curtir

  44. IR. EDIVAN disse:

    NUNCA VI TANTA BABOSEIRA JUNTA NUM SO TEXTO.
    QUERIDO ESSE “EDIFICIO“ QUE A BIBLIA SE REFERE É OUTRA DOUTRINA QUE NÃO SEJA A DE JESUS CRISTO.
    O “PROVADA NO FOGO“ SIGNIFICA: COLOCADA DIANTE DA VERDADE DE É A PALAVRA DE DEUS.
    – A OUTRA DOUTRINA PODERÁ ATÉ SER BEM FORMULADA, CONVINCENTE… MAS QUANDO COLOCAMOS ELA À PROVA COM A VERDADEIRA PALAVRA DE DEUS, ELA CAI POR TERRA. E COMO A DOUTRINA DO PURGATÓRIO.
    TEXTO SEM CONTEXTO É PRETEXTO. PUBLIQUEM….

    Curtir

    • Helen disse:

      Caro Edivan,

      Grata pelo comentário. Sugiro, entretanto, que se no futuro desejar tê-los publicados, tente polir um pouquinho mais sua forma de se expressar. Se o fizer, será sempre um prazer respondê-lo.

      Qto à suas afirmações: “QUERIDO ESSE “EDIFICIO“ QUE A BIBLIA SE REFERE É OUTRA DOUTRINA QUE NÃO SEJA A DE JESUS CRISTO.”

      Se o ‘edifício’ ao qual se refere é o mesmo de 1 Coríntios 3:12-15, creio que cometeu um engano. Melhor perguntar ao seu pastor para lhe explicar direito. Em 1 Coríntios 3:12-15, edifício representa as obras, as ações de cada um durante a vida. Discordar disso já não seria um erro teológico, mas sim de entendimento de texto. Nesse caso eu lhe aconselharia procurar um professor de português. O texto é claro e não mente, o fato de que NO SEU entendimento a palavra EDIFÍCIO se refira à ‘outra doutrina’ oposta às de Cristo, isso sim é uma grande invensão. Não é o que diz o texto! Eis ai o perigo da interpreteção individual dos textos Bíblicos separadamente do Magistério da Igreja.

      O mesmo vale para sua afirmação: “PROVADA NO FOGO“ SIGNIFICA: COLOCADA DIANTE DA VERDADE DE É A PALAVRA DE DEUS.

      Novamente o texto fala CLARAMENTE que o que é “provada no fogo” refere-se às obras, ou seja, a conduta de cada um. NÃO faz referência alguma à palavra de Deus. Ou seja, outra invensão sua!

      Agora, como todo bom Cristão sabe que a Palavra de Deus DEVE ser nosso guia de boa conduta, isso é óbvio. A Palavra de Deus não se questiona! Por isso mesmo Paulo presume que essa noção fosse evidente para os Coríntios, para os quais ele escreve, e portanto, ele enfoca sua explicação NA CONDUTA desejável para cada Cristão, e não no GUIA de conduta de cada um, ou seja, A Palavra de Deus.

      Lembre-se ainda Sr. Edivan que em NENHUM lugar da Bíblia está escrito que as Escrituras sejam a autoridade final e única do Cristão. Ao contrário, a própria biblia diz que que a Igreja, não a Bíblia, é a “coluna e sustentáculo da verdade” (l Tim 3: l5)!

      Eis ai o grande problema do Evangélico. Cada uma das 50 mil diferentes igrejas evangélicas ensina o que bem entende, pois sua única autoridade não é nem a Bíblia, mas a interpretação pessoal que cada pastor tem do que está escrito na Bíblia! Esse fato NENHUM evangélico consegue justificar. Mas nem por isso poupam a Igreja Catolica de suas críticas, que ha 2000 mil anos ensina a mesma verdade passada por Cristo aos seus Apóstolos.

      In fide Catholica,
      Helen

      Curtir

    • soraya disse:

      Volte a Pedro irmão ,ai esta a verdade……A unica Igreja que um Deus de nome Jesus Cristo fundou.

      Curtir

    • Oswaldo disse:

      PURGATÓRIO E O SANGUE DE CRISTO

      VEJA NESSE ESTUDO UM PASTOR FALASTRÃO SENDO REFUTADO

      Pr. Airton Evangelista da Costa (vermelho)
      Resposta de: Oswaldo – caçador de mentiras (preto)

      1. Nenhuma doutrina ou tradição pode subsistir sem o respaldo da inerrante Palavra de Deus.

      Resposta: – É antibíblico e pura heresia entender que somente a Bíblia é inerrante. Deixo por conta de cada leitor para que julgue se tal é verdade ante o que diz a própria Bíblia:

      1. Igreja Inerrante: “… a Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade” (I Tm 3,15);

      2. Cristo infalível fala pela boca de seus enviados: “Quem vos ouve, a mim ouve; e quem vos rejeita, a mim rejeita; e quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou” (Lc 10,16);

      3. Deus sempre confirma os ensinos de sua Igreja: “Em verdade vos digo: tudo o que ligardes sobre a terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes sobre a terra será também desligado no céu” (Mt 18,18);

      4. O inferno não pode prevalecer contra a Igreja: “… as portas do inferno não prevalecerão contra ela. ” (Mt 16,18)

      2. O discurso do Purgatório parece haver perdido nos últimos tempos seu colorido, sua preferência no púlpito romano.

      KADISH TOLESA – VOTIVA
      R. – Trata-se de um ensino perene da Igreja até mais antigo que ela própria. Os judeus são prova disso quando celebram o KADISH (procurar “kadish” em

      http://apolocatevang.blogspot.com.br/2009_01_01_archive.html).

      Os sacrifícios e súplicas pelos mortos é uma constante nos meios verdadeiramente cristãos que se utilizam dos bens iníquos – assim denominados pelo Salvador porque não nos pertencem e sim a Deus – para abater nas dívidas daqueles que devem ao nosso Senhor: “Eu vos digo: fazei-vos amigos com a riqueza injusta, para que, no dia em que ela vos faltar, eles vos recebam nos tabernáculos eternos.” (Lc 16,9)

      3. – Todavia, esse esdrúxulo ensino está vigente, como veremos a seguir na palavra oficial do Vaticano: “Os que morrem na graça e na amizade de Deus, mas não estão completamente purificados, embora tenham garantida sua salvação eterna, passam, após sua morte, por uma purificação, a fim de obter a santidade necessária para entrar na alegria do Céu. A Igreja denomina Purgatório esta purificação final dos eleitos, que é completamente distinta do castigo dos condenados. A Igreja formulou a doutrina da fé relativa ao Purgatório sobretudo no Concílio de Florença e de Trento. Fazendo referência a certos textos da Escritura (1 Co 3.15), a tradição da Igreja fala de um fogo purificador. No que concerne a certas faltas leves, deve se crer que existe antes do juízo um fogo purificador, segundo o que afirma aquele que é a Verdade, dizendo, que, se alguém tiver pronunciado uma blasfêmia contra o Espírito Santo, não lhe será perdoada nem no presente século nem no século futuro (Mt 12.32). Desta afirmação podemos deduzir que certas faltas podem ser perdoadas no século presente, ao passo que outras, no século futuro. Este ensinamento apoia-se também na prática da oração pelos defuntos, da qual já a Sagrada Escritura fala: “Eis por que ele [Judas Macabeu] mandou oferecer esse sacrifício expiatório pelos que haviam morrido, a fim de que fossem absolvidos de seu pecado” (2 Macabeus 12.46). Desde os primeiros tempos, a Igreja honrou a memória dos defuntos e ofereceu sufrágios em seu favor, em especial o sacrifício eucarístico, a fim de que, purificados, eles possam chegar à visão beatífica de Deus. A Igreja recomenda também as esmolas, as indulgências e as obras de penitência em favor dos defuntos: Levemo-lhes socorro e celebremos sua memória. Se os filhos de Jó foram purificados pelo sacrifício de seu pai (Jó 1.5), por que deveríamos duvidar de que nossas oferendas em favor dos mortos lhes levem alguma consolação? Não hesitemos em socorrer os que partiram e em oferecer nossas orações por eles” (Catecismo da Igreja Católica, pg. 290)”.

      R. – Tão esdrúxulo quanto os demais ensinamentos do Divino Mestre que motivaram a debandada geral de seus discípulos: “Muitos dos seus discípulos, ouvindo-o, disseram: Isto é muito duro! Quem o pode admitir?” (Jo 6,60). Os que creem verdadeiramente em Cristo dirão ao contrário: “Então Jesus perguntou aos Doze: “Quereis vós também retirar-vos? Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, a quem iríamos nós? Tu tens as palavras da vida eterna.” (Jo 6, 67-68)

      4. – O presente estudo objetiva dirimir dúvidas, principalmente dos recém-convertidos ao Senhor Jesus, os quais, provindos da Igreja de Roma, ficam a meditar na conveniência ou não de orar ou oferecer qualquer tipo de sacrifício em favor de seus familiares falecidos. Sem o propósito de fazer proselitismo, serve também à reflexão dos romanos, sobretudo dos que, por falta de recursos financeiros ou por esquecimento, não providenciaram a celebração de praxe, com vistas a socorrer as almas sofredoras.

      R. – Pois não devia se preocupar com isso, pois em sua afirmação anterior (2) você mesmo afirmou que tal ensino está caindo no esquecimento!

      5. – … Analisemos: Ø 1 Coríntios 3.15: ”Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como pelo fogo”. Nem no texto, nem no contexto, tal passagem sugere a existência do purgatório. Se a obra de algum obreiro não passar pela justa avaliação de Deus, tal obra será considerada queimada, insuficiente, indigna. Em razão disso, o obreiro negligente, sofrerá perdas (vergonha, perda de galardão, perda de glória e de honra diante de Deus) por ocasião do tribunal de Cristo (Rm 14.10; 1 Jo 4.17; Hb 10.30b). Vejam: “A obra de cada um se manifestará; na verdade, o Dia a declarará, porque pelo fogo será descoberta” (1 Co 3.13). A expressão “todavia como pelo fogo” pode ser entendida como escapando por um triz, escapando com perdas e danos, tal como se escapa de uma casa pegando fogo. Note-se: “como pelo fogo”, ou seja: de forma semelhante a quem escapa do fogo. O ministério vai abaixo porque não suportou o fogo da Palavra; a obra se perde, não prospera, “mas o tal será salvo”. Nada que indique que iremos para o fogo.

      R. – “… pode ser entendida…”. Só porque há a possibilidade de se entender diversamente do que ensina a legítima Esposa do Cordeiro, ninguém está autorizado em contradizê-la. A Igreja não pode errar – ver (1).

      6. – Ø Mateus 12.32: “E, se qualquer disser alguma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoado, mas, se alguém falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro” (ARC). Na tradução Revista Atualizada (RA) diz “… nem neste mundo nem no porvir”. Na Bíblia Linguagem de Hoje: “… nem agora nem no futuro”. A Igreja de Roma vê aqui a possibilidade de pecados serem perdoados após a morte, e se vale de 2 Macabeus 12.46, que sugere expiação pelos mortos. O versículo nos diz que rejeitar de forma contínua e deliberada a salvação que Cristo nos oferece pelo testemunho do Espírito Santo resulta numa situação irreparável. O versículo enfatiza que blasfêmia contra o Espírito Santo nunca será perdoada, em nenhuma época. Marcos 3.28 esclarece melhor: “Na verdade vos digo que todos os pecados serão perdoados aos filhos dos homens, e toda sorte de blasfêmias, com que blasfemarem. Qualquer, porém, que blasfemar contra o Espírito Santo, nunca obterá perdão, mas será réu do eterno juízo”. Nada indica sobre a possibilidade de, no Purgatório, as almas serem perdoadas. Ademais, o texto fala que TODOS OS PECADOS serão perdoados (qualquer tipo de pecado), não havendo chance de os arrependidos levarem consigo “faltas leves” para serem queimadas.

      R. – No caso de divergências o pastor, em vez de perder tempo, deveria ter apelado para o original grego, ou, quando muito, para a vulgata latina.

      Vamos ao grego:

      και ος εαν ειπη λογον κατα του υιου του ανθρωπου αφεθησεται αυτω ος δ αν ειπη κατα του πνευματος του αγιου ουκ αφεθησεται αυτω ουτε εν τουτω τω αιωνι ουτε εν τω μελλοντι.

      Repare a perversidade protestante quanto à palavra de Deus: o vocábulo αιωνι, significa “século” e, na tradução interlinear puseram “age” (idade) absolutamente sem sentido; o termo μελλοντι é traduzido por “vindouro” traduziram por “comming [one]” (vinda[um]?!!!!)

      A expressão “Século vindouro” (ou futuro) indica a outra vida, assim como está escrito: “… os que serão julgados dignos do século futuro e da ressurreição dos mortos não terão mulher nem marido”. (Lc 20,35).

      Logo está certa a Igreja quando ensina que poderá haver uma purificação na outra vida.

      7. – Ø 2 Macabeu 12.46: “É logo um santo e saudável pensamento orar pelos mortos, para que sejam livres dos seus pecados” (Bíblia, edição católico-romana, tradução do padre Antônio Pereira de Figueiredo, 1964). Macabeus e mais seis livros e quatro acréscimos apócrifos (não genuíno, espúrio) foram aprovados em 18 de abril de 1546 pela Igreja Romana… depois de acirrados debates, “para combater o movimento da reforma Protestante”, pois esses livros sem valor doutrinário davam sustentação à idéia do Purgatório, da oração pelos mortos e da salvação mediante obras…

      R. – Mentirona das “brabas”! Os dois livros MACABEUS constam dos mais antigos códices e por volta de 367 d.C. já existiam, desde os tempos remotíssimos, documentos episcopais, sinodais, e também papais, que recusavam os apócrifos e davam a lista completa dos escritos canônicos. Assim por exemplo,

      1 – a Carta Pascal de Santo Atanásio (367) relaciona todos os 27 livros do Novo Testamento, aí incluída a Epístola aos Hebreus, a segunda e a terceira de São João e a de São Judas Tadeu, sobre as quais havia antes algumas dúvidas.

      2 – Em Santo Atanásio temos um testemunho autorizado do Oriente; no Ocidente temos a lista completa dos 45 livros do Antigo Testamento, e dos 27 do Novo no decreto do Papa São Damaso (382), lista que se repete nos Concílios de Hipona (393) e de Cartago (397) e na carta do Papa Inocêncio I a Exupério, bispo de Toulouse (405), e, bem mais tarde, no sínodo “in Trullo” de 692.

      3 – Finalmente confirmado no C. de Trento de 1545 a 1563.

      8. – Ø O dogma do Purgatório não explica com nitidez qual o objetivo das rezas em favor das almas em estado de purificação. Ora, se Deus houvesse estabelecido um período para purificação dos que cometeram “faltas leves” (o que podemos entender por “faltas leves? Quais?).

      R. – O pastor não sabe o que são faltas leves, porém o Evangelho ser-lhe-á útil. Vejamos um exemplo: “O servo que, apesar de conhecer a vontade de seu senhor, nada preparou e lhe desobedeceu será açoitado com numerosos golpes. Mas aquele que, ignorando a vontade de seu senhor, fizer coisas repreensíveis será açoitado com poucos golpes. Porque, a quem muito se deu, muito se exigirá. Quanto mais se confiar a alguém, dele mais se há de exigir” (São Lucas 12, 47-48).

      9. – Se a intenção é abreviar a permanência da alma no estágio ou amenizar seu sofrimento, a atitude, embora com as melhores intenções, estaria contrariando os planos divinos e dificultando, quem sabe, a rápida recuperação das almas ali confinadas. …

      R. – Acreditar na impossibilidade de outrem reparar os pecados de terceiros, corresponde a afirmar que Cristo morreu em vão por nós. Foi exatamente por isso que ele se fez um de nós. Para que o pastor saiba que existe a comunhão dos santos, repare que o próprio São Paulo diz contribuir com seus sofrimentos em favor do Corpo de Cristo, que é a Igreja: “… O que FALTA às tribulações de Cristo, COMPLETO na minha carne, por seu corpo que é a Igreja” (Cl 1,24)

      10. – Ø De outra parte, a intercessão dos vivos em favor das almas no Purgatório não objetiva abrir-lhes as portas do céu, porque, como o próprio dogma define, a salvação delas está garantida.

      R. – .Xiiii!!!! O que já era ruim piorou! Os que eram devedores do Senhor foram lançados ao Cárcere donde não poderão sair até que paguem o último centavo. E, não obstante isso, não nos impede que os ajudemos tal como disse Cristo: “Eu vos digo: fazei-vos amigos com a riqueza injusta, para que, no dia em que ela vos faltar, eles vos recebam nos tabernáculos eternos.” (Lc 16,9)

      Quem leu a parábola encerrada por este conselho de Cristo, notará que esses nossos amigos são todos devedores de nosso “patrão”. Portanto, devemos fazer uso dos bens que não nos pertencem, pois somos reles administradores, para abreviarmos sua estadia no cárcere. E o nosso patrão não se incomoda com isso? Claro que não! É ele próprio quem nos está aconselhando.

      Sabemos que sem a santidade ninguém pode ver o Senhor (Hb 12,14). À visão beatífica nada entra de impuro, sequer quem porta apenas a mancha do pecado original (pecado de Adão) e tanto isso verdade que sequer as criancinhas antes da Redenção de Cristo puderam subir aos céus (Jo 3,13). Em apocalipse 21,27 confirma este requisito de santidade quando diz; “Nunca mais entrará nela o que é impuro, nem alguém que pratique a abominação e a mentira. Entrarão nela somente os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro”.

      11. – Por que esses [os que estiverem vivos] serão arrebatados sem a obrigação de passar pelo fogo, enquanto os mortos em todos os séculos passariam, necessariamente, pelo estágio da purificação, segundo a crença romanista? Dois pesos e duas medidas no plano de Deus?

      R. – Só queria saber onde foi que o pastor buscou que a passagem pelo purgatório é também necessária para quem não tem nenhum pecado. Ignora também que podemos igualmente reparar nossos pecados mediante orações, penitências e indulgências. Ele supõe que todos os que vão ser levados para o céu poderão ali entrar sem a santidade (Hb 12,14). Isto é o que não acontecerá. Deus cuidará para que cada bem-aventurado esteja preparado para a vinda de seu Senhor. As tribulações anunciadas servirão para esta purificação.

      12. – O sangue de Jesus nos purifica de TODO pecado, de qualquer pecado. TODOS os pecados ser-nos-ão perdoados.

      R. – Para “crente” entrar no céu é a coisa mais fácil do mundo. Basta crer somente que o sangue de Cristo o tornará puro. Aliás todos se acreditam santos, não obstante seus pecados impuros, suas línguas de trapo, seus juízos temerários, suas mentiras, suas trapaças, etc.

      É bom que ninguém se iluda com estas “facilidades” propagadas pelos falsos pastores que jamais foram enviados. Eles executam as ordens de Satanás levando multidões à perdição eterna. Para se chegar à Salvação a porta é estreita e o caminho bem apertado: “Entrai pela porta estreita, porque larga é a porta e espaçoso o caminho que conduzem à perdição e numerosos são os que por aí entram” (Mt 7,13). Eis o que diz o primeiro dos apóstolos, Pedro: “E, se o justo se salva com dificuldade, que será do ímpio e do pecador?” (I Pe 4,18)

      Curtir

  45. Osvaldo disse:

    “provar” o purgatório com baboseiras escritas por homens que se acham no lugar de Deus (VICARIVS FILII DEI) chega ao cúmulo do patético. Seria como provar que OVNIs existem lendo textos de lunáticos que se dizem abduzidos por ETs.

    Curtir

    • Helen disse:

      Alegar que o Vigário do Filho de Deus (VICARIVS FILII DEI) considera estar no lugar de Deus, mesmo quando os fatos provam claramente que tal afirmação é descabida, isso sim é ‘baboseira’. O ensinamento da Santa Igreja Católica é este: O santo Papa é o legítimo sucessor do Santo Apóstolo Pedro (Mateus 18:16-18), apontado por Cristo para liderar Sua Igreja. Para a Igreja Catolica, o Papa é o vigário de Cristo na terra. Ponto final. Qualquer afirmação contrária a essa é equivocada.

      Curtir

      • Dani disse:

        Pedro foi escolhido por Jesus, o papa foi escolhido por quem? Homens??

        Curtir

        • Célio disse:

          Dani, a sua igreja foi fundada por quem? Quem ordenou o seu Pastor? Se Igreja Católica é falsa, saiba que a sua surgiu daquilo que Ela trouxe como verdade a dois mil anos.

          Curtir

          • Moreira disse:

            Meu caro, no cristianismo, não existe igreja falsa nem igreja verdadeira.
            Existe igreja que segue Jesus e igreja que não segue Jesus.

            Curtir

            • Elza disse:

              Pois é, Se Ele (Jesus) é o caminho, a VERDADE e a vida. Logo segundo sua própria declaração existe sim, a igreja VERDADEIRA e igrejas FALSAS. Claramente falando a igreja que não segue Jesus não é CRISTÃ, porque cristã, vem de Jesus Cristo, então uma igreja que se diz cristã e não o segue é Sim FALSA.

              Curtir

        • Wellington disse:

          Dani, a igreja por homem, porem DEUS que se fez carne através de seu filho Jesus Cristo.
          Não acreditar na igreja seria a mesma coisa que não acreditar em nosso senhor. A bíblia nunca deve ser lida com razão, e sim com fé. Toda bíblia foi escritas pelas mãos de homens, porem inspiradas por DEUS.

          Curtir

      • EDMILSON disse:

        PECADO ABSOLVIÇÃO – PODER DADO AOS HOMENS –

        “Vendo isto, a multidão encheu-se de medo e glorificou a Deus por ter dado tal poder aos homens.” (São Mateus 9,8)

        ABSOLVIÇÃO – Jesus prometeu conceder o poder de perdoar pecados: Leia Mateus 16,19 – esse poder é dado primeiro ao apóstolo Pedro por ser ele o chefe dos Apóstolos. Depois o mesmo poder é dado aos demais apóstolos, em comunhão com Pedro. Leia Mateus 18,18. Jesus dá o poder de perdoar pecados logo após sua Ressurreição. Leia João 10, 22-23. O gesto de Cristo de soprar sobre os apóstolos antes de lhes dar o poder de perdoar pecados é prova de que somente os sacerdotes é que tem esse poder.

        ARREPENDIMENTO – “Arrependei-vos, portanto, e convertei-vos para serem apagados os vossos pecados.” (Atos dos Apóstolos 3,19)

        CONFISSÃO – “Confessai, pois, uns aos outros, os vossos pecados e orai uns pelos outros, para que sejais curados” (Ti 5,16),”Doutrinas

        DAVI – PENAS DEVIDAS MESMO QUANDO PERDOADOS – “… Agora, a espada não mais se apartará da tua casa, porquanto me desprezaste e tomaste a mulher Urias, o heteu, para que ele se tornasse tua mulher. Davi disse a Natã: “Pequei contra Javé!” Então Natã disse a Davi: “Por sua parte, Javé perdoa a tua falta: não morrerás… ” (2Sam 12,10.13) Não obstante o perdão dado por Deus veja os castigos recebidos por Davi:

        1 – MORTE DO FILHO ADULTERINO -“… o filho que tiveste morrerá.” (2Sam 14,14)
        2 – ABSALÃO MATA SEU IRMÃO AMNON -“… Não, só Amnon está morto e Absalão fugiu.” (2Sam 14,33-34)
        3) – DAVI FOGE DE ABSALÃO – “Alguém vio dizer a Davi: “O coração dos homens de Israel se voltou para Absalão”. Então Davi disse a todos seus oficiais que estvam com ele em Jerusalém: “Levantemo-nos e fujamos! Doutra sorte não escaparemos de Absalão” (2Sam 15,13-14)
        4) – É AMALDIÇOADO POR SEMEI – “Semei amaldiçoava a Davi com estas palavras: “Vai-te! Vai-te! homem sanguinário, bandido! (2Sam 16,7)
        5) – ABSALÃO FAZ SEXO PUBLICAMENTE COM AS CONCUBINAS DE DAVI – “Armou-se então uma tenda no terraço do palácio e Absalão esteve com as concubinas de seu pai aos olhos de todo o Israel
        6) – MORRE ABSALÃO – Absalão estava dependurado no galho de uma árvore em sua grande cabeleira ficara presa. “Então Joab disse: ‘Não quero ficar perdendo tempo contigo’. Tomou então três dardos e os lançou no coração de Absalão, que estava ainda vivo entre os galhos do carvalho. Logo chegaram dez jovens, escudeiros de Joab e golpearam Absalão até que o mataram.” (2 Sam 18,14-15) Estes foram alguns dos castigos que, apesar de ter sido perdoado, amargaram a vida do grande rei de Israel. Tenha certeza, irmão. Não abuse da misericórdia de Deus, confiado em seu perdão. Ninguém pode garantir-lhe que você se arrependerá dos pecados cometidos. Mesmo que não incorra na morte eterna ainda lhe restará penas a suportar. Tudo está de acordo com o que ensina a única e legítima Igreja instituída por Cristo. Ela não pode errar porque é coluna e sustentáculo da verdade.

        peDIGNOS FRUTOS DE PENITÊNCIA – “Dai, pois, frutos de verdadeira penitência. ” (São Mateus 3,8)

        peEXAME DE CONSCIÊNCIA – “Usa o remédio antes de ficares doente. Interroga-te a ti mesmo antes do juízo, e acharás misericórdia diante de Deus.” (Eclesiástico 18,20)

        peEXPIAÇÃO E PERDÃO – CARNEIRO/NOVILHO/BODE –
        “Assim restituirá o que pecar nas coisas sagradas, e ainda lhe acrescentará a quinta parte, e a dará ao sacerdote; assim o sacerdote, com o carneiro da expiação, fará expiação por ele, e ser-lhe-á perdoado o pecado” (Levítico 5,16)
        “E disse a Arão: Toma um bezerro, para expiação do pecado, e um carneiro para holocausto, sem defeito; e traze-os perante o Senhor” (Levítico 9,2)
        “Com isto Arão entrará no santuário: com um novilho, para expiação do pecado, e um carneiro para holocausto” (Levítico 16,3)
        “E da congregação dos filhos de Israel tomará dois bodes para expiação do pecado e um carneiro para holocausto” (Levítico 16,5)
        “E, com o carneiro da expiação da culpa, o sacerdote fará propiciação por ele perante o Senhor, pelo pecado que cometeu; e este lhe será perdoado” (Levítico 19,22)
        “E ele oferecerá a sua oferta ao Senhor, um cordeiro sem defeito de um ano em holocausto, e uma cordeira sem defeito de um ano para expiação do pecado, e um carneiro sem defeito por oferta pacífica” (Números 6,14)
        “Por sete dias prepararás, cada dia um bode como oferta pelo pecado; também prepararão um bezerro, e um carneiro do rebanho, sem mancha” (Ezequiel 43,25)

        peMINISTÉRIO DA RECONCILIAÇÃO – “Tudo isso vem de Deus, que nos reconciliou consigo, por Cristo, e nos confiou o ministério desta reconciliação. ” (II Coríntios 5,18)

        peMORTIFICAÇÃO – OBRAS DA CARNE – “De fato, se viverdes segundo a carne, haveis de morrer; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras da carne, vivereis, ” (Romanos 8,13)

        peMORTIFICAÇÃO – SALVAÇÃO DA ALMA – “seja esse homem entregue a Satanás, para mortificação do seu corpo, a fim de que a sua alma seja salva no dia do Senhor Jesus.
        ” (ICoríntios 5,5)

        peMORTIFICAÇÕES E JEJUNS – DAVI – “Por mortificar minha alma com jejuns, só recebi ultrajes. Por trocar minhas roupas por um saco, tornei-me ludíbrio deles. ” (Sl 68,11-12)

        peMUITO AMOU – “Por isso te digo: seus numerosos pecados lhe foram perdoados, porque ela tem demonstrado muito amor. Mas ao que pouco se perdoa, pouco ama. E disse a ela: Perdoados te são os pecados. Os que estavam com ele à mesa começaram a dizer, então: Quem é este homem que até perdoa pecados? Mas Jesus, dirigindo-se à mulher, disse-lhe: Tua fé te salvou; vai em paz.” (São Lucas 7,47-50)

        peMULTIDÃO – PERDÃO ATRAVÉS DO AMOR – “Acima de tudo, cultivai com todo o ardor, o amor mútuo, porque o amor cobre uma multidão de pecados” (1Pd 4,8)

        pePENITÊNCIA – 1 – “Produzi, então, frutos dignos do arrependimento…” (Lc 3,8)

        pePENITÊNCIA – 2 – PELOS PECADOS – “Receio que à minha chegada entre vós Deus me humilhe ainda a vosso respeito; e tenha de chorar por muitos daqueles que pecaram e não fizeram PENITÊNCIA da impureza, fornicação e dissolução que cometeram. ” (II Coríntios 12,21)

        pePENITÊNCIA – 3 – ENTRESTICIDOS SEGUNDO DEUS – “agora me alegro, não porque fostes entristecidos, mas porque esta tristeza vos levou à PENITÊNCIA. Pois fostes entristecidos segundo Deus, de modo que nenhum dano sofrestes de nossa parte”. (II Coríntios 7,9)

        pePENITÊNCIA – 4 – EXEMPLO DE DANIEL – “Naquele tempo, eu, Daniel, fiz penitência durante três semanas.” (Daniel 10,2)

        pePENITÊNCIA – 5 – JÚBILO NO CÉU – “Digo-vos que assim haverá maior júbilo no céu por um só pecador que fizer penitência do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento.” (São Lucas 15,7)

        pePENITÊNCIA – 6 – OBJETO DA PREGAÇÃO DA IGREJA – “E que em seu nome se pregasse a penitência e a remissão dos pecados a todas as nações, começando por Jerusalém. ” (São Lucas 24,47)

        pePODER PARA PERDOAR – “Dizendo isso, soprou sobre eles e lhe disse: ‘Recebei o Espírito Santo. Aqueles a quem perdoardes os pecados selr-lhe-ão perdoados; aqueles aos quais retiverdes ser-lhes-ão retidos” (Jo 20,22-23)

        pePURIFICAÇÃO – PELAS BOAS OBRAS – “Mas aquele que não as possui [as boas obras] é um cego, um míope: está esquecido DA PURIFICAÇÃO DOS SEUS PECADOS DE OUTRORA” (2Pd 1,9)

        peQUEM AMA É PERDOADO – “Por isso te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama.” (Lc 7, 47)

        peQUEM COMETE PECADO É DO DIABO – “Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo. ” (1Jo 3,8)

        peRECONCLIAÇÃO – “… mas agora, pela morte, ele vos reconciliou no seu corpo de carne, entregando-o à morte, para diante dele vos apresentar santos, imaculados e irrepreensíveis… “. (Col 1,22)
        “… nunc autem reconciliavit in corpore carnis eius per mortem exhibere vos SANTOS et IMMACULATOS et IRREPREHENSIBILES coram ipso… ”
        “… en to somati tes sarkos autou dia tou tanatou parastesai umas agious kai amomous kai anegkletous katenopion autou… ”

        peREMISSÃO SOMENTE COM O SANGUE – “…sem derramamento de sangue não há remissão de pecados.” (Hebreus 9,22)

        peSANTOS – COLOCAM-SE ENTRE OS MAIORES PECADORES – “Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, DOS QUAIS EU SOU O PRINCIPAL.” (1 Tim. 1:15)

        peSOFRIMENTOS – EXPERIMENTADOS POR NÓS COMPLETAM AS TRIBULAÇÕES DE CRISTO – “Agora eu me rigozijo nos meus sofrimentos por vós, e completo, na minha carne, o que falta das tribulações de Cristo pelo seu Corpo, que é a Igreja” (Cl 1,24)

        peTENTAÇÃO – ALÉM DAS FORÇAS- “Deus é fiel; não permitirá que sejais tentados acima das vossas forças” (1Cor 10,13).

        peTODOS PECARAM – “Com efeito, todos pecaram e todos estão privados da glória de Deus,” (Rm 3,23)

        peTODOS SOMOS PECADORES – “Se dissermos: ‘Não temos pecado’, enganamo-nos a nós mesmos… se dissermos ‘Não pecamos’ fazemos dele [Deus] um mentiroso” (1Jo 1,8.10)

        peVESTE NUPCIAL – “Perguntou-lhe: Meu amigo, como entraste aqui, sem a veste nupcial? O homem não proferiu palavra alguma. (São Mateus 22,12)

        pu – PURGATÓRIO

        puALGUNS PECADOS SERÃO PERDOADOS – “Todo o que tiver falado contra o Filho do homem será perdoado. Se porém, falar contra o Espírito Santo, não alcançará perdão nem neste século nem no século vindouro. ” (Mt 12,32)

        puAPANHADO –

        1. O CÁRCERE – “Se estás, portanto, para fazer a tua oferta diante do altar e te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa lá a tua oferta diante do altar e vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; só então vem fazer a tua oferta. Entra em acordo sem demora com o teu adversário, enquanto estás em caminho com ele, para que não suceda que te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao seu ministro e sejas posto em prisão. Em verdade te digo: dali NÃO SAIRÁS ANTES DE TERES PAGO O ÚLTIMO CENTAVO. “. (Mt 5 23-26)

        2. PURIFICAÇÃO PELA BRASA – “Ai de mim, gritava eu. Estou perdido porque sou um homem de lábios impuros, e habito com um povo (também) de lábios impuros e, entretanto, meus olhos viram o rei, o Senhor dos exércitos! Porém, um dos serafins voou em minha direção; trazia na mão uma brasa viva, que tinha tomado do altar com uma tenaz.Aplicou-a na minha boca e disse: Tendo esta brasa tocado teus lábios, teu pecado foi tirado, e tua falta, apagada. ” (Isa 6:5-7).

        3. PECADOS PERDOADOS NA OUTRA VIDA – “Todo o que tiver falado contra o Filho do homem será perdoado. Se porém, falar contra o Espírito Santo, não alcançará perdão nem neste século nem no século vindouro. ” (Mt 12,32)

        4. PALAVRAS INÚTEIS – “Eu vos digo que de toda palavra inútil, que os homens disserem, DARÃO CONTA NO DIA DO JULGAMENTO” (Mt 12,36)

        5. O SERVO IMPIEDOSO – “Então o senhor o chamou e lhe disse: Servo mau, eu te perdoei toda a dívida porque me suplicaste. Não devias também tu compadecer-te de teu companheiro de serviço, como eu tive piedade de ti? E o senhor, encolerizado, entregou-o aos algozes, ATÉ QUE PAGASSE TODA A SUA DÍVIDA. ” (São Mateus 18, 32-35)

        6. PENA MAIOR E PENA MENOR – “Aquele servo que conheceu a vontade de seu senhor, mas não se preparou e não agiu conforme sua vontade, será açoitado muitas vezes. Todavia, aquele que não a conheceu e tiver feito coisas dignas de chicotadas, SERÁ AÇOITADO POUCAS VEZES” (Lc 12,47).

        7. TABERNÁCULOS ETERNOS – “Eu vos digo: fazei-vos amigos com a riqueza injusta, para que, no dia em que ela vos faltar, eles vos recebam nos tabernáculos eternos.” (São Lucas 16,9)

        8. SALVO ATRAVÉS DO FOGO – Não obstante não ter a santidade exigida para entrar no céu, a alma poderá ser salva passando por uma purificação: “Agora, se alguém edifica sobre este fundamento, com ouro, ou com prata, ou com pedras preciosas, com madeira, ou com feno, ou com palha, a obra de cada um aparecerá. O dia (do julgamento) demonstrá-lo-á. Será descoberto pelo fogo; o fogo provará o que vale o trabalho de cada um. Se a construção resistir, o construtor receberá a recompensa. Se pegar fogo, arcará com os danos. Ele será salvo, porém passando de alguma maneira através do fogo” (I Cor 3,12-15)

        9. QUEM PECA HÁ DE PAGAR – “Quem cometer injustiça, PAGARÁ PELO QUE FEZ injustamente; e não haverá distinção de pessoas. ” (Colossenses 3,25)

        10. SOMENTE SANTOS – SANTIDADE (perfeição) – “… procurai a paz com todos e ao mesmo tempo a santidade, SEM A QUAL NINGUÉM PODE VER A DEUS”. (Hb 12,14)

        11. ESPÍRITOS DETIDOS – ” … mas [Cristo] foi vivificado quanto ao espírito. É neste mesmo espírito que ele foi pregar aos espíritos que ERAM DETIDO NO CÁRCERE, àqueles que outrora, nos dias de Noé, TINHAM SIDO REBELDES…” (II São Pedro 3, 18-19)

        12. PURIFICAÇÃO DE TODA MANCHA – “Nela (na Jerusalém Celeste) jamais entrará ALGO DE IMUNDO e nem os que praticam abominação e mentira” (Ap 21,27).

        13. TESTEMUNHOS DA IGREJA PRIMITIVA

        – Bispo de Hierápolis (séc. II), na Frígia, Abércio mandou esculpir numa lápide os dizeres que recobriam o seu túmulo, dizeres que terminam com a seguinte advertência: “Estas coisas quem compreende, ORE POR ABÉRCIO, todo o que comunga com ele.”

        – No cemitério de Priscila, em Roma, foi gravada no séc. III a inscrição: “Rogo-vos irmãos, todas as vezes que aqui vindes A ORAR E REZAR INSTANTEMENTE ao Pai e ao Filho, LEMBRAI-VOS DA CARA ÁGAPE, a fim de que Deus Todo-Poderoso guarde Ágape pelos séculos”.

        – Em Alexandria, no Egito, foi encontrada uma inscrição com os dizeres: “Que o Senhor se recorde da dormição e do repouso de Makara, a muito meiga: QUE O LEITOR ORE POR ELA”. (P. 41).

        – Além disso, há os testemunhos patrísticos como São João Crisóstomo que disse: “OS APÓSTOLOS INSTITUIRAM A ORAÇÃO PELOS MORTOS…” (P. 42).

        Além da Didaqué, etc…

        puARQUEOLOGIA – ORAÇÃO PELOS MORTOS – EPITÁFIO DE ABÉRCIO, BISPO DE HIERÁPOLIS – http://www.geocities.com/Athens/Aegean/8990/abercio.htm

        A inscrição a seguir é considerada, pelos estudiosos, como a mais importante da antiguidade cristã. Foi composta na Ásia Menor, no séc. II, por Abércio, bispo de Hierápolis, que relata, em forma figurada sua viagem a Roma e à Síria. Entre outras coisas, fala sobre a eucaristia ministrada sob as duas espécies de pão e vinho e pressupõe a prática da oração pelos mortos. A inscrição, gravada sobre pedra, foi descoberta em 1883 pelo arqueólogo protestante W.Ramsay, nas proximidades de Hierápolis (Frígia) e hoje se encontra no museu de Latrão.

        “Cidadão de pátria ilustre, Construí este túmulo durante a vida,
        Para que meu corpo – num dia – pudesse repousar.
        Chamo-me Abércio: Sou discípulo de um Santo Pastor1,
        Que apascenta seu rebanho de ovelhas,
        Por entre montes e planícies.
        Ele tem enormes olhos que tudo enxergam,
        Ensinou-me as Escrituras da Verdade e da Vida
        E enviou-me até Roma para vislumbrar sua soberana majestade
        E ver a Rainha2 com vestes e sandálias de ouro:
        Lá conheci um povo marcado com um sinal resplandecente.
        Também fui à planície da Síria
        E vi cidades – como Nísibe – para lá do [rio] Eufrates.
        Por toda parte encontrei irmãos
        E tive Paulo por companheiro.
        Por toda parte a fé me guiou
        E ela me serviu de alimento
        Com um Peixe3 de fonte, grande e puro,
        Pescado por uma Santa Virgem,
        Que o entregava a seus amigos.
        Ela possui um vinho delicioso
        E o serve misturado com pão.
        Eu, Abércio, ditei este texto
        E o fiz gravar na minha presença
        Aos setenta e dois anos.
        O irmão que o ler por acaso
        Ore por Abércio.
        E ninguém erga outro túmulo sobre o meu,
        Sob pena de multa:
        Duas mil peças de ouro para o fisco romano
        E mil para Hierápolis,
        Minha pátria ilustre! ”

        1 isto é, Jesus Cristo. 2 ou seja, a Igreja. 3 isto é, a eucaristia.

        puBENEFÍCIO A UM MORTO – “Dá de boa vontade a todos os vivos, não recuses esse benefício a um morto.” (Eclesiástico 7,37)

        puBLASFÊMIA CONTRA O ESPÍRITO SANTO – “Se alguém disser uma palavra contra o Filho do Homem, ser-lhe-á perdoado, mas se disser contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste mundo, nem no vindouro.” (Mt 12,32)

        puKADISH – ORAÇÃO PELOS MORTOS – “O Kadish é a oração daquele que está de luto. Está escrito em aramaico e expressa a grandeza de Hashem e nossa fé na vinda de Mashiach e na ressurreição dos mortos. Shulchan Aruch, capítulo XXVI Regras do Kadish dos Órfãos Encontra-se nos Midrashim (relatos a partir de versículos bíblicos) de numerosos episódios relativos a

        FILHOS QUE ESTAVAM DE LUTO, E CUJO PAI (OU MÃE) TINHA SIDO SALVO DE UMA SENTENÇA GRAÇAS AO KADISH

        que o filho proferiu por ele (ou por ela). É por isso que existe o costume de fazer o Kadish e também de ser chamado como Maftir (para ler a Haftará nos Profetas, após a leitura da Torá), e de orar na tribuna como oficiante, em especial na saída do Shabat, o momento em que

        AS ALMAS RETORNAM AO GHEHENOM (PARA CUMPRIREM SUAS PENAS);

        o mesmo com respeito à noite, quando a sentença é mais rigorosa

        http://www.rabinatorio.org/kadish/kadish_texto.htm

        Aqui fica bem esclarecido que o culto é a favor do falecido: Yahrzeit A palavra Yahrzeit é originária do alemão yahr (ano) e zeit (tempo). É, na realidade, o aniversário do falecimento. Mas, para fins explicativos, vamos dividi-lo em duas partes:

        Durante o primeiro ano

        Durante o primeiro ano, o Kadish continua sendo recitado por onze meses pelos filhos. O motivo do número onze é o seguinte:

        TODA ALMA, QUANDO PARTE DESTE MUNDO, PASSA POR UM PROCESSO DE PURIFICAÇÃO. QUANTO MAIS FALTAS COMETIDAS, MAIOR O TEMPO DE EXPIAÇÃO,

        não excedendo o prazo máximo de doze meses. Para preservar a integridade moral do falecido (para que ninguém diga que ele atingiu o nível máximo dentre os pecadores), foi estabelecido que o término do Kadish devesse ser antecipado em um mês.

        Logo após o Sheloshim, durante o primeiro ano, tem lugar o descerramento da lápide. Esta cerimônia, também conhecida como inauguração é chamada Matzevá (monumento). O motivo de erguermos um monumento não é a ostentação. Muito pelo contrário. A tradição judaica recomenda que a lápide seja a mais simples possível. Tampouco é marcar a presença do falecido, já que, neste momento, em seu estado espiritual, sua presença se faz marcante em nossos corações, transcendendo os conceitos materiais. Conta-se, na Torá que, quando a matriarca Raquel faleceu, “erigiu Jacó um monumento em sua sepultura; este é o monumento da sepultura de Raquel até os dias de hoje” (Gênesis 35:20). Realmente, apesar ser estar em uma região devastada ao longo dos séculos por guerras, o túmulo de Raquel está lá “até os dias de hoje”, embora esta afirmação tenha sido feita há milênios. Nossos sábios vêem nisto uma prova de que a Torá é Divina e, portanto, eterna. Como obra e Autor são eternos, e a alma de uma pessoa é apenas a extensão de sua eternidade, ao erigirmos uma Matzevá estamos afirmando nossa crença na eternidade da vida; uma vida que ultrapassa os limites materiais. Nesta cerimônia, o Kadish é recitado. Durante o primeiro ano, os enlutados não participam da cerimônia de Yiskór.

        Nos anos subsequentes

        Todos os anos, no aniversário (pelo calendário judaico) do falecimento, acende-se uma vela ou luz em casa por 24 horas. O Kadish deve ser recitado durante os serviços religiosos na sinagoga, sendo, então, recitada a oração El Malê Rachamim nos dias em que há leitura da Torá. É costume visitar o túmulo neste dia, desde que seja possível, como veremos adiante. Costuma-se fazer um donativo em memória ao falecido, bem como oferecer uma pequena refeição aos presentes, de modo que O MÉRITO DAS BÊNÇÃOS SEJAM REVERTIDOS EM INTENÇÃO À ALMA.

        http://www.kehila.com.br/ShavuaTov/junho_02/24_30/morte.htm

        puMACABEUS – 1 – ORAÇÃO PELOS MORTOS – “Ora, sob a túnica de cada um encontraram objetos consagrados aos ídolos de Jânia, proibidos aos judeus pela lei: todos, pois, reconheceram que fora esta a causa de sua morte. Bendisseram, pois, a mão do justo juiz, o Senhor, que faz aparecer as coisas ocultas, e puseram-se em oração, para implorar-lhe o perdão completo do pecado cometido. O nobre Judas falou à multidão, exortando-a a evitar qualquer transgressão, ao ver diante dos olhos o mal que havia sucedido aos que foram mortos por causa dos pecados. Em seguida, fez uma coleta, enviando a Jerusalém cerca de dez mil dracmas, para que se oferecesse um sacrifício pelos pecados: belo e santo modo de agir, decorrente de sua crença na ressurreição, porque, se ele não julgasse que os mortos ressuscitariam, teria sido vão e supérfluo rezar por eles. Mas, se ele acreditava que uma bela recompensa aguarda os que morrem piedosamente, era esse um bom e religioso pensamento; eis por que ele pediu um sacrifício expiatório para que os mortos fossem livres de suas faltas.” (2 Macabeus 12, 40-46)

        puMACABEUS – 2 – ORAÇÃO PELOS MORTTOS – Confira em
        (2 Macabeus 12,43-46)
        (Tobias 12,12) (Ap.5,8)
        (Ap.6,9-11) (Ap.8,4)
        (1 Reis 11,11-13)
        (Êxodo 32,11-14)
        (2 Reis 13,21)
        (Jer. 15,1)
        (Mateus 17,3).

        Obs. Se ler também em (2 Tm 1,18) o senhor verá que Onesíforo já não era vivo, e Paulo ora a Deus por ele. Portanto, fica claro mais uma vez, que os ensinamentos Evangélicos estão em contradição. Nos livros (Tobias e 2 Macabeus) que vocês afirmam ser apócrifos, mostrarei que Jesus Cristo e os Apóstolos usaram esses livros em seus ensinos. Mas como não foi questionado mandarei em outra oportunidade, OK?

        puPATRÍSTICA – Tertuliano em meados do séc. II em sua obra “De an. 58” dá testemunho da fé primitiva na crença em que os justos que não morriam em estado total de perfeição, purgavam o restante de suas inclinações ao pecado, num estado intermediário entre o inferno e o céu, normalmente referido por sheol. (1).

        Na virada dos entre os séc. II e III, Orígenes também testifica a doutrina do purgatório em sua obra Num. Hom. 15. O mesmo se dá em Clemente de Alexandria em Edsman 1-4. (ibidem).

        No século III, Cipriano de Cartago reafirma a crença antiga no purgatório na sua Epístola 55,22. O mesmo o faz Ambrósio de Milão em In. Ps. 36,36. (ibidem)

        Já no século IV é a vez de Gregório de Nissa em Or. De mort. e Cesário de Arles em Serm. 167 e 179. (ibidem).

        Na virada do século IV para o V, Agostinho escreve amplamente sobre o tema em sua obras “O cuidado devido aos mortos” e “Cidade de Deus”.

        puPENAS DEVIDAS MESMO QUANDO PERDOADOS OS PECADOS – “… Agora, a espada não mais se apartará da tua casa, porquanto me desprezaste e tomaste a mulher Urias, o heteu, para que ele se tornasse tua mulher. Davi disse a Natã: “Pequei contra Javé!” Então Natã disse a Davi: “Por sua parte, Javé perdoa a tua falta: não morrerás… ” (2Sam 12,10.13).

        Não obstante o perdão dado por Deus veja os castigos recebidos por Davi:

        1) – MORTE DO FILHO ADULTERINO – “… o filho que tiveste morrerá.” (2Sam 14,14)

        2) – ABSALÃO MATA SEU IRMÃO AMNON – “… Não, só Amnon está morto e Absalão fugiu.” (2Sam 14,33-34)

        3) – DAVI FOGE DE ABSALÃO – “Alguém veio dizer a Davi: “O coração dos homens de Israel se voltou para Absalão”. Então Davi disse a todos seus oficiais que estvam com ele em Jerusalém: “Levantemo-nos e fujamos! Doutra sorte não escaparemos de Absalão” (2Sam 15,13-14)

        4) – É AMALDIÇOADO POR SEMEI – “Semei amaldiçoava a Davi com estas palavras: “Vai-te! Vai-te! homem sanguinário, bandido! (2Sam 16,7)

        5) – ABSALÃO FAZ SEXO PUBLICAMENTE COM AS CONCUBINAS DE DAVI – “Armou-se então uma tenda no terraço do palácio e Absalão esteve com as concubinas de seu pai aos olhos de todo o Israel”

        6) – MORRE ABSALÃO – Absalão estava dependurado no galho de uma árvore em sua grande cabeleira ficara presa. “Então Joab disse: ‘Não quero ficar perdendo tempo contigo’. Tomou então três dardos e os lançou no coração de Absalão, que estava ainda vivo entre os galhos do carvalho. Logo chegaram dez jovens, escudeiros de Joab e golpearam Absalão até que o mataram.” (2 Sam 18,14-15)

        Estes foram alguns dos castigos que, apesar de ter sido perdoado, amargaram a vida do grande rei de Israel. Tenha certeza, irmão. Não abuse da misericórdia de Deus, confiado em seu perdão. Ninguém pode garantir-lhe que você se arrependerá dos pecados cometidos. Mesmo que não incorra na morte eterna ainda lhe restará penas a suportar. Tudo está de acordo com o que ensina a única e legítima Igreja instituída por Cristo. Ela não pode errar porque é coluna e sustentáculo da verdade.

        puPURIFICAÇÃO – “Pois todos serão salgados (purificados) com o fogo” (Mc 9,49)

        puPURIFICAÇÃO DE TODA MANCHA – “Nela (na Jerusalém Celeste) jamais entrará ALGO DE IMUNDO e nem os que praticam abominação e mentira” (Ap 21,27).

        puTABERNÁCULOS ETERNOS – “Eu vos digo: fazei-vos amigos com a riqueza injusta, para que, no dia em que ela vos faltar, eles vos recebam nos tabernáculos eternos.” (São Lucas 16,9)

        Curtir

    • EDMILSON disse:

      OSVALDO HEREGE VEJA COMO VOCÊ É DESMASCARADO FACILMENTE

      O primeiro é fazermos agora, por nós mesmos, penitência dos nossos pecados, e praticar boas obras o mais que pudermos, e não pôr a nossa esperança em sufrágios futuros.
      E isto devemos fazer sem demora, antes que sejamos assaltados por algum acidente (Gál 6, 10).

      IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICAS AS SEITAS PROTESTANTES DIZEM DESCARADAMENTE
      QUE NÃO EXISTE O PURGATÓRIO ISSO É UMA PIADA

      PRIMEIRO O NOME PURGATÓRIO NÃO EXISTE NA BÍBLIA
      POR QUE ESSE NOME FOI A IGREJA CATÓLICA QUE COLOCOU NA SUA DOUTRINA

      QUE BIBLICAMENTE SE CHAMA DOUTRINA DA PURGAÇÃO OU DOUTRINA DA EXPIAÇÃO

      AGORA IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICAS O NOME EXPIAÇÃO
      COMO PURGAÇÃO É FACILMENTE ENCONTRADO NA BÍBLIA

      AGORA A ÚNICA DIFERENÇA DISSO TUDO
      É APENAS O NOME QUE A IGREJA DEU A ESSE PROCESSO
      QUE SE CHAMA DOUTRINA DO PURGATÓRIO

      AGORA PARA VOCÊS TIRAREM TODAS AS SUAS DUVIDAS SOBRE ESSE ASSUNTO

      VOU MOSTRAR NESSE ESTUDO

      VÁRIOS VERSÍCULOS BÍBLICOS QUE COMPROVAM A EXISTÊNCIA DA PURGAÇÃO
      COMO O DA EXPIAÇÃO

      A ESSES DOIS NOMES ENTRE OUTRAS REFERÊNCIAS BÍBLICAS
      A IGREJA DEU O NOME DE DOUTRINA DO PURGATÓRIO
      VEJA

      Porém, diz o Senhor pelo profeta Zacarias, que Ele mesmo, mais que o (FOGO), (PURGARÁ) e limpará a alma eleita, ativando com Seu hálito as suas chamas (Zac 3, 9).

      IRMÃOS E IRMÃS NESSA PASSAGEM DEUS AFIRMA CLARAMENTE QUE DEPOIS DE MORTO

      E SE A ALMA JÁ É ELEITA ELA JÁ NÃO É MAIS CONDENADA

      MAIS MESMO ASSIM DEUS DIZ CLARAMENTE QUE LIMPARÁ A ALMA ELEITA COM A PURGAÇÃO E COM SEU HÁLITO EM CHAMAS

      AQUI MOSTRA CLARAMENTE QUE ATÉ MESMO UMA ALMA ELEITA PODE MORRER COM UM PECADO VENIAL E POR ISSO ELA TEM QUE PASSAR POR UMA ESPIAÇÃO PARA SE PURIFICAR

      VEJA UMA REFERÊNCIA CLARA SOBRE ESSE TEMA

      “Mas aquele que não as possui [as boas obras] é um cego, um míope: está esquecido DA PURIFICAÇÃO DOS SEUS PECADOS DE OUTRORA” (2Pd 1,9)

      OLHA PURGARÁ OU PURGAR É UM NOME BÍBLICO COM O MESMO SENTIDO EXATO

      E ESSE NOME PURGARÁ OU PURGAR POSSUI A MESMA EXÊNCIA
      VEJA MAIS UM VERSÍCULO BÍBLICO QUE CONFIRMA A DOUTRINA DA PURGAÇÃO

      PURIFICAÇÃO PELA BRASA – “Ai de mim, gritava eu. Estou perdido porque sou um homem de lábios impuros, e habito com um povo (também) de lábios impuros e, entretanto, meus olhos viram o rei, o Senhor dos exércitos! Porém, um dos serafins voou em minha direção; trazia na mão uma brasa viva, que tinha tomado do altar com uma tenaz.Aplicou-a na minha boca e disse: Tendo esta brasa tocado teus lábios, teu pecado foi tirado, e tua falta, apagada. ” (Isa 6:5-7).

      NESSE VERSÍCULO MOSTRA CLARAMENTE QUE O ANJO TROUXE DO ALTAR DO CÉU UMA BRASA QUE SE REFERE AO FOGO E ESSE FOGO AO TOCAR NOS LÁBIOS DO PROFETA ISAIAS SUMIU TODOS OS SEUS PECADOS
      ISSO É A PURGAÇÃO DOUTRINA BÍBLICA QUE A IGREJA DEU O NOME DE PURGATÓRIO

      VEJA MAIS PROVAS BÍBLICAS

      “Receio que à minha chegada entre vós Deus me humilhe ainda a vosso respeito;E tenha de chorar por muitos daqueles que pecaram e não fizeram PENITÊNCIA da impureza, fornicação e dissolução que cometeram. ” (II Coríntios 12,21)

      IRMÃOS E IRMÃS TOMEM MUITO CUIDADO É PRECISO ORAR E VIGIAR SEMPRE

      VEJA UMA

      A ADVERTÊNCIA CLARISSÍMA NESSE VERSÍCULO

      “Usa o remédio antes de ficares doente. Interroga-te a ti mesmo antes do juízo, e acharás misericórdia diante de Deus.” (Eclesiástico 18,20)

      AGORA VEJAM AQUI

      ALGUMAS OUTRAS REFERÊNCIAS QUE COMPROVAM A PASSAGEM PELO FOGO

      QUE BIBLICAMENTE SE CLAMA PURGAÇÃO OU PURGAR

      Porque todo homem será salgado pelo (FOGO)” (Marcos capítulo 9)

      SERÁ QUE UM HOMEM É SALGADO VIVO NO FOGO?

      VEJAM MAIS REFERÊNCIAS

      Purifica-me com hissope, e ficarei puro; lava-me, e ficarei mais branco do que a neve. Salmos 51:7

      VEJAM MAIS REFERÊNCIAS

      Em toda a terra, diz o Senhor, as duas partes dela serão exterminadas, e expirarão; mas a terceira parte restará nela.
      E farei passar esta terceira parte pelo (FOGO}, e a purificarei, como se purifica a prata, e a provarei, como se prova o ouro.
      Ela invocará o meu nome, e eu a ouvirei; direi: É meu povo; e ela dirá: O Senhor é meu Deus.

      AGORA NESSE VERSÍCULO BÍBLICO SE DIZ QUE É AÇOITADO PARA SAIR DA MORADA DOS MORTOS

      VEJA

      Castigando-o com a vara, salvarás sua vida da morada dos mortos. (Provérbios 23,14)

      AGORA COMPARE ESSE VERSÍCULO COM LUCAS 12

      E o servo que soube a vontade do seu senhor, e não se aprontou, nem fez conforme a sua vontade, será CASTIGADO com muitos açoites;

      Mas o que a não soube, e fez coisas dignas de açoites, com poucos açoites será CASTIGADO.

      AGORA

      VEJAM MAIS REFERÊNCIAS CLARAS SOBRE O MESMO ASSUNTO

      “Seja esse homem entregue a Satanás, para mortificação do seu corpo, a fim de que a sua alma seja salva no dia do Senhor Jesus.
      ” (ICoríntios 5,5)

      VEJAM MAIS REFERÊNCIAS BÍBLICAS SOBRE O MESMO ASSUNTO
      Debaixo da terra se agita a morada dos mortos, para receber-te à tua chegada; despertam em tua honra as sombras dos grandes, e todos os senhores da terra, e levantam-se de seus tronos todos os reis das nações. (Isaías 14,9)

      Qual é o vivo que se livra da morte, ou pode subtrair a sua alma ao poder da morada dos mortos? (Salmos 88,49)

      ISSO É FATO NINGUÉM SAI DA MORADA DOS MORTOS SEM A VONTADE DE DEUS
      COMO NINGUÉM PODE FUGIR DA SUA MORTE

      AGORA VEJA NESSE VERSÍCULO UMA OUTRA REFERÊNCIA SOBRE A PURGAÇÃO OU PURGAR

      Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.
      Cada galho em mim que não produz fruto ele tira fora: e cada galho que produz fruto,

      Ele o (PURGA) para que traga mais fruto (João 15:1, 2).

      Se o homem não permanece em mim, ele é lançado fora como um galho, e é murchado; e homens os ajuntam e os lançam dentro do (FOGO), e eles são queimados (verso 6).

      QUEM ENTENDE PARABOLAS FACILMENTE NESSA PASSAGEM SABE DO QUE JESUS SE REFERE

      IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICAS
      Agora vejam aqui mais um exemplo bem claro desta purificação
      Está em (Malaquias 3, 1- 4) onde diz: “Vou mandar o meu mensageiro para preparar o meu caminho.

      E imediatamente virá ao seu templo o Senhor que buscais, o anjo da aliança que desejais.
      Ei-lo que vem – diz o Senhor dos exércitos.

      Quem estará seguro no dia de sua vinda?
      Quem poderá resistir quando ele aparecer?

      Porque ele é como o (FOGO) do fundidor, como a lixívia dos lavadeiros.
      Sentar-se-á para fundir e purificar a prata;

      Purificará os filhos de Levi e os refinará, como se refinam o ouro e a prata;
      Então eles serão para o Senhor aqueles que apresentarão as ofertas como convêm.

      E a oblação de Judá e de Jerusalém será agradável ao Senhor, como nos dias antigos, como nos anos de outrora”.

      NESSA PASSAGEM BÍBLICA MOSTRA CLARAMENTE UM FOGO ESPIRITUAL
      POIS NINGUÉM REFINA A PRATA OU O OURO A NÃO SER COM FOGO
      ESSA PASSAGEM MOSTRA CLARAMENTE A DOUTRINA DA PURGAÇÃO OU A DOUTRINA DA ESPIAÇÃO QUE A IGREJA CATÓLICA DA O NOME DE PURGATÓRIO

      AGORA VEJA UMA PASSAGEM EM LEVÍTICO

      Levítico 23
      26 Disse mais o Senhor a Moisés:

      27 Ora, o décimo dia desse sétimo mês será o dia da (EXPIAÇÃO); tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; e oferecereis oferta queimada ao Senhor

      AGORA VEJA NESSE VERSÍCULO UMA FORTE REFERÊNCIA

      Hebreus 12: 22-23 – Você, no entanto, você veio ao Monte Sião, e à cidade do Deus vivo, da Jerusalém celestial, a miríades de anjos, atendendo assembléia solene dos primogênitos inscritos nos céus,
      E a Deus, juiz universal e aos espíritos dos justos sua consumação.

      IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICAS O PURGATÓRIO É APENAS O NOME DA DOUTRINA

      QUE A IGREJA DEU A PALAVRAS BÍBLICAS QUE SE REFEREM A PENITÊNCIAS PURGAR BRASA FOGO EXPIAÇÃO E A OUTRAS PALAVRAS QUE SE REFEREM A PENA OU PRISÃO TEMPORÁRIA

      AGORA REFORÇANDO ESSA TESE VEJA O QUE DIZ SÃO PAULO

      Porque ninguém pode por outro fundamento além do que já foi posto, o qual é Jesus Cristo.
      E, se alguém sobre este fundamento formar um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, a obra de cada um se manifestará;

      Na verdade o dia a declarará, porque pelo FOGO será descoberta; e o FOGO provará qual seja a obra de cada um.

      Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão.

      Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento, mas o tal será salvo, todavia como pelo FOGO” (1 Coríntios 3:11-15).

      SÃO PAULO AQUI MOSTRA CLARAMENTE A EXISTÊNCIA DO PURGATÓRIO

      O QUE É COMPROVADO INDISCUTIVELMENTE POR TODOS PADRES DA IGREJA DOS PRIMEIROS SÉCULOS DA ERA CRISTÃ

      AGORA ALGUMAS SEITAS PROTESTANTES INOCENTEMENTE AFIRMAM QUE NESSE VERSÍCULO

      O apóstolo Paulo está falando sobre a sabedoria, e os coríntios estavam tentando edificar a sua igreja por meio de sabedoria humana, que era próprio dos gregos (I Cor. 1:22),

      IRMÃOS E IRMÃS ESSA AFIRMAÇÃO PROTESTANTE É FALSA E HERÉTICA

      E CONTRADITÓRIA SEM NENHUMA BASE BÍBLIA E MUITO MENOS HISTÓRICA

      VOU DA SÓ ALGUNS EXEMPLOS SIMPLES
      SE ESSA AFIRMAÇÃO PROTESTANTE FOSSE VERDADEIRA

      SÃO PAULO CHAMARIA A COMUNIDADE DE CORINTIOS DE HEREGES
      POR TENTAR MUDAR O FUNDAMENTO DA IGREJA QUE É JESUS CRISTO

      E MAIS AS COMUNIDADES DE CORINTIOS JÁ TINHA SEUS BISPOS DIÁCONOS E PRESBÍTEROS E ANCIÕES

      E NADA ERA DECIDIDO SEM O OVAL DELES

      AGORA SE QUAL QUER UM DELES QUE QUERESE TENTAR MUDAR
      OS ENSINAMENTOS DA IGREJA QUE É JESUS CRISTO
      ISSO SERIA CONSIDERADO UMA GRANDE HERESIA E SÃO PAULO OS ADVERTIRIA DURAMENTE PARA O ARREPENDIMENTO

      MAIS NESSE VERSÍCULO É O CONTRÁRIO POIS SÃO PAULO AFIRMA QUE A OBRA DE CADA UM SERÁ DESCOBERTA PELO FOGO MAIS SE QUEIMAR TODA VIA ELE AINDA SERÁ SALVO COMO TODA VIA PELO FOGO

      AÍ EU TI DIGO MEU IRMÃO VOCÊ TEM COMO DESCOBRIR
      TODAS AS OBRAS TODOS E TODOS OS DESEJOS E TODOS OS PENSAMENTOS E TODOS
      OS ATOS QUE SE ESCONDE DENTRO DA CABEÇA E DO CORAÇÃO DE UM FIEL DENTRO DA IGREJA SEJA ELE PADRE BISPO LEIGO OU UM FIEL CLARO QUE NÃO?

      ISSO SÓ SERÁ DESCOBERTO DIANTE DE DEUS NO SEU TRIBUNAL

      AGORA CONTINUANDO COM O MESMO VERSÍCULO SÃO PAULO AINDA DIZ

      Porque ninguém pode por outro fundamento além do que já foi posto, o qual é Jesus Cristo.
      AQUI SÃO PAULO DIZ QUE DENTRO DO FUNDAMENTO DO QUAL JÁ FOI POSTO QUE É JESUS CRISTO NINGUÉM PODE MUDAR

      MAIS SOBRE ESSE FUNDAMENTO DO QUAL JÁ FOI POSTO SÃO PAULO AFIRMA
      QUE NELES É QUE FICAM NOSSAS OBRAS

      ESSE FUNDAMENTO QUE SÃO PAULO SE REFERE É O DA IGREJA
      POIS JESUS CRISTO É A CABEÇA DA IGREJA
      E NÓS SAMOS OS SEUS MEMBROS

      ENTÃO ESSA UNIÃO É O FUNDAMENTO DA IGREJA
      COM TODAS AS SUAS DOUTRINAS

      AGORA MEUS IRMÃOS E IRMÃS SE ALGUM HOMEM QUERER MUDAR ESSE ENSINAMENTO
      ELE JÁ SERIA CONSIDERADO E CHAMADO DE HEREGE

      E ELE JÁ SERIA DURAMENTE ADVERTIDO POR SÃO PAULO PARA UM ARREPENDIMENTO VERDADEIRO
      AGORA VEJA NO MESMO VERSÍCULO
      SÃO PAULO FALA QUE A OBRA DE CADA UM SERÁ MOSTRADA

      A obra de cada um se manifestará;
      Na verdade o dia a declarará, porque pelo (FOGO) será descoberta; e o (FOGO) provará qual seja a obra de cada um.
      Se a obra que alguém edificou nessa parte permanecer, esse receberá galardão.

      IRMÃOS E IRMÃS ESSE VERSÍCULO MOSTRA CLARAMENTE A DOUTRINA DA PURGAÇÃO QUE A IGREJA DA O NOME DE DOUTRINA DO PURGATÓRIO

      RESUMINDO
      TUDO O QUE FAZEMOS POR ATOS PALAVRAS E DESEJOS

      UM DIA SE MANIFESTARÁ
      E TODO HOMEM UM DIA VAI PRESTAR CONTAS A DEUS DOS SEUS ATOS

      É POR ISSO QUE SÃO PAULO DIZ QUE O DIA A DECLARARÁ

      E SE A OBRA PERMANECER RECEBE O SEU GALARDÃO
      E O NOME GARLADÃO BÍBLICAMENTE SE REFERE A RECOMPENSA E PRÊMIO DEPOIS DA MORTE

      POR ISSO SÃO PAULO DIZ

      Hebreus 9
      27. Como está determinado que os homens morram uma só vez, e logo em seguida vem o juízo,

      E MAIS ESSA É PARA OS PROTESTANTES QUE DIZEM QUE JÁ ESTÃO SALVOS
      VEJA

      “Se dissermos: ‘Não temos pecado’, enganamo-nos a nós mesmos… se dissermos ‘Não pecamos’ fazemos dele [Deus] um mentiroso” (1Jo 1,8.10)

      AGORA NESSA OUTRA PASSAGEM BÍBLICA

      DIZ

      Eu vos digo: fazei-vos amigos com a riqueza injusta, para que, no dia em que ela vos faltar, eles vos recebam nos tabernáculos eternos.” (São Lucas 16,9)

      E MAIS

      “Eu vos digo que de toda palavra inútil, que os homens disserem, DARÃO CONTA NO DIA DO JULGAMENTO” (Mt 12,36)

      AGORA PARA DESMASCARÁ AS SEITAS PROTESTANTES VOU MOSTRAR REFERÊNCIAS SOBRE OS MORTOS BÍBLICAMENTE

      VEJA

      “Dá de boa vontade a todos os vivos, e não recuses este benefício a um morto” ( Eclo 7,37 )

      VEJA ESSA

      Em minha aflição, invoquei o Senhor, e ele ouviu-me. Do meio da morada dos mortos, clamei a vós, e ouvistes minha voz. (Jonas 2,3)

      AGORA OUTRAS REFERÊNCIAS BÍBLICAS

      Tua majestade desceu à morada dos mortos, acompanhada do som de tuas harpas. Jazes sobre um leito de vermes e os vermes são a tua coberta. (Isaías 14,11)

      OUTRAS REFERÊNCIAS BÍBLICAS

      Por isso a morada dos mortos se alargará, e abrirá desmesuradamente a boca. O esplendor (de Sião) e sua multidão barulhenta, seu alvoroço e sua alegria desaparecerão dela. (Isaías 5,14)

      OUTRAS REFERÊNCIAS BÍBLICAS

      Libertastes-me das profundas entranhas da morada dos mortos, da língua maculada, das palavras mentirosas, do rei iníquo e da língua injusta. (Eclesiástico 51,7)

      AGORA

      No livro II dos Macabeus se afirma que “É um santo e saudável pensamento orar pelos mortos, para que sejam livres de seus pecados”(II Mac. XII , 46).

      VEJAM AQUI

      Um outro exemplo que está na Bíblia é o de (2 Macabeus 12, 43-46) onde se diz: “Em seguida, fez uma coleta, enviando a Jerusalém cerca de dez mil dracmas, para que se oferecesse um sacrifício pelos pecados: belo e santo modo de agir, decorrente de sua crença na ressurreição, porque, se ele não julgasse que os mortos ressuscitariam, teria sido vão e supérfluo rezar por eles.

      Mas, se ele acreditava que uma bela recompensa aguarda os que morrem piedosamente,
      Era esse um bom e religioso pensamento; eis por que ele pediu um sacrifício expiatório para que os mortos fossem livres de suas faltas”.

      TA AÍ MAIS UMA BELA E GRANDE COMPROVAÇÃO DA DOUTRINA DO PURGATÓRIO

      Irmãos e irmãs católicos saibas que São Paulo também ensinou que os espíritos dos justos estão na presença de Deus:

      “Estamos, repito, cheios de confiança, preferindo ausentar-nos deste corpo para ir habitar junto do Senhor. É também por isso que, vivos ou mortos, nos esforçamos por agradar-lhe” (2 Cor 5,8-9).

      Nesse versículo eu me pergunto como poderiam os justos esforçarem-se para agradar a Deus após a morte se estivessem dormindo? Ou ainda, como poderiam ausentar-se do corpo e “ir habitar junto do Senhor” se o espírito dos justos não voltassem para Deus que os deu (cf. Ecl 12,7)?

      VEJA

      Libertastes-me das profundas entranhas da morada dos mortos, da língua maculada, das palavras mentirosas, do rei iníquo e da língua injusta. (Eclesiástico 51,7)
      E AINDA EXISTEM SEITAS QUE DESCARADAMENTE NEGAM A DOUTRINA DO PURGATÓRIO

      E MAIS AGORA VEJA QUE O PRÓPRIO SÃO PAULO PREGOU A ARAÇÃO PELOS MORTOS VEJA NESSE VERSÍCULO REFERÊNCIAS CLARAS

      2 Tm. 1:16-18 – Onesíforo está morto, mas Paulo pede misericórdia para com ele “naquele dia.”

      O contexto de “naquele dia” demonstra seu uso escatológico (ver, por exemplo, Rm 2.5,16; 1 Cor 1,8;.. 3,13 e 5,5; 2 Cor 1,14;. Phil 1.6,10;. 2,16; 1 Tessalonicenses 5.2,4,5,8;. 2Ts 2.2,3;. 2 Tm 4.8)..

      Claro, não há necessidade de misericórdia no céu, e não há misericórdia dada no inferno.
      Onde está Onesíforo? Ele está no purgatório

      ESSA PASSAGEM DESMASCARA TODAS AS SEITAS PROTESTANTES BIBLICAMENTE
      NEM VOU USAR ESCRITORES DA ÉPOCA DOS FATOS OCORRIDOS POIS SENÃO ESSA MATERIA FICARIA ENORME

      POR ISSO VOU SÓ USAR A BÍBLIA PARA PROVAR FACILMENTE QUE O PURGATÓRIO COMO AS ORAÇÕES PELOS MORTOS É BÍBLICO

      VEJA

      II Timotio 1
      16. O Senhor conceda sua misericórdia à casa de Onesíforo, que muitas vezes me reconfortou e não se envergonhou das minhas cadeias!
      17. Pelo contrário, quando veio a Roma, procurou-me com solicitude
      E me encontrou.
      18. O Senhor lhe conceda a graça de obter misericórdia “junto do Senhor naquele dia”.

      Sabes melhor que ninguém quantos bons serviços ele prestou em Éfeso.

      Irmãos e irmãs ao ler esse texto podemos entender claramente que São Paulo estava pedindo misericórdia de Deus para um amigo que já havia falecido.

      E MAIS A PATRÍSTICA E OS ESCRITOS DA ÉPOCA MOSTRAM ISSO INCONTESTAVELMENTE

      VEJA MAIS PROVAS CLARAS BÍBLICAMENTE

      I Corintos 15
      29. De outra maneira, que intentam aqueles que se batizam em favor dos mortos? Se os mortos realmente não ressuscitam, por que se batizam por eles?
      VEJA AQUI MAS PROVAS CLARISSÍMAS QUE DESMASCARAM AS SEITAS PROTESTANTES

      II samuel 1

      17. Compôs então Davi o seguinte cântico fúnebre sobre Saul e seu filho Jônatas,
      18. ordenando que fosse ensinado aos filhos de Judá. É o canto do Arco, que está escrito no Livro do Justo:
      19. Tua flor, Israel, pereceu nas alturas! Como tombaram os heróis?

      AGORA VEJA EM

      II reis 23
      17. E o rei perguntou: Que monumento é esse que eu vejo? Os habitantes da cidade responderam-lhe: É o túmulo do homem de Deus que veio de Judá, e que predisse tudo o que fizeste ao altar de Betel.

      18. Deixai-o, disse o rei; paz aos seus ossos. E os seus ossos ficaram intactos, assim como os ossos do profeta que tinha vindo de Samaria.

      Bem meus irmãos, nesses textos podemos observar um planto de 7 dias em favor de um falecido, uma cerimônia de 7 dias anual pela filha de Jefte, um canto para homenagear Saul escrito pelas mãos de Davi e um monumento feito para um homem de Deus.

      Agora mesmo se não existisse um texto Bíblico onde pessoas faziam cerimônias pelos falecidos (o que não é verdade), também não existe um texto condenando tais cerimônias.

      AGORA NOTE ESSA OUTRA REFERÊNCIA BÍBLICA NO QUAL OS OSSOS DE ELISEU RESUCITAM UM HOMEM MORTO

      VEJA

      Depois morreu Eliseu, e o sepultaram. Ora, as tropas dos moabitas invadiram a terra à entrada do ano.

      E sucedeu que, enterrando eles um homem, eis que viram uma tropa, e lançaram o homem na sepultura de Eliseu; e, caindo nela o homem, e tocando os ossos de Eliseu, reviveu, e se levantou sobre os seus pés. 2 Reis 13.

      E NÃO É SÓ ISSO VEJA NA CARTA DE SÃO JUDAS O DIABO QUERENDO POSSUIR O CORPO DE MOISÉS JÁ MORTO

      Carta de São Judas (1,9), Miguel disputou com o Diabo o corpo de Moisés

      Isso nos leva a crer que é da responsabilidade desse anjo tudo o que se relaciona com o mundo dos mortos:

      VEJA
      “Mas quando o arcanjo Miguel, discutindo com o Diabo, disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar contra ele juízo de maldição, mas disse: O Senhor te repreenda ”
      (Jud 1,9)

      As seitas protestantes são leigas nesse assunto

      Agora o que devemos entender em primeiro lugar é que todos os pecados causam danos a alma, porém nem todos os pecados resultam na mesma conseqüência, existem os pecados (Mortais) e os pecados (Não Mortais ou Veniais).

      VEJA A PROVA BÍBLICA AQUI

      I João 5 – 16. Se alguém vê seu irmão cometer um pecado que não o conduza à morte, reze, e Deus lhe dará a vida; isto para aqueles que não pecam para a morte.

      Há pecado que é para morte; não digo que se reze por este.
      17. Toda iniqüidade é pecado, mas há pecado que não leva à morte.

      CONCLUINDO EXISTEM PECADOS MORTAIS E VENIAIS
      AGORA MUITAS SEITAS PROTESTANTES PREGAM QUE NÃO EXISTE PECADO GRANDE OU PEQUENO ESSE ENSINO É UMA HERESIA CHEIA DE BLASFÊMIA POR ISSO TOME MUITO CUIDADO

      VEJA

      “Quem me entregou a ti cometeu pecado maior”, disse Ele a Pilatos (Jo 19,11).

      Saibam que todos os pecados causam danos à alma, porém sabemos que nem todos os pecados levam a morte da alma
      (A morte da Alma é ser jogada no lago de fogo Apocalipse 20-14, ou seja, a separação eterna de Deus).

      VEJA NESSA PASSAGEM ONDE DIZ

      Passam os dias na alegria, e descem tranqüilamente à região dos mortos” (JÓ capítulo 21)

      AGORA VEJA NESSA PASSAGEM O QUE SÃO PAULO DIZ

      Conheço um homem em Cristo que há catorze anos foi arrebatado até o terceiro céu. Se foi no corpo, não sei. Se fora do corpo, também não sei; Deus o sabe. 3. E sei que esse homem – se no corpo ou se fora do corpo, não sei; Deus o sabe – 4. foi arrebatado ao paraíso e lá ouviu palavras inefáveis, que não é permitido a um homem repetir” (II Coríntios capítulo 12)

      IRMÃOS AS SEITAS PROTESTANTES NEGAM A DOUTRINA DO PURGÁTORIO INOCENTEMENTE
      PEDEM ONDE ESTÁ O NOME PURGATÓRIO NA BÍBLIA RSRSRS

      PRIMEIRO PURGATÓRIO É APENAS O NOME DA DOUTRINA

      E SEGUNDO RELIGIÃO SE DESCULTE AGORA PONTOS DE VISTA NÃO

      VAI ALGUNS EXEMPLOS OS 7 LIVROS DA BÍBLIA QUE ELES TIRARAM DESCARADAMENTE
      OS APOSTÓLOS FAZEM REFERÊNCIAS DESSES LIVROS TIRADOS DA BÍBLIA PROTESTANTE NOS PRÓPRIOS EVANGELIOS E CARTAS

      AGORA IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICAS

      VEJA

      NESSA PASSAGEM QUE MOSTRA CLARAMENTE QUE QUANDO MORREMOS NA FÉ
      A NOSSA ALMA VOLTA PARA DEUS
      VEJA

      Mas as almas dos justos estão na mão de Deus, e nenhum tormento os tocará.
      2. Aparentemente estão mortos aos olhos dos insensatos: seu desenlace é julgado como uma desgraça.

      3. E sua morte como uma destruição, quando na verdade estão na paz!

      4. Se aos olhos dos homens suportaram uma correção, a esperança deles era portadora de imortalidade” (Sabedoria capítulo 3)

      Mesmo que desçam à morada dos mortos, minha mão os arrancará de lá; ainda que subam aos céus, eu os farei descer dali; (Amós 9,2)

      AQUI MOSTRA CLARAMENTE QUE QUANDO MORREMOS NÃO ADORMECEMOS
      QUEM PREGA O CONTRÁRIO É HEREGE

      VEJA MAS UMA GRANDE PROVA BÍBLICAMENTE

      Eles darão conta àquele que está pronto para julgar os vivos e os mortos.
      Pois para isto foi o Evangelho pregado também aos mortos; para que, embora sejam condenados em sua humanidade de carne, vivam segundo Deus quanto ao espírito” (I Pedro capítulo

      NESSE VERSÍCULO VOCÊ O ESTUDANDO NOTA CLARAMENTE O QUE TODOS OS PADRES APOSTÓLICOS E PADRES DA IGREJA DOS PRIMEIROS SÉCULOS ESCREVERAM QUE PURGATÓRIO É REAL

      AGORA SOMENTE UM HOMEM LEGAVADO PELA BURRICE E PELO ENGANO O CONTESTA
      MAIS SE UM HOMEM OU UMA MULHER SE ELE DEIXAR DE LÊ FABÚLAS PROTESTANTES
      E FOR NA RAIZ ELE MUDA SUA TESE INDISCUTIVELMENTE

      VEJA O QUE JESUS DIZ

      Não temais aqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma; temei antes aquele que pode precipitar a alma e o corpo na geena” (Mateus capítulo 10)

      E MAIS VEJA O QUE ELE DIZ NESSA OUTRA PASSAGEM BÍBLICA

      Se o teu olho for para ti ocasião de queda, arranca-o; melhor te é entrares com um olho de menos no Reino de Deus do que, tendo dois olhos, seres lançado à geena do fogo,
      Onde o seu verme não morre e o fogo não se apaga.

      AGORA REFORÇANDO A TESE

      VEJA NESSE VERSÍCULO ISAIAS DIZENDO CLARAMENTE

      QUE EXISTE UMA MORADA ONDE MUITOS DOS MORTOS FICAVAM
      VEJAM

      Subirei sobre as nuvens mais altas e me tornarei igual ao Altíssimo. 15. E, entretanto, eis que foste precipitado à morada dos mortos, ao mais profundo abismo” (Isaias capítulo 14)

      VEJAM MAIS REFERÊNCIAS

      Porque se Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo;
      2 Pedro 2:4

      AGORA VEJAM NESSA OUTRA PASSAGEM MAIS UMA COMPROVAÇÃO DE QUE A MORADA DOS MORTOS NÃO É SIMBOLO

      MAIS POSSUI REALIDADE REAL

      VEJA

      A morte e a morada subterrânea foram lançadas no tanque de fogo.
      Porque se Deus não poupou a anjos quando pecaram, mas lançou-os no inferno, e os entregou aos abismos da escuridão, reservando-os para o juízo;2 Pedro 2:4

      AGORA VEJA ESSA OUTRA PASSAGEM

      Fil. 02:10 – todo joelho se dobrará a Jesus, no céu, na terra, e “debaixo da terra” que é o reino dos justos mortos, ou o purgatório.

      IRMÃOS E IRMAS TODO JOELHO SE DOBRA AO NOME DE JESUS AGORA
      SE A MORADA DOS MORTOS FOSSE SIMBOLO SERIA APENAS TODO JOELHO SE DOBRE
      AO NOME DE JESUS NO CÉU NA TERRA E NO INFERNO

      E NÃO NA MORADA DOS MORTOS POIS A MORADA DOS MORTOS É SÓ UM SIMBOLO

      CLARO QUE NÃO A MORADA DOS MORTOS EXISTE CLARAMENTE E A BÍBLIA AFIRMA ESSA EXISTÊNCIA

      Irmão e irmãs católicas agora raciocinem com lógica
      E me diz seria jogado algo que não existe dentro do fogo?

      O ENGRAÇADO É QUE AINDA EXISTEM TANTAS SEITAS PROTESTANTES

      QUE CONTESTAM DESCARADAMENTE OU INOCENTEMENTO O PURGATÓRIO ISSO É UMA PIADA

      VEJA MAIS UMA PROVA INCONTESTÁVEL

      “E todo o que disser alguma palavra contra o Filho do Homem, lhe será perdoado; porém, o que a disser contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro.” (S. Mateus, XII, 32).

      Nesse versículo Jesus supõe a possibilidade de haver um perdão na outra vida.

      E MAIS ESSA PASSAGEM TEM BASE E SUSTENTAÇÕES POIS NÃO É UM FATO ISOLADO

      Exemplo disso foi Jesus ter descido na prisão onde muitos espíritos estavam presos por desobediência a Noé

      VEJA
      “Pois também Cristo morreu uma vez pelos nossos pecados(…) padeceu a morte em sua carne, mas foi vivificado quanto ao espírito.

      É neste mesmo espírito que ele foi pregar aos espíritos que eram detidos na prisão,

      Aqueles que outrora, nos dias de Noé, tinham sido rebeldes (…) Por isto foi o Evangelho pregado também aos mortos; para que, embora sejam condenados em sua humanidade de carne, vivam segundo Deus quanto ao espírito.” ( I Pe 3, 18-19 ; 4, 6 )

      EU FICO IMAGINANDO A BÍBLIA FALA DA EXISTÊNCIA DO CÉU INFERNO PARAISO MORADA DOS MORTOS SEIO DE ABRÃO ABISMO PROFUNDOS E DE UMA PRISÃO

      AÍ EU ME PERGUNTO POR QUE AINDA AS SEITAS PROTESTANTES QUEREM CONTESTAR

      ISSO É RIDÍCULO

      AGORA AQUI NESSE OUTRO VERSÍCULO VEJA MAIS UMA GRANDE PROVA DE EXISTIR PECADOS LEVES E PECADOS GRANDES E SUAS CONSEQUÊNCIAS
      POIS JESUS MORREU NA CRUZ PELA DESOBEDIÊNCIA DE ADÃO E EVA

      E NOS RECONCILIOU COM DEUS

      MAIS SE CONTINUARMOS A PECAR TEREMOS UMA GRANDE DIVIDA CASO NÃO ARREPENDEMOS DE CORPO E ALMA

      VEJA

      (Hebreus 6: 4-6)

      “Porque é impossível que os que já uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se tornaram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e as virtudes do século futuro, e recaíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; pois assim, quanto a eles, de novo crucificam o Filho de Deus, e o expõem ao vitupério.”

      IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICOS TEMOS QUE TOMAR MUITO CUIDADO COM NOSSAS ATITUDES
      POIS NÃO PODEMOS TENTAR JAMAIS A BONDADE E MISERICORDIA DE DEUS

      POR QUE TODOS OS PECADOS POSSUEM AS SUAS CONSEQUÊNCIAS

      AGORA NESSA PASSAGEM QUE EU VOU MOSTRAR
      JESUS DIZENDO CLARAMENTE EM PARABÓLAS
      A EXISTENCIA DO PURGATÓRIO
      OU SE VC PREFERIR A ESPIAÇÃO PELO PECADO NÃO ARREPENDIDO

      VEJA

      O senhor se irritou e mandou entregar aquele servo aos carrascos, ATÉ QUE PAGASSE toda a sua dívida.

      É ASSIM que o meu Pai que está nos céus FARÁ convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão.” Mateus 18: 34-35

      Procura reconciliar-te com teu adversário, enquanto ele caminha contigo para o tribunal.

      Senão o adversário te entregará ao juiz, o juiz te entregará ao oficial de justiça, e tu serás jogado na prisão.

      Em verdade, te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo. Mateus 5:25-26

      IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICAS

      Aqui em ambas passagens vemos uma referência implícita ao lugar de expiação o qual a Igreja chama Purgatório.

      Enquanto estamos à caminho do tribunal, uma alusão ao julgamento individual depois da morte, somos obrigados a nos reconciliar, pois adversário ( Satanás, o acusador) nos condenará diante do Juiz (Cristo Nosso Senhor)

      Que por sua vez nos fará justiça, e seremos jogados na prisão (purgatório), até que nossas dívidas (cada pecado cometido e não expiado) sejam pagas.

      Essas passagens são referências ao purgatório e não ao inferno, como alguns alegam,
      Pois afirmam que uma vez que as dívidas são pagas, o devedor ( pecador) sairá da prisão.

      Como sabemos, uma vez condenado, ninguém sai do inferno.
      Enquanto as almas do purgatório, uma vez purificadas, ascendem ao céu.

      NESSE VERSÍCULO

      Nosso Senhor se refere à vida futura.
      Vou da um exemplo

      VOCÊ PODERIA ATÉ ODIAR SEU IRMÃO OU SEJA QUEM FOR
      QUE VOCÊ NUNCA IRIA SER PRESO POR ISSO AQUI NA TERRA
      A NÃO SER QUE VOCÊ O MATE OU TENTE O AGREDIR

      CASO CONTRÁRIO SEJA QUAL FOR ESSE SEU ÓDIO
      PELO SEU IRMÃOS SE ELE FICAR SÓ GUARDADO COMO VOCÊ
      VOCÊ NUNCA IRIA SER PRESO POR ISSO

      RESUMINDO O QUE JESUS QUIZ DIZER NESSA PASSAGEM
      É PARA TODOS NÓS IRMÃOS FAZERMOS AS PAZES UM COM OS OUTROS
      E NOS PERDOARMOS MUTUAMENTE
      POIS SE UM DIA CASO CONTRÁRIO
      SE UM IRMÃO MORRER COM ESSE ODIO NO SEU CORAÇÃO
      COM CERTEZA ELE VAI COMPARER DIANTE DO TRIBUNAL ONDE O JUIZ É DEUS
      QUE TI PEDIRÁS CONTA DE TUDO NA SUA VIDA
      E TAMBÉM O POR QUE DO ÓDIO CONTRA O SEU SEMELHANTE

      Irmãos e irmãs católicas saibas que nas Sagradas Escrituras há muitos textos que mostram claramente, que embora nossos pecados possam ser perdoados, Deus ainda impõe-nos a obrigação de sofrer neste mundo duros trabalhos temporais ou no próximo através das chamas da purgação ou expiação que a igreja da o nome de doutrina do purgatório.

      Veja

      O que aconteceu com Adão. Porque ele se arrependeu logo depois de ter cometido o pecado original,

      Deus garantiu a ele que o havia perdoado, mas ainda assim
      Ele o condenou a passar nove séculos sobre esta terra fazendo penitência.
      Penitências que ultrapassam qualquer coisa que possamos imaginar:…maldita seja a terra por tua causa.

      Tirarás dela com trabalhos penosos o teu sustento todos os dias de sua vida.
      Ela te produzirá espinhos e tu comerás a erva da terra.
      Comerás o teu pão com o suor do teu rosto, até que voltes à terra de que fostes tirado; porque és pó, e em pó te hás de tornar…(Gênesis 3.17)”

      E MAIS

      Davi ordenou, contrariando a vontade de Deus, que se fizesse o recenseamento de Israel
      Atingido pelo remorso de consciência, ele reconheceu o seu pecado, atirou-se ao chão suplicando ao Senhor que o perdoasse.

      Conseqüentemente, Deus tocado pelo seu arrependimento, o perdoou.
      Mas apesar disso, Ele enviou Gad para dizer a Davi que ele teria que escolher entre 3 tipos de punições que Ele havia preparado para Davi reparar pelo seu pecado:

      A peste,a fome ou a guerra. Davi então respondeu: Ah! Caia eu nas mãos do Senhor, porque imensa é a sua misericórdia; mas que eu não caia nas mãos do homem…(I Crônicas 21).

      Ele escolheu a peste e esta durou apenas 3 dias mas matou 7 mil pessoas de seu povo.
      Se o Senhor não tivesse detido a mão do Anjo que estava estendida sobre Israel, Jerusalém inteira teria ficado despovoada!

      Davi ao ver todo o mal causado pelo seu pecado, implorou a graça de Deus pedindo que Deus punisse apenas ele mesmo, mas que poupasse o seu povo que era inocente.

      IRMÃOS E IRMÃS CATÓLICOS NESSE PEQUENO ESTUDO FICA CLARÍSSIMO
      QUE TODOS OS PECADOS PUSSUEM AS SUAS CONSEQUÊNCIAS

      POR ISSO É CLARO E EXISTENTE BIBLICAMENTE AS PALAVRAS PURGAÇÃO E ESPIAÇÃO NA QUAL A IGREJA CHAMA DE PURGATÓRIO

      Agora para terminar essa aula de apologética veja alguns testemunhos primitivos sobre a Fé recebida dos Apóstolos sobre a consciência dos mortos.
      ?Portanto, supliquemos também nós pelos que se encontram em alguma falha, a fim de que lhe sejam concedias moderação e humildade, e para que cedam, não a nós, e sim à vontade de Deus. Então, quando nos lembrarmos deles com espírito de misericórdia diante de Deus e dos santos, nossa oração produzirá frutos e será perfeita […]? (Primeira Carta de Clemente aos Coríntios, 56. São Clemente, Papa. 90 d.C) (grifos meus).
      PRA QUEM NÃO CONHECE SÃO CLEMENTE FOI O QUARTO PAPA DA IGREJA CATÓLICA NASCIDO NO ANO 30 DA ERA CRISTÃ
      São Clemente foi discípulo pessoal de São Paulo (cf. Fl 4,3) e o terceiro sucessor de São Pedro, no Episcopado da Igreja de Roma. Ora, se para os primeiros cristãos os justos estivessem ?dormindo?, ele não pediria aos fiéis para apresentarem suas orações diante de Deus e dos santos.
      AGORA VEJA OUTRO TESTENHUNHO DE SANTO INÁCIO DE ANTIOQUIA NASCIDO NO ANO 35 DA ERA CRISTÃ
      Meu espírito se sacrifica por vós, não somente agora, mas também quando eu chegar a Deus […]? (Carta ao Tralianos, 13. Santo Inácio, Bispo de Antioquia. 107 d.C) (grifos meus).
      Santo Inácio foi discípulo pessoal de Pedro e Paulo. Era também chamado pelos antigos cristãos de Teósforo, que significa “Carregado por Deus”,
      Por ser a criança que Cristo pega no colo em Mc 9,36. Com efeito, se os Apóstolos Pedro e Paulo tivessem ensinado a Inácio que os mortos ?dormem?, ele não acreditaria que os justos estão diante de Deus intercedendo pelos que ainda não completaram o caminho da vida (cf. Ap 6,9-11; Ap 20,4). Mas, ele não só crê, mas ensina que quando chegar ao Céu estará ainda a serviço de Deus pelos que estão aqui na terra.
      “Portanto, eu vos exorto a todos, para que obedeçais à palavra da justiça e sejais constantes em toda a perseverança, que vistes com os próprios olhos, não só nos bem-aventurados Inácio, Zózimo e Rufo, mas ainda em outros que são do vosso meio, no próprio Paulo e nos demais apóstolos.
      Estejam persuadidos de que nenhum desses correu em vão, mas na fé e na justiça, e que eles estão no lugar que lhes é devido junto ao Senhor, com o qual sofrefram. Eles não amaram este mundo, mas aquele que morreu por nós e que Deus ressuscitou para nós” (Segunda Carta aos Filipenses, 9. São Policarpo, Bispo de Esmirna. 160 d.C) (grifos meus).

      Curtir

      • junior disse:

        isso que é o purgatório e ainda os protestantes perguntam onde está o nome do purgatório biblicamente rsrsrs

        sem saber que o purgatório é apenas o nome da doutrina que a igreja colocou nas palavras purgação e expiação

        excelente apologética Edmilson valeu

        Curtir

        • Edin disse:

          Cara amiga Helen, faço uso desse espaço para lhes pedir perdão pelo comentário que postei hoje sobre doutrinas como purgatório e perdão de pecados pelos sacerdotes católicos. Como disse no comentário, sou evangélico, não entendo que seja assim que a bíblia ensina, porém quem sou eu para julgar os servos alheios, para o seu próprio Senhor, está em pé ou cai…(Rm 14:4) Mas eu não sou senhor deles.
          São casos reais, foram veiculados, mas quem sou eu? Pecador como tais.
          Não nos mesmos moldes, mas certamente em outros e para o senhor não há pecadinho ou pecadão. Tudo é pecado, tudo cheira mau. E quem vai julgar conhece a realidade de tudo.
          Todos pecaram… (Rm 3:23) e eu não quero tornar a redenção de há em Cristo, em vão.
          Havia prometido a mim mesmo que nunca mais postaria comentário algum sobre a fé de vocês. E o fiz. Diante de Deus, fiquei muito mal depois que postei e por isso lhes peço um perdão maior do que o comentário.
          O JUIZ ESTÁ À PORTA E PARA MIM TAMBÉM, ISSO EU SEI….
          Por favor, ao PONDERAR, exclua o mesmo.
          Pelo amor de Deus, não me condene, ME PERDOE.

          Curtir

      • Edin disse:

        Edmilson, é que eu sou evangélico e tenho pecados e não quero aguardar o purgatório, e segundo o Site: MIDIA GOSPEL, “vaticano diz que somente seus sacerdotes podem perdoar pecados”. vcs. estão se referindo aos pecados de vocês mesmos ou de toda humanidade???
        Será que eu devo procurar o Monsenhor Kevin Wallin da diocese católica romana de Bridgesport (EUA) que sendo vigiado, vendeu por sete vezes drogas para a policia. recebeu carregamento de drogas da Califónia e se prostituia c/homens (Fonte SITE: gospelprime) ou o caso bem recente da maior autoridade católica da da Gran-bretanha que tinha sexo com os padres ou já que eu estou no Brasil procurar os sacerdotes de Arapiraca?
        “vocês tem que ficar de boca serrada, não são dignos de falar de santidade, muito menos de perdão de pecados por parte dos sacerdotes católicos.”
        Está uma podridão.
        SÓ JESUS PERDOA PECADOS, NÃO TENTEM TIRAR A GLORIA DELE.
        ISSO É UMA BLASFÊMIA… PURGATÓRIO É PAPO P/ BOI DORMIR…
        Pe. Gabriele Amorth, exorcista oficial católico, disse: “O demônio está no Vaticano e você pode ver as consequências disso”.

        JESUS ESTÁ VOLTANDO! ARREPENDAM-SE, DEIXEM A IDOLATRIA E SIRVAM SÓ A ELE…

        “sai dela povo meu….”

        Curtir

        • Helen disse:

          Caro Edin,

          O Sacerdet católico absolve os pecdoas em nome de Jesus, que é quem peroda. O ofício sacerdotal coreende ser monistro da palavra bem como ministro p perdão concedido por Cristo àqueles que se arrependem. O ato de confessar sacraventalmente é, antes de tudo, um ato de humildade e fé na misericórdia de Cristo.

          Curtir

  46. Pingback: Tweets that mention Saiba o como provar a doutrina do Purgatório a um Cristão Evangélico | Ecclesia Militans -- Topsy.com

Seja respeitoso. Não ataque o autor, debata sua idéia. Não use linguagem obscena, profana ou vulgar. Fique no tema do post. Comentários fora do tema original poderão ser excluídos.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s